sábado, 26 de dezembro de 2015

Obi-Wan Kenobi católico


Agora que está a haver uma autêntica febre por causa do novo filme da saga Star Wars (Guerra das Estrelas), aproveito para admitir que nunca fui fã disso, logo não sabia que o actor Alec Guinness, que faleceu em 2000 aos 86 anos de idade, foi um dos actores mais conhecidos do século XX por ter interpretado a personagem Obi-Wan Kenobi. Até aí tudo bem. Não sabia também que ele era um convertido à Igreja Católica. Nascido numa família com problemas (a mãe dele era prostituta), Sir Alec Guinness pensava até em tornar-se pastor anglicano. Em 1954 e já com 40 anos de idade, interpretava ele a personagem principal do filme "O Padre Brown", baseado no famoso sacerdote que resolvia crimes criado pelo famoso escritor católico inglês G. K. Chesterton, outro ex-anglicano, quando um menino o confundiu com um verdadeiro padre e caminhou ao lado dele. "Enquanto continuava a minha caminhada, pensei que uma Igreja que podia inspirar tanta confiança num menino, fazendo que os sacerdotes, embora desconhecidos, fossem de tão fácil acesso, não podia ser tão intrigante ou horripilante como tantas vezes era apresentada. Comecei a desprender-me dos meus antigos preconceitos que foram aprendidos e absorvidos", disse, na ocasião, o actor. Pouco depois, em 1952, o seu filho Matthew contraiu poliomielite e parecia estar perto da morte. Desesperado, Guinness fez um pacto com Deus: se Matthew se curasse, ele converter-se-ia ao Catolicismo. Contra todas as expectativas, Matthew ficou bom e foi inscrito num colégio jesuíta, tendo a família Guinness se tornado católica. Segundo Piers Paul Read, autor da biografia de Sir Alec Guinness, a conversão do actor não se deu de imediato, mas foi antes fruto de um processo de enraízamento gradual na fé e ele tinha como um dos seus santos favoritos o São Francisco de Sales. Matthew, hoje com 75 anos, também é actor.

Sem comentários: