quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Continua a receber mais migrantes/refugiados muçulmanos, Ocidente! (II)

Em França, os residentes em Calais estão aterrorizados com o constante influxo de alógenos ilegais mulçulmanos que desejam à força toda ir para o Reino Unido:


Nas ilhas gregas, os alógenos ilegais muçulmanos estão a dar cabo da economia local, a assustar os turistas e a fazer a vida negra à população:

video

Na Holanda, 14 cabeças de porco foram encontradas num centro para «refugiados» que fica ao pé de escolas em Enschede onde a população local protestou contra o acolhimento de alógenos ilegais muçulmanos. Francamente, isso não se faz aos porcos muçulmanos!

video

Em Portugal, a autarquia da Marinha Grande não sabia que ia ter de acolher um casal de refugiados sírios, vindo a saber disso apenas através da comunicação social. Devem estar também a chegar a Portugal um grupo de 24 refugiados que fogem da guerra entre os rebeldes sírios e Bashar al-Assad, como sudaneses, eritreus, iraquianos e tunisinos, porque toda a gente só sabe falar dos refugiados sírios... Os que já estão colocados em Penela até já falam em sonhos, pelo menos enquanto forem sustentados...


Já que é para receber forçosamente refugiados, porque é que Portugal não segue o exemplo da Finlândia que vai obrigar os imigrantes a trabalhar de graça, já que são sustentados pelos contribuintes (até aumentou impostos aos ricos para abrigar mais «refugiados»), além de exigir que eles aprendam os costumes e as tradições do país?


Em Inglaterra, os polícias deixaram muçulmanos assediar mulheres em Derby. É o enriquecimento cultural.


Entretanto, foram detidos num centro de «refugiados» na Áustria dois dos terroristas de Paris que afinal também eram «refugiados». O terrorista mais procurado da Europa, Salah Abdelsam (o segundo à direita), só não foi detido na Bélgica porque, imaginem!, a lei belga não permite operações nocturnas!!


Continua pois a receber mais migrantes/refugiados muçulmanos, Ocidente...

4 comentários:

Ivan Baptista disse...

Vê isto, acho que vais achar interessante :

( https://www.youtube.com/watch?v=khs7ebaudjI ) , o que a Syrian Girl afirma, é que no ocidente existe dois extremos, um é o facto de todos os refugiados serem tratados como terroristas, e o outro, é de se fazer a globalização a torto e direito, sem os direitos humanos e etc :/

Douglas Sulzbach disse...

Cada vez eu fico com mais nojo dessa gentinha, veja o perfil das fotografias, com essas caras de debochados!

FireHead disse...

Ivan Baptista,

Ena ena, um preto a trabalhar para o Infowars... :)

Isso faz-me lembrar a Nova Ordem Mundial... Vou ver se me lembro de colocar este vídeo aqui no blogue. Obrigadinho. :)

FireHead disse...

Douglas Sulzbach,

É esse tipo de gente que querem na Europa para contribuir para a diversidade vibrante e para o enriquecimento (multi)cultural que dá saúde e faz crescer, nem que isso implique pôr em risco a sobrevivência das identidades europeias. Ah, eu conheço um gajo que até afirma que a mudança demográfica à pala da imigração está bem, uma vez que os europeus nativos fazem poucos filhos. Como fazem poucos filhos, é bom que eles desapareçam ou virem minorias nas suas próprias terras ancestrais. E depois o mundo torna mesmo um tapete vermelho para a China...