quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Mais um aniversário da implantação da República Popular da China


Amanhã é o 66.º aniversário da implantação da República Popular da China. Os dias 1 e 2 de Outubro são feriados públicos aqui em Macau, o que quer dizer que uma vez mais vamos ter um fim-de-semana prolongado, voltando apenas ao batente no próximo dia 5 de Outubro.
O Blogue do FireHead também vai associar-se à festa e fazer uma pausa apesar do seu autor ser um anti-comuna de primeira e apoiante do Partido Nacionalista Chinês, (ainda) em poder lá em Taiwan, mas os fiéis leitores do blogue podem estar descansados porque ele não vai armar-se em funcionário público de Macau como os blogues daqueles que só colocam entradas durante o horário de expediente. O blogueiro deste blogue sacana promete regressar já no dia 2.
Os melhores cumprimentos e um grande bem-haja a todos!

Bayern dá 5 ao Dínamo de Zagreb; CRAC surpreende Chelsea

Na 2.ª jornada da Liga dos Campeões, o Bayern de Munique recebeu e esmagou os croatas do Dínamo de Zagreb por 5-0 com um hat-trick do polaco Robert Lewandowski (igualou Cristiano Ronaldo na lista dos melhores goleadores da prova) antes do clássico frente ao Borússia de Dortmund na próxima jornada da Bundesliga. "Com seis pontos, estamos no bom caminho e mostramos que estamos em forma", afirmou Pep Guardiola no final do jogo.

video

Entre os resultados já verificados destaca-se também a surpreendente vitória do CRAC (Clube Regional Assumidamente Corrupto) frente ao Chelsea por 2-1 (André e Maicon; Willian) no regresso de José Mourinho ao Estádio do Cabrão Ladrão Dragão 11 anos depois. Ficou, já perto do fim do jogo, um penálti do tamanho da Torre dos Clérigos por assinalar a favor dos blues (mão de Marcano na bola dentro da área portista).

video

O flop de treinador Julen Lopetegui exultou com o resultado: "A atitude dos jogadores foi fantástica. Estes três pontos são justíssimos, mas podíamos não ter vencido e ter feito na mesma um grande trabalho. Depois, não é fácil encaixar um golo em cima do intervalo, mas a resposta na segunda parte foi espectacular. Estou contente pela equipa ter feito uma grande partida". Do lado do Chelsea, José Mourinho considerou que os seus jogadores cometeram "dois erros ridículos que custaram o jogo".

Gilberto Camacho a deputado na AR?

O meu amigo Gilberto Camacho, macaense como eu, pode vir a substituir o também macaense José Pereira Coutinho, deputado em Macau e líder da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau, na Assembleia da República uma vez que o cabeça-de-lista do movimento Nós, Cidadãos! para o círculo de fora da Europa já admitiu que não vai abandonar o seu cargo de deputado aqui em Macau, o que faz com que avance o número 2 da lista para Portugal caso o Nós, Cidadãos! consiga eleger algum deputado, o que duvido.
Entrevistado pelo Hoje Macau, Gilberto frisou que já tinha conhecimento dessa possibilidade. "Só em algumas situações se justifica entrar, porque nunca foi pensado para entrar eu, mas sim ele. Não sei o que Coutinho pensa a nível pessoal, já que o seu mandato aqui em Macau acaba em 2017. No caso de ele não conseguir conciliar os dois lugares, entrarei eu. Como cabeça-de-lista não, não tenho a mesma bagagem política", disse Gilberto, que garante que não vai haver desilusão por parte dos eleitores caso Coutinho não vá para Lisboa. "Prometo trabalho e dedicação e será uma nova experiência para mim. Não posso dizer que farei milagres mas estou pronto para embarcar em novos desafios, servindo o melhor possível as pessoas que estão fora de Portugal. Se for mesmo necessário, farei o meu melhor".
A opção Nós, Cidadãos! representa uma alternativa ao PS e ao PSD. O líder do movimento, Mendo Henriques, acrescentou que é também uma alternativa ao CDS-PP e acredita que pode chegar à Assembleia da República, uma vez que "as forças emergentes podem ter 600 mil votos e disputar 20 mandatos". Mendo Henriques quer ajudar a criar um país onde "os jovens não têm de emigrar" e quer capitalizar o voto das pessoas que ao longo dos últimos anos foram "traídas e humilhadas". Até a própria filha de Mendo Henriques "vai emigrar para os Estados Unidos", mas "Só no dia 5 de Outubro, depois de votar." Além das bandeiras do emprego, resgate do sobre-endividamento, a reforma do sistema político e eleitoral e o combate à corrupção, há outras propostas mais específicas, como a defesa de "uma democracia mais participativa, com referendos no dia das eleições a cada quatro anos, com temas previamente escolhidos pelos cidadãos". "Para os politólogos, há aspectos em que somos de esquerda e outros em que somos de direita", dando, no entanto, à SIC a definição de "novo centro". Entre os apoiantes, o Nós, Cidadãos! conta com o juiz Rui Rangel, que chegou a concorrer para a presidência do Benfica, e o imbecil do cantor José Cid.


Gilberto também não tem dúvidas de que o Nós, Cidadãos! representa uma alternativa aos partidos que "têm estado sempre à frente do Governo. São bem-vindos os partidos alternativos e não partidos que tenham estado sempre no poder desde 1974. Portugal pode dar o benefício da dúvida a novos partidos".
Aqui em Macau o PSD sempre teve uma forte implantação. A própria formação liderada por José Pereira Coutinho, Nova Esperança, tem afinidades com os social-democratas apesar de ele estar agora envolvido com o Nós, Cidadãos! O candidato da coligação "Portugal à Frente" é José Cesário, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, que esteve recentemente aqui em Macau e que ontem numa entrevista à TDM apelou aos portugueses expatriados e portugueses nascidos fora de Portugal ao voto na coligação porque "Portugal está melhor hoje do que há quatro anos", com o actual governo a encetar uma retoma económica após uma das maiores crises da História de Portugal, uma crise económica sem precedentes. Portanto repito: do mal, o menos; antes a coligação do que o PS de novo para de novo enterrar Portugal e chamar a troika.

