domingo, 23 de agosto de 2015

Fuzileiros americanos evitam massacre


Na passada sexta-feira, dois fuzileiros norte-americanos evitaram o pior quando, no interior de um comboio de alta velocidade que fazia a ligação entre Amesterdão e Paris, dominaram um muçulmano marroquino de 26 anos, Ayoub El Kahzzani, munido de uma kalashnikov e... referenciado pelos serviços anti-terrorismo espanhóis como um "islamita radical"! "Batemos-lhe até ficar inconsciente", disseram os militares. Mesmo assim, parece que três pessoas ficaram feridas no tiroteio, uma delas em estado grave.
Os parabéns aos militares americanos que por acaso estavam no TGV e raios partam os serviços anti-terrorismo espanhóis! De resto, ou é a "religião da paz" novamente no seu melhor, ou então é mais um desiquilibrado mental que por acaso é muçulmano...

2 comentários:

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

SIM MUSLO E O DNA EX-MED OMITIDO HEHE..QUANTO A SITUAÇÃO CLARAMENTE ARMADA PELOS EUA PARA OS EUROPEUS CAIREM DE BOCA NA ALCA DO LESTE E COMPLETAR A SUBMISSÃO DA NATO ECONOMICA PRA SABOTAREM AINDA MAIS DO QUE JA FAZEM FINANCIANDO OS ILEGAIS COM A JUDEIA

FireHead disse...

Já reparaste que um dos heróis é negro ou mulato? Hahaha, a tua tenda já ardeu. :)