sábado, 12 de dezembro de 2015

Graffiters fugiram do revisor da CP e morreram colhidos por um comboio


Notícia do jornal esquerdista Público, também conhecido no mundo virtual por Al-Público: três jovens graffiters, um português e dois espanhóis, morreram colhidos por um comboio na noite da passada segunda-feira no apeadeiro de Águas Santas, na Maia, quando fugiam do revisor da CP. Segundo consta, os rapazes tentaram barrar o fecho de uma das portas de um comboio de modo a que este não se ponha em movimento e para que outros graffiters pudessem graffitar a carruagem. Apercebendo-se da situação, o revisor "pegou no extintor e arremessou a espuma para os jovens" e em troca recebeu pedras por eles atiradas. No momento em que eles se afastaram da espuma, passou um comboio e... era uma vez os jovens, facto que gerou uma "enorme revolta" entre os artistas urbanos.
Ora, vamos lá ver: os jovens andavam a vandalizar património público (que é o que muitos dos graffiters fazem, obrigando o Estado a desembolsar sempre uma enorme maquia para limpar a merda que fazem), queriam impedir que um comboio partisse prejudicando os passageiros que iam nele, atentaram contra a integridade de um revisor atirando-lhe pedras, foram colhidos por um outro comboio porque estavam a pisar a linha (ou seja, já estavam a correr perigo de vida) e ainda andam os graffiters (vândalos) indignados com isso? O raio que os parta, pá! Sei que temos que lamentar a morte dos três jovens (o preço foi demasiado alto para eles), mas a culpa não é de maneira nenhuma do revisor. Ainda bem que a CP afirmou que a empresa estará sempre do lado dos seus funcionários no contexto da actuação que desenvolvem no cumprimento dos deveres que lhes são atribuídos...

6 comentários:

Fatyly disse...

Completamente de acordo.

Beijos e um bom fim de semana

Lura do Grilo disse...

Parece que o revisor é que vai pagar as favas. Sempre culpar quem cumpre o dever e desculpar que transgride.

Era nesta altura que os sindicatos deviam levantar a voz mas não me parece. Quanto aos grafiters envolvidos nestas actividades são uma bosta humana.

FireHead disse...

Fatyly,

Tu de acordo comigo?? Eh lá, isso merece um brinde! :)

Beijinhos e boa semana. :)

FireHead disse...

Lura do Grilo,

Bom, os que transgrediram já nada têm a ganhar porque já foram. Já li por aí que o Karma foi demasiado forte desta vez. O que eu tenho a dizer é o seguinte: não se pusessem a jeito...

Quanto aos graffiters, eu não tenho nada contra eles se eles desempenhassem a sua actividade em spots próprios e autorizados. Quando não o fazem nisso estão simplesmente a ser vândalos, logo criminosos.

Afonso de Portugal disse...

Mais um belíssimo caso de darwinismo! A evolução não perdoa! Eheheh...

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Esta "evolução" terminou em morte prematura. "Evolução" rápida demais? :O