Opiniões DN

A situação é complexa, mas perfeitamente sustentável, desde que enfrentada de forma séria, atenta e corajosa. Mas este segundo elemento inspira as principais ameaças. Portugal não precisaria de novo tratamento se tivesse juízo, mas não parece inclinado para aí. Deste modo os verdadeiros motivos para a eventualidade de novo aperto financeiro são políticos. Paradoxalmente, aqueles que mais dizem abominar a troika são quem mais contribui para acelerar o seu regresso. Os discursos eleitorais insistem em visões ingénuas, irresponsáveis ou abertamente irrealistas, mostrando desconhecimento básico da situação. Por outro lado, o resultado da votação pode, ele próprio, criar um enquadramento que dificulte a tomada das medidas que evitariam a queda (João César das Neves).

A diferenciação religiosa, que é a mais perigosa inspiração do terrorismo para sempre lembrado pelas Torres Gémeas de Nova Iorque, está presente. Tempo de lembrar a intervenção de Oriana Fallaci quando, em 2001, em La Rage et l"Orgueil, apelou à mobilização contra o inimigo, parecendo evidente que a defesa da segurança perante as agressões do terrorismo, que mata friamente inocentes para enfraquecer a confiança das sociedades civis nos governos legítimos, é um dever dos Estados coberto pelo direito. Mas é incompatível com a generalização do medo, que perturba a identificação das diferenças das situações no caso presente, que não pode invocar o conceito de Bento XVI ao dizer, então, porque tinha em mente o terrorismo, que enfrentávamos um "credo beligerante", porque o que enfrentamos agora é um drama humano que tem, entre outras numerosas causas, erros ocidentais, designadamente intervenções militares sem fundamento, ou esquecendo a regra prudencial de escolher um mal menor como, por exemplo, aconteceu no Iraque. A única maneira de deter esta emigração está em conseguir estabelecer um bom governo na origem dos fugitivos, e na eliminação das empresas que crescem os lucros na medida em que causem a transformação do Mediterrâneo num cemitério. Do que se trata agora é de direitos humanos e da proclamada "Terra casa comum dos homens" que se desmorona, urgindo limitar as fracturas do denominado "Mundo Único" (Adriano Moreira).

Catalães, mas também bascos, escoceses, flamengos e italianos do Norte. O separatismo está na moda na Europa Ocidental e o mais surpreendente é que quem quer divorciar-se, seja de Espanha, Reino Unido, Bélgica ou Itália, não são as regiões pobres; aquelas que poderiam atribuir as causas dos males ao governo central. Na realidade, as regiões onde os movimentos separatistas são fortes ou são as mais ricas ou perto. A Catalunha é um exemplo bem conhecido, que contesta contribuir demasiado para o orçamento espanhol, crítica que se soma à defesa da língua e à memória de uma história própria para a construção do discurso independentista. No País Basco, de singularidade ainda mais pronunciada frente a Madrid, o discurso é idêntico, com a diferença do campo nacionalista (48 deputados dos 75 do parlamento regional) se dividir entre um PNV moderado e um Bildu de combate, muito a recordar as velhas reivindicações independentistas da ETA. Os mesmos argumentos egoístas acontecem na Bélgica, onde nas últimas eleições a Aliança Neoflamenga obteve na Flandres um terço dos votos graças a uma campanha de desafio ao governo de Bruxelas e às queixas de ser a região a sustentar os valões (francófonos). O fenómeno repete-se na Itália, com o êxito da Liga Norte a basear-se na exaltação da produtividade de Milão e de Veneza, a Padânia, por comparação com o preguiçoso Mezzogiorno. É uma regra esta a do separatismo dos ricos que também se aplica q.b. aos escoceses: tire-se a Grande Londres, capital financeira da Europa e terra de asilo de milionários, e a Inglaterra deixa de ser mais próspera do que a Escócia. Aliás, é curiosa a fraqueza do nacionalismo galês. Será porque o País de Gales é tão mais pobre do que o resto que desunir-se só traria desvantagens? (Leonídio Paulo Ferreira)

Já tenho uns anitos razoáveis e, dos que me lembro, nenhum foi vivido sem marcianos. O primeiro pugilista de que guardei o nome, Rocky Marciano (1923-1969), não foi por causa dos 43 K.O. com que arrumou os adversários (recorde até hoje), mas porque o supus vindo num disco voador. Afinal, era só uma corruptela da família italiana Marchegiano, imigrada na América. Entretanto, da banda desenhada, viajando com Flash Gordon a Marte, até ser invadido, em filme, pelos cabeçudos do Marte Ataca!, o planeta vermelho nunca me abandonou. A ligação cavou fundo com referências mais eruditas. A Guerra dos Mundos, de H.G. Wells, e sobretudo a versão radiofónica que Orson Welles fez desse livro, em 1938, e que assustou um país inteiro - jornalista desde criança, sempre me encantaram mais as histórias fantásticas que mordiam em pessoas reais. Marte, o planeta, e os seus habitantes foram uma Nova Guiné estranha e longínqua a que mais cedo ou mais tarde eu iria. A coisa começa a compor-se, como leram esta semana. Já lá há água e salgada. A partida dos robôs Oportunity e Curiosity (que nome mais empolgante) mandaram-me fotos. E, ontem, a tal notícia. Sem aprofundar, nem quero, sei que água quer dizer começo. Sinto-me o garoto que viu partir Diogo Cão e, adulto, embarcou com Vasco da Gama. Nesta religião eu reconheço-me totalmente (Ferreira Fernandes).

