quarta-feira, 30 de abril de 2014

A modelo internacional de Macau

A macaense Mariana Sá tem conseguido grande sucesso no mundo da moda. Esta estudante do curso de Política e Relações Internacionais da Universidade de Bath, no Reino Unido, tornou-se modelo aos 17 anos depois de ter feito uma sessão fotográfica e enviado as fotos para Hong Kong, onde assinou um contrato de três anos com a agência Primo Management. Depois tornou-se o rosto da Nivea para a China e Tailândia antes de representar a Herbalife no continente chinês, contrastando com Cristiano Ronaldo que representa a marca na Europa. "A situação com o Ronaldo... toda a gente fala sobre isso! Ele representa a marca internacionalmente, e eu na China. Por isso, os meus posters e os dele surgem frequentemente lado a lado em eventos publicitários e reuniões", disse Mariana ao jornal Tribuna de Macau.
Tornar-se modelo "nunca foi um sonho" para Mariana, mas foi "algo onde acabei por ir parar". Como modelo, Mariana pode viajar para conhecer outras realidades e aprofundar os seus conhecimentos. "Vindo de Macau, que é um local muito pequeno, é difícil compreender o conceito de que o mundo é muito grande, e essa visão pode ser, por vezes, perigosa. É preciso ver o mundo para o compreender. Para além disso, gostaria de trabalhar com várias Organizações Não Governamentais, e, com este curso, talvez tenha mais perspectivas sobre as relações internacionais no mundo", referiu.
O regresso a Macau, para prosseguir com a carreira de modelo, deverá ser o próximo passo enquanto espera por novos projectos. Para já, dedica-se ao seu blogue onde escreve as suas viagens e experiências, estando também envolvida na revista bimensal Pets&Hugs. "Espero encontrar projectos novos e criativos onde me possa desenvolver, embora pense que, no meio da prosperidade económica de Macau, é preciso ver como tem afectado a população", alertou.
Consciente de que está, de certa forma, a representar Macau no exterior, Mariana salientou que pretende continuar a "promover Macau como uma plataforma para os mais jovens" poderem crescer. "O meu conselho para eles seria para não deixarem que ninguém os deite abaixo, seja pela sua inteligência, aparência ou personalidade. É uma perda de tempo, e um dia olhamos para trás e vamos até agradecer a estas pessoas porque nos fizeram sentir mais fortes do que éramos antes", concluiu.
 
Cristiano Ronaldo e Mariana Sá lado a lado

Boicote às visitas a Hong Kong

 
Um vídeo de uma criança da China a urinar num passeio de Hong Kong motivou protestos na antiga colónia britânica e uma acesa controvérsia na Internet. Alguns cibernautas da China apelam a um boicote às visitas a Hong Kong e outros, mais radicais, sugerem que as crianças satisfaçam as necessidades nas vias públicas do território vizinho de Macau. Os pais da criança foram levadas para uma esquadra local e a mulher teve que sair sob fiança, tendo de se apresentar às autoridades no próximo mês. Os turistas da mainland são vistos, muitos deles, pelos residentes de Hong Kong como pessoas com falta de civismo, além de serem responsáveis por comprar leite em pó em grande quantidade no território vizinho, o que cria dificuldades de acesso aos residentes a esse tipo de produtos. Também as grávidas da mainland são criticadas por irem parir a Hong Kong numa táctica dissimulada de garantirem direitos de fixação de residência por lá. O lema do boicote sugerido pelos internautas é "Sou consumidor, sou Deus".
Os chineses da mainland querem boicotar visitas a Hong Kong? Não sei porquê, mas acho que é mesmo isso que a malta de Hong Kong quer...

Manifestação de trabalhadores do sexo


Amanhã, dia 1 de Maio, vai haver uma manifestação de trabalhadores do sexo em Lisboa, no Cais do Sodré, e no Porto, na Praça dos Leões. Alexandra Lourenço, do movimento 'Somos Todos Um' e membro do Comité Internacional sobre os Direitos dos Trabalhadores Sexuais na Europa, que organizará a manifestação em defesa do reconhecimento das profissões de teor sexual, pretende que a sociedade adopte medidas e crie condições laborais dignas para os profissionais do sexo, que em Portugal devem ser uns 100 mil. "Como todos os outros trabalhadores somos seres humanos, temos de ter direitos e garantias nas actividades de teor sexual. Queremos fazer descontos para a Segurança Social, pagar e ter benefícios fiscais. Queremos ter obrigações e exigimos respeito", sustentou a dirigente associativa que admite que há prostituição ligada a redes de tráfico e exploração de seres humanos. Segundo ela, a maior parte das prostitutas, nomeadamente o seu caso, não são vítimas dessas redes, e com a regulamentação destas profissões haverá maior protecção por existir um enquadramento legal e passará a haver uma tabela de preços dos serviços. "Sexo nunca a menos de um euro por minuto. Defendemos só sexo oral e vaginal, mas sempre com preservativo". Em Portugal, muitas mulheres foram parar à prostituição devido à crise sem o mínimo de preparação e sem quaisquer conhecimentos sobre o trabalho que é vender o corpo. "As mulheres têm de saber o que é andar na rua. Ter conhecimentos para se saberem proteger", acrescentou Alexandra Lourenço. "A sociedade está mais que preparada para mudar de um dia para o outro e adoptar legislação", defendeu.
Confesso que nunca fui às pu... prostitutas nem tenho uma opinião abonatória em relação a isso por achar que é imoral e degradante. Acho que as pessoas que recorrem à prostituição são pessoas feias, pessoas que só querem esvaziar os tomates, pessoas brincalhonas ou pessoas que não sabem assumir compromissos. Sexo nunca a menos de um euro por minuto? Assim os que sofrem de ejaculação precoce pagam menos que os 'touros' (como eu, hahahaha!). Outra coisa, o conceito de "sexo seguro" é um mito, pois revelam os estudos que mesmo usando o preservativo existe cerca de 30% de hipóteses de contrair Sida, mas pronto, convencer os amantes do látex acerca disso é como falar para a parede...

Barcelona campeão europeu de futsal 2014


No passado dia 26, o FC Barcelona sagrou-se campeão da Europa depois de derrotar na final da UEFA Futsal Cup o Dínamo de Moscovo por 5-2 em Baku, no Azerbaijão. Sob arbitragem do português Eduardo Coelho, os blaugrana chegaram à vitória no prolongamento depois de um empate a duas bolas no tempo regulamentar. Rómulo e Tatu marcaram para a equipa russa e Gabriel, Diego, Fernandão, Lozano e Sedano garantiram o triunfo culé. Com este resultado, a Espanha reforçou a liderança no ranking, pois tem sete vitórias na prova (tricampeão europeu Inter Movistar, bicampeão FC Barcelona e bicampeão Playas de Castellón), à frente da Rússia que tem dois títulos (Dínamo de Moscovo e Viz-Sinara Yekaterinburg). Bélgica (Action 21 Charleroi), PORTUGAL (BENFICA), Itália (Montesilvano) e o Cazaquistão (Kairat Almaty) são os restantes países com campeões europeus da modalidade.

O FC Porto é isto!

A Juventus tem tanto medo assim?


