terça-feira, 11 de agosto de 2015

O que a invasão islâmica faz à Europa

Na Alemanha, depois de Dresden, também Berlim está a ser invadido por refugiados, na sua esmagadora maioria muçulmanos e potenciais jihadistas colocados na Europa pelo Estado Islâmico, o que já levou à intervenção militar porque aparentemente a polícia não consegue dar conta do recado.
 
 
Patriotas ingleses do Britain First foram a Calais, França, ter com os imigrantes ilegais que estão lá estacionados e que desejam ardentemente fugir para o Reino Unido onde eles podem ter mais free stuff. Os ilegais responderam-lhes assim: "Nós vamos para o vosso país, quer vós queirais ou não".
 
 
Ilegais tentam fugir de Itália para a França antes de poderem ir para o UK
Muitos até parece que estão a gozar com as autoridades só pelo simples facto de lá estarem
Felizmente também esquerdistas defensores da imigração ilegal têm sido detidos por apoiarem esse crime
Políticos italianos de Direita, como Matteo Salvini, da Liga Norte, afirmou: "Alguns deles
estão a resistir, eles querem ficar. Coloquem-nos num barco e mandem-nos para casa".
"Allahu Akbar", terra prometida!
A Suécia, o país europeu que mais acolhe refugiados por excelência, já conta com 55 zonas sensíveis que são autênticos enclaves muçulmanos. Por lá vigora a lei da sharia e não as leis suecas. É isto que os defensores esquerdistas da imigração ilegal desejam.
 
 
Felizmente há países ocidentais que vão resistindo ao acolhimento de refugiados (Polónia, Hungria, Eslováquia, etc.). Na República Checa, a polícia chegou a vias de facto com um grupo de manifestantes anti-islamização acusado de fomentar o "ódio" contra os muçulmanos. Não deixa, contudo, de ser irónico o facto do governo checo ser dos mais hostis à islamização.
 
 
Continuamos sem saber porque é que o exemplo da Austrália não é seguido...
 
 
 

12 comentários:

Fábiodc79 disse...

Não entendo esses esquerdistas. Nenhum deles é muçulmano. Boa parte deles também são ateus. Há também entre eles um bom número de homossexuais. Ou seja, fazem parte de grupos alvos da violência islâmica. Será que eles pensam que serão poupados em caso de um possível domínio islâmico. É muita burrice.

Anónimo disse...

Na maioria dos paises europeus os tipos de origem imigrante ja passam dos 20/30%
. nas capitais são maioria . Os de idade inferior a 20 anos sao maioria absoluta .A proporçao de casais mistos tambem é absurda em regiões de maioria imigrante .soma-se a isto os milhões de nativos que anualmente abandonam a europa rumo ao velho mundo e por la ficam -se voltam é geralmente com um conjugue e filho misto de bagagem.

Nessa altura de nada a de adiantar apenas controlar a imigraçao ( noto que , apesar da grave e talvez irreversivel situaçao , tu nem mesmo cogita o fechamento total da fronteiras) .

Anónimo disse...

os islâmicos estão a colonizar o Ocidente, precisamente porque os judeus lhes abrem as portas. a invasão islâmica é consequência, não causa.

Anónimo disse...

é típico desses gajos ver e pensar baixo, ver e pensar pequenino, olhar apenas para islâmicos e criar cenários de 'choque de civilizações' e 'embates culturais', etc
assim os islâmicos e os ocidentais entram em conflito e 'matam-se' uns aos outros, enquanto os judeus estão no seu canto a rir-se de tudo e todos. o 'choque de civilizações' é obviamente um produto da mente judaica com fins óbvios.
além disso, serve para gerar simpatia para israel, pelo efeito 'antítese'.

Anónimo disse...

uma gaja como a Pamela Geller que até já apelou à destruição total da Europa com bombas nucleares, que interesse pode ter em mostrar a um europeu como vitima no seu site, a não ser manipular-nos com 'emoções' e apelar à islamohisteria??
vão dizer-me que ela fez isso porque gosta da Europa e dos Franceses? por ela, a França já tinha sido destruída por israel com bombas atómicas. ela quer lá saber dos Europeus...ela quer é os Europeus todos a lamber o cú a israel e a gritar histericamente cada vez que virem um islâmico ou uma burka.

Anónimo disse...

Por esses dias andei lendo pela internet em fontes espanholas, que no último dia 27/07, uns maometanos andaram agredindo alguns católicos que faziam uma procissão(derrubaram até o caminhão que transportava uma santa)sabes aonde?... no México, país mais católico da América Latina, ele soltou aquela famosa gritaria: "Alláh é grande" seguidas de várias ameaças aos fiéis, admito que fiquei estarrecido, isso sucedeu em um país cujos católicos passam de 90% do total da população, até já sabia de que há bairros inteiros em Guadalajara e em Chiapas, que estariam abandonando Cristo e convertendo à seita do Maomé. É por isso que quando se fala em ataques ou estupros em uma Suécia, Alemanha ou França, eu não surpreendo-me mais, pois se até na terra da Santa Muerte já estão levando os corões...

FireHead disse...

Fábio,

É por isso que não deveria ser novidade para ninguém que os esquerdistas cavam a sua própria sepultura. O pior é que eles não querem ir sozinho - querem levar-nos com eles...