Mãe mata pedófilo e vai presa

Em Londres, a senhora Sarah Sands, mãe solteira de cinco crianças, foi condenada a três anos e meio de prisão por ter assassinado à facada o seu vizinho Michael Pleasted, um pedófilo de 77 anos com cadastro por crimes sexuais que estava em liberdade sob fiança a aguardar julgamento e que terá molestado os seus filhos, no passado dia 28 de Novembro. "Este foi um caso em que a acusada se entregou à polícia sob um estado elevado de stress, nunca afastou a sua responsabilidade sobre o homicídio nem se quis livrar de provas e até demonstrou remorsos", disse assim o juiz.
Pedófilo cadastrado em liberdade... Uma mãe que faz justiça com as próprias mãos e que em vez de ser condecorada é presa... O que é que difere a justiça britânica da justiça abrilesca??

Querem mesmo chorar por criancinhas? Então chorem pelas nossas, seus hipócritas!


Apresento-vos o Zolika, de 8 anos. O Zolika é um menino sérvio que vive em Horgoš, uma localidade da Sérvia próxima da fronteira com a Hungria.


Desde há algumas semanas, o Zolika e a sua avó adoptaram uma nova rotina. Todos os dias, depois de o Zolika sair da escola, vão os dois juntos recolher as roupas e a comida deixada para trás pelos "refugiados", os tais coitadinhos que são maioritariamente homens em idade militar e que, supostamente, "fogem à guerra". 

A ajuda "humanitária" da UE aos imigrantes não chega à família do Zolika. E nem o Guterres, nem o Papa Chico, nem a Federica Mogherini, nem a Angela Mer(d)kel, nem as ONGs da caridadezinha universalista pedem o que quer que seja aos governos europeus para dar ao Zolika e à sua família. 

Ele é apenas mais um entre milhões de meninos europeus deixados à sua sorte... 

... Se queremos evitar que os nossos recursos deixem de ir para os refujiadistas parasíticos e vão antes para os meninos europeus como o Zolika, então só nos resta mesmo optar pelo Nacionalismo. Porque só mesmo Nacionalismo dá prioridade ao nativo sobre o alógeno!


Mais consequências da crise dos refugiados (V)

Pat Condell, bem ao seu estilo, fala da invasão da Europa dizendo que se os europeus não fizerem o mesmo que a Austrália, a invasão ilegal dos refugiados não acabará nunca.

video

E, se a invasão dos refugiados não acabar nunca, também não acabarão nunca os problemas relacionados com eles na Europa, como por exemplo a criminalidade alógena:


Estupros e pedofilia são apenas alguns dos maravilhosos contributos do islão no Ocidente. Trata-se de enriquecimento cultural desejado pelos multiculturalistas apátridas e traidores da civilização ocidental. Os próprios muçulmanos admitem que é legal violar mulheres brancas na Europa no dia em que eles mandarem no velho continente.

video

O antigo presidente polaco e Prémio Nobel, influente na queda do muro de Berlim e ícone da liberdade, Lech Walesa (na foto), afirmou que se a Europa abrir as portas para os muçulmanos haverá decapitações no continente. O católico devoto e assumido "homofóbico" chama-se a si próprio enfant terrible da Polónia. "Eu compreendo por que a Polónia e a Europa temem o influxo (de refugiados). Eles vêm de lugares onde as pessoas são decapitadas. Estamos preocupados que o mesmo aconteça connosco", disse Lech Walesa sem papas na língua.

No Reino Unido, um hospital de Kent, Queen Elizabeth The Queen Mother Hospital em Margate, recusou-se a receber um sargento ferido que cumpriu serviço militar no Iraque e no Afeganistão porque o seu uniforme estava a ofender "as pessoas de diferentes culturas"! O militar acabou por ser transferido para outro hospital. Escusado será dizer de que seita religiosa são essas pessoas ofendidas com o raio de uma farda militar, quase que aposto até que são iraquianas ou afegãs...

Também no Reino Unido, os militares fardados queixaram-se de terem sido vítimas da ira de muçulmanos que lhes atiraram ovos e também excrementos nas ruas!

Na Alemanha, uma enfermeira nativa de 51 anos e de nome Bettina Halbey foi expulsa da sua própria casa, onde já vivia há 16 anos, para que nela fossem instalados refugiados! "Fiquei completamente em choque e nem consigo sequer encontrar palavras para descrever como esta cidade (Nieheim) me tratou", lamentou Bettina.