Parece que a Juventus está com tanto medo do Benfica que decidiu tentar ganhar a eliminatória nos bastidores. Enzo Pérez está, afirmam os média, em risco de não poder alinhar na próxima quinta-feira em Turim porque o clube italiano, que já chegou a ser condenado pela prática da corrupção com descida à série B italiana, fez queixa à UEFA por Enzo Pérez ter dado uma cotovelada a Giorgio Chiellini depois deste ter empurrado o argentino, lance que passou despercebido ao árbitro. A UEFA confirmou que recebeu a queixa e a assessoria de imprensa do organismo que tutela o futebol europeu vai decidir hoje se o argentino vai poder ou não jogar porque foi antecipada uma reunião ordinária que estava agendada apenas para o dia 15 de Maio! O Benfica foi notificado ao final da tarde de segunda-feira e teve até às 21 horas de ontem para responder à acusação do clube de Turim. João Gabriel, director de comunicação do Benfica, deu voz à indignação benfiquista: "O Benfica pergunta se a UEFA, com esta decisão, não quer garantir que a Juventus ganhe a final da Liga Europa, em Turim". E perguntou: "A UEFA está preocupada com o penalty (cometido precisamente sobre o Enzo Pérez) que ficou por marcar contra a Juventus"? O antigo director de futebol do Benfica Gaspar Ramos não tem dúvidas em afirmar que é "preocupante" que a Juventus queira juntar alguma ajuda externa à qualidade que tem. "Parece que não conheciam bem o Benfica antes de jogarem connosco. Agora que se aperceberam que o Benfica tem uma grande equipa parece que estão a arranjar todos os argumentos que possam ajudá-los a estar na final na terra deles", afirmou também. "O Benfica tem condições para ganhar a eliminatória. Se se confirmar essa situação e se a UEFA vier a aplicar uma sanção ao Enzo Pérez, os onze jogadores que lá estiverem (em campo) irão com um sentido de revolta enorme que irá compensar a falta que o Enzo Pérez fará no jogo", concluiu.
A mafiosa e corrupta UEFA (e, já agora, porque não maçónica também?) presidida por Michel Platini, francês de origem italiana que tem simpatia pela Juventus por lá ter jogado durante a sua carreira, parece que tem mesmo todo o interesse em fazer da Juventus o vencedor da Liga Europa. Com ou sem o Enzo Pérez, só temos é de ir a Turim mostrar aos gajos de que massa é que nós os campeões somos feitos! Eles que usem subterfúgios (porque são um clube ranhoso que foi condenado por corrupção como um certo clube português que nós cá sabemos) que nós jogamos à bola contra tudo e contra todos! Seja como for, amanhã há que estarmos muito atentos à arbitragem porque a da primeira mão foi uma lástima!

Inédita chapa 4 real em Munique

 
Épico! O Real Madrid triunfou de forma histórica por gordos 4-0 no Allianz Arena perante o campeão europeu e mundial Bayern de Munique. Depois de terem perdido por 0-1 no Santiago Bernabéu, nem Ribéry, nem Robben, nem Kroos, nem Müller conseguiram contrariar o cinismo italiano do Real que, com uma táctica irrepreensível, vai estar presente no Estádio da Luz no dia 24 de Maio à procura do seu 10.º título de campeão europeu. Dois golos de cabeça de Sergio Ramos, aos 16' e 20', e dois golos do inevitável Ronaldo, em contra-ataque aos 34' e de livre directo aos 90', destruíram o sonho da revalidação do título europeu por parte do Bayern.
 
 
"Marcar dois golos aqui é um sonho. A Champions devia-me isto, precisamente frente ao Bayern. Por causa do penalty que falhei e pelo golo que me anularam também", afirmou Sergio Ramos. "Cristiano sabe o que faz e com o seu trabalho marcou mais dois golos. Entrou novamente na história do futebol e estou muito feliz por ele", referiu o luso-brasileiro Pepe, acrescentando que "Aprendemos bem a lição, trabalhámos muito nas bolas paradas e fomos solidários como equipa. É uma vitória muito importante para o madridismo, depois de tantos anos na fronteira da final. Precisávamos disto". Carlo Ancelotti elogiou os seus jogadores: "Fizemos o jogo perfeito. Os jogadores estiveram muito bem e é uma enorme felicidade. O primeiro objectivo era chegar à final e conseguimos. Até ao momento está a ser fantástico. Vamos ver o que acontecerá agora..." Já Ronaldo, que bateu o recorde de golos na Champions numa época (15 golos), não se coibiu de elogiar também o treinador italiano: "Ancelotti tem todo o mérito. Mudou tudo. Mudou a mentalidade dos jogadores. Fazer quatro golos em casa do Bayern não é fácil. A equipa esteve muito bem, fenomenal". E finalizou: "Queria conseguir o recorde de golos, mas não estava obcecado por isso. Sabia que podia acontecer naturalmente. A equipa ajudou-me muito. Estou muito contente, mas, acima de tudo, por ter a oportunidade de vencer a Liga dos Campeões".
 
 
Do lado bávaro, a resignação é total: "Estou desiludido com esta derrota pesada. Não conseguimos fazer o mesmo que fizemos com o Arsenal e com o Manchester United. Jogámos muito mal e a responsabilidade é minha. Estamos no nível mais alto do futebol europeu e os erros pagam-se de imediato. Agora vou tentar recompor a equipa", afirmou Pep Guardiola. "Talvez seja melhor ter perdido assim, do que se tivéssemos ganho por 2-1 e sido eliminados na mesma. Fomos castigados esta noite, mas temos que levantar a cabeça porque temos a final da Taça para disputar. Perdemos por 4-0. Vamos aceitar isso, chorar por causa disso, e depois seguir em frente. Parabéns ao Real Madrid", referiu Robben. "O Bayern não está bem há várias semanas. Começámos a época ao máximo nível e máxima concentração, mas entrámos numa fase de debilidade que está a durar até agora", reconheceu Franz Beckenbauer, antiga glória e presidente honorário do Bayern.
 
 
¡Hala Madrid!

terça-feira, 29 de abril de 2014

Morte para 683 membros da Irmandade Muçulmana


No Egipto, o Tribunal Penal de Minia condenou à morte 683 membros da Irmandade Muçulmana, entre eles o líder da agremiação no país, Mohamed Badie, por seguirem o presidente destituído, Mohamed Morsi. A maçónica ONU e também os EUA é que não ficaram nada satisfeitos com a condenação de tantos islamitas e lançaram um apelo às autoridades egípcias para anularem as sentenças. "O veredicto de hoje, como o do mês passado, constitui um desafio às regras mais elementares da justiça internacional", afirmou ontem Jay Carney, porta-voz do presidente dos EUA, Barack Obama. Em comunicado, Carney garantiu a profunda preocupação do seu país "pelo recurso contínuo aos processos e às condenações em massa no Egipto". Para Ban Ki-moon, o sul-coreano católico (católico?) que é secretário geral da ONU, os veredictos do tribunal egípcio "parecem claramente não respeitar as regras básicas de um processo equilibrado, em particular os que impõem a pena de morte, são susceptíveis de minar a longo prazo as perspectivas de estabilidade" do Egipto.
O Egipto tem a decência de acabar com os terroristas e andam os idiotas úteis preocupados com eles...

Mãe espanca filha com cinto e publica no Facebook

 
Uma mãe solteira de Trindade e Tobago (Caraíbas), Helen Bartlett, espancou a sua filha de 12 anos com um cinto, filmou a cena e publicou-a no Facebook, isto porque encontrou fotos em que a rapariga aparece semi-nua na famosa rede social e também um comentário de um rapaz que tentava convencê-la a ter relações sexuais com ele. O vídeo tornou-se logo viral e dividiu opiniões. O que é certo é que as filhas da Helen garantem que têm a melhor mãe do mundo, que se preocupa muito com elas e as protege. "Sinto muito pela vergonha que te trouxe a ti e à nossa família. Sei que gostas muito de mim e eu gosto muito de ti", declarou a vítima. Entrevistada por uma rádio local, Helen confirmou não estar arrependida e garantiu que voltaria a fazer o mesmo para proteger a filha de uma gravidez precoce, o seu pior pesadelo.
Mãe é mãe e há só uma!!

