quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Padre centenário

 
Ontem foi o Dia do Padre e hoje falo-vos aqui do Pe. Francisco Acevedo, o sacerdote mais velho da diocese de Málaga, Espanha. Com 100 anos feitos no passado dia 1, Pe. Francisco afirma que "sempre levou uma vida normal" e aconselha os seminaristas e sacerdotes a "buscarem somente a Deus". Apesar da bonita idade, assegura que ainda tem uma "tarefa pendente" com o demónio: "Ainda tenho que resistir ao demónio, mas não é fácil. O demónio não está interessado em padres santos e é um perigo não levar isto a sério". "Para mim a oração é tudo, é estar vigiando permanentemente. Aqueles que acham que a oração diminui o tempo para fazer outras actividades, não sabem o que é ser cristão. Podem ser herdeiros de algo que ouviram, mas não conhecem Jesus. Se O conhecessem buscá-lO-iam".
Um grande bem-haja, Pe. Francisco!

4 comentários:

wind disse...

Não devia já estar reformado?:)
Eles não têm reformas?

FireHead disse...

Ser padre ou freira para ti é uma profissão? Então um padre que também desempenha uma actividade profissional como professor (e muitos são eles) ou reitor duma instituição de ensino são pessoas com duas profissões? :O

wind disse...

A questão não é essa.
É que quando atingem uma determinada idade, como qualquer outra pessoa, devem perder faculdades.
É só isso.

FireHead disse...

Bom, se calhar ele ainda se sente em plena posse das faculdades. Nem todos se aposentam, é verdade. :)