E como se tudo isso não bastasse, os refugiados ainda têm a lata de reclamar, com a maior das caras podres, das condições que os países acolhedores lhes oferecem! Em baixo podemos ouvir o que é que os refugiados - ou melhor, migrantes económicos - que fugiram da merda das suas terras dizem sobre a qualidade da comida que lhes é oferecida:

video

Uma ucraniana que sabe falar a língua árabe diz o que é que os refugiados dizem acerca dos "infiéis".

video

Entre os "infiéis" estão também os refugiados cristãos - esses é que devem ser ajudados e só eles é que deveriam ser os refugiados! Nos centros de acolhimento de refugiados na Alemanha, os refugiados cristãos estão a ser vítimas de ameaças por parte dos seus compatriotas muçulmanos, ou seja, os cristãos estão a passar pelo mesmo que passam nas suas terras, motivo pelo qual eles se tornaram verdadeiramente refugiados!

video

O problema é que todos aqueles que se opõem à invasão islâmica são logo catalogados de "racistas", "xenófobos", "islamofóbicos", etc. Enfim, os chavões do costume. Ainda assim ainda bem que há sempre gente que vai resistindo, como por exemplo os polacos.

video

Logo, não é de admirar que partidos dos "racistas", "xenófobos" e "islamofóbicos" continuem a crescer saudavelmente um pouco por toda a Europa. Para além da Frente Nacional em França, Partido da Liberdade na Holanda, UKIP no Reino Unido ou os Democratas Suecos na Suécia, na Áustria o Partido da Liberdade (FPÖ) viu os seus votos dobrados nas eleições regionais de último domingo.


Na Roménia, foi colocado um letreiro que diz o seguinte: "Bem-vindos à Roménia! Aqui não há trabalho, dinheiro, hospitais e escolas para vocês. Voltem para casa!"


E pronto, foram mais algumas notícias do quotidiano europeu que não são relatadas pelos principais meios de comunicação porque não convém que o Zé Povinho da Europa saiba da verdade nua e crua...

A Europa precisa de uma nova Cruzada!

video

Procura-se cruzados para o século XXI.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Exijamos que a ONU proteja as minorias cristãs!


Assinai aqui a petição.

Breves (27/09/15 - 29/09/15)


O Papa Francisco voltou a desiludir os seus fãs de esquerda e defensores de causas fracturantes depois de, na sede da ONU, ter defendido o verdadeiro casamento e condenado a "união homossexual", que é um "estilo de vida anormal, estranho e irresponsável". O Movimento de Integração e Liberação Homossexual (Movilh) é que não ficou nada contente com as declarações do Sumo Pontífice e acusou-o de ter mostrado "finalmente o seu rosto homofóbico, pois expressou-se em termos duros e discriminatórios contra os direitos da diversidade". E nós aqui com uma peninha do camandro...


Enquanto uns (muitos) se queixam dos abusos das praxes académicas, outros há que se queixam de ser expulsos das praxes. O jovem gay Celso Esteves, aluno do curso de Línguas, Literaturas e Culturas na Universidade de Aveiro, afirmou ao Correio da Manhã que o querem expulsar da praxe porque ele é paneleiro, sendo, portanto, uma vítima de homofobia. Os sacanas dos estudantes do estabelecimento de ensino até espalharam por todo o campus panfletos alusivos à sua "orientação sexual". "Isto é uma situação a repugnar uma vez que a universidade de Aveiro diz que não discrimina ninguém", lamentou.


Parece que as últimas sondagens têm dado a vitória à coligação PSD/CDS-PP ("Portugal à Frente"), o que tem chateado imenso alguns conhecidos meus que dizem que estão fartos do Passos Coelho e que não se importam de ver um socialista de ascendência indiana no poder em Portugal. Para eles, se as sondagens realmente estiverem certas, então é porque o povo é "masoquista". Ou então duvidam das sondagens, falando em "encomendas", porque elas só estariam a reflectir a realidade se o PS é que estivesse à frente. Todos nós sabemos que as sondagens valem e o que valem e o que interessa são os resultados das eleições mesmo, no caso no próximo dia 4 de Outubro, portanto só nos resta mesmo é esperar para ver o que é que vai acontecer, na certeza, porém, de que para mim não existem dúvidas: do mal, o menos. Antes a coligação que o socialismo de volta em Portugal.


Os independentistas catalães do Junts pel Sí ganharam as eleições na Catalunha, conseguindo colocar 62 deputados no parlamento catalão, no passado domingo. Para poderem ter a maioria absoluta, os independentistas precisarão do apoio dos esquerdistas radicais da Candidatura da Unidade Popular.


A China celebrou ontem o 2566.º aniversário do Confúcio, um dos maiores sábios da China Antiga, considerado um pensador "reaccionário" que promoveu o culto da educação e do serviço público, o amor filial, o respeito pelos mais velhos, a cortesia ou a moderação. De acordo com a agência noticiosa chinesa Xinhua, funcionários do governo chinês, representantes da UNESCO, académicos e estudantes estiveram reunidos no "templo" de Confúcio na sua terra natal, Qufu, no leste da China, para celebrarem a data com recitação de frases dos Analectos, "a obra do sábio chinês", e muita animação.


Em Sydney, alguns membros do Partido pela Liberdade mascararam-se de muçulmanos e fizeram uma manifestação a exigir que os 12 mil refugiados muçulmanos que chegaram à Austrália fossem colocados perto da residência oficial do primeiro-ministro australiano. Foi também criada uma petição nesse sentido, em nome da celebração da "diversidade cultural".


Há água salgada em Marte, revelou a NASA, podendo ela ter origem em depósitos subterrâneos de água salgada ou gelada que sobe à superfície nas alturas mais quentes, ou pode condensar a partir do vapor de água no ar, e a descoberta dos rastos deixados na superfície pelo fluxo da água nas fotografias tiradas por satélites em órbita fazem os cientistas acreditar que há mais hipóteses de haver vida no planeta vermelho. A existência de água também poderá facilitar uma futura exploração de Marte por astronautas, se um dia lá conseguirem chegar.


No passado sábado o Benfica fez-nos o favor de cumprir com a sua obrigação de vencer o Paços de Ferreira em casa, perante mais de 45 mil espectadores, com um resultado relaxado: 3-0. Com o mesmo 11 apresentado no Estádio do Cabrão Dragão Cavalo Marinho CRAC, contámos com o brilhante Jonas, autor de dois golos, e o génio da jovem promessa Gonçalo Guedes. Segue-se agora o Atlético de Madrid para a Liga dos Campeões amanhã.


