quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Muçulmanos ameaçam aspirante a Miss Itália


A candidata a Miss Itália de origem marroquina Ahlam El Brinis, de 20 anos, está a ser alvo da ira por causa da sua participação no concurso de beleza. "(O concurso) Miss Itália é um concurso de beleza, a religião não tem nada a ver com isso e eu não quero que tudo se centre nisso", disse a jovem natural de Pádua. Ahlam conta com o apoio dos seus pais e, apesar de ter sido criada no seio da seita islâmica, garante que já deixou de a praticar, o que configura um crime de apostasia punível com pena de morte segundo a óptica islâmica. Ela foi apurada para as meias-finais do concurso que está a decorrer em Jesolo, Veneza, e tudo começou quando ela venceu o título de Miss Elegância no início do mês na região de Friuli Venezia Giulia. Além dos muçulmanos, Ahlam também foi criticada nas redes sociais pelos próprios italianos, pois há sempre entre eles, e não só, quem não a considere "italiana o suficiente" ou simplesmente "italiana". "Quem quer que seja que me ataca tem uma atitude antiquada. Eles estão a escrever sobre mim no Facebook. Eles ofendem-me. Que mal é que eu faço em ser modelo?", perguntou a rapariga.

16 comentários:

Anónimo disse...

Parece que se pode nascer num país e continuar-se alógeno.acclaim

FireHead disse...

Pois claro que pode! É por isso que, sob este ponto de vista, qualquer branco que não nasça na Europa é alógeno na sua própria terra...

Anónimo disse...

Quantos espanhóis, albaneses, árabes entraram e fizeram a pele morena que o italiano tem hoje? Ela, apesar dos genitores marroquinos, é "de Pádoa", nascida, criada e com sotaque local. Isso é um concurso de beleza e não um exame de sangue. Ela é elegante, centrada e espero que ganhe. Ela é SIM uma ITALIANA linda e tem esse direito de representar a sua terra (a única que conhece, pois não tem duas vidas), a Itália.

wind disse...

Desculpa, mas quase a acabar as férias não me apetece comentar nada:)

Anónimo disse...

EUROPEUS PUROS NASCIDOS NOS EUA TIPO WASPS CONTINUAM EUROPEUS - XO BARIZADA, ESLAVOS DO ULTRAMAR, ALEMÃES, WASPS, JUDEUS, FF-CIAS

Anónimo disse...

A Europa está perdida!
Décadas de governantes socialistas, antes dominada por governos liberais. Não há saída mais. So com a volta de Cristo.
Rezem! E o Ocidente inteiro também!

FireHead disse...

Anónimo das 23:49,

Bom, italiana ela é certamente, caso contrário não poderia participar no Miss Itália. A naturalidade dela também é Itália, pois Pádua tanto quanto sei ainda fica em Itália. Quanto aos genes, são marroquinos, por isso que se diz que ela é uma italiana de ascendência marroquina como também há portugueses de várias ascendências. Em Portugal temos por exemplo a Vera Kolodzig, o Pedro Granger, o José Wallenstein, só para citarmos uns quantos.

FireHead disse...

Wind,

Quase a acabar as férias? Ó que chatice! :P

Eu ainda não parei de trabalhar desde a última vez que tive férias, ou seja, em Janeiro e nunca me faltou vontade para comentar. :)

Beijinhos.

FireHead disse...

KVRGANIVS NOSTRATORVM,

Ya, pois, claro, é isso, é, quer isso dizer então que na América realmente a maior parte da população ainda é europeia (branca) portanto são todos alógenos lá! Xô, imigrantes!

É com cada pérola que tu mandas aqui que até me fazes ter pena de ti.

FireHead disse...

Anónimo das 06:49,

Perdida? Penso que sempre tem salvação. No caso em questão, ela afirmou que deixou de praticar o islão. Pode ser terreno fértil para a conversão a Cristo, pois pelo menos já fez o mais difícil. :)

Afonso de Portugal disse...

Ela que arranje mas é uns seguranças armados... este tipo de ameaças deve ser levado muito a sério!

Anónimo disse...

"É por isso que, sob este ponto de vista, qualquer branco que não nasça na Europa é alógeno na sua própria terra..."

Por acaso, até não já que um português nascido em África, continua português.

Quantos espanhóis, albaneses, árabes entraram e fizeram a pele morena que o italiano tem hoje?

Zero. Os italianos são iguais ao que sempre foram.

"Ela, apesar dos genitores marroquinos, é "de Pádoa", nascida, criada e com sotaque local. Isso é um concurso de beleza e não um exame de sangue."

Isto é um concurso sobre a beleza italiana, ora a dita não filha de italianos logo não é italiana, e portanto isto é uma autêntica palhaçada internacionalista, ou seja, esquerdista.

Anónimo disse...

"Ya, pois, claro, é isso, é, quer isso dizer então que na América realmente a maior parte da população ainda é europeia (branca) portanto são todos alógenos lá! Xô, imigrantes!"

Mas quem é fez os EUA? Foi a natureza? Foi Deus? Ou foram os europeus? E portanto o dito país é deles.
Mas sem duvidas nenhumas que os europeus são alógenos em relação aos índios. Duvidas?

FireHead disse...

Afonso de Portugal,

Ainda por cima em Itália, que tem apenas o Mediterrâneo a separar o país da moirama...

FireHead disse...

«Por acaso, até não já que um português nascido em África, continua português.»

Continua português e não deixa de ser africano porque nasceu em África. Ou haveria de ser lisboeta, alentejano ou portuense mesmo que possa nunca ter posto os pés em Lisboa, no Alentejo ou no Porto?

«Zero. Os italianos são iguais ao que sempre foram.»

Desde que a Itália existe? Penso que não. Até os portugueses de actualidade estão mais altos que os portugueses de há décadas atrás, logo não são não iguais ao que sempre foram.

«Isto é um concurso sobre a beleza italiana, ora a dita não filha de italianos logo não é italiana, e portanto isto é uma autêntica palhaçada internacionalista, ou seja, esquerdista.»

Não é filha de italianos mas possui a nacionalidade italiana, logo pode perfeitamente participar no concurso de beleza para italianas. É como a lisboeta Catarina Sikiotis (ou lá como se escreve o apelido dela) que ganhou em 2014 o concurso de Miss República Portuguesa. Ah, e sim, de certeza que se fosse esquerdista nacionalista, como nos tempos do Hitler ou presentemente com o Kim Jong-un, certamente que ela não seria nem alemã nem norte-coreana.

FireHead disse...

«Mas quem é fez os EUA? Foi a natureza? Foi Deus? Ou foram os europeus? E portanto o dito país é deles.»

Quem fez os EUA? Foram os brancos! Mas a terra já lá estava e já lá estavam os índios antes dos brancos lá chegarem. Na altura já havia países? Se não havia, então como pode algo que não havia ser dos índios?

«Mas sem duvidas nenhumas que os europeus são alógenos em relação aos índios. Duvidas?»

Na América, né?