quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Novo reforço e vitória na 1.ª ronda da Taça CTT

O Glorioso bicampeão nacional assegurou a contratação do lateral-esquerdo espanhol Alex Grimaldo, de 20 anos, pagando 1,5 milhões de euros ao Barcelona que o tinha na sua equipa B.
"Já há uns meses que me disseram que o Benfica me queria neste mercado de Inverno. Tive de pensar muito, porque não era uma decisão fácil, mas estou contente porque este é um grande clube e é muito especial estar aqui", afirmou o espanhol, que escolheu a camisola número 3, à Benfica TV. "É um clube muito conhecido, muito famoso. É uma oportunidade muito grande para mim e quero aproveitar ao máximo", referiu, deixando uma garantia: "Prometo dar tudo pela equipa, dar o máximo, fazer o que pede o treinador e conquistar títulos já este ano".
O treinador Rui Vitória já afirmou que Grimaldo tem um potencial enorme e que é mais um que vai ajudar o Benfica a atingir os seus objectivos.
Depois disso, o Benfica estreou-se no grupo B da Taça da Liga, esta época patrocinada pelos CTT, com uma vitória por 1-0 sobre o Nacional da Madeira no Estádio da Luz. Com uma equipa praticamente nova em relação à habitual - Ederson, Sílvio, Lindelöf, Lisandro, Eliseu, Samaris, Cristante, Pizzi, Talisca, Carcela e Mitroglou no 11 titular; Paulo Lopes, André Almeida, Jardel, Renato Sanches, Jonas, Raúl Jiménez e Gonçalo Guedes no banco de suplentes -, o golo só surgiu quase ao cair do pano, aos 89' por Raúl Jiménez, mas a vitória é inteiramente justa sobretudo depois de Carcela ter estado muito perdulário na primeira parte. O Nacional ainda chegou a assustar, principalmente no início da segunda parte, tendo inclusivamente jogado com personalidade, mas a noite era do Benfica, que tem a Taça da Liga como um talismã (seis conquistas em oito edições).


"Queremos sempre que as coisas corram bem, mas nem sempre acontece. Jogo difícil, mas ganhou a equipa que jogou melhor e que mais procurou este resultado. Nacional muito recuado, que não nos causou muitos problemas", disse Rui Vitória na flash interview da TVI. "Os jogadores acreditaram até ao fim. Não foi fácil, mas, como disse, ganhou a melhor equipa. Não quero particularizar, mas os jogadores corresponderam. É evidente que o ritmo não existe, mas gostei do desempenho da maioria deles. Agarraram as oportunidades", acrescentou o técnico português em relação aos jogadores menos utilizados como o médio italiano Cristante, que só jogou na primeira parte.
Assisti ao jogo que deu em directo na TVI e confesso que gostei do que vi dos jogadores menos utilizados. O Cristante para mim é craque e merece mais oportunidades, o Lindelöf mostrou o porquê de ter sido campeão europeu de sub-21 pela Suécia, o Carcela surpreendeu-me e muito pela positiva, tem bom toque de bola e técnica mas falta-lhe eficácia, e o guarda-redes brasileiro Ederson esteve sempre muito atento e seguro. Esperemos que o Rui Vitória tenha tirado as suas ilações.


No grupo A e no Estádio do Dragão, o "fóculporto" perdeu com o Marítimo por 1-3. Os insulares chegaram a estar a vencer por 3-0 até aos 90'+5' (golos de Fransérgio, Alex Soares e Marega) - o que seria uma derrota humilhante para a equipa do Pinto da Costa -, altura em que Aboubakar apontou o tento de honra dos vice-campeões nacionais. Julen Lopetegui, que afirmou querer conquistar a Taça da Liga, saiu do estádio sob um coro de assobios. O basco, no entanto, desvalorizou a contestação e alegou o facto de serem líderes e de estarem unidos para o escaldante clássico de Alvalade na próxima jornada da Liga NOS (dia 2 de Janeiro de 2016). Recordemos que Lopetegui conta com o apoio do Pinto da Costa, o que parece incomodar muitos Andrades. Para já, o apuramento para as meias-finais da Taça CTT parece ter ficado muito complicado.


Tal como o Benfica, o Sporting - certamente empolgado por ter chegado a um acordo de 515 milhões de euros com a NOS (isto agora é um a superar o outro, será que agora é a vez do Sporting de Braga ou do Vitória de Guimarães de superar a façanha do Sporting?) - também entrou a ganhar no grupo C da competição: ganhou em Alvalade o Paços de Ferreira por 3-1, golos de Aquilani, Gelson Martins e Bryan Ruiz contra um golo de Christian. A pensar no clássico com o "fóculporto", Jorge Jesus operou várias alterações no 11 inicial e deu-se bem. "Clássico? Quem é que não está motivado? Um clássico motiva sempre, independentemente da classificação de ambas as equipas. Pela primeira vez o Sporting não está em primeiro, mas este é um jogo para ganhar, como todos os jogos", disse Jorge Jesus.


Falando dos contratos celebrados pelos três grandes: é mesmo o Benfica que vai ganhar menos? Para começar, há uma cláusula no contrato entre o Benfica e a NOS que prevê um aumento de 10% caso os contratos dos rivais igualassem ou superassem a proposta feita ao bicampeão nacional. E depois há o facto do Benfica ter um contrato para a publicidade nas camisolas com a Fly Emirates que poderá rondar cerca de 100 milhões em 10 anos. Além disso falta ainda o naming do estádio. Já os rivais venderam-se completamente.

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro amigo, no que respeita aos contratos, a única verdade que sai à vista é que estes valores não espelham de alguma forma a dimensão do Benfica quando comparada aos outros dois. Ainda que saia a ganhar quando dissecamos os contratos de forma a podermos compará-los , o Benfica em termos proporcionais à grandeza da sua marca sai prejudicado.

Um abraço,

António Silveira

FireHead disse...

O que não falta por aí na net são dissertações sobre aquilo que o Benfica vai e pode ainda ganhar em comparação com os rivais. Também concordo que o Benfica sai prejudicado e parece-me que tanto o fcp como o scp ficaram com a sua marca hipervalorizada.