quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Cadela abatida com dois tiros

 
A cadela de raça podengo de nome Violeta foi abatida com dois tiros de caçadeira nas traseiras de uma casa no lugar de Calvário, em Soalhães, Marco de Canaveses, no passado fim-de-semana. O dono da cadela, João Monteiro, contou ao CM que os seus avós ouviram-na a ganir e encontraram-na em agonia. Violeta estava presa juntamente com outra cadela quando foi abatida e o caso já foi entregue ao Ministério Público.
A notícia está a chocar, como era de esperar, todos os defensores dos ditos direitos dos animais. O mais engraçado é que o CM tinha falado recentemente do caso de uns cães que atacaram e mataram umas 10 ovelhas numa propriedade junto à praia de Samoqueira, em Sines, deixando o proprietário do rebanho com um prejuízo de 3000 euros. Os cães são de um autocaravanista francês que chegou a acertar uma compensação pecuniária com o dono das ovelhas.
No primeiro caso houve comentários lá no sítio internético do CM contra o animal de duas patas que matou a Violeta. No segundo, mais antigo, não houve um único comentário. Os defensores dos ditos direitos dos animais são selectivos, é esta a conclusão a que cheguei.

4 comentários:

wind disse...

Não sou seletiva.
Sou contra qualquer maltrato a animais, por isso não pertenço a qualquer associação.
Penso por mim, mais uma vez:)

FireHead disse...

E vais-me dizer que quem matou essa cadela também merece morrer?

wind disse...

Sabes que em relação aos animais sou radical. Porque lhes fazem mal. Não gosto que façam mal aos animais.
Não diria que merece morrer, mas se levasse 2 tiros não lhe fazia mal nenhum:)

FireHead disse...

Mas porque é que és radical em relação aos animais? Dá a sensação de que para ti a vida de um animal é mais importante que a vida duma pessoa... :O

Feliz ou infelizmente, a vida de uma pessoa sempre é mais importante que a vida dum animal, ainda que possa haver gente que não merece viver.