domingo, 12 de julho de 2015

20 anos do massacre de Srebrenica

video

Fez ontem 20 anos que começou o assassinato de 8373 muçulmanos bósnios em Srebrenica, na Bósnia-Herzegovina, pelo exército bósnio da sérvia liderado pelo general Ratko Mladić com o apoio duma unidade paramilitar sérvia conhecida como "Escorpiões". Tratou-se do maior assassinato em massa da Europa após a Segunda Guerra Mundial e foi considerado um genocídio por causa da "limpeza étnica" promovida por Mladić. O massacre aconteceu por volta do 120.º aniversário da reconquista dos territórios por parte dos cristãos ao Império Otomano, que chegou à região no século XIV através da expansão à boa maneira islâmica e garantiu salário e comida aos que se convertessem à seita do ídolo lunar árabe. Com o apoio desses "eslavos do sul" (como eram conhecidos os jugoslavos) convertidos, os muçulmanos derrotaram em 1389 a coligação sérvia, albanesa e bósnia liderada por Tsar Lazar Hrebeljanović, que acabou por morrer em combate e a sua filha foi oferecida em casamento ao sultão otomano, passando partes da Sérvia a prestar vassalagem aos invasores muçulmanos - este acontecimento é ainda hoje recordado como a mais dolorosa e humilhante derrota da Sérvia. Desde então, os sérvios não mais perdoaram os traidores muçulmanos da região, aqueles que traíram o seu próprio povo eslavo, e foi contra eles que os sérvios se vingaram no massacre. As reduzidas forças holandesas, que ali estavam na missão de paz da ONU, cederam às pressões das tropas de Mladić e entregaram voluntariamente milhares de bósnios muçulmanos que acabaram por pagar pelas atrocidades cometidas pelos seus antepassados. Antes disso, em 1994, cerca de 3500 cristãos sérvios - sendo que 70% deles eram mulheres e crianças - foram dizimados por tropas muçulmanas chefiadas pelo bósnio sanguinário Naser Orić e que foram armadas pela... ONU. Orić acabou apenas por ser condenado a dois anos de prisão e hoje vive tranquilamente em Sarajevo enquanto que Mladić foi entregue à justiça pelo seu próprio país, que assumiu a culpa no massacre, e o general foi condenado por crimes contra a humanidade, crimes de guerra e genocídio...

video

Ontem, o primeiro-ministro sérvio, Aleksandar Vučić, foi apedrejado e ficou ferido na cabeça em Srebrenica quando prestava homenagem aos mortos do genocídio, precisando de abandonar a cerimónia rodeado pelos seus guarda-costas. O ministro do Interior sérvio afirmou que houve mesmo uma "tentativa de assassinato". Para onde o islão se propaga só há é merda.

14 comentários:

Anónimo disse...

desculpa la mas este eu concordo totalmente contigo
viva a servia!
longa viva a este grande pais, o urso eslavo, que juntamente com os russos e os gregos fazem parte da resistencia ortodoxa.
nao comento este acontecimento em particular mas a servia deve andar sempre de cabeça erguida e nunca ceder às pressões do ocidente e do politicamente correcto, senao enforca-se a si propria, como está a acontecer com o ocidente.

FireHead disse...

A "religião da paz" chegou àquelas bandas através da Turquia de forma "calorosa" e "amigável". Os eslavos que se converteram ao islão foram apenas os primeiros que entenderam as "maravilhas" do islão. Que pena os filhos da puta dos "racistas" como o Mladic não terem sido capazes de entender a "beleza" que os otomanos levaram para lá, essa tal coisa do "enriquecimento".

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

NINGUEM FALA DO GENOCIDIO DA CIA CONTRA OS SERVIOS USANDO DE GRUPOS TERRORISTAS QUE USARAM CONTRA A RUSSIA

FireHead disse...

Ah, isso faz parte do "holoconto"...

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

NÃO ISSO SIM É GENOCIDIO MAS COMO SÃO GOYINS MENOS ESCURINHOS JA NÃO CONTA PRA FF-CIA

FireHead disse...

Não, é "holoconto" mesmo. E não precisas de vir com a conversa dos judeus. Do mesmo modo que os judeus não desapaceram, também os muçulmanos bósnios continuam bem vivinhos da silva.

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

Blogger FireHead disse...
Não, é "holoconto" mesmo. E não precisas de vir com a conversa dos judeus. Do mesmo modo que os judeus não desapaceram, também os muçulmanos bósnios continuam bem vivinhos da silva.

15 de julho de 2015 às 16:02

ME REFERI AOS SERVIOS

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

PRONTO MAS MESMO SENDO CRISTÃOS JA NÃO PRESTAM POR NÃO SEREM KOSHERS HEHE

FireHead disse...

«ME REFERI AOS SERVIOS»

Eles são tão eslavos como os bósnios...

FireHead disse...

«PRONTO MAS MESMO SENDO CRISTÃOS JA NÃO PRESTAM POR NÃO SEREM KOSHERS HEHE»

Não, o que tu devias dizer é que os bósnios é que prestam por serem muçulmanos, pois os seus antepassados converteram-se ao islão quando os teus amigos turcos do Império Otomano chegaram até lá através da invasão islâmica.

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

Eles são tão eslavos como os bósnios...

E OS BÓSNIOS E ALBANESES ETC SÃO TÃO FIÉIS AOS BALCÃS?DUVIDO

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

DEVIAM SABER O QUE OS ANCESTRAIS DELES PASSARAM A PONTO DE SE CONVERTEREM MAS AJUDAM INVASORES

KVRGANIVS NOSTRATORVM disse...

Não, o que tu devias dizer é que os bósnios é que prestam por serem muçulmanos, pois os seus antepassados converteram-se ao islão quando os teus amigos turcos do Império Otomano chegaram até lá através da invasão islâmica.

16 de julho de 2015 às 13:01

POIS NESSE CONTEXTO OS MUSLOS JA VALEM MAIS POR ESTAREM DO LADO KOSHER

FireHead disse...

«E OS BÓSNIOS E ALBANESES ETC SÃO TÃO FIÉIS AOS BALCÃS?DUVIDO»

Eu estou a falar da etnia. Não falei da fidelidade. Novamente a misturar as coisas porquê?

«DEVIAM SABER O QUE OS ANCESTRAIS DELES PASSARAM A PONTO DE SE CONVERTEREM MAS AJUDAM INVASORES»

Os portugueses actuais que não são católicos também podiam e deviam lembrar-se que Portugal só surgiu graças à Igreja e que sem ela não existiria Portugal. Portanto é um contrassenso existirem portugueses que não sejam católicos. Bem visto e tem o meu total apoio.

«POIS NESSE CONTEXTO OS MUSLOS JA VALEM MAIS POR ESTAREM DO LADO KOSHER»

Os muslos estão do lado kosher? Como é isso possível? Ah, sei, é verdade, quando eles praticam a taqqiya...