Tirou 'selfie' e morreu


A americana Courtney Sanford, de 32 anos, conduzia o seu carro e ouvia a música 'Happy', de Pharrel Williams, quando decidiu tirar uma selfie para colocar no seu Facebook com a legenda "A canção feliz faz-me feliz". Distraída, chocou contra um camião e o seu carro incendiou-se, provocando a sua morte, numa auto-estrada da Carolina do Norte. A última actualização do Facebook foi feita um minuto antes do acidente. Chris Weisner, do departamento de polícia, afirmou à estação de televisão WGHP que não tem dúvidas que este é um exemplo muito trágico "do que pode acontecer quando se usa o telemóvel a conduzir. Numa questão de segundos, acabou com a sua vida, só para mostrar aos amigos que estava feliz". "Será que valia a pena?", questionou.
A moda dos selfies pode ter, como se pode ver, um fim fatal. Já o outro rapaz, Jared Michael, podia ter sido colhido por um comboio...

«Somos todos macacos»


Em resposta ao ataque racista do qual Dani Alves foi alvo em Villarreal, o seu colega Neymar decidiu reagir com uma campanha anti-racista nas redes sociais. Nela, várias personalidades, do mundo do desporto e não só, aparecem em fotos a comer bananas. Numa foto com o seu filho, Neymar diz que "somos todos macacos". "É uma vergonha que em 2014 exista o preconceito. Está na hora da gente dar um chega nisso! A forma de me expressar para ajudar que um dia isso acabe de uma vez por todas é fazer como o Daniel Alves. Se você pensa assim também, tire uma foto comendo uma banana e vamos usar o que eles têm contra a gente a nosso favor", publicou Neymar nas redes sociais para iniciar a campanha. O próprio Daniel Alves voltou a ironizar a situação, agradecendo ao adepto que lhe atirou a banana, que já foi para sempre impedido de entrar no El Madrigal, porque "a banana evita cãibra" e deu-lhe energia extra no jogo para o Barcelona poder vencer o Villarreal por 3-2. "Um energúmeno atirou uma banana contra Alves, que lhe deu a melhor resposta ao racismo. Comeu o alimento na frente do bandeirinha", escreveu o jornal catalão Mundo Deportivo.
Somos todos macacos? Desculpa lá, Neymar, tu podes ser macaco à vontade, mas eu não sou. E não é o facto de gostar de comer banana que faz de mim um macaco, capisce?
Há quem diga que os pretos são mais racistas que os brancos e penso que não é necessário irmos a fóruns como os do black pride para constatarmos que isso é mesmo verdade.

Quaresma roubado durante o clássico


Segundo o Diário de Notícias, a casa de Ricardo Quaresma, em Gulpilhares, foi assaltada durante o jogo do CRAC com o Benfica no domingo passado. O jogador que é filho de pai cigano e de mãe negra ficou sem relógios, jóias e outros bens num valor aproximado de 250 mil euros.
Realmente é preciso ter azar... O Quaresma é bem capaz de ser o único cigano, ou arraçado de cigano, a ser assaltado em Portugal e ainda por cima duas vezes, pois da outra vez foi em Chelas...

Morreu Pedro Cunha


Morreu o jovem actor Pedro Cunha, de 33 anos, na sua casa em Chelas. O actor, que se destacou no papel da personagem Sergei, da novela 'Rosa Fogo' da SIC, candidata a um Emmy Internacional, poderá ter cometido suicídio depois de, na sua página de Facebook, ter deixado uma simples foto sua a preto e branco. No ano passado, Pedro Cunha atirou-se do rio Sorraia, no Porto Alto, Benavente, numa eventual tentativa de suicídio, tendo sido salvo pelos bombeiros e hospitalizado no hospital de Vila Franca de Xira. Segundo consta, Pedro Cunha sofria de depressão. "Paz à sua alma, condolências à família", "Rest in Peace" (Descansa em Paz) e "estou em choque, não é possível, como acontece uma coisa" foram algumas das mensagens deixadas pelos fãs na rede social.

Criminoso tuga deportado

 
Em 2005, o português Hugo Quintas matou a sua ex-namorada inglesa, Hayley Richards, que estava grávida de três meses, fugiu para o País Basco onde foi detido, foi condenado a prisão perpétua com a obrigação de cumprir 18 anos de prisão efectiva e foi deportado no passado dia 14 para cumprir o resto da pena, o que revoltou a família de Hayley. "Dos 18 anos, dois terços - 12 - teriam de ser cumpridos em Inglaterra. Não percebemos como o deixaram ir. Ele agora está em Portugal, a sua liberdade depende dos tribunais portugueses, e ele pode sair amanhã que nós não saberemos de nada. Não está certo", lamentou Paul Richard, irmão de Hayley. Hugo Quintas, natural do Porto, tinha 23 anos em 2005, a mesma idade da sua ex-namorada, uma empregada de mesa de um restaurante, quando a degolou em casa. Na altura do crime a polícia inglesa foi bastante criticada porque uma semana antes do homicídio Hayley já tinha sido atacada pelo imigrante português mas este, que sempre se declarou inocente do homicídio, não foi detido. A polícia chegou mesmo a pedir desculpas à família de Hayley.
Mais um português alógeno, este em particular um homónimo meu, que foi muito bem deportado, pois se é para os portugueses levarem com os criminosos em Portugal então eles que sejam portugueses, de preferência portugueses de verdade...

Opiniões DN

Quatro homens simples e frágeis, mas cheios de vida e felicidade, que irradiaram por todo o mundo. Porque todo o mundo soube de João XXIII. Na altura não havia internet nem SMS, mas havia rádio e começava a televisão, e assim o mundo vibrou com o sorriso do bom Papa João. Conheceu-o menos de cinco anos, mas bastavam alguns segundos para perceber que era um homem sumamente feliz. E se preocupava com a nossa felicidade. A João Paulo II, esse nem é preciso dizer que todo o mundo o conhece. Começou antes da internet e do SMS, mas durou muito tempo e viajou ainda mais; e também bastavam alguns segundos para saber da felicidade que emitia. Bento XVI era tão diferente de cada um dos outros como eles eram diferentes entre si. Apesar disso também viajou por todo o lado e mostrou a sua felicidade a toda a gente. O Papa Francisco ainda mal conhecemos, mas bastaram uns segundos para ficarmos íntimos, e sabermos como o seu assunto é a minha felicidade, porque ele transborda da sua. Como o fizeram toda a sua vida, ontem estes quatro homens juntaram-se para celebrar a felicidade, a nossa felicidade, que dois deles já têm em plenitude. Estava lá um quinto Papa. Mal se falou dele, mas era o que dava sentido à celebração. Olhando com atenção via-se, do lado esquerdo da praça, a estátua de um homem barbudo com duas chaves na mão. A importância dos quatro homens é que eles são sucessores dele. Aquele Pedro, que amava Jesus mais que os outros, e ouviu: "sobre esta pedra edificarei a minha Igreja" (Mt 16, 18) (João César das Neves).

Voltemos ao presente. Tratemos de números assustadores: a dívida pública portuguesa ronda os 200 mil milhões de euros. Isto equivale a 130% do Produto Interno Bruto. São 20 mil euros para cada português. Só o pagamento dos juros leva-nos todos os anos 4% da riqueza criada no País. Não é preciso ter a sapiência de um génio financeiro para perceber que isto vai acabar mal (Pedro Tadeu).

A liberdade tem destas coisas: um notório inimigo da democracia, e das liberdades, como Otelo Saraiva de Carvalho, condenado na década de 80 por crimes de sangue, mandante e operacional de uma organização terrorista (as FP-25), extremista, que pretendia devolver Portugal a uma ditadura (de sinal contrário àquela que foi derrubada em 1974), pode passear livremente num apinhado no Largo do Carmo sem ser incomodado, por entre gente generosa que nunca traiu os seus ideais (João Marcelino).

