domingo, 4 de outubro de 2015

Mais um ataque terrorista islâmico na Austrália


Em Sydney, um atirador adolescente muçulmano de 15 anos nascido no Irão e naturalizado australiano, Farhad Khalil Mohammad Jabar, frequentador da mesquita de Parramatta que o "radicalizou", atacou na sexta-feira a esquadra da polícia de Charles Street matando um técnico de informática, Curtis Cheng, que era um homem já de meia idade com dois filhos crescidos. Depois de matar o "infiel", de acordo com relatos das testemunhas, o alógeno dançou e gritou "Allahu Akbar", acabando por ser prontamente abatido por um agente da polícia. Segundo o comissário Andrew Scipione, Farhad agiu "politicamente motivado e portanto ligado ao terrorismo". Apesar de ter nascido no Irão, Farhad era de ascendência curda iraquiana.

video

Se a Austrália não tivesse tido a excelente ideia de rejeitar as embarcações ilegais repletas de selvagens muçulmanos, a esta hora existiriam seguramente por lá muitos mais Farhads...

Sem comentários: