domingo, 13 de dezembro de 2015

Mais uma pérola do padre herético Anselmo Borges (II)

O padreco modernista e herege Anselmo Borges, que também é professor de filosofia, escreveu no seu mais recente artigo no Diário de Notícias - intitulado "Allahu Akbar" - que "Nenhuma religião tem a Verdade toda".
É mesmo caso para perguntar, novamente, como é que esse desgraçado é padre. Ou melhor, como é que ele consegue continuar a ser padre. A Igreja Católica é a única e verdadeira religião porque ela foi fundada por Deus na pessoa de Jesus Cristo e um dos dogmas da Igreja Católica - algo que é inquestionável - afirma que fora da Igreja não existe salvação. O Cristianismo defende e sempre defendeu que só o Cristianismo é que tem a Verdade toda enquanto que as outras "religiões" também podem ter algo de verdade. Ou seja, o homem que supostamente serve a Igreja e o Cristianismo não sabe que duvida do que supostamente devia acreditar e isto pode ser extremamente perigoso porque a obrigação dele e de qualquer sacerdote que se preze é encaminhar as pessoas para a Verdade, e não para se duvidar e afastar dela. Se nenhuma religião tem a Verdade toda, então para que ter uma religião, ó padreco? Jesus, que é Deus, é igual ao Buda ou Maomé, hem?
Pôncio Pilatos perguntou a Jesus o que é a Verdade, mas Ele não lhe respondeu. Porque o mundo não quer saber da Verdade para nada e Pilatos perguntou-Lhe por perguntar mesmo naquela. A Verdade, que é Cristo e que está na Igreja que Ele fundou, não interessa aos hereges que nem esse padreco, cheio de boas intenções que por sua vez enchem o Inferno. O Inferno é ecuménico. E é para lá que vão os que perseguem a Verdade. Ser católico, ainda por cima padre, e não crer que a Igreja Católica detém a Verdade toda então é porque não segue de maneira nenhuma o Cristianismo. Não existe católico e meio católico: ou é católico ou não é católico. O Anselmo Borges é claramente um de muitos cavalos de Tróia que parasitam dentro da Igreja, um belo espécime parido pela fumaça de Satanás que se infiltrou precisamente depois do Concílio Vaticano II. Nossa Senhora de La Salette bem que profetizou a existência de sacerdotes que sofrem duma crise moral e litúrgica, essas autênticas "cloacas de impureza" que crucificam Jesus novamente!

2 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Lol, ele não é má pessoa, foi meu professor em Coimbra, fiz com ele a cadeira de Filosofia da Religião. O problema do professor Anselmo é as más companhias com que ele se dá, muita porcaria da maçonaria e de esquerda. Esse gente é que lhe vai dando más influências e distorcendo a mente.

FireHead disse...

Mas não é suposto. Se ele tem, supostamente, vocação para ser padre, deveria ser superior a todo este tipo de tentações. Afinal de contas quantos senhores é que ele serve?

E não duvido minimamente que ele possa ser uma boa pessoa. É claro que pode ser. Mas bom padre é que certamente não é. É um padreco.