terça-feira, 24 de novembro de 2015

«É tudo! É tudo!»


O que está escrito no título desta entrada corresponde ao que gritou o vencedor do último sorteio do Euromilhões com um jackpot de mais de 163 milhões de euros. O prémio foi parar a Coimbra e 1/5 dele foi arrecadado pelo Estado devido ao imposto de selo. O vencedor é dono de um café e registou o bilhete com cinco apostas automáticas (10 euros) na tabacaria que podemos ver na imagem de cima e que fica na freguesia de Eiras. "O meu marido primeiro só viu um número e uma estrela, mas depois disse uma asneira e começou a gritar: 'É tudo! É tudo!'", contou a esposa do sortudo, ambos já perto dos 60 anos de idade e pais de duas filhas. "Eu já era feliz, mas agora estou mais. Isto foi um bem", acrescentou, mantendo o anonimato.
Desde que existe o Euromilhões em Portugal já 58 apostadores no país ganharam o primeiro prémio. O maior deles até agora foi atribuído em Outubro de 2014 a uma jovem apostadora de Castelo Branco: 190 milhões de euros, ou seja, qualquer coisa como 152 milhões de euros líquidos. E os que realmente estão a precisar de ganhar como eu é que nada...

8 comentários:

wind disse...

Parabéns a quem ganha:)

Anónimo disse...

como é possivel rendimentos do trabalho srem tributados a taxa de 28,5% ou 37% fruto de muito suor, e dinheiro caido do ceu levar c um imposto de apenas 20%.? mto honestamente nao faz sentido ser tao baixo, devia ser no minimo de 50%. por certo que para quem ganhou, é indiferente ser 81,5 milhoes ou 130.4 milhoes. com certeza que 50 milhoes na mao do estado faziam bem mais diferença para o bem estar da sociedade... isso sou eu que sou social democrata..

FireHead disse...

Wind,

Sim, se bem que uma vez mais parece que saiu a quem não precisava mesmo... :/

FireHead disse...

Anónimo,

Eu não sei é como é que é possível o Estado português e o espanhol mexerem no Euromilhões, um concurso realizado em nove países da Europa e que desde o início se disse que os impostos já estavam descontados. Já me garantiram que tributar o Euromilhões é completamente ilegal.

Anónimo disse...

pois como capitalista que és toca imediatamente a acusar o estado de meter as maos nos bolsos dos contribuintes. entao achas justo um rendimento caido do ceu desta enormidade nao ser tributado?
fire nao sei que te diga; cada vez me convenço mais que é por causa de pessoas como tu, que o ocidente se encontra no estado de degredacao como está. com esse teu pensamento só das razao para os neoliberais actuarem, ja que estes ao mesmo tempo que baixam os impostos, desregulam o mercado laboral, flexibilizacao os vinculos laborais, fomentam a imigracao para baixar custos, ou seja, acontece tanto aquilo que acusas a esquerda ser a unica responsavel.
ainda por cima votas no cds,o tal partido dos neoliberais do nosso pais e que nestes ultimos ans mais nao fez que delapidar as empresas do estado, fazer negociatas, envolverem se com os homens do capital, e todo o genero de esquemas que um dia a geração mais nova vai pagar.
agora como reposta ja sei qye vais dizer: ai o ps isto e aquilo, bancarrota, troika..

FireHead disse...

Portanto, tu estás a sugerir que é certo que exista um imposto sobre a sorte no jogo. Olha, nos países mais capitalistas como a Suíça, que também tem Euromilhões, não se paga esse imposto ilegal. Nem em França. Ou em Inglaterra. Apenas em Portugal e em Espanha. Pergunto porquê. Achas bem?

O Ocidente encontra-se no estado de degradação por causa de pessoas como eu? LOL. Falta muito para haver novamente políticos com tomates como o Salazar? Daqui a nada também vais acusar pessoas como eu por não acharmos piada à imigração maciça, por querermos mais justiça principalmente para os cidadãos nacionais, que as minorias não se imponham sobre as maiorias, que se respeite o direito à vida, etc. Se tu consegues resumir isso tudo aos impostos, epá, tu és grande, ainda por cima por eu ser contra um imposto que é, repito: ILEGAL, e que é aplicado sobre o Euromilhões! Que aplique sobre a lotaria nacional, que aí Portugal pode fazer como bem entender, mas não sobre o Euromilhões.

Parece que a nossa amiga Mariana Mortágua já veio desmistificar essa ideia dos homens de capital. Parece que isso até tem mais a ver com os socialistas. Podes procurar aqui no meu blogue uma entrada que fala sobre isso. Se calhar agora já não tem grande interesse, pois à conta do PS os bloquistas já podem ter uma participação activa no novo governo. Isso de baixar os impostos... é coisa do PSD e do CDS? Parece que não andamos a ver o mesmo filme, meu caro.

E sim, PS, bancarrota, troika. O que é que diz a verdade? O contrário, por acaso?

Ivan Baptista disse...

Eu quero saber, é para onde é que esse dinheiro dos impostos do Euro milhões vai parar ?
Ok se for para pagar as pensões dos reformados e isso, eu concordo .
Agora para pagar os buracos de bancos falidos, O CARALHOO)OO é que é !
A Troika só teem é a ganhar é com o populismo, porque as pessoas votam naqueles que chamam a troika e mai nada , temos que ser solidários com os credores, tadinhos que eles são .
É fácil de se acusarem uns aos outros, mas ambos , puseram-se a jeito para chamar a troika, agora é fácil de por as culpas nuns e noutros, mas num passado democrático distante, tanto uns como outros , chamaram o FMI .

FireHead disse...

Ivan Baptista,

Pá, o dinheiro do imposto ilegal dos jogos da sorte junta-se a todos os outros impostos sacados. Olha, o governo do Costa vai ter muito ministros, ou seja, mais tachos. Esse dinheiro cobrado vai dar-lhes imenso jeito. Mas eu ainda tenho a secreta esperança de ver este novo governo abolir esse imposto inventado pelo PSD/CDS-PP, para o bem da população jogadora...