quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Idosa violada e espancada na Amadora

Ainda segundo o Correio da Manhã, uma mulher de 77 anos de idade foi assaltada, violada e espancada quase até à morte na zona da Amadora, tendo sido abandonada perto do IC19, a 200 metros do bairro africanizado da Cova da Moura. A idosa apresenta várias fracturas no crânio, com perda de massa encefálica, encontrando-se em estado de coma e "não houve qualquer melhoria". A Polícia Judiciária suspeita de um homem de 36 anos.
Enfim, mais um episódio horrível duma zona de Portugal que é tudo menos Portugal. Ora, três vivas para o multiculturalismo que nem às idosas perdoa!

7 comentários:

Pat. disse...

Entendo muito bem tudo isso que expressas... quando vemos coisas assim em nossos países, sabendo que são atos com frequência de estrangeiros, cria-se uma revolta muito grande mesmo!

É um pesar profundo tudo isso!
Um beijo

FireHead disse...

Nós revoltamo-nos mas depois ainda somos vistos como racistas ou xenófobos. Não se trata de estar contra alguma raça em particular, mas os factos comprovam que existem realmente certas raças/etnias que parecem não ter o mínimo de interesse de viver civilizadamente. Quando um preto rouba, viola ou mata uma branca não é também racismo? Nos dias de hoje parece que só existe racismo quando o culpado é o branco e isso enoja-me.
O que eu digo em relação aos criminosos de origem estrangeira é igualmente válido para os criminosos nacionais. A diferença é que em relação aos primeiros a solução é a deportação imediata ao passo que aos segundos exige-se uma mão pesada para que estes não mais voltam a cometer crimes.
Felizmente o povo vai lentamente abrindo os olhos e começando a fazer a diferença nos votos.

Beijinhos.

Martini Bianco disse...

palavras para quê? Mais do mesmo. Mas é sempre necessário divulgar, não vá a esquerdalha pensar que vivemos num país cor-de-rosa de brandos costumes.

FireHead disse...

Pois, para a esquerdalha isto é um país de "brandos costumes". Ora imagina só se isto não fosse um país de "brandos costumes"?

FireHead disse...

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/violador-e-homicida-traido-por-telemovel


A idosa, Arminda Vaz, acabou por morrer e o agressor, um cadastrado de 32 anos em liberdade condicional, foi apanhado. Resta saber o que é que a justiça de merda deste país, que protege a escumalha criminosa sobretudo alógena em detrimento dos cidadãos nacionais, decide fazer...

Anónimo disse...

em Resposta ao sr Firehead, a idosa vitima de violação era de Cabo verde, caso não tenha conhecimento.Portanto, não se trata de um crime de um negro contra um branco. Contudo, qualquer crime deve ser punido independentemente origem étnica das pessoas envolvidas!

FireHead disse...

Senhor Anónimo, o facto da vítima ser de Cabo Verde muda alguma coisa? Crime é sempre crime e nada invalida que esse crime tenha acontecido numa zona altamente africanizada.