domingo, 2 de agosto de 2015

A comida portuguesa é boa e ponto final


O segundo restaurante do norte-americano luso-descendente George Mendes, natural do Connecticut e filho de beirões, conquistou a crítica norte-americana nos três meses desde que o abriu, em Nova Iorque. Segundo a revista New Yorker, as sardinhas foram consideradas por muitos clientes como as melhores coisas que alguma vez já comeram. Além das sardinhas, também o "molho dos caracóis", os "carabineiros" vindos de Portugal que "têm um perfume quase floral" e o atendimento foram também elogiados. O restaurante Lupulo, nome escolhido pelo chef luso-americano por ser o nome em português do ingrediente para dar amargo e aroma à cerveja, foi considerado pela New York Times uma "homenagem à herança" de George Mendes, que já tinha aberto em 2009 o restaurante Aldea que detém uma estrela do guia Michelin, que distingue os melhores restaurantes do mundo, e é autor do livro My Portugal: Recipes and Stories. "Mendes opta por uma abordagem iluminada de snacks de bar antigos, elevando-as até à glória através de uma técnica de mestre, como com os pastéis de bacalhau que são misturados até uma rara e cremosa consistência", escreveu Steve Cuozzo, do New York Post. O Lupulo fica no bairro de Chelsea, no cruzamento da Rua 29 com a Sexta Avenida, e representa um regresso às origens para Mendes numa altura em que Manhattan estava sem restaurantes exclusivamente portugueses. A Bloomberg lembra esse facto, escrevendo que "a comida portuguesa não é bem representada em Nova Iorque e o Lupulo vai além do que lhe é exigido para mostrar uma cozinha portuguesa simples e rústica, como é o caso da açorda com um delicioso sabor a camarão".
Os parabéns ao chef George Mendes que pelo que se vê tem um enorme orgulho das suas raízes!

Sem comentários: