terça-feira, 14 de julho de 2015

Ah e tal, o Syriza é que era uma "lufada de ar fresco"...

O povo grego acreditou no Alexis Tsipras...
Alexis Tsipras cada vez mais só no governo. Vários ministros afirmam estar contra as medidas do acordo aprovado no Parlamento graças à oposição. O ministro-adjunto dos Negócios Estrangeiros, Nikos Hountis, apresentou a demissão. O deputado europeu pelo Syrizia Manoli Glezos anunciou a sua retira e vai ser substituído pelo jornalista Giorgos Kyritsis. Funcionários públicos fazem greve de 24 horas.

"Há uma divisão dentro do partido, parte dos responsáveis e deputados do Syriza não aceitam as tácticas seguidas pelo nosso primeiro-ministro" (Yanis Balafas, deputado do Syriza).

"Mais uma 'esperança' e um 'libertador' de esquerda [Alexis Tsipras] que se converte ao neoliberalismo e à austeridade. Porque será? (João Cortez, do blogue O Insurgente)

Austeridade (via O Insurgente)
"A situação grega é um perfeito exemplo prático da tese de Margaret Thatcher '... and Socialist governments traditionally do make a financial mess. They [socialists] always run out of other people's money. It's quite a characteristic of them'. Em 2011 estivemos lá e há poucos meses por vontade de António Costa teriamos novamente seguido esse caminho..." (Miguel Noronha, do blogue O Insurgente)

"A renegociação grega é o caminha mais doloroso entre a Austeridade e a Austeridade" (Ricardo Campelo de Magalhães, do blogue O Insurgente).

"Penso que percebi bem. O que o governo grego propõe agora ao eurogrupo é substancialmente pior que o acordo anteriormente rejeitado pelo governo grego e esmagadoramente rejeitado há uma semana no referendo. Já nem falo das parvoíces que os advogados do 'não' diziam sobre a melhoria da posição negocial grega caso este vencesse. Penso que há aqui um grave problema de legitimidade. De falta dela, neste caso" (Miguel Noronha, do blogue O Insurgente).

"No referendo do passado domingo, os gregos mostraram que não cedem aos credores, que desafiam a ditadura do grande capital, que resistem às técnicas do medo e da chantagem, que não se vergam à prepotência alemã, que representam o último bastião da democracia na Europa e que são um povo orgulhoso, inspirador, digno e corajoso. Na segunda-feira, correram a suplicar mais uns milhares de milhões, nem que para isso tenham de aceitar, ou fingir aceitar, condições piores do que as sufragadas no referendo" (Alberto Gonçalves no DN).

"O dilema da miopia de Tsipras desfocou a escolha: ou era a falência da Grécia com o euro ou era a falência da Grécia com o dracma. Tsipras escolheu trair o sentido (não a letra) do voto do referendo da semana anterior e preferiu falir com o euro. Não era preciso ser bruxo para o prever, como aqui escrevi a semana passada. Por isso, espantou-me ouvir tantas palavras em alguma esquerda de apoio ao voto no 'não' dos gregos e, ao mesmo tempo, à táctica política de Tsipras..." (Pedro Tadeu no DN)


"Pelo meio, a situação económica grega deteriorou-se ainda mais, os bancos fecharam por falta de liquidez e o Estado grego ficou na iminência de uma ruptura de pagamentos. O sinistro charlatão Varoufakis, que havia assegurado que se demitiria em caso de vitória do 'Sim' e que, em caso de vitória do 'Não', haveria um acordo em 48 horas, demitiu-se. O ex-ministro, entretanto regressado ao Parlamento grego e felizmente ainda com dois braços, declara apoiar o acordo mas falta à votação porque... quer passar tempo com a filha que vive na Austrália. Como cereja no topo do bolo, o governo liderado pelo Syriza evidenciou também na prática a concepção de pluralismo da extrema-esquerda quando está no poder, ao colocar sob investigação jornalistas gregos que cometeram a ofensa de terem defendido publicamente o 'Sim' no referendo" (André Azevedo Alves no Observador).

Não falta, infelizmente, gente em Portugal que quer o António Costa a mandar...

20 comentários:

Ivan Baptista disse...

Meu, o problema da Grécia pode até ser por causa da trafulhice, sim é verdade, eu vi uma reportagem do José Rodrigues dos Santos sobre isso, os gregos são uns trafulhas sim senhor ( /watch?v=Rojzt2Ssrzk ; watch?v=pKYiPGa9cWY ) .
Mas o maior problema não é esse, como é que os gregos irão pagar a dívida?!?
A dívida é culpa do Syriza? O syriza tá lá há pouco mais de 6 meses, não foi este actual governo grego que mais/se endividou!
O plano do governo grego seria pagar a dívida na condição de poupar e de dar alguma dignidade no sacrificio humano dos seus cidadãos, não te esqueças que há suicidios ora bolas!
Mas o que se demonstrou, é que o emprestimo é só mais uma farsa, pois quanto mais se empresta, maior fica a dívida.
Ora exprimenta lá pedires um emprestimo para poderes pagar outros empréstimos, depois desse empréstimo pede mais outro e depois desse mais um, como é que ficas com os juros da tua dívida, e o tamanho dela ?
Vais ver que, a seguir aos gregos, somos nós portugueses, vais ver a mesma coisa por cá igual, até porque somos muito chico espertos e os credores não gostam lá muito disso.
Os gregos mais parecem uma Argentina ou outro país de terceira e nós, vamos logo a seguir pelo mesmo caminho vais ver ;) , eu até já vejo um Portugau muito parecido com um Brasiu em tudo!
Só falta é plantar Palmeiras, bananeiras e coqueiros para a água de coco, há e muinta alegria com o tira o pé do chão, sempre felizes e muito alegres mesmo estando na merda muita alegria, um povão mané meu chapa :)
Mesmo que se substitua os cidadãos gregos por finlandeses, islandeses, noruegueses, dinamarqueses, polacos, Turcos, Paquistaneses, nigerianos, sudaneses, somalis e etc .. A dívida ficará na mesma, insustentável e impossivel de a pagar.
Concluindo, neste caso a culpa não é bem do povão, mas é bem provavel que seja da caridade de Bruxelas de christine lagarde, do juncker, do Schäuble e companhia e por ai fora ...há e também tens as agencias de ranking que nos rotulam de pigs, enfim, nós somos uns pigs! olha, é a vida.. somos uns Piiiigs..

FireHead disse...

Pá, é por isso que a mim ensinaram-me sempre a não contar com o ovo antes da galinha o pôr. Eu nunca gastei aquilo que eu nunca tive para gastar. E nunca sequer pedi emprestado a ninguém aquilo que eu nunca pude devolver. Acontece que em Portugal, e por muito que eu sempre tive as minhas economias porque também me ensinaram a ser mais poupadinho, aquilo que eu não gastei gastaram-no por mim. Por isso que eu estou à vontade para falar mal dos que merecem, como todos aqueles que foram uns trafulhas e esbanjadores. É claro que a culpa não é do Syriza, mas sim dos governos anteriores, tal como em Portugal a culpa é unicamente de todos os governos abrilistas. Mas, e aí é que vem a melhor parte, o sistema que rege Portugal e a Grécia não é nenhuma ditadura, mas sim uma democracia, o tal sistema "justo" e "perfeito" onde se dá o luxo dos justos terem que pagar pelos pecadores desde que estes últimos sejam a maioria. Portanto é forçoso concluírmos que a culpa da merda que os governos fazem é em última instância do próprio povo, pois é o povo que os colocou no poder. E quem não vota também tem culpa, por cagar-se no direito (ou dever) de ir votar, deixando que os outros votem por eles.

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

A GRECIA É UM LIXO DECAIDO KOSHER QUE MESMO TENDO UM AURORA DOURADA SÓ VOTA EM LIXO

FireHead disse...

A Aurora Dourada é que é um lixo, daí não ganhar, hahahahaha.

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

Blogger FireHead disse...
A Aurora Dourada é que é um lixo, daí não ganhar, hahahahaha.

15 de julho de 2015 às 16:18

FALSO OS GREGOS QUE SÃO LIXOS

Anónimo disse...

"A Aurora Dourada é que é um lixo, daí não ganhar, hahahahaha."

Porque?

FireHead disse...

Se calhar por ser nazi, não?

FireHead disse...

«FALSO OS GREGOS QUE SÃO LIXOS»

Também, também, daí darmos para incluir o Aurora Dourada que é grega.

Ivan Baptista disse...

FireHead disse...


" É claro que a culpa não é do Syriza, mas sim dos governos anteriores, tal como em Portugal a culpa é unicamente de todos os governos abrilistas. Mas, e aí é que vem a melhor parte, o sistema que rege Portugal e a Grécia não é nenhuma ditadura, mas sim uma democracia, o tal sistema "justo" e "perfeito" onde se dá o luxo dos justos terem que pagar pelos pecadores desde que estes últimos sejam a maioria."



