terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Os refugiados querem invadir a Europa


Sem papas na língua: o presidente checo Miloš Zeman, de 71 anos, disse durante a sua mensagem de Natal ao povo checo que a onda de "refugiados" que querem entrar na Europa é "uma invasão organizada". A República Checa, um dos antigos países dominados pelo comunismo, foi um dos países que rejeitaram o sistema de quotas em relação aos "refugiados" imposto pela maçónica União Europeia e quase 70% da sua população, indica uma recente sondagem, é contra o acolhimento de "refugiados". "Estou convicto de que estamos a enfrentar uma invasão organizada e não um movimento espontâneo de refugiados", disse, afirmando que a compaixão só deve existir para os refugiados que são velhos ou doentes e para as crianças, mas não para os homens jovens que têm como missão lutar com os jihadistas: "A grande maioria de migrantes ilegais são homens novos, que estão bem de saúde, e solteiros. Pergunto-me porque estes homens não pegam nas armas para lutar pela liberdade dos seus países, contra o Estado Islâmico".
Ora aqui temos mais um tipo que diz a mais pura das verdades.

Sem comentários: