segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Califórnia: escola pública obriga alunos a cantar músicas bélicas islâmicas!

Nos Estados Unidos, uma escola californiana, Spring View Middle School de Huntington Beach, obrigou os seus alunos a cantar uma canção islâmica, ainda por cima de incitação à jihad ("guerra santa").


Como é óbvio, os encarregados de educação revoltaram-se e a escola acabou por pedir desculpas pelo sucedido. Não é isto revoltante?

6 comentários:

wind disse...

Claro!

Lura do Grilo disse...

Tudo se faz sem ninguém pedir responsabilidades! Tudo ocorre e ninguém se indigna.

FireHead disse...

Wind,

Sim, se tivermos em conta que o Estado é laico, das duas, uma: ou todas as religiões têm o mesmo tipo de tratamento ou não há nada de religioso nas escolas públicas.

FireHead disse...

Lura do Grilo,

Exactamente. A prioridade das escolas públicas europeias, e não só, é a descristianização. Nada de carne de porco nas cantinas, nada de imagens e celebrações alusivas ao Natal, à Páscoa, etc., e fico a questionar se o putos não deveriam começar a ter aulas aos domingos e terem o dia de descanso à sexta-feira, que é o dia "sagrado" dos muslos...

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

JUDIARIA DETECTADA ASSIM NINGUEM OLHA OS TALMVDS

FireHead disse...

KVRGANIVS NOSTRATORVM,

Sim, a judiaria está presente na canção, ora vejamos:

"If no Jews or C's (Christians) believe"...

Tiro nos pés, é o que é.