E foi a sério que Manuel Alegre acrescentou uns comentários à situação actual. Para ele, as políticas de austeridade "cortam as dimensões da vida e a música das vogais". Também tinha essa impressão. Fica, porém, uma palavra de esperança: "A poesia pode libertar a língua." E, de facto, a língua travada é um aborrecimento, quase tão grande quanto o rancor de uma clique que sonhou fazer do "país de Abril" o seu quintal e, pelo caminho, deparou com uma população discordante. Ainda por cima, a população vota: assim não há democracia possível. Ou, nas palavras do bardo, arriscamo-nos a "perder Portugal como futuro do passado", o que em português de gente é igual a mandar o povo chatear o Camões. Certo é que até dia 25 não faltarão lengalengas do género. E igualmente certo é que os donos do regime nem sempre mandam no regime, o que sem dúvida constitui uma ironia. Poética, se quiserem (Alberto Gonçalves).

Mas os portugueses andam descontentes: 83% manifestam-se insatisfeitos ou pouco satisfeitos com o presente estado da democracia. De facto, muita coisa correu mal. Será que temos dificuldade em governarmo-nos a nós próprios? Como é que se explica, por exemplo, que nestes 40 anos tenha havido três intervenções do FMI e tenhamos estado à beira da bancarrota? Fomos incapazes de dar o salto para um país moderno e estável. Tivemos de regressar à emigração, e, desta vez, são médicos, enfermeiros, engenheiros, arquitectos... e jovens... Está aí um tsunami demográfico. Cava-se cada vez mais fundo o abismo entre os muito ricos e os pobres. Apesar de vários sinais felizmente positivos, a austeridade é para continuar. A Justiça arrasta-se, não é célere e dá a impressão de ser selectiva, a favor dos ricos. O mais triste: a desconfiança e a inesperança da maior parte dos portugueses (Anselmo Borges).

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Papas João XXIII e João Paulo II já são santos

Vaticano cheio de fiéis de todo o mundo para assistirem à canonização dos Papas
O Papa Francisco proclamou a santidade dos Papas João XXIII e João Paulo II. No Vaticano e perante meio milhão de peregrinos, o Papa começou por abraçar Bento XVI, o Papa emérito, que estava à esquerda no altar antes de dar início à Missa. Segundo o pontífice argentino, "João XXIII e João Paulo II colaboraram com o Espírito Santo para restaurar e actualizar a Igreja segundo sua fisionomia originária, a fisionomia que lhe deram os santos ao longo dos séculos". O polaco Karol Wojtyla e o italiano Angelo Roncalli "tiveram a coragem de olhar as feridas de Jesus, de tocar suas mãos". "Não se envergonharam da carne de Cristo, não se escandalizaram com ele, com a Sua cruz; não se envergonharam da carne do irmão, porque em cada pessoa que sofria viam Jesus", acrescentou o Papa. Para ele, "nestes dois homens contemplativos das chagas de Cristo e testemunhas da Sua misericórdia havia uma esperança viva, junto a um gozo inefável e radiante". Uma esperança e um gozo, "que os dois Papas santos receberam como um dom do Senhor ressuscitado, e que por sua vez deram abundantemente ao povo de Deus, recebendo dele um reconhecimento eterno".

O Papa Francisco recebeu e abraçou o Papa emérito Bento XVI
O Papa João XXIII, considerado o Papa da "docilidade ao Espírito" ou o "Papa Bom" por causa da sua amigável personalidade foi aquele que convocou o problemático Concílio Vaticano II realizado entre 1962 e 1965, concílio esse que fez com que a actual Igreja, modernista, se adaptasse ao mundo, aprovando e defendendo tudo aquilo que sempre condenou ao longo dos séculos (ecumenismo, liberalismo, liberdade religiosa, etc.). Esse concílio, pastoral e não dogmático, entrou em contradição com o infalível e dogmático Concílio Vaticano I que exortou para que a sã Doutrina da salvação fosse ensinada de forma clara, precisa e sem novidades! Diz assim o Concílio Vaticano I (Cap. IV, Denzinger 1836): "o Espírito Santo não foi prometido aos sucessores de São Pedro para que estes, sob a revelação do mesmo, pregassem uma nova doutrina, mas para que, com a sua assistência, conservassem santamente e expusessem fielmente o depósito da fé, ou seja, a revelação herdada dos Apóstolos". A iniciativa de Angelo Roncalli desafiou e desafia claramente o Sagrado Magistério, tendo acabado com o uso do latim, introduzido música moderna e aberto o caminho para os desafios à autoridade do Vaticano. João XXIII aproximou-se também dos comunistas ao dar ordem para fazer o acordo de Metz, contrariando a posição de São Pio X. O Concílio Vaticano II trouxe a confusão e a divisão entre os católicos, incentivando uma liberdade imprópria da doutrina e permitindo a profetizada entrada da "fumaça de Satanás" dentro da Igreja, portanto como é que João XXIII pode ser um santo?!

Os dois novos santos: São João Paulo II e São João XXIII
Já o Papa polaco, o "Papa carismático" que era um grande e bom homem e ninguém pode duvidar em relação a isso, seguiu a linha das reformas apesar de ter sido criticado como sendo um "rígido conservador". Entre os seus erros, talvez o maior de todos eles foi a clara aposta no ecumenismo. João Paulo II foi fotografado a beijar o satânico Alcorão num sinal de amizade dos cristãos para com os muçulmanos, para além de ter feito o panteão de Assis juntamente com representantes das seitas do mundo, pondo gravemente em perigo a fé. Vale sempre a pena recordar que os cristãos são o grupo religioso mais perseguido do mundo sobretudo por causa dos muçulmanos e grandes santos e doutores da Igreja, entre eles o nosso Santo António, sempre consideraram o islão um culto satânico e o Maomé um falso profeta. O grande São Tomás de Aquino disse que um Papa que reza sobre o túmulo de Maomé é um exemplo claro que caracteriza a apostasia pública da fé católica. Que diferença há entre o exemplo dado por esse grande doutor da Igreja e os actos dos Papas conciliares? O próprio Papa Francisco considerou os muçulmanos como sendo nossos irmãos e até os incentivou a ler o satânico Alcorão (que nega a divindade de Cristo e a Santíssima Trindade) como forma de fortalecer a fé!! Esses mesmos muçulmanos que se baseiam no Alcorão para perseguirem e matarem cristãos, considerados por eles como "pagãos" por "adorarem" a Trindade!

João Paulo II beijou o Alcorão em 1999 e participou também em rituais pagãos
São Paulo já tinha alertado para a apostasia dentro da própria Igreja: "E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós". Isso porque as novidades acrescentadas à sã Doutrina da salvação defendida pela Igreja desde o seu início, mesmo que tivessem sido anunciadas por alguém ou mesmo um anjo, são anátemas. "Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado!", alertou São Paulo. O Concílio Vaticano II permitiu e fomentou um pacifismo letal com o mundo. João XXIII permitiu ideias liberais condenadas pelos seus antecessores. João Paulo II impôs o espírito e as decisões do concílio em toda a Igreja.

