sábado, 17 de outubro de 2015

Cura para o cancro pode ter sido acidentalmente descoberta e residir na malária


Cientistas dinamarqueses podem ter dado um passo de gigante na investigação para a cura do cancro, ao descobrirem acidentalmente que a proteína da malária é eficaz na luta contra a doença.

Os investigadores estavam à procura de uma forma de proteger mulheres grávidas da malária, doença que ataca a placenta. E perceberam que a proteína da malária ataca também células cancerígenas.
Fizeram então uma combinação entre a parte da proteína que é usada na vacina contra a malária com uma toxina - ao entrar numa célula cancerígena, a toxina é libertada matando-a. 
O processo foi já testado com sucesso em células e em ratos com cancro e os resultados publicados na revista científica Cancer Cell. Os cientistas esperam ser possível começar ensaios clínicos em humanos dentro de quatro anos.


Sem comentários: