sábado, 25 de Outubro de 2014

Benfica de Macau vence "Bolinha" 2014


Ontem à noite voltava eu para casa pronto para mais um fim-de-semana quando me lembrei que se jogava a final do campeonato de "Bolinha" (futebol de sete) deste ano. Dirigi-me então rapidamente ao campo do Colégio D. Bosco e ainda fui a tempo de ver o Benfica de Macau conquistar a taça correspondente à vitória do campeonato da "Bolinha" frente ao Monte Carlo, isso depois de já ter ganho a Liga de Elite (futebol de onze) e também a Taça de Macau (como falei em tempo oportuno aqui no blogue). Quando cheguei ao campo, que estava com lotação praticamente esgotada, o jogo já estava quase no fim do tempo complementar e do desempate nas grandes penalidades (não havia tempo extra). Apercebi-me, em conversa com o jogador brasileiro Fabrício, do Benfica, que os encarnados estavam reduzidos a cinco unidades após a expulsão de dois jogadores, entre eles precisamente o Fabrício. Acrescentou ele que o árbitro, que não era chinês (não sei de onde ele era, talvez da Malásia, Bangladesh ou algo assim), "era do Inferno" por ele ter "tomado o vermelho". Mesmo em inferioridade numérica perante um adversário de valor como é o Monte Carlo - o Benfica e os canarinhos eram claramente as melhores equipas da "Bolinha" -, os encarnados aguentaram-se bem e levaram a decisão para os penáltis. Aí brilhou o guarda-redes benfiquista, Rui Nibra, ao defender o que pôde defender e ao marcar ele próprio um bonito golo enganando bem o guarda-redes adversário, Domingos Chan. O Benfica acabou por ganhar por 2-1 na lotaria dos penáltis e conquistar o seu terceiro título este ano. Ou seja, ganhou tudo o que havia para ganhar.


Parabéns ao Benfica de Macau! Benfica sempre e até morrer!!

Embalagens de natas para café com a fronha do Führer

 
Para quem não sabe, o café na Suíça é habitualmente acompanhado por uma embalagem de natas. A empresa Karo Shipping GmbH, filial do grupo Migros, lançou embalagens de natas com o rosto de Adolf Hitler e, como é óbvio, acabou por provocar um enorme problema porque chocou as sensibilidades das pessoas (pois com certeza que chocou!). Consta que também foram produzidas embalagens de nata com a cara do ditador italiano Benito Mussolini. A Karo Shipping GmbH já se apressou a pedir desculpas pelo sucedido, tentando agora recuperar as 2000 cópias que ainda não foram vendidas. E alegou que houve uma falha no controlo das embalagens...
Eu acho bem que não haja nada com a fronha do tio Adolfo ou do Mussolini. Só não sei é porque é que continuam ainda a existir coisas tipo camisolas com a fronha do Che Guevara, Estaline ou Mao Tse Tung. Enfim, mistérios da humanidade...

Milão: milhares contra a invasão

video
 
Na cidade italiana de Milão, "dezenas de milhares de pessoas" apoiantes do partido nacionalista (ou melhor, regionalista) Liga do Norte exigiram o fim da operação "Mare Nostrum", que apoia os imigrantes (ilegais) africanos no Mediterrâneo encaminhando-os para hotéis de três estrelas (uau!), por encorajar a imigração clandestina (ah, pois claro que encoraja!). "Fim à invasão!" e "Os italianos primeiro!" foram as palavras proferidas pelos manifestantes. "Temos 15% de desemprego, não precisamos de mão-de-obra estrangeira" foram outras das mensagens exibidas em cartazes durante a concentração. Segundo Matteo Salvini, o líder do movimento, a operação "Mare Nostrum" deve ser definida como "esclavagista e racista", responsável por "milhares de mortos e por ter permitido a entrada de 130 mil clandestinos". Salvini garantiu que vai exigir na terça-feira em Estrasburgo, juntamente com a líder da Frente Nacional francesa Marine Le Pen, "a suspensão do Tratado de Schengen e que sejam controladas as fronteiras". A operação "Mare Nostrum", desencadeada em Outubro de 2013 depois da morte de 366 migrantes no naufrágio da sua embarcação ao largo da ilha de Lampedusa (sul da Sicília), deve ser substituída a partir de Novembro por um dispositivo gerido pela Agência Europeia para a Gestão de Fronteiras (Frontex). Segundo a maçónica ONU, desde Outubro de 2013 já terão morrido cerca de 4000 imigrantes clandestinos por quererem fugir para o El Dorado europeu.

Negro mata amarelo em Nova Iorque

video
 
As câmaras de vigilância de uma rua de Manhattan, em Nova Iorque, registaram em Maio pasado um negro a espancar violentamente um homem de 68 anos e de nome Ruan Wen Hui, que acabou por morrer no hospital de Bellevue.
Desconheço se alguém chegou a falar de racismo como se falaria se o homicida fosse um branco e a vítima um não-branco...

Partido dinamarquês de origem alógena e pró-imigração

 
Os irmãos Ahmad (na foto Kashif, Aamer e Asif) são naturais da Dinamarca filhos de pais provenientes do Paquistão, de onde fugiram há mais de 40 anos. Kashif, de 34 anos, assume-se como um dinamarquês porque "penso em dinamarquês e sonho em dinamarquês" apesar de ser muçulmano (como se isso não fizesse toda a diferença!). Juntamente com Aamer e Asif, decidiu fundar um novo partido na Dinamarca, um partido pró-imigração virado para os dinamarqueses de origem estrangeira e de nome... Partido Nacional (Nacional???). Num país cada vez mais virado à Direita e onde os nacionalistas do Partido Popular Dinamarquês conseguiram vencer as eleições europeias em Maio passado, Kashif interroga se, após mais de 40 anos "depois da chegada dos nossos pais", "estamos mesmo em casa" (o islão não faz parte da Dinamarca, pá!). O objectivo desse partidozeco da treta é por demais óbvio: atacar o nacionalismo. "Os valores dinamarqueses como respeito, tolerância, coexistência pacífica" têm sido postos em causa pela "retórica populista" do Partido Popular Dinamarquês, defendem os três irmãos. De certeza que nenhum deles vê que tudo isso que está a acontecer é fruto da democracia (estarão eles porventura a pôr em causa a vontade soberana do povo?) e que os eleitores dinamarqueses estão é precisamente cada vez mais fartos dos problemas provocados pelo excesso de imigração, principalmente por causa dos muçulmanos como eles.
Que o Partido Popular Dinamarquês continue a crescer de forma imparável.

O Canadá está a pagar por estar contra o EI

 
O gajo da foto de cima era um canadiano convertido ao islão, a "religião da paz", que foi abatido depois de ter atacado ao volante de um carro uma base militar no sul de Montréal. Este foi o primeiro ataque de um muçulmano convertido contra militares canadianos como retaliação pela participação das Forças Armadas do Canadá contra o Estado Islâmico (EI), no dia 21 do corrente, antes do ataque ao Parlamento perpetrado pelo também canadiano muçulmano Michael Zehaf-Bibeau um dia depois. Martin (Abdul) Zehaf Rouleau, assim se chamava o muslo, acabou por ser atingido mortalmente pela polícia canadiana depois de ter tentado atropelar dois soldados.
 
 
Segundo o UK Daily Mail, o EI usou o Twitter para felicitar os dois "bravos" camaradas muçulmanos do Canadá que se vingaram da "agressão militar canadiana nas nossas terras". A mesma fonte esclarece que pelo menos 130 jovens de nacionalidade canadiana estão envolvidos com o EI, tendo muitos deles ido juntar-se ao grupo terrorista. Na foto de baixo podemos ver um ex-"canadiano" muçulmano de óculos. Ex-"canadiano" porque ele também já era, pois morreu há pouco tempo atrás na Síria.
 

sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Jackpot de 190 milhões de euros!

 
O Euromilhões atingiu o seu limite máximo: 190 milhões de euros. Se ninguém conseguir acertar nos números premiados, na próxima terça-feira voltarão a estar em jogo 190 milhões de euros.
Eu já enviei as minhas chaves para jogarem por mim, como faço sempre. Boa sorte a quem jogar!!

O desafio, por Carlos Morais José

No editorial do dia 22 de Outubro do jornal Hoje Macau, o seu director, Carlos Morais José, parece que demonstra ter a noção que Macau actualmente está a sofrer um evidentíssimo processo de chinesificação, daí mostrar um certo alarmismo tendo em conta a presença e o futuro da comunidade lusa no território.
O Carlos Morais José não é o único a enxergar a realidade de que nós portugueses já não mandamos mais aqui e que isto também já não é mais uma terra tão boa para viver, sobretudo para quem não é residente. A chinesificação de Macau está de facto a incomodar imensa gente, mas a mim pessoalmente incomoda-me mais ver gente sem noção que parece estar disposto através do heroísmo virtual ou oral desafiar a natureza chinesa, gente que, por exemplo, se solidariza com os idealistas do Occupy Central em Hong Kong contra as directrizes do governo central chinês. Parece que eles desejam que Macau continue a ser, ou volte a ser, como era antes da entrega da soberania à China. Ou pior, se calhar fazem de conta que isto continua de facto a ser como era, ao abrigo do enganador princípio prometido pela China de nada mudar tanto em Hong Kong como em Macau durante 50 anos...
Ora, optaram por viver em Macau, seja lá por que motivos forem, portanto deveriam saber muito bem com o que deveriam poder contar após 20 de Dezembro de 1999. Afinal de contas a Cidade do Nome de Deus de Macau já deixou de existir e o território passou a designar-se RAEM...
 

O desafio
 
Vamos entrar em breve num período decisivo para a comunidade portuguesa de Macau: os próximos cinco anos do Governo de Chui Sai On. No término desse período, a RAEM fará 20 anos e será, com certeza, um tempo de balanço.
 