Padres (conciliares) dançavam enquanto esperavam a canonização dos Papas
Eu posso não ser um católico de verdade por comportar-me como me comporto (recuso o rótulo de "católico não praticante" porque isso é uma pura falácia: católico que é católico comporta-se como tal, ou seja, pratica a sua fé; não existe meio termo), mas acredito piamente na Igreja Católica e sei e defendo que se trata da única e verdadeira religião. Recuso-me, no entanto, a aceitar o modernismo da Igreja como parte da Catolicidade. Com o que defende a Igreja Católica moderna (e modernista), ou aquilo que os seus membros querem defender, eu não me identifico. Nem eu nem os católicos de verdade, os que seguem a Tradição quase bimilenar da Santa Igreja. É preciso que a Tradição recupere os seus direitos para a honra divina e para o bem das almas. Que, enfim, os novos santos possam encontrar a piedade apesar de terem sido chefes da Igreja em vida. Como qualquer ser humano, também os Papas erram e pecam. Assim como os santos não foram perfeitos.


Ut inimiccos Sanctae Ecclesiae humiliari digneris, Te rogamus, audi nos!

PNR não se esquece do 125.º aniversário de António de Oliveira Salazar

 
Faz hoje 125 anos que nasceu Salazar. A ele devemos quase 50 anos de glória, já que o Estado Novo foi o apogeu da Nação nos últimos 200 anos.
O seu legado e o seu lugar na História são inquestionáveis.
Hoje, esta horda de "anões", corruptos e medíocres - que conseguiu destruir tudo - tenta a todo o custo apagar da memória colectiva o Gigante Estadista ou, caluniando, tenta fazer dele algo de profundamente negativo.
Miseráveis... queiram ou não, Salazar não morrerá! E a cada dia que passa, por contraste com a destruição nacional, são eles mesmos que nos avivam a Saudade de Salazar.
Salazar não volta, faz parte do passado. Mas o seu exemplo e a sua memória perdurarão sempre!
A melhor homenagem que lhe podemos fazer não é chorá-lo ou pedir pateticamente que "volte"... antes, honramos Salazar combatendo por um novo regime que reerga a Glória nacional.
Por ter em Salazar uma enorme referência, não o choro com saudosismo inútil. Antes, luto todos os dias!
E quando chegarmos ao poder... então sim, será feita a Justiça e Honra a um dos maiores portugueses de sempre: a ponte voltará a ter o seu nome verdadeiro de "Ponte Salazar", e terá uma grande estátua e nome de praça e avenida em cada cidade do país.
Obrigado, Salazar!
Salazar, ontem, hoje e sempre: Presente!!

 
José Pinto-Coelho
Presidente do PNR

Premonição de Marcello Caetano

Em poucas décadas estaremos reduzidos à indigência, ou seja, à caridade de outras nações, pelo que é ridículo continuar a falar de independência nacional. Para uma nação que estava a caminho de se transformar numa Suíça, o golpe de Estado foi o princípio do fim. Resta o Sol, o Turismo e o servilismo de bandeja, a pobreza crónica e a emigração em massa.
Veremos alçados ao Poder analfabetos, meninos mimados, escroques de toda a espécie que conhecemos de longa data. A maioria não servia para criados de quarto e chegam a presidentes de câmara, deputados, administradores, ministros e até presidentes de República.

Tito Vilanova (1968-2014)

 
Faleceu no passado dia 25 o ex-treinador do Barcelona Tito Vilanova, aos 45 anos, vítima de um cancro na glândula parótida contra o qual lutava há dois anos. "Tito Vilanova é uma referência humana e futebolística eterna para o FC Barcelona. Obrigado por tudo o que nos ensinaste. Descansa em paz", assegurou o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu. "Tito Vilanova partiu, mas o seu exemplo e a sua determinação ficarão como exemplo para todos nós. Nunca se rendeu, nem desistiu de combater pela vida", pode-se ler na mensagem de condolências enviada pelo Benfica.
Requiescat in pace.

Daniel Alves come banana no relvado

 
O brasileiro Daniel Alves, do Barcelona, comeu a banana que lhe atiraram das bancadas do estádio do Villarreal, El Madrigal, quando se preparava para cobrar um canto. "Estou há 11 anos em Espanha e há 11 anos que é igual. Tenho de me rir destes atrasados. Não vamos conseguir mudar isto, temos de levar como uma piada e rirmo-nos destes atrasados", afirmou o brasileiro no final do jogo em relação aos racistas.
Que categoria, Daniel Alves! Até parece que só os macacos é que comem bananas, essas excelentes fontes de potássio e magnésio. Eu acabei precisamente de comer uma depois do almoço.

Ajax tetracampeão

 
O Ajax de Amesterdão também se sagrou campeão pela 33.ª vez e é tetracampeão holandês pela primeira vez. O técnico Frank de Boer, de 43 anos, conseguiu assim levar o Ajax a igualar o recorde do Benfica (são as duas equipas recordistas dos 10 principais campeonatos europeus) e a suceder ao HVV e ao PSV como tetracampeão holandês. Apesar da façanha a nível interno, o Ajax está longe de ser o papão que foi no passado, principalmente nos anos 70 do século passado sob a batuta do mítico Johan Cruyff. Na próxima época, o Ajax disputará o "play-off" de acesso à fase de grupos da Champions, fase que Frank de Boer nunca conseguiu passar.

Chelsea vence em Anfield Road


Em Inglaterra, o Chelsea relançou o campeonato depois de ter ido a Anfield Road bater o líder Liverpool por 2-0. Demba Ba e Willian apontaram os golos blues, cada um já no tempo de compensação de cada parte. "Apresentámos uma boa equipa. Muita gente estaria à espera que o Chelsea viesse aqui perder por três, quatro ou cinco golos, como sucedeu com muitas equipas. Muitos pensariam que por o nosso foco estar no jogo de quarta-feira (com o Atlético Madrid, em Stamford Bridge, na segunda mão das meias-finais da Liga dos Campeões) seria impossível alcançarmos um resultado assim", afirmou José Mourinho. "Não conseguimos encontrar espaços para chegar à baliza. Eles não estacionaram um autocarro, estacionaram dois", criticou o treinador dos reds, Brendan Rodgers. "Estou desiludido mas só posso prestar homenagem aos meus jogadores. Vínhamos duma sequência de vitórias excepcional", salientou. Apesar da derrota, o Liverpool tem 2 pontos de vantagem sobre o Chelsea e mais 3 que o Manchester City.

Benfica na final da Taça da Liga

Hêrnani Gonçalves, antigo treinador-adjunto e preparador físico do CRAC, foi lembrado
Aconteceu o que eu e muitos estávamos à espera: nós os campeões nacionais apurámo-nos, sem surpresas, para a final da Taça da Liga, que será realizada em Leiria frente ao Rio Ave. No Estádio do Cabrão Ladrão Dragão, apresentámos uma equipa composta basicamente por segundas linhas e com cinco portugueses - Rúben Amorim (felizmente a lesão que tinha contraído não foi tão grave como eu temia), Ivan Cavaleiro, André Gomes, Steven Vitória (é luso-canadiano) e André Almeida -, jogámos novamente com apenas 10 elementos durante uma hora (expulsão injusta de Steven Vitória, o pior em campo, o que não é de admirar uma vez que não tem ritmo de jogo nenhum) e mesmo assim deu para voltarmos a humilhar o CRAC (Clube Regional Assumidamente Corrupto), desta vez no Porto. Recordemos que a Taça da Liga é um troféu que ninguém quer ganhar, principalmente o CRAC que sempre a desprezou, mas estranhamente o clube do norte nestas últimas semanas deu-lhe uma importância inusitada.
 
 
Entrámos mal no jogo devido à falta de utilização de Steven Vitória e o CRAC soube muito bem aproveitar-se disso. A falta de rotina da dupla inédita de centrais - Steven e Jardel - fez com que o CRAC tivesse sido melhor durante os primeiros 30 minutos, altura em que o luso-canadiano foi expulso. Jorge Jesus sacrificou Lima em vez de Cardozo, o que demonstra que a prioridade era o jogo de quinta-feira frente à Juventus, colocou o central Garay em campo e organizámo-nos. A partir daí, equilibrámos o jogo e o CRAC não mais conseguiu criar ocasiões de verdadeiro perigo como conseguiu criar até então e que só não se converteram em golos porque o colombiano Jackson Martínez esteve super desinspirado, frustrando a boa actuação do mexicano Herrera. Ironicamente, foi a partir do momento em que ficámos reduzidos a 10 jogadores que construímos o caminho rumo à final.

