sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Cristã de 12 anos violada e assassinada


Muqadas Kainat, que significa 'Universo Santo', era uma rapariga paquistanesa cristã de 12 anos que foi violada e assassinada. A autópsia revelou que a menina foi violada várias vezes por pelo menos cinco homens antes de ser estrangulada. A polícia não deteve ninguém. 
O Paquistão é um país onde os crimes cometidos contra os cristãos passam completamente impunes. Até quando, pergunto eu?
Requiescat in pace.

6 comentários:

Observador disse...

Mais uma situação que não se entende nem admite.

Até quando estará o ser humano a 'bater' tão mal?

R.I.P.

FireHead disse...

Eu faço outra pergunta: até quando o Ocidente vai continuar a ignorar essas constantes atrocidades cometidas contra os cristãos nos países onde eles são a minoria?

AC disse...

Tem um olhar triste, como quase todas as crianças do sexo feminino islâmicas. Pobre menina, tanto sofrimento.

FireHead disse...

O facto de ter sido cristã em vida foi uma espécie de passaporte para a morte. São assim as coisas no Paquistão. E o mundo come e cala.

Cronida disse...

E os europeus, com o rabo entre as pernas, ficam pregando como o islamismo tem de ser bem recebido na Europa.

FireHead disse...

É, o politicamente correcto agora nestes tempos tem passado verdadeiramente por um mau bocado para conseguir ainda fazer passar a ideia de que o islão é bem-vindo e que tem que ser aceite.