terça-feira, 15 de dezembro de 2015

LIDL aumenta salário mínimo para 600 €


A responsável máxima do LIDL Portugal, Afroditi Pampa, garantiu que a empresa vai aumentar para 600 euros o valor do ordenado mínimo, que é o de entrada, auferido no primeiro ano de trabalho, o que corresponde a um aumento de 5,26%. Até agora, o ordenado mínimo que o LIDL - carinhosamente conhecido entre nós por Liga dos Imigrantes Do Leste - é de 570 euros, bem mais que o ordenado mínimo nacional. Além disso, e aproveitando-se da presença da empresa alemã em Portugal já há 20 anos (tem 240 lojas) aliado ao espírito natalício, o LIDL já "ofereceu a todos os seus colaboradores um cartão bancário pré-pago carregado com 400 euros para uso nas lojas LIDL".
Parabéns, LIDL! Eu já gostava do LIDL e agora vou passar a gostar ainda mais quando lá for. Os concorrentes (Pingo Doce, Continente, etc.) bem que podiam e deviam seguir o exemplo.

6 comentários:

Anónimo disse...

porquê liga dos imig... do leste?

FireHead disse...

Não sei, é uma piada. Talvez por se ver por lá muitos imigrantes do leste.

wind disse...

Excelente medida!

FireHead disse...

Já o Belmiro de Azevedo, que começou por ser um trabalhador da Sonae que depois ganhou em tribunal, considera que o ordenado de merda que ele paga aos seus funcionários é bom demais.

RICARDO DA SILVA LIMA disse...

Firehead, qual é o salário mínimo em Portugal? Ou isto
não existe aí (Portugal).

Aqui no Brasil, o salário mínimo é de R$ 788,00. Uma "beleza" :(.

Sinceramente, não sei como pessoas que ganham este valor, ou algo um pouco maior, conseguem sobreviver em cidades grandes, e capitais dos estados brasileiros.

Se eu, vivendo em um município que não tem nem 8.000 habitantes, e ganhando bem mais que 01 salário mínimo, já passo "perrengues", imagina morando em Belo Horizonte (cidade que é a capital do meu estado, Minas Gerais).

Cumprimentos.

FireHead disse...

Existe mas agora não tenho bem a certeza. No meu tempo, quando ainda estava em Portugal, acho que era 430 euros. Agora já falaram em aumentar para os 500 e tal.

Aqui em Macau o ordenado médio é muito superior ao de Portugal mas a vida cá também está inflacionada. Se eu em Portugal tivesse o ordenado que eu tenho aqui em Macau é que era... mas não, mesmo ganhando mais do que eu alguma vez ganhei em Portugal, a vida cara daqui não permite que eu tenha uma vida desafogada. Pelo menos, no cômputo geral, sempre consigo poupar um pouco mais aqui do que em Portugal, onde já não conseguia arranjar trabalho e estive para aí dois anos desempregado...

Um abraço.