sábado, 3 de outubro de 2015

Abstencionismo


Abstermo-nos de votar é deixarmos que os outros votem por nós. É bom que os abstencionistas metam duma vez por todas na cabeça que não irem votar não invalida o sufrágio, pois há sempre pessoas que votam e os votos delas chegam para as eleições e ditam o destino do país democrático.

8 comentários:

Afonso de Portugal disse...

«É bom que os abstencionistas metam duma vez por todas na cabeça que não irem votar não invalida o sufrágio»

Era bom, era... mas as pessoas não conseguem meter na cabeça que não existe um número de votos mínimo necessário para que a eleição seja válida. A Constituição da República Portuguesa assim o determina! Mesmo que a abstenção chegasse aos 99.9%, o sufrágio continuaria a ser inteiramente legítimo!

wind disse...

Votar sempre!

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

O que mais me irrita dos que não votam é depois ainda terem a lata de falar mal do governo, seja ele qual for. Não têm legitimidade para tal.

FireHead disse...

Wind,

Sim, nem que seja no(s) partido(s) errado(s). :)

wind disse...

Para ti:)

FireHead disse...

Para mim e não só! Para a maioria dos eleitores, hehehe. Viva a democracia! O povo é quem mais ordena! :P

Ivan Baptista disse...


Bem ó firehead, viva a democracia? Para ti só se é democracia se se votar na direita ? Não foste tu que disseste qualquer coisa de parecido como, se as coisas estão como estão é por causa da ou desta democracia e portanto e então, levem com ela ?

Eu sempre achei que não se vive bem nesta democracia e que não sei bem o que isso de democracia é, e que tem defeitos, defeitos porque quem tem o poder, trai em quem lhes deu confiança.
Não se conhece nenhum politico do sistema sério, logo, que democracia é esta ? Isto é democracia ou é antes mais uma ditadura em pele de cordeiro, pelo sistema esquerda e direita ?
Pá, não vivi no tempo da ditadura ou do Álvaro Cunhal, mas conheço muita gente a dizer sempre o mesmo, que os únicos lideres sérios que há memória, foram dois, o António e o Álvaro . E eu não queria viver nesse tempo, mas parece que o Salazar era mais credível e sério que os políticos d´hoje, parece que sim.. era

FireHead disse...

Não, é claro que não! Se tivesse ganho o PS eu não poderia dizer outra coisa. Mas, como direitista, cascaria forte e feio em todos os que votaram no PS. Fiz, aliás, isso quando o Sócrates venceu duas vezes as eleições. Por isso que eu compreendo o facto de haver agora muitos ressabiados com este resultado democrático. Apenas estou a fazer o mesmo que eles. Se tivesse sido o PS a ganhar, eu e todos os que votaram na coligação também ficaríamos chateados - e os outros dir-nos-iam que foi o povo que assim quis!

Que é democrácia, é, não tenhas dúvidas disso! É democracia porque é o povo que elege as pessoas que governam! E que o Salazar era honesto, era! A História confirma-o. Até mesmo o próprio Mário Soares afirmou isso! Quanto ao Cunhal, eu tenho imensas dúvidas! O cabrão era um verdadeiro traidor da pátria, pois era todo pró-Moscovo!

E, como é uma democracia, eu espero sinceramente que o esquerdume (BE e CDU) deixe-se de merdas! Com que então querem inviabilizar um governo de direita que foi democraticamente eleito?? Querem aliar-se ao PS para serem eles a mandar??? Esperam que o Cavaco Silva não legitime o governo PSD/CDS-PP?? Mas quem ganhou as eleições é quem governa, independentemente dos que perderam poderem ter a maioria dos deputados se se unirem! Já imaginaram o que é que é o partido mais eleito pelo povo, que na verdade é uma coligação de dois partidos, não mandar porque os partidos da oposição se juntaram para ter a maioria e serem eles a mandar? Então e a decisão do povo? Por isso que, como Portugal é mesmo um país democrático, é a coligação que vai continuar a governar. Mesmo sem a maioria absoluta, o que não é caso virgem. É preciso é que o esquerdume entenda o que é que é verdadeiramente a democracia.