FireHead disse...

«Na maioria dos paises europeus os tipos de origem imigrante ja passam dos 20/30%
. nas capitais são maioria . Os de idade inferior a 20 anos sao maioria absoluta .A proporçao de casais mistos tambem é absurda em regiões de maioria imigrante .soma-se a isto os milhões de nativos que anualmente abandonam a europa rumo ao velho mundo e por la ficam -se voltam é geralmente com um conjugue e filho misto de bagagem.»

Sim, os casais mistos existem porque uma das partes é obrigada pela outra a misturar-se, lol. Aliás, as mulheres europeias gostam dos estrangeiros porque não querem nada com os homens europeus por algum motivo, lolol. Se calhar se os homens europeus fossem bons, elas não quereriam ter nada com estrangeiros e assim não se fomentaria a miscegenação. Já os homens europeus também são sacanas, se vão para a Ásia metem-se com as asiásticas. Muitos deles até preferem as asiáticas às mulheres da sua própria raça. É assim o mundo dos gostos. Cada qual tem os seus e não se discute.

«Nessa altura de nada a de adiantar apenas controlar a imigraçao ( noto que , apesar da grave e talvez irreversivel situaçao , tu nem mesmo cogita o fechamento total da fronteiras) .»

Pois claro que não, pois eu gosto demasiado de comida chinesa ou japonesa e não desejo viver num país onde não se pode comer disso. Se é para fechar completamente as fronteiras então coitados dos turistas. Já nem falo dos que precisam de emigrar porque não arranjam trabalho na terra deles, como tantos portugueses que zarpam para outros países e até mesmo para aqui, para Macau, desesperados à procura de emprego.

FireHead disse...

«os islâmicos estão a colonizar o Ocidente, precisamente porque os judeus lhes abrem as portas. a invasão islâmica é consequência, não causa.»

Sim, os judeus em vez de transformarem a Europa num continente judaico, não; querem que a Europa se transforme num continente islâmico. Já não basta Israel ter as chatices que tem com os seus vizinhos do Médio Oriente. Não, Israel quer é ter também depois a Europa a chatear, por isso que quer e fomenta a colonização islâmica do Ocidente. Está bem. Agora acorda do teu sonho.

Foda-se, é só merdas anónimas que vêm aqui comentar.

FireHead disse...

«é típico desses gajos ver e pensar baixo, ver e pensar pequenino, olhar apenas para islâmicos e criar cenários de 'choque de civilizações' e 'embates culturais', etc
assim os islâmicos e os ocidentais entram em conflito e 'matam-se' uns aos outros, enquanto os judeus estão no seu canto a rir-se de tudo e todos. o 'choque de civilizações' é obviamente um produto da mente judaica com fins óbvios.»

Sim porque pelos vistos os judeus não têm problemas nenhuns com os muçulmanos; só os não-judeus no Ocidente. Os judeus desejam tanto a islamização do Ocidente que não existem sequer judeus que são perseguidos pelos muçulmanos no Ocidente, nem sequer o primeiro-ministro israelita exortou para que os judeus se mudem para Israel.

«além disso, serve para gerar simpatia para israel, pelo efeito 'antítese'.»

Antes ter simpatia por Israel do que ter simpatia pelo islão. Tens problemas com isso? Pois os problemas são todos teus.

FireHead disse...

«uma gaja como a Pamela Geller que até já apelou à destruição total da Europa com bombas nucleares, que interesse pode ter em mostrar a um europeu como vitima no seu site, a não ser manipular-nos com 'emoções' e apelar à islamohisteria??»

Os muçulmanos também já apelaram à invasão do Ocidente, já exortaram à matança dos "infiéis", já deixaram bem claro que têm o objectivo da Umah, etc. e ainda existem gajos formatados como tu que se preocupam é com as Pamellas Gellers da vida airada.

«vão dizer-me que ela fez isso porque gosta da Europa e dos Franceses? por ela, a França já tinha sido destruída por israel com bombas atómicas. ela quer lá saber dos Europeus...ela quer é os Europeus todos a lamber o cú a israel e a gritar histericamente cada vez que virem um islâmico ou uma burka.»

Sim, Israel já teria atacado a França com bombas atómicas, hahahahaha.

FireHead disse...

«Por esses dias andei lendo pela internet em fontes espanholas, que no último dia 27/07, uns maometanos andaram agredindo alguns católicos que faziam uma procissão(derrubaram até o caminhão que transportava uma santa)sabes aonde?... no México, país mais católico da América Latina, ele soltou aquela famosa gritaria: "Alláh é grande" seguidas de várias ameaças aos fiéis, admito que fiquei estarrecido, isso sucedeu em um país cujos católicos passam de 90% do total da população, até já sabia de que há bairros inteiros em Guadalajara e em Chiapas, que estariam abandonando Cristo e convertendo à seita do Maomé. É por isso que quando se fala em ataques ou estupros em uma Suécia, Alemanha ou França, eu não surpreendo-me mais, pois se até na terra da Santa Muerte já estão levando os corões...»

Eu falei disto aqui no meu blogue na rubrica "Islão: o que os outros dizem". O islão é uma praga que cresce se não for exterminada.