A 6.ª jornada da Liga NOS acabou por ser boa para nós, embora pudesse ter sido melhor: o CRAC foi empatar a Moreira de Cónegos (2-2) e o Sporting empatou no Bessa (0-0). O Moreirense esteve duas vezes em desvantagem mas conseguiu um empate merecido e saboroso e o Sporting queixou-se da arbitragem de Artur Soares Dias (o presidente lagarto, Bruno de Carvalho, acabou por ser expulso no final do jogo). O Sporting de Braga está em igualdade pontual connosco (12), tal como o Estoril. CRAC e Sporting lideram ambos o campeonato com 14 pontos.


Em Portugal continua a não haver pai para o Benfica no basquetebol: o Glorioso conquistou o sexto troféu António Pratas depois de derrotar por 76-48 a UD Oliveirense em São Pedro do Sul. Deve ser para aí o 10.º título consecutivo que o Benfica conquistou no basquetebol, não tenho bem a certeza, pois já perdi a conta...

火头的網誌回来了!*


*O Blogue do FireHead está de volta!

sábado, 26 de setembro de 2015

Pausa do Festival da Lua 2015


O Blogue do FireHead não vai ser actualizado amanhã e na segunda-feira devido ao Festival da Lua ou Festival do Meio do Outono (中秋節; Chong Chao Jit).
A todos os queridos leitores e comentadores deste blogue, um grande bem-haja!

A pivô albanesa de mamas grandes

A jovem albanesa Enki Bracaj Zjarr, de 21 anos, conseguiu passar no teste para ser pivô num canal da TV. Como? Com um decote generoso.

video

Peixe com 2 metros


O pescador japonês Hiroshi Hirasaka apanhou um wolf fish (peixe-lobo malhado) de dois metros na costa da ilha de Hokkaido no passado dia 30 de Agosto. O bicho realmente é grande, quase o dobro do tamanho dos peixes da mesma espécie, o que levou a que surgissem rumores de que o peixe capturado por Hirasaka terá sofrido com a radiação de Fukushima, coisa prontamente refutada pelos peritos que defendem que a radiação faz antes reduzir o tamanho dos peixes.
Será que o wolf fish é saboroso?

Legumes gigantes

Realizou-se na Alemanha o campeonato de vegetais gigantes em Klaistow. O produtor Stefan Ludwig venceu uma das categorias com uma abóbora de 45,4 quilos.


O grande destaque da prova foi para o repolho de 23,9 quilos de Sebastian Lüders. O jovem alemão venceu quatro das sete categorias do campeonato.


Em Inglaterra houve um concurso semelhante, na feira de Harrogate, com a britânica Barbara Cook a ganhá-lo com uma cebola gigante que pesa 6,2 quilos.

Os "refugiados" sabem mesmo gozar com a malta!

Eis o porquê da Alemanha ser o sonho para os "refugiados": cheque mensal, casa de borla, comida de borla, gadgets, enfim, boa vida às custas dos contribuintes!


Entretanto parece que a Alemanha já abriu finalmente a pestana: um em cada três pedidos de asilo é de um "falso sírio"!! Porra, demorou!!
O mais engraçado é que, segundo a Convenção de Dublin, os refugiados devem pedir asilo no primeiro país onde chegam. No momento em que chegam à Grécia ou à Itália e depois exigem ir para o Reino Unido, a Alemanha ou a Suécia tornam-se automaticamente migrantes económicos (e ilegais)!!
Continuai, pois, a apoiar o acolhimento dos refu... aham, migrantes económicos! Sustentai-os vós em vossas casas!

Guiné-Bissau: bebés guineenses sacrificados


Na antiga colónia portuguesa africana Guiné-Bissau, esse país do terceiro mundo ainda muito dominado pelas crenças animistas (pagãs) e muçulmana, é raro ver crianças deficientes. Porquê? Porque elas "são muito cedo exterminadas", logo à nascença ou até com vários meses de vida, "às vezes com dois ou três anos", sacrificadas em "cerimónias", contou à Lusa o secretário-executivo da Associação dos Amigos da Criança da Guiné-Bissau, Laudolino Medina. Face aos sinais de deficiência "diz-se que criança é um mau espirito, que não é deste mundo e por isso tem que voltar à sua origem" e organiza-se "cerimónias" à beira de rios em que os bebés são lançados à corrente. "Este tipo de infanticídio não é tomado em consideração como tal, o que para nós é extremamente grave. Há dois dias aproximei-me de familiares depois de saber que houve várias tentativas de liquidar uma criança" portadora de deficiência. Uma criança "que devia beneficiar de apoio redobrado devido à sua condição", mas, "pelo contrário, é vítima das pessoas que a deviam proteger", acrescentou Laudolino.
Lá está o paganismo demoníaco uma vez mais a demonstrar que não é compatível com a civilização humana. E tirem o cavalinho da chuva todos os ditos pagãos que desejam e sonham com o regresso do paganismo que virá subsitituir o Cristianismo, a matriz da civilização ocidental, pois também na Europa pagã o infanticídio era uma prática corrente, como por exemplo em Roma, e esse foi uma das muitas barbaridades que a expansão missionária do Cristianismo encontrou no seu caminho! E, como podemos ver, a Guiné-Bissau não melhorou nada desde a independência, já há 42 anos, antes pelo contrário, e o pior é que a sua comunidade pagã (na qual se incluem os adoradores do ídolo lunar árabe Alá) estacionada em Portugal coloca o país na lista dos países da Europa com um interessante número de meninas vítimas da mutilação genital feminina!

