quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Assaltante morreu depois de ser apanhado


Em Vilamoura, no Algarve, um assaltante cadastrado de cerca de 30 anos foi surpreendido e detido numa vivenda que tentava assaltar pelos residentes, uma família britânica, e acabou por morrer depois do filho do casal lhe ter feito uma gravata no pescoço. O óbito foi declarado logo no local e pai e filho, de 54 e 20 anos, podem agora vir a ser acusados e julgados pela morte do criminoso apesar de terem apenas reagido à tentativa de assalto!
Ah, que fixe que é a justiça abrilesca! Está-se mesmo a ver que para evitar chatices com essa justiça da treta o melhor que as pessoas têm a fazer é matar os assaltantes em sua casa, não chamar as autoridades e livrar-se dos corpos! Parece que é mesmo isso que a lei anda a pedir!

2 comentários:

wind disse...

Segundo a lei, isto foi justiça popular:)
E não precisava matar, caramba, bastava imobilizar, quem sabe fazer gravata, sabe imobilizar.

FireHead disse...

Não, se não matar os que se defendem podem ser culpados na mesma, por uso de violência ou simplesmente por se ter defendido. Com a justiça abrilesca todo o cuidado é pouco. :)