sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Alemanha: "refugiados" exigem casa e família reunida imediatamente!

Os "refugiados" já nem disfarçam e, depois de chegarem à Alemanha, exigem coisas à cara podre: não querem ser mais colocados em centros de acolhimento porque querem casa imediatamente! "As pessoas são teimosas, querem decididamente ser colocadas em apartamentos ou casas", disse o(a) intérprete Atta Nassar.


Um dos "refugiados" recém-chegados disse que tudo o que ele tem de fazer é esperar um ou dois anos para que a Alemanha pague a vinda da sua família para perto dele. Isto numa altura em que os alemães parece que vão ter que trabalhar até mais tarde (até os 70 anos, sugere o Instituto Ifo, de Munique) para poderem sustentar quase 1,5 milhões de "refugiados" que já estão estacionados no país, na sua maioria parasitas que não preenchem os requisitos para arranjar um trabalho na Alemanha.


E depois ainda andam por aí à solta anormais que estão contra medidas nacionalistas como o impedimento da invasão de "refugiados" ou que pelo menos se ajude apenas e só os verdadeiros refugiados em vez de dar também a mãozinha aos migrantes económicos e terroristas...

2 comentários:

Lura do Grilo disse...

Agora é de imaginar: tanto homem, jovem e sem o correspondente número de mulheres que poderá trazer à sociedade alemã?

FireHead disse...

Aquilo que já acontece por exemplo na Suécia: violações em massa.