Astana, uma capital maçónica

O FC Astana participa pela primeira vez na Liga dos Campeões, estando no mesmo grupo que o Benfica. A equipa cazaque é da capital do Cazaquistão (Қазақстан), a primeira nova capital mundial do século XXI, substituindo a cidade de Almaty em 1997. Astana vem da palavra cazaque "Astaná" (Астана) que significa precisamente capital. O Cazaquistão é um antigo membro da União Soviética, situa-se na Europa e na Ásia (Eurásia), é povoado por 131 etnias e cerca de 70% da sua população é muçulmana sunita. A principal etnia cazaque é turcomana, com características físicas semelhantes aos mongóis, embora as selecções desportivas cazaques costumem contar também com atletas de etnia eslava devido à dominação russa. As línguas oficiais do país são o cazaque e o russo.

video

Pronto, feita uma rápida apresentação, vamos agora passar para o assunto principal: Astana é uma capital maçónica. Tal como a baixa lisboeta projectada por Marquês de Pombal, a capital do Cazaquistão, com mais de 800 mil habitantes, foi projectada pelo presidente cazaque desde a independência do país em 1991, Nursultan Äbişulı Nasarbayev (Нұрсұлтан Әбішұлы Назарбаев), apoiado pelos milhões de petrodólares e com o auxílio dos arquitectos inglês Sir Norman Foster e japonês Kisho Kurokawa, entre outros envolvidos no megaprojecto, sob o signo da Maçonaria. Astana era uma área remota a deserta das estepes da Ásia Central e hoje é uma cidade cosmopolita, futurista e ocultista, abraçando a simbologia da Nova Ordem Mundial e da vindoura Nova Era. A cidade esconde, ou nem por isso, a "religião mais antiga conhecida da humanidade": a adoração ao sol. Em baixo, podemos ver a pirâmide da paz, que visa "a renúncia à violência" e "a união das religiões do mundo", pois simbolicamente para os maçons todas as teologias são consequências do objecto original de culto, o sol. Para os iniciados na Maçonaria, a pirâmide é o símbolo ideal tanto da doutrina secreta como das instituições estabelecidas para a sua divulgação (Manly P. Hall in "Ensinos Secretos de Todas as Eras"), representando os mistérios de civilizações antigas. Um dos objectivos da Nova Ordem Mundial é a substituição de todas as religiões por uma só sob a forma de neopaganismo, unindo o mundo através da mistura das raças, culturas e línguas.


A torre Bayterek encarna o conto mitológico do Médio Oriente sobre uma árvore mítica da vida e um pássaro mágico da felicidade. Este, Samruk, colocou um ovo - o globo de ouro em cima do monumento -, que representa o sol, entre dois galhos da árvore, que simboliza o canal através do qual os espíritos deixam o mundo material para se juntar ao mundo divino, um conceito muito recorrente entre as sociedades esotéricas e ocultistas. Dentro do globo de ovo, no topo da torre, há um globo terrestre assinado por representantes de 17 confissões religiosas do mundo, o que significa claramente o ecumenismo - um passo rumo à harmonização e homogeneização.


Tal como na Praça do Comércio em Lisboa, os dois famosos pilares maçónicos, Joachim e Boaz, podem ser encontrados a formar a figura de um triângulo, que representa a Trindade, ao pé do palácio presidencial. A grande cúpula redonda do palácio representa o princípio feminino em oposição à fálica torre Bayterek, o princípio masculino. O palácio presidencial fica a este do centro da cidade, tal como o assento do grão-mestre.


Concluindo, Astana é a primeira capital da Nova Ordem Mundial, a capital illuminati. Há sempre quem não alinhe em teorias de conspiração, mas a verdade está à vista de todos e só não vê quem não quer. As elites reinantes mundiais estão a cumprir as condições necessárias para unir o mundo num único governo, desejam homogeneizar raças, culturas e religiões e, enquanto trabalham nesse sentido, espalham à cara podre por todo o mundo os símbolos do seu poder. Eles estão em Astana, em Lisboa, em Paris ou em Washington DC. O facto da população em geral não ter noção do que esses símbolos sob forma de estruturas representam é exactamente a razão pela qual os planos maçónicos estão a ir para a frente passando despercebidos e inquestionáveis. Acontece, porém, que estes planos estão no mundo há séculos.

video

Porque não há nada oculto que não venha a descobrir-se, e nada há escondido que não venha a ser conhecido (Lucas 12, 2).

A Maçonaria é o reino de Satanás (Papa Leão XIII).

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Papa recebido pelo demónio Obama

Depois de uma passagem por Cuba, onde se encontrou com o bandido comuna do Fidel Castro, o Papa Francisco encontra-se agora nos Estados Unidos da América onde falou das alterações climáticas e da crise dos refugiados, tornando-se no primeiro Papa a discursar diante de duas câmaras do Congresso do país que conta com cerca de 70 milhões de católicos. Um encontro agendado com o presidente chinês Xi Jinping, que também está nos Estados Unidos, poderá ser determinante em relação ao futuro dos católicos na China.


Como podemos ver, o presidente mulato norte-americano Barack Hussein Obama foi fotografado com cornos na cabeça. De um lado o vigário de Cristo na Terra, ainda que mais que imperfeito como qualquer ser humano, e de outro o demónio Obama, esse escroque que apoia o aborto em qualquer altura da gestação, até mesmo quando a criança sobrevive ao aborto, o "casamento" gay, obriga a Igreja Católica a aceitar os métodos contraceptivos, apoia os terroristas muçulmanos que matam cristãos e nada diz em relação ao genocídio dos cristãos, entre outras coisas. Os cornos ficam-lhe mesmo muito bem.

Muçulmana metaleira brasileira

Estava a ver as notícias em chinês no canal de Hong Kong TVB há uns dias atrás quando soube que há lá em São Paulo, no Brasil, uma mulher convertida à seita islâmica em 2009 e que é guitarrista duma banda metaleira chamada Spectrus. Neta de alemães católicos, Gisele Marie tem 42 anos e usa sempre o niqab. "Isso é muito confortável, nunca mais na vida vou usar calças", garantiu Gisele, que tem quatro filhas com um muçulmano libanês que tem uma outra mulher para além dela (a poligamia é permitida no islão, mas só na condição de um homem ter mais do que uma mulher e nunca o contrário porque as mulheres muçulmanas são tratadas como objectos de prazer e de procriação). Para a lei brasileira, Gisele é uma mulher solteira apesar de estar casada pela lei islâmica.

video

Antes de abraçar a seita islâmica, Gisele foi adepta da seita pagã WICCA. "Eu era uma bruxa", afirmou, antes de, após a morte do seu pai, ter-se interessado pela língua árabe e depois pelo satânico Alcorão, o que a levou a converter-se à seita do pedófilo Maomé (QAMESE). Dois meses depois de se converter, ela começou a usar o niqab. "Foi uma decisão muito consciente, muito pensada. Comecei porque estava ajudando uma amiga que tinha acabado de voltar do Egipto e queria usar o niqab, mas estava tímida. Como eu estudei psicologia, me propus a ajudá-la a vencer o medo. Começamos a fazer pequenos passeios pelas redondezas e eu comecei a me sentir muito bem. (O niqab) É uma marca muito específica de que eu sou uma mulher religiosa. E me fez ser um pouco mais reflexiva, exigiu de mim uma maior compreensão ao meu redor. É um exercício de diálogo com o mundo. (...) Não consigo ficar na rua sem falar com alguém. É muito raro eu sair de casa e nenhuma pessoa me parar para falar ou tirar foto. Eu passei da linha do preconceito e virei atracção turística".


Essa aberração já pode ir agora dar um concerto para o Iraque ou a Síria, para o pé dos seus camaradas do Estado Islâmico...

Islamização do Paraná

Refugiados muçulmanos de 18 países estão a reconfigurar a demografia das pequenas cidades do interior do Paraná, no Brasil. Eles vão para lá para trabalhar na indústria do abate halal e fazem com que aumentem o número de mesquitas e também de mussalas (tipo capelas). Tratam-se geralmente de refugiados que a Europa não quer e que vêem o Brasil como uma alternativa.

O número de mesquitas só aumenta, nunca diminui - não se trata de islamização?
Num Estado onde a grande maioria da população é de origem alemã, há muçulmanos provenientes de países como a Síria, Palestina, Líbano, Bangladesh, Senegal, Egipto, Gâmbia, Serra Leoa, Paquistão, Jordânia, Moçambique ou Guiné-Bissau. Eles são contratados por empresas de São Paulo ou Brasília que exportam produtos alimentares para os países muçulmanos, o que implica que o abate bárbaro dos animais conforme os preceitos islâmicos tenha de ser feito apenas por muçulmanos. Quase todos eles vivem em casas ou alojamentos cedidos por estas empresas.

Multiculturalismo islâmico no Brasil graças ao grande capital
A presença de muçulmanos por lá acaba por resultar em casamentos e na conversão dos brasileiros ao islão. O Brasil já recebeu mais de 1700 sírios desde que abriu as suas portas aos refugiados em 2013 e em Portugal também não falta quem queira que o país acolha sírios apesar de até poderem na verdade ser do Paquistão, do Bangladesh ou do Afeganistão...

Os refugiados ameaçam voltar para casa se não puderem ir para a Alemanha!

Então que voltem para casa, pois! Voltem para as terras de onde fugiram, pois são migrantes económicos e não refugiados coisa nenhuma!

video

Haji mortal


717 muçulmanos morreram esmagados e 805 ficaram feridos na sequência de uma debandada que houve em Mina, perto de Meca, a pior tragédia dos últimos 25 anos por causa do haji, ou seja, a "peregrinação" islâmica a Meca, que é um dos cinco pilares do islão. A tragédia terá começado depois de uma disputa que houve entre os "peregrinos" que se dirigiam a Jamarat, uma estrutura com vários níveis a partir da qual os fiéis apedrejam simbolicamente o diabo (Alá?). Mesmo assim não bateu o registo de 1990: 1426 muçulmanos mortos.


Eu não consigo ter pena nenhuma dos muçulmanos que morreram. Morreram porque queriam ir adorar um calhau. E que dizer da Arábia Saudita, tão criticada por não querer aceitar refugiados, que leva agora com todos estes mortos? Payback is a bitch, né? Mas vejamos o lado positivo: os muçulmanos que morreram e que estavam radicados no Ocidente pelo menos para lá já não vão novamente...
Allau Akbar! Allahu Akbar! Allahu Akbar!...

Não há descidas na Bolinha!

Uma boa notícia para as equipas que estão à rasca no campeonato da Bolinha deste ano: a Associação de Futebol de Macau decidiu que não vai haver descidas de divisão devido ao aumento do número de equipas para 16 no sistema de dois grupos de apuramento no ano que vem, o que quer dizer que o Sporting e o Monte Carlo, as grandes decepções dos grupos A e B, já não precisam de ter a pressão dos resultados. E, contrariando o que eu tinha afirmado anteriormente, o Monte Carlo já não se apurará para as meias-finais apesar de teoricamente ser a segunda equipa mais forte do grupo B, atrás do Benfica. Na calha para o apuramento estão os Sub 23 A, apoiados pela Associação de Futebol de Macau, o Chiba e o Lai Chi.