Marković e Siqueira festejam na lotaria das grandes penalidades
Depois de 90 minutos sem golos, o jogo seguiu para a marcação de grandes penalidades e acabámos por ter a estrelinha dos campeões. Garay e André Gomes falharam, mas o CRAC, que podia ter-se adiantado no marcador por duas vezes, acabou por ver Jackson Martínez, Maicon (felizmente não conseguiu marcar nenhum golo em fora de jogo...) e Fernando fazerem questão de falhar também, dando-nos assim uma vitória mais que justa. "A jogar com menos um ficámos com falta de poder para sair para o ataque, ainda por cima a jogar com jogadores que não são muito rápidos. Mas tivemos um comportamento táctico muito bom. Era importante não sofrermos golos até ao intervalo. Defender bem também é uma arte. Só há campeões quando se sabe defender. Estivemos muito bem nos momentos defensivos, não tão bem nos momentos ofensivos. Merecemos estar em mais uma final", garantiu Jorge Jesus. "Mostrámos que somos fortes. Conseguimos, com alguma sorte, claro, atingir mais um objectivo e mais uma final. O importante é estar nas finais e é lá que nós estamos", disparou André Gomes.
 
Festa do Benfica perante milhares de cabeçudos
Estamos pela quinta vez na final em sete edições da Taça da Liga. Depois de uma época verdadeiramente desastrada, em que perdemos tudo à última da hora (alguém ainda se lembra do Kelvin? Deve ter ido directamente para o museu do CRAC...), hoje temos uma equipa verdadeiramente unida, solidária, crente, forte e eficaz. E acima de tudo temos todas as possibilidades de realizar uma época histórica. Mas o melhor é mantermos os pés assentes no chão porque Pinto da Costa disse na sua última aparição pública, ao jornal O Jogo (predilecto dos portistas), que eles, os portistas, ainda vão festejar este ano. Como todos sabemos muito bem, eles festejam os nossos desaires. Portanto é de esperar que, se falharmos na Liga Europa ou perdermos as finais das taças nacionais, a tristeza Andrade (e também lagarta e dos demais antis) será muito bem camuflada com sucesso porque nós, sendo o maior clube português, agradamos aos nossos quando ganhamos e agradamos aos antis quando perdemos. E isso é o que nós não queremos que aconteça.
 
Oblak, aqui a ser beijado por Jorge Jesus, foi o melhor em campo
Jardel, que passou a capitanear a equipa depois da saída de Rúben Amorim, não se esqueceu de dizer na flash interview que o CRAC "não deve estar muito triste" porque não dá "muito valor à Taça da Liga". "Desta já nos livrámos!", poderá dizer novamente Pinto da Costa como disse depois do CRAC ter sido eliminado da competição na Luz em 2011/12.
 
 
Depois de mais um objectivo cumprido, é hora de voltarmos as nossas atenções para o importante confronto em Turim frente à Juventus na próxima quinta-feira (madrugada de sexta-feira aqui em Macau). De certeza que muitos antis estarão a torcer pela nossa eliminação, pois são adeptos ferrenhos da Juve desde pequenos e até têm a quotas em dia... Pelo menos para já, o CRAC, que já se encontrava em baixo, mais em baixo ficou com mais esta humilhação, agora no seu próprio estádio. Nunca é demais humilhar o CRAC o máximo possível. Quanto a nós, pelo menos o 33.º título de campeão já ninguém nos tira...

Ainda bem que não ligaram a rega... e pelos vistos também não choveram isqueiros nem bolas de golfe

domingo, 27 de abril de 2014

O moonismo patrocina casamentos internacionais como parte da Nova Ordem Mundial?

Em Seul, na Coreia do Sul, a seita do Movimento de Unificação, vulgarmente conhecida por moonismo, realiza com frequência casamentos colectivos com pessoas que se conhecem há apenas uns meses ou mesmo dias. Muitos noivos mal se conhecem, trocando apenas as primeiras palavras antes da cerimónia e os casais são escolhidos basicamente através da troca de fotos e de informações pessoais. Estes casamentos começaram na década de 60 do século passado e o objectivo é unificar o mundo através de casamentos interraciais e multiculturais. O fundador da seita, o já morto Sun Myung Moon (문선명), auto-proclamava-se Messias (como, aliás, muitos fundadores das seitas como o próprio Maomé [que a merda esteja sobre ele]), construiu um enorme império financeiro à pala dos "fiéis" da seita (usando técnicas como lavagens cerebrais) e é considerado o "verdadeiro pai". Para a seita moonista, o casamento remove o pecado e encaminha as pessoas para uma linhagem divina, pois o homem é a "encarnação de Deus", sendo um só com Ele. Para o defunto, os casamentos interraciais e interculturais são a maneira mais rápida de trazer o ideal de paz no mundo. A seita é hoje liderada pela viúva, Hak Ja Han (한학자), que é a "verdadeira mãe".
Casamento colectivo no Estádio Olímpico de Seul
 Era o próprio Moon que escolhia os casais internacionais
Contam alguns que as mulheres deviam primeiro fazer sexo com Moon
Depois do casamento, deve abster-se de relações sexuais por pelo menos 40 dias
Segundo a "verdadeira mãe", eles têm a eternidade para se conhecerem...
O casamento unificador é, segundo a seita, primeiramente um reino terrestre do reino dos céus
Moon foi preso várias vezes e também muito perseguido por poligamia e sonegação de impostos
Moon morreu aos 92 anos em 2012
O charlatão Moon dizia que teve, aos 16 anos e na manhã da Páscoa de 1936, uma visão em que Jesus lhe explicou que Deus O tinha enviado para salvar todos os homens mas que a Sua missão ficou incompleta, daí ter sido ele, Moon, o escolhido para continuar com ela. A seita moonista possui, tal como a maioria da seitas, um livro próprio - "Princípio Divino" - porque para ela a Bíblia está incompleta (a interpretação moonista diz que Eva fornicou com Satanás, gerando "filhos caídos" e proporcionando o "fracasso" de Adão...). Segundo Moon, a revelação foi feita progressivamente através da oração, estudo de todas as escrituras religiosas (Torá, Alcorão, Vedas, etc.), meditação e "comunicação espiritual" com algumas pessoas como o próprio Jesus, Moisés e Buda. Jesus seria o segundo Adão, que tal como o primeiro Adão, fracassou, e Moon seria o terceiro Adão, a "solução para a humanidade". Os casamentos internacionais não passam apenas duma prática para justificar a doutrina da unificação defendida pela seita, a unificação com Deus, para assim alcançar a própria perfeição do homem, a paz e a liberdade. A seita pertence também à Family Federation for World Peace and Unification (Federação Familiar para a Paz e Unificação do Mundo), uma organização internacional de peso envolvida no processo de unificação de todas as nações e religiões da Terra, o que está em total conformidade com os planos de unificação do mundo e que parece apenas ser mais um instrumento da Nova Ordem Mundial sob o signo da Besta.

Tirar a nacionalidade francesa aos muçulmanos, deportá-los e fechar mesquitas de ódio

O nacionalismo está a crescer a olhos vistos em França e ainda bem. A líder da Frente Nacional, Marine le Pen, quer acabar com o islamismo radical em solo francês retirando a nacionalidade francesa atribuída aos muçulmanos criminosos de origem imigrante (e não só, deduzo), deportá-los e encerrar as mesquitas onde os islamitas radicais são recrutados.
 
