quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Marine Le Pen será julgada por "incitação ao ódio racial"


A líder nacionalista francesa Marine Le Pen, muito possivelmente a futura presidente de França, vai ser julgada por alegadamente ter incitado ao ódio racial depois de, em Dezembro de 2010 durante uma reunião com os seus camaradas da Frente Nacional em Lyon, ter dito no seu discurso que "as preces de rua" dos muçulmanos são como a ocupação nazi durante a II Guerra Mundial. A investigação tinha sido encerrada em Setembro de 2011, mas uma associação interveio junto de um juiz de instrução de Lyon e uma nova investigação judicial foi aberta em Janeiro de 2012. O parlamento europeu abriu a via para a acusação depois da própria ter votado no levantamento da sua imunidade parlamentar em Julho de 2013. Marine Le Pen respondeu que comparacerá em tribunal: "Sim, claro. Eu não vou perder essa oportunidade!"
Lá vamos nós de novo: mas que puta de raça é que é o islão?


Ah, que se lixe! Força, Marine Le Pen!

4 comentários:

wind disse...

Tudo o que é extremista não presta!

FireHead disse...

Como a democracia, né? :)

Anónimo disse...

Le Pen na França, Trump nos USA, Dilma e Lula sendo escorraçados para onde vão dentro do Brasil e até a Russia se preparando para atacar o EI. É, parece que o mundo esta melhorando um pouquinho.

FireHead disse...

O mundo está a melhorar um pouquinho? Eu só acredito vendo!

Preparando-se para atacar o EI? Só agora? Então estiveram todo este tempo a ver os cristãos a ser mortos, os yazidis a ser mortos, património da humanidade a ser destruído e a malta a querer fugir para a Europa (muitos deles terroristas) para agora concluírem, finalmente, que é para atacar o EI?