domingo, 27 de dezembro de 2015

Mesmo perseguidos, os cristãos celebram o Natal

Apesar de todos os esforços dos jihadistas em acabar com a população cristã, na Síria ainda existem cerca de 400 mil cristãos que celebraram o Natal. Até muçulmanos se juntaram às celebrações, o que é de louvar.

video

Mas não vos deixeis iludir, pois pelo menos 60% dos rebeldes «moderados» partilham a mesma ideologia do Estado Islâmico. O problema é que isso não importa para a administração Obama, que quer a todo o custo tirar o secular Bashar al-Assad do poder.

video

E em Belém, os coitadinhos dos «palestinianos», esses muçulmanos oprimidos pelos judeus do Estado de Israel que contam com o apoio e a simpatia da escória esquerdista e dos idiotas úteis de todos os quadrantes, tentaram estragar o Natal aos cristãos. Ainda bem que os seguranças cumpriram com a sua obrigação.

video

Antes quebrar que torcer. E por Cristo tudo, inclusive morrer.

2 comentários:

RICARDO DA SILVA LIMA disse...

O Obama, ou é muito burro, ou é muito mal-intencionado. :(

FireHead disse...

É as duas coisas, meu caro!