 
Goste-se ou não da Frente Nacional e da Marine le Pen, penso que não restam dúvidas de que ela é mesmo a pessoa que a França actual está desesperadamente a precisar. Que a democracia lhe dê a vitória.

"A Europa enfrenta uma onda de racismo por culpa da discriminação que sofrem os europeus"

Já cheguei aqui a falar do Magdi Cristiano Allam, um periodista e deputado italiano de origem egípcia que era muçulmano e que se converteu à Igreja Católica em 2008, conhecido pelos artigos que escreve contra o islão, coisa que já lhe valeu ameaças de morte.
Depois de, aquando a sua conversão, ter afirmado que a Igreja Católica é "a autêntica religião da Verdade, da Vida e da Liberdade" e que o seu exemplo de conversão possa servir para milhares de muçulmanos convertidos ao Cristianismo e obrigados a esconder a sua fé com medo do fanatismo islâmico, Magdi Cristiano Allam decidiu opor-se à actual Igreja Católica modernista por causa da sua oposição ao mundialismo e por entender que a Igreja promove a abertura sem condições das fronteiras nacionais em nome da fraternidade universal. Segundo ele, as populações autóctones devem poder legitimamente destrutar do direito e do dever de proteger a sua própria civilização e o seu próprio património (curioso como quem diz isso é um egípcio ex-muçulmano naturalizado italiano e convertido à Igreja Católica...). Como tal, está também contra a União Europeia em relação aos direitos fundamentais que a organização maçónica defende. Entende que a União Europeia está a fazer com que os seus Estados-membros dêem mais direitos e liberdade aos imigrantes sem pedir-lhes que se comprometam em respeitar as nossas regras.
"Antes de nos preocuparmos com os roms (ciganos da Roménia e da Bulgária), os imigrantes e também as pessoas suspeitas de terrorismo, devemos ocupar-nos com as discriminações que pesam sobre os cidadãos europeus. No meu país, Itália (país adoptado, claro...), são os italianos que são discriminados: discriminados para terem um alojamento da Segurança Social, discriminados para encontrar um lugar num infantário, discriminados para obter subsídios e ajudas sociais. Como um antigo imigrante que sou, orgulhoso de ser cidadão italiano, como sociólogo e periodista que se ocupa durante 35 anos ao tema da imigração, sinto o dever de alertar esta Europa contra uma explosão, uma onda de racismo, não porque tal como esta proposta de resolução quer fazer-nos crer, os imigrantes e as pessoas suspeitas de terrorismo são discriminadas, mas sim os cidadãos dos países europeus que são discriminados por causa da nossa submissão a uma ideologia globalista, imigracionista, boazinha, relativista e bem pensante. Insurjo-me contra uma Europa que propõe uma resolução como esta. Digo não a uma Europa que actua como se fosse uma terra deserta na qual qualquer pessoa que chegue a ela planta a sua tenda, levanta a sua bandeira e impõe as suas próprias condições. A Europa está a transformar-se numa terra de conquista", advertiu Magdi Cristiano Allam numa das suas intervenções no Parlamento Europeu.
De facto a actual Igreja Católica, moldada pelo espírito confuso e enganador do desastroso Concílio Vaticano II, levando a que muitos dos seus membros (inclusive Papas) contrariem o Concílio de Trento, pouco tem a ver com a força motriz que criou a superior civilização ocidental (a penetração do modernismo triunfante na Igreja pós-Concílio Vaticano II foi há muito denunciada por teólogos e estudiosos - o grande Papa Pio X condenou com toda as suas forças o modernismo apelidando-o de "síntese de todas as heresias"). Ainda assim, deixar a Igreja Católica não é a solução, pois seria cair num dos lados do falso dilema. Separar-se da Igreja para evitar a heresia modernista conduz igualmente à perdição. O que está a acontecer no mundo e também no seio da própria Igreja resultam do cumprimento das profecias, mas mesmo assim prevalece a que foi feita por Jesus Cristo a Pedro: sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do Inferno não prevalecerão contra ela (Mateus 16:18).

sábado, 26 de abril de 2014

Como os rebeldes da Síria tratam as crianças católicas


Depois do genocídio de católicos arménios promovido pelos muçulmanos turcos (cerca de 1,5 milhões de mortos) em 1915, agora é a vez dos rebeldes sírios - aqueles mesmo que têm o apoio do Barack Obama e de todos os idiotas úteis na luta contra o malvado ditador secular Bashar al-Assad - de terem calorosos encontros com crianças católicas arménias (a Igreja Católica Arménia - Հայ Կաթողիկէ Եկեղեցի, Hay Kat'oghike Yeveghets'i - é uma igreja sui juris em plena comunhão com a Igreja Católica Romana) na vila de Kessab, perto da fronteira com a Turquia, habitada maioritariamente por cristãos. Os rebeldes torturam as crianças e matam-nas à frente das suas mães. Raymond Ibrahim, autor de um blogue que fala do islão e da perseguição aos cristãos, descreveu uma situação em que um grupo de turcos cercou uma mulher com o seu bebé, fez rir o bebé com uma diversão e a certa altura um deles saca duma pistola, encosta-a à cara da criança e arrebenta-lhe o cérebro com um tiro. E tudo isso acontece perante o silêncio assassino do Ocidente e dos ditos defensores dos Direitos Humanos.


Mas se alguém fizer tropeçar um destes pequeninos que crêem em mim, melhor lhe seria amarrar uma pedra de moinho no pescoço e se afogar nas profundezas do mar (Mateus 18:6).

Morreu rapper "alemão" jihadista

 
O rapper Denis Mamadou Cuspert, de nacionalidade alemã e mais conhecido por Deso Dogg, juntou-se aos jihadistas na Síria e acabou por ir com os porcos no domingo passado na guerra contra grupos rebeldes rivais no leste do país. O "alemão" fazia parte do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL) e tinha adoptado o nome Abou Talha al-Almani. "A nação islâmica sangra após o anúncio da morte em martírio do combatente jihadista, o irmão Abou Talha al-Almani. Ele morreu por causa de um atentado suicida reivindicado pelos soldados traidores de Jolani - chefe da al-Nosra - contra uma casa onde estavam os irmãos do EIIL", lê-se numa mensagem escrita num fórum jihadista.
Existem cerca de 10 000 estrangeiros a combater na Síria contra o regime secular de Bashar al-Assad. Como são muçulmanos, podem ir todos morrer para lá porque não fazem absolutamente falta nenhuma no mundo. Viva o ditador Bashar al-Assad que apesar de ser muçulmano pelo menos é secular!

O pior massacre do Calgary

Matthew de Grood
Em Calgary, no Canadá, Matthew de Grood, de 23 anos e auto-proclamado anti-racista fervoroso no Facebook, matou à facada cinco jovens durante a festa de final do ano da universidade local, no passado dia 15 deste mês. "Trata-se do pior massacre da história de Calgary", afirmou o chefe da polícia local, Rick Hanson, na conferência de imprensa. Todas as vítimas foram apunhaladas várias vezes. Matthew, filho do inspector da própria polícia de Calgary Douglas de Grood, defendeu na rede social "a luta pela igualdade de direitos para todas as raças e identidades debaixo da Declaração dos Direitos e Liberdades do Canadá" dias antes do massacre.
A fonte de onde eu tirei primeiramente a notícia é o Alerta Digital que quer enganar as pessoas com a ideia de que as vítimas eram todas de raça branca, logo insinuar que o motivo do crime é a questão racial devido ao facto de Matthew ser um mestiço. Uma rápida pesquisa na Internet por mais elementos da notícia levou-me a concluir que a verdade não é a mesma que o site espanhol afirma ser. De acordo com a CBC News, as vítimas, que não eram todas de raça branca, eram: Lawrence Hong, Joshua Hunter, Kaitlin Perras, Zackariah Rathwell e ​Jordan Segura, todos de 20 e tal anos. Motivos de ordem mental que deixaram os seus pais preocupados podem ter levado Matthew a cometer o crime, como se pode ler aqui no National Post, embora o Calgary Sun afirme que Matthew estava consciente do que fez. Matthew enfrenta agora a prisão perpétua.