Depois do serviço lá fui eu uma vez mais ver a filial macaense do meu Benfica ao campo do Colégio D. Bosco. Em jogo a contar para a 4.ª jornada do grupo B, o bicampeão nacional de futebol de 11 (Bolão ou Liga de Elite) e também detentor do título de campeão da Bolinha garantiu já o apuramento para a fase seguinte depois de ganhar por 1-0 o "ressuscitado" Lam Pak, uma equipa com história no futebol de Macau e que anda há dois anos arredado do futebol de 11 por motivos financeiros, golo apontado a 4 minutos para os 50 (na Bolinha cada parte tem 25 minutos) de cabeça pelo brasileiro Fabrício Lima. Na presente edição da Bolinha o Benfica conta só com vitórias (12 pontos em quatro jogos), sete golos marcados e nenhum golo sofrido, faltando apenas disputar um jogo com o Chiba na próxima quarta-feira para cumprir calendário. Apesar de ter agora um novo treinador, Gonçalo Monteiro, como referi aqui no blogue na entrada anterior sobre o Benfica de Macau, o Glorioso macaense perdeu jogadores de referência após a reconquista da Liga de Elite, como o guineense Juary Soares e os portugueses de gema Luisinho e Marco Meireles. Os dois primeiros ingressaram no 1.º de Dezembro (para o Luisinho por acaso até foi um regresso), um clube de Sintra da AF Lisboa. Já Marco Meireles rumou à Finlândia para representar o Sporting Kristina da 3.ª divisão local.


Antes do jogo do Benfica jogaram as duas equipas sensação do grupo A: o CRAC (ou Futebol Corrupto do Porto) de Macau e o Night Walker. Vi os últimos 10 minutos do jogo e reparei que a equipa dos noctívagos, composta por jogadores chineses locais e de Hong Kong, deu uma boa réplica à equipa de matriz portuguesa, mas o empate acaba por se ajustar devido ao equilíbrio que se verificou. A equipa portista macaense orientada por Paulo Conde vai agora medir forças com o líder do grupo, o Ka I, invicto como o Benfica no grupo B, e será o grande jogo da 5.ª jornada, na próxima quarta-feira antes do Chiba X Benfica.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

O convencionalismo da pedofilia

Mais um excelente vídeo de Paul Joseph Watson que eu saco lá do blogue Totalitarismo Universalista! Desta vez, Paul Joseph Watson denuncia um artigo escrito por um pedófilo esquerdista, Todd Nickerson. Porque é que há esquerdistas que tentam normalizar a pedofilia como normalizam a homossexualidade?

video

Mais consequências da crise dos refugiados (IV)

Um jornalista alemão está escondido depois de ter recebido ameaças de morte por ter denunciado a corrupção política por detrás da invasão muçulmana na Europa. Os esquerdistas e os muçulmanos não o perdoam por alertar para o perigo da islamização e do genocídio branco.

video

E quem duvida do que disse o jornalista, o melhor é ouvir o que a própria Angela Merkel diz. A chanceler alemã praticamente manda vir com os alemães que estão com medo da infiltração islâmica no seu país por causa das suas consequências: subsídio-dependência alógena, criminalidade (violação, pedofilia, etc.) e terrorismo.

video

Vai crescendo o número de casos de estupro de mulheres alemães e também das próprias refugiadas em centros de abrigo para refugiados na Alemanha, crimes esses cometidos por refugiados que estão a ser minimizados pelas autoridades alemães e pelos mé®dia pelos motivos psicopatas que já estamos cansados de saber (evitar sentimentos anti-imigração, coisas que o António Guterres e demais bestas não querem). De acordo com o UK Daily Mail, diplomatas avisaram os líderes da maçónica União Europeia que o acolhimento e partilha de refugiados entre os Estados-membros vão fazer com que haja "sangue nas paredes". "Isto é mau para a Europa", disse um diplomata de um dos países que se opõem às quotas. "Em breve veremos que o rei vai nu. Perdeu-se o bom senso hoje (por causa do acordo a que chegou a União Europeia sobre a colocação de 120 mil refugiados)", afirmou, por sua vez, o ministro do Interior da República Checa, Milan Chovanec.


A Hungria acusa a maçónica União Europeia de estar a encorajar a invasão muçulmana que põe todos os países europeus em risco.

video

Marine Le Pen, igual a si própria, atirou-se à maçónica União Europeia dizendo que a sua França, governada pelo súcia François Hollande, prefere dar prioridade aos estrangeiros em vez dos próprios franceses. A líder nacionalista acrescentou ainda que os valores muçulmanos não se enquadram no Ocidente comparando a invasão de refugiados muçulmanos na Europa à "invasão bárbara de Roma".

video

Os refugiados não têm respeito nenhum pelos mortos, como podemos ver nas seguintes imagens recolhidas num cemitério na Croácia. Acredito que eles respeitar os mortos até respeitam, mas só os deles, ou seja, os muçulmanos que já foram com os porcos, e não os católicos.

video

Também na Croácia podemos ouvir o seguinte testemunho de um porco selvagem refugiado muçulmano que se queixa da comida, que não presta, e que quer ir para a Alemanha porque é "muito bom" por lá.

video

Em Portugal, quase 100 autarquias já se disponibilizaram para receber refugiados (vale a pena ler os comentários), que todos nós já estamos fartos de saber são na sua esmagadora maioria muçulmanos, em vez de ajudarem os portugueses que precisam de ser ajudados...


Quo vadis, Europa?