Vamos por partes , ambos chegamos há mesma conclusão de que a culpa não é de quem pôs lá os pés, certo ?
Os justos terem que pagar pelos pecadores desde que estes ultimos sejam a maioria ?
Isso quer dizer exactamente o quê ? Que o cidadão comum é o pecador ?
Bem , eu não sou perfeito e não acredito que todos sejam perfeitos.
Mas a maioria é que é pecadora ? Pecadora em/no quê, ou melhor, o que é ser pecador ?
Justo é só ser-se obediente ? Quer dizer, o melhor exemplo, vem de cima ?

Posso achar que a democracia em que eu vivo tem muitas falhas, e por acaso até tem .
E posso pensar que em vês de uma democracia, vivemos numa ditadura com os/as politicas/os do costume !
Tens a esquerda e a direita, e isso faz com que se pareça uma democracia .
Mas, tens a certeza que se vive aqui em Portugal, numa democracia ?

Culpar os do costume é sempre mais fácil porque a culpa , é sempre de quem não vota .
Se for no voto útil , os culpados são os do costume , são aqueles que votam e mais uma vez, os que não votam.
E se for nas alternativas ? Ai é que não convêm , pois estas são inconvenientes !
Para mim isso nada teem de democrático mas enfim , como vivemos numa democracia ! ..

Ok, secalhar numa ditadura é tudo mais transparente, mas essa dos justos serem a minoria e os pecadores a maioria, é que eu não percebi, isso é um pouco subjectivo porque , tens democracias onde a maioria é justa e existe ditaduras em que a minoria é pecadora .

Num ponto és capaz de ter razão, porque uma grande parte do povo português é tipo chico esperto e provavelmente , somos muito parecidos com os gregos nisso, mas isso ainda não é a maioria ..

Pode não ter nada haver com nada mas, secalhar teem haver com a cultura ocidental , damos muito mais importancia ao individualismo do que ao colectivismo, não sei .

Olha, um país no qual eu gostaria de pertencer e de ter nascido, seria a Noruega, é que lá, provavelmente tens um regime em que os justos são a maioria e pelo que dizem sobre o país, vive-se bem , é riquissimo em recursos naturais com petróleo e gás, e o dinheiro esse , é bem distribuido !
Há e o pormenor, é de ser uma democracia ;) !
Secalhar é mais por trabalharem mais para o colectivo, pois se não o fizessem , provavelmente estariam como nós , onde cada um por si, a tentar roubar o mais que pode , não sei..

FireHead disse...

O que eu estou a dizer é que, numa democracia, se a maioria vota na merda, os que não votam na merda levam por tabela. Isso do justo pagar pelo pecado é apenas metafórico.

Se eu acho se em Portugal se vive numa democracia? Então porque é que não haveria de acreditar que sim? Afinal de contas são os eleitores que colocam os governantes no poder. Afinal de contas houve um golpe militar que derrubou o regime anterior, que não era democrático, para agora poder haver eleições livres, sufrágio universal, blá blá blá. Porque é que eu não haveria de acreditar que há uma democracia agora em Portugal? Porque é que me perguntas isso?

Porque é que não vês as coisas duma outra perspectiva? Se calhar a democracia é mesmo assim! Não dizem que a democracia não é um sistema perfeito mas que mesmo assim é melhor que os outros? Pois, então gramem com ela.

A Noruega? Ó meu amigo, não queiras ir para lá, pois aquilo é dos países europeus com a maior taxa de violação (ainda que tu não sejas uma mulher) devido à excessiva imigração muçulmana. O facto de ter uma boa organização a nível social não quer dizer que seja um paraíso, porque não é! Se soubesses, isso depois investigares melhor, quantos é que andam por lá a parasitar, ias achar um ultraje se contribuísses para o seu sustento com os teus impostos.

Eu já há um bom tempo que deixei de acreditar no futuro da Europa e do Ocidente em geral. Só mesmo se isso der uma grande volta, como as forças nacionalistas triunfarem. Até isso acontecer vou continuando a apostar num futuro chinês, com as suas coisas boas e más...

Ivan Baptista disse...


FireHead disse...


