domingo, 19 de julho de 2015

Morreu o 1.º piloto da F1 pós-Ayrton Senna


O piloto francês da Fórmula 1 Jules Bianchi, de ascendência italiana, morreu, a um mês de completar 26 anos, na sequência do grave acidente sofrido no Grande Prémio do Japão em Outubro passado. "O Jules lutou (pela vida) até ao limite, como sempre fez, mas hoje a sua batalha chegou ao fim", afirmou a família num comunicado publicado no Facebook. O jovem piloto da Marussia acabou por não resistir à "lesão axional difusa", uma das formas mais graves de traumatismo cerebral, no Centro Hospitalar da Universidade de Nice, no sul de França, onde permanecia em coma depois de, em Suzuka, o seu monolugar ter embatido contra uma grua que tentava remover o carro do alemão Adrian Sutil (Sauber), que se tinha despistado no local, em condições climatéricas muito adversas. Jules Bianchi tornou-se assim no primeiro piloto da Fórmula 1 a morrer num acidente depois da morte do brasileiro Ayrton Senna, em 1994.
Requiescat in pace.

8 comentários:

Observador disse...

Um jovem que deixou de correr.
R.I.P.

FireHead disse...

Infelizmente são coisas que acontecem.

wind disse...

Que RIP!

Fatyly disse...

Apesar de não conseguir Fórmula 1 depois da morte em directo do Ayrton, soube e vi na internet o acidente deste jovem que ficou muito mal.

Que descanse em paz!

Anónimo disse...

Es brasuca , Fatyly ? Não sabia eu que Senna era tao querido em Portugal.

FireHead disse...

Eu lembro-me que aqui em Macau os meus amigos brasileiros tiveram direito a férias na escola por causa da morte do Ayrton Senna. Era um "direito" (discriminação) que lhes assistiu.

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

22 de julho de 2015 às 14:26

ESPERTINHOS NA SEGUNDA EU TIVE DE IR PRO COLEGIO DEPOIS DAQUELE DOMINGO SOMBRIO DE CHUVA E CÉU CINZENTO APÓS UMA BELA MANHÃ DE SOL NA ZONA LEVANTINA E SEU MAR DA COR DO VERÃO

FireHead disse...

Mas o apelido do Ayrton Senna é Silva, pelo que deduzo que ele era de origem portuguesa. E como para ti e para o Direita isso é sinónimo de ser português, então porque é que nós também não tivemos direito aos três dias de feriado? O Afonso de Portugal assim vai ter mais um motivo para cascar nos "luso-tropicalistas" ou "minho-timoristas"... :/