quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Adeus, tri?

Fomos à Madeira actualizar o calendário (jogo da 7.ª jornada em atraso) e acabámos por empatar a zero bolas com o União. Um resultado chocante que castiga a nossa equipa, que realizou uma exibição patética, merecendo, portanto, ter desperdiçado dois pontos, o que nos deixa agora já a cinco pontos do CRAC e a sete da lagartada ao fim de 13 jornadas.


Em Alvalade, também conhecido por Alvalixo, a equipa de Jorge Judas Jesus recebeu e venceu no domingo o Moreirense por 3-1. No lance do primeiro golo, nascido da marcação de um livre directo, o lagarto Ricardo Esgaio fez um autêntico bloqueio aos jogadores do Moreirense, o que permitiu a desmarcação tranquila de Gelson. "O primeiro golo do Sporting é um bloqueio, os árbitros têm de estar atentos", resmungou o técnico moreirense, Miguel Leal.


Depois, na marcação do pénalti da ordem, um lagarto entrou na grande área antes de Slimani chutar a bola. Se este não tivesse feito o golo na recarga (o guarda-redes defendeu o penálti), certamente o outro teria enfiado a bola dentro da baliza e marcado na mesma para a lagartagem.


O lagarto Naldo devia ter sido expulso por agressão a um jogador adversário. Devia, mas não foi.


E é assim que, com mais esta vitória "à Zbording", a equipa de Jorge Judas Jesus lidera o campeonato com tranquilidade. O Burro Bruno do de Cara... Carvalho agora já pode ir dormindo mais descansado.


Na segunda-feira, o CRAC também precisou da ajuda do seu amigo árbitro Jorge Sousa, um ex-membro da claque dos Super Cabrões Dragões, para levar de vencida o Nacional da Madeira na Choupana. Ficaram dois penáltis claríssimos por assinalar contra os cabrões dragões, o que lhes facilitou a vida e permitiu uma vitória por 2-1.


O Andrade espanhol Marcano foi o autor dos dois penáltis não apitados e que custaram a derrota aos alvinegros. No primeiro penálti roubado ao Nacional, Marcano cortou a bola com a mão e no segundo penálti o sarrafeiro, certamente já com a escola do Porto feita, pontapeou à cara podre João Aurélio.


A lagartada e o CRAC andam a competir para ver qual dos dois é o mais beneficiado pelas arbitragens. E nós, que estávamos novamente a prometer e voltámos a falhar, só com um milagre é que seremos tricampeões. Resta-nos a Taça da Liga e isto é se a conseguirmos vencer porque está visto que para além de jogarmos mal os árbitros também não nos ajudam.

Sem comentários: