terça-feira, 10 de março de 2015

Muçulmano violador linchado em público


Em Dimapur (दीमापुर ज़िला), uma das maiores cidades indianas de Nagaland, onde predomina a comunidade étnica tribal dos Naga e também o protestantismo, um violador muçulmano do Bangladesh, Syed Farih Khan, foi arrastado e linchado até à morte por populares. Segundo o Hindustan Times, a vítima de Syed, uma rapariga de um colégio, disse que ele tinha-lhe oferecido 50 libras para ficar calada.
Isto chama-se justiça popular.

6 comentários:

wind disse...

Não deve ser feita, mas ainda bem que se fez!

Anónimo disse...

VEJAMOS POR HAMURABI; HOMICIDIO PRA HOMICIDAS; PRA ESTUPRADORES HOMICIDIO?É ALGO A SE PENSAR DO PONTO DE VISTA DE QUAL DIREITO DEVERIA PREVALECER; CLARO QUE SE FOSSE PELO PAÍS DELE A CULPADA ERA A ESTUPRADA POR QUE TAVA ANDANDO DESACOMPANHADA DE FAMILIARES MASCULINOS, SEM BURCA E PROVOCANTE ETC MAS SÓ MESMO UM SANOIDE POS-ROTAS TEM O SUB-CORTEX DEGRADADO O SUFICIENTE PRA ATRAVESSAR A FRONTEIRA E ACHAR QUE AQUILO É FALSO OESTE

FireHead disse...

Wind,

Lá na Índia não é como aí em Portugal.

FireHead disse...

KVRGANIVS NOSTRATORVM,

Falso Oeste? Índia??

Anónimo disse...

Falso Oeste? Índia??

ACHAR QUE AQUILO NÃO É SER AQUILO

FireHead disse...

A Índia geograficamente fica na Ásia.