quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

A solidariedade com os refugiados é um pesadelo!

Sylvi Listhaug
A nova ministra da Imigração e Integração da Noruega, Sylvi Listhaug, de apenas 37 anos e ex-ministra da Agricultura, mostrou-se muito crítica da solidariedade dos noruegueses para com os refugiados dizendo que isso é um "pesadelo". A Noruega não é propriamente um país refugee-friendly mas ainda assim aceitou só este ano 30 mil pedidos de asilo. Estes, no entanto, baixaram devido ao frio que se faz no país e por causa do controlo de fronteiras na vizinha Suécia. Sylvi pertence ao Partido do Progesso, um dos partidos que estão no poder na Noruega (juntamente com o Partido Conservador), e é considerado de "extrema-direita".
Erna Solberg
Também a primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, decidiu agitar os ânimos dizendo que se a Suécia colapsar por causa da invasão, a Noruega estará pronta para abandonar a Convenção de Genebra, encerrando a fronteira entre os dois países de modo a evitar que os refugiados fujam para a Noruega. "Estamos preparados para o pior", acrescentou. Erna Solberg tem preparada uma lei para apresentar no parlamento e que permite rejeitar alegados refugiados se estes não vierem directamente de uma área de conflito: "É uma proposta de força maior que teremos na eventualidade de que tudo caia por terra, que o fluxo (de refugiados) venha e acabe por chegar à Noruega, porque estamos no topo da Europa". Por sua vez, o governo da Dinamarca, que continua a controlar a sua fronteira com a Alemanha para evitar que os refugiados zarpem para lá, vai estar muito atento a esta lei de emergência norueguesa.
Enquanto não se barra duma vez por todas a entrada a falsos refugiados, os noruegueses, e não só, vão ter de continuar a gramar com a alogenia bárbara trazida pelos muçulmanos violadores que não perdoam sequer os seus. Um dos exemplos disso foi o que aconteceu em Dezembro passado: um jovem sírio de 19 anos foi violado por quatro «refugiados» compatriotas seus, que ele já conhecia antes de chegarem à Noruega, num centro para refugiados em Vestfold! Os alógenos não se contentaram apenas em violar, tiveram também que filmar a violação!

2 comentários:

RICARDO DA SILVA LIMA disse...

Meu caro Firehead, vou te dizer uma coisa: se sueco fosse, já estaria pensando seriamente em "abandonar este barco". Acho que, a curto prazo, a Suécia é um caso perdido.

Azar os deles. :(

FireHead disse...

A curto prazo??? Já está a ser um caso perdido!!

E sim, azar o deles. Eles é que andaram a pedi-las...