"A Noruega? Ó meu amigo, não queiras ir para lá, pois aquilo é dos países europeus com a maior taxa de violação (ainda que tu não sejas uma mulher) devido à excessiva imigração muçulmana. O facto de ter uma boa organização a nível social não quer dizer que seja um paraíso, porque não é! Se soubesses, isso depois investigares melhor, quantos é que andam por lá a parasitar, ias achar um ultraje se contribuísses para o seu sustento com os teus impostos"



Isso é culpa do Acordo de Schengen, o Espaço Schengen permite a livre circulação de cidadãos de outras paragens ..
E antes de existir violadores nesse país, os Noruegueses viviam em perfeita harmonia e sossego.
A culpa não é bem da democracia da Noruega ó meu amigo, a culpa é antes da ditadura do politicamente correcto, uma coisa que foi inventada para se ganhar votos há pala do medo.. tens disso na esquerda, como na direita.

Quando me referi trabalhar para o colectivo, queria dizer exactamente o oposto de contribuir impostos para os delinquentes, já que estes, não fazem parte do ou não deveriam fazer parte do colectivo .
Para isso tens a justiça, e numa democracia onde essa justiça existe quando necessário, ela aplicasse .

O que tu descreves, é que a Europa está a passar por algo de diferente de uma democracia, está antes a passar pela utopia do multiculturalismo que na prática , mais se parece com uma ditadura.
Qualquer dia a Europa será parecida com aqueles países dos Balcãs da Sérvia e do Kosovo, onde se verá uma Guerrilha de diferentes civilizações dentro da mesma civilização .

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

Também, também, daí darmos para incluir o Aurora Dourada que é grega.

16 de julho de 2015 às 13:33

NÃO O AURORA TA ACIMA DA MEDIA DELES

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...


Porque?

16 de julho de 2015 às 07:44



Blogger FireHead disse...
Se calhar por ser nazi, não?

16 de julho de 2015 às 12:32

POR QUE KOSHERS QUEREM O SYRIZA DESTRUTIVO

FireHead disse...

«NÃO O AURORA TA ACIMA DA MEDIA DELES»

Isso quer dizer então o quê? Que o Aurora Dourada não é grego? Foda-se, a tua estupidez não tem limites.

FireHead disse...

«POR QUE KOSHERS QUEREM O SYRIZA DESTRUTIVO»

Sim, não há dúvidas que a extrema-esquerda é muito amiga dos judeus, hahaha.

FireHead disse...

Ivan Baptista,

Mas a culpa da Noruega ter entrado para o espaço Schengen é de quem? Dos próprio noruegueses, né?

E sim, por este andar, não me admira nada que venha a haver mais Balcãs em toda a Europa. Os bairros sensíveis das principais cidades europeis são autênticos barris de pólvora e até agora ainda vão tentando jogar água na fervura. Resta saber até quando.

Ou os europeus começam a apostar no nacionalismo - que é até ver a única solução para os problemas da Europa - ou então a Europa vai deixar de ser o que ainda é. Tenho muita curiosidade em ver se a Marine Le Pen sempre vai ganhar as eleições em França. Se isso acontecer, talvez ainda possa haver uma esperança...

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

Isso quer dizer então o quê? Que o Aurora Dourada não é grego? Foda-se, a tua estupidez não tem limites.

É MAS O SISTEMA LIMBICO DELES É SUPERIOR

FireHead disse...

«É MAS O SISTEMA LIMBICO DELES É SUPERIOR»

É, é. É por isso que não são eleitos. A culpa é do povo. Ah, ok, a culpa é da democracia. O povo grego, "que não é europeu", não quer votar num partido que é europeu como é o Aurora Dourada. É natural.

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

É, é. É por isso que não são eleitos. A culpa é do povo. Ah, ok, a culpa é da democracia. O povo grego, "que não é europeu", não quer votar num partido que é europeu como é o Aurora Dourada. É natural.

19 de julho de 2015 às 17:12

O QI DELES DECAIU NO POS-ROTAS POR ISSO NÃO CONSEGUEM MAIS RESGATAR A GRANDEZA DA ACROPOLE E TROCARAM ELA POR BEDUINICES DESTRUTIVAS

FireHead disse...

«O QI DELES DECAIU NO POS-ROTAS POR ISSO NÃO CONSEGUEM MAIS RESGATAR A GRANDEZA DA ACROPOLE E TROCARAM ELA POR BEDUINICES DESTRUTIVAS»

Sim, tornaram-se todos muçulmanos... normal, afinal de contas os muçulmanos chegaram a estar lá a mandar neles...

Quanto à grandeza da acrópole, isso era lá com os virtuosos gays que lambiam os pénis uns aos outros.