As cinco vítimas mortais de Matthew de Grood
O Alerta Digital sustenta que "esta horrível matança passou despercebida nos nossos meios (de comunicação), imprensa e televisão". Bom, talvez antes passar despercebida do que enganar as pessoas.

O militante do SD que é contra a mistura racial

Na Suécia, um militante do partido nacionalista Democratas Suecos (Sverige Demokraterna), Isak Nygren, de origem judaica, causou escândalo depois de ter escrito num fórum da Internet que é contra a mistura racial. "Seria bom para a criança que os pais fossem semelhantes na aparência", escreveu Isak (então porquê? Conheço muitos mestiços felizes e inteligentes...). Segundo ele, a miscigenação conduz ao desenraizamento (ai conduz? E não poderá antes constituir um factor de maior aptidão e adaptação? É que também conheço mestiços perfeitamente enquadrados em todos os níveis...). "Quando os Democratas Suecos estavam contra a adopção (de gente extra-europeia), foi pelas mesmas razões. Haverá problemas de identidade e podem resultar em problemas de saúde mental (generalizar é sempre aquele perigo sobejamente conhecido... E não existem também não mestiços com problemas de identidade e com problemas de saúde mental? Não é por nada, mas eu conheço muitos mestiços sem problemas de identidade nem problemas de saúde mental...)". O partido reagiu, através do seu secretário Eric Myrin, defendendo que Isak tem uma perspectiva contrária à do partido e que ele estava em vias de ser expulso. O irónico é que Isak afirma também que é um "activo anti-racista" e também um anti-islâmico por considerar o islão um "culto pedófilo violento". Para além disso, foi também um militante neonazi (mas ele é de origem judaica! E depois quem é que tem problemas de identidade, afinal?), tendo sido membro do Nordiska Förbundet (Aliança Nórdica).
Acredito que o Isak devia era ser internado com urgência. E, uma vez mais, temos um partido do panorama europeu que se afirma nacionalista e que não é contra a miscigenação, para loucura e escândalo dos "nacionalistas" à moda nacional-socialista.
 
Estilo à Inspector Gadget

Para os apoiantes da independência catalã...

 
A conselheira do Bem Estar Social e Família da Catalunha, Neus Munté, diz que os imigrantes "reforçam a identidade catalã" e conduzem ao "crescimento económico e força demográfica". O governo catalão aprovou um plano de cidadania e integração até 2016 para fazer com que os imigrantes se tornem parte fundamental do processo de soberania da região através daquilo que dizem ser "transição nacional". Neus afirma que o governo regional valoriza "a necessidade de criar espaços de participação que permitem também recolher propostas sobre políticas de imigração", sendo que os imigrantes integrados poderão ter uma palavra a dizer numa hipotética independência da Catalunha. Quem acha piada a isso é Yusuf Oroza, um espanhol convertido à seita islâmica e dirigente do Conselho Islâmico Basco que defende que os catalães muçulmanos deveriam exigir um referendo para instaurar um califado na Catalunha...

PS. Não confundir os siqhs da foto com muçulmanos...

A tristeza de ser anti-benfiquista antes de lagarto

Telma Monteiro ganha medalha de bronze

 
Dez campeonatos da Europa, dez medalhas. É este o registo da judoca Telma Monteiro, que ganhou agora a medalha de bronze nos Europeus de Montpellier, França, na categoria -57 Kg, depois de derrotar a romena Corina Caprioriu (5.ª do ranking mundial) por ippon. No Facebook, Telma agradeceu ao Benfica, família, amigos, treinador Rui Rosa, Go Tsunoda e Ana Hormigo, "porque esta medalha também tem cunho". "E muito obrigada a todos vocês que me apoiam incondicionalmente. Eu amo Portugal!!! Obrigada à minha claque especial cá Silvia Saiote, Ana Oliveira e Isabel!! We rock! E agora road trip até Portugal!!", concluiu.
Muitos parabéns, Telma! Parabéns também ao Judo português!

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Golaço dá esperança para Turim

Ganhámos à Juventus, um dos clubes condenados no antigo caso de corrupção no futebol italiano, por 2-1 no jogo da primeira mão das meias-finais da Liga Europa.
Não consegui acordar a horas para ver de início o jogo, mas ainda deu para ver grande parte do segundo tempo, altura em que já estávamos empatados a uma bola. A Vecchia Signora, bicampeã italiana e a caminho do tricampeonato, deu uma boa réplica no Estádio da Luz, obrigando-nos a jogar com cautela, mas mesmo assim o nosso triunfo é mais que justo e peca talvez por escasso: pouco depois do golo de Lima, já perto do fim do jogo, Marković podia ter ampliado o marcador para 3-1 se tivesse tido melhor pontaria. Apesar de a Juventus ter tido mais ataques, remates, cantos e também ocasiões flagrantes, o jogo foi pautado por um equilíbrio táctico. É verdade que tornámos o jogo mais fácil porque marcámos o primeiro golo logo no início: Garay, de cabeça, marcou aos 3' na sequência de um canto apontado por Sulejmani. Os bianconeri empataram através do argentino Carlos Tévez, aos 73', aproveitando-se de um ressalto de Luisão. Com a igualdade no marcador, Jorge Jesus decidiu apostar no ataque para chegar à vantagem e fez entrar o jovem Ivan Cavaleiro, que, após uma bonita simulação, permitiu que Lima fizesse o segundo golo com um forte remate que não deu hipóteses a Buffon. No final do jogo, o treinador transalpino, Antonio Conte, considerou o resultado injusto, Tévez garantiu que a Juventus tem boas hipóteses de seguir em frente e Paul Pogba admitiu que o Benfica é muito forte. Do lado do Benfica, Jorge Jesus disse que a eliminatória ainda está em aberto e que em Turim nós estaremos melhor porque ganhámos o primeiro jogo e já poderemos contar com o contributo de Gaitán e Fejsa (se bem que André Gomes cumprirá castigo) no segundo (que não vai ser nada fácil, mas temos tudo para seguir em frente). "Queremos chegar a todas as finais", garantiu também o treinador da Amadora, antevendo o clássico no Dragão no próximo domingo para a Taça da Liga (espero bem que ele faça as necessárias poupanças para esse jogo, pois a Liga Europa é mais importante que a Taça da Liga, e por muito que queira ganhar também a Taça da Liga e principalmente ganhar aos corruptos no antro do Contumil, prioridades são prioridades).
Depois de ler a crónica do jogo na Internet, tomei conhecimento que o árbitro turco Cüneyt Çakir prejudicou-nos: aos 56', quando ainda estava 1-0, foi se calhar a única pessoa no estádio que não viu uma grande penalidade claríssima sobre Enzo Pérez, o que poderia ter-nos ditado, provavelmente, um resultado mais positivo (acho que já dá para perceber porque é que Pedro Proença está tão bem quotado a nível internacional...). Será que é porque o Michel Platini faz imensa questão que a sua Juve esteja na final, que será precisamente em casa da Juve?? Vamos, pois, acreditar que vamos conseguir estar na final da Liga Europa. Seria a nossa 10.ª presença numa final europeia.


Carrega, Benfica!!