É normal que o espaço da nossa comunidade se irá encolhendo, nomeadamente na Função Pública e nas áreas ligadas ao Direito, por exemplo, onde vemos aparecer cada vez mais gente de etnia chinesa capaz de dar conta do recado.
 
É por isso que urge, cada vez mais, pensar estratégias que nos permitam continuar a ser úteis a Macau, tendo em conta, por um lado, a comunicação que terá de ser cada vez mais forte com os países lusófonos e, por outro, áreas culturais, na medida em que a cultura local, para garantir a sua verdadeira identidade, precisará sempre da contribuição portuguesa, quer a nível de língua, quer de cultura.
 
Sem estes sinais, a RAEM não terá capacidade para se distinguir da Grande China, a não ser que a região queira ser unicamente conhecida pelos casinos e a luxúria falsa do betão e do gesso. Ora, Macau é muito mais do que isso, sobretudo se forem consideradas as camadas históricas que a constituem e que serão no futuro, quando as questões patrimoniais entrarem no justo caminho, um dos seus principais motivo de atracção.
 
Não há, na China, Ásia e no mundo, outra cidade como esta. Mas este carácter único não tem sido devidamente valorizado pelos Governos, em grande parte, creio que por falta de jeito e não por falta de vontade.
 
É verdade que alguns elementos são xenófobos e temos de contar com eles. Mas, na sua grande maioria, a população de Macau começa a apreciar esse carácter único da cidade e sabe perfeitamente que ele não depende somente da comunidade maioritária mas, sobretudo, das minorias que a compõem e lhe oferecem essa individualidade.
 
A comunidade portuguesa, na sua diversidade interna (que inclui os macaenses) deverá estar atenta e esforçar-se por ser parte útil desse Macau que aí vem. Para isso, convém valorizar a existência cultural da cidade, pois esse é um dos nichos em que obviamente teremos uma palavra a dizer. Ou seja, temos de mostrar como fazemos falta, como somos um garante de diferença e como a nossa língua é imprescindível para interpretar e exprimir a cultura deste magnífico lugar. Assim saibamos corresponder a este desafio que a História, uma vez mais, nos coloca.

Carta de uma mãe a outra

O seguinte texto foi encontrado numa página do Facebook com ligação ao PNR:
 
 
Carta enviada de uma mãe para outra mãe no Porto, após um telejornal da RTP 1.
 
De mãe para mãe...
 
Cara Senhora, vi o seu enérgico protesto diante das câmaras de televisão contra a transferência do seu filho, presidiário, das dependências da prisão de Custóias para outra dependência prisional em Lisboa.
 
Vi-a a queixar-se da distância que agora a separa do seu filho, das dificuldades e das despesas que vai passar a ter para o visitar, bem como de outros inconvenientes decorrentes dessa mesma transferência.
 
Vi também toda a cobertura que os jornalistas e repórteres deram a este facto, assim como vi que não só você, mas também outras mães na mesma situação, contam com o apoio de Comissões, Órgãos e Entidades de Defesa de Direitos Humanos, etc...
 
Eu também sou mãe e posso compreender o seu protesto. Quero com ele fazer coro, porque, como verá, também é enorme a distância que me separa do meu filho. A trabalhar e a ganhar pouco, tenho as mesmas dificuldades e despesas para o visitar. Com muito sacrifício, só o posso fazer aos domingos porque trabalho (inclusivé aos sábados) para auxiliar no sustento e educação do resto da família.
 
Se você ainda não percebeu, sou a mãe daquele jovem que o seu filho matou cruelmente num assalto a uma bomba de combustível, onde ele, meu filho, trabalhava durante a noite para pagar os estudos e ajudar a família.
 
No próximo domingo, enquando você estiver a abraçar e beijar o seu filho, eu estarei a visitar o meu e a depositar algumas flores na sua humilde campa, num cemitério dos arredores...
 
Ah!
 
Já me esquecia:
 
Pode ficar tranquila, que o Estado se encarregará de tirar parte do meu magro salário para custear o sustento do seu filho e, de novo, o colchão que ele queimou, pela segunda vez, na cadeia onde se encontrava a cumprir pena, por ser um criminoso.
 
No cemitério, ou na minha casa, NUNCA apareceu nenhum representante dessas "Entidades" que tanto a confortam, para me dar uma só palavra de conforto ou indicar-me quais "os meus direitos".
 
Para terminar, ainda como mãe, peço por favor:
 
Façam circular este manifesto! Talvez se consiga acabar com esta (falta de vergonha) inversão de valores que assola Portugal e não só...
 
Direitos humanos só deveriam ser para "humanos direitos".

Muslo atacou Parlamento canadiano


Um jovem canadiano natural do Quebeque e convertido recentemente ao islão, isto é, à "religião da paz", era suspeito de ser muito perigoso e ficou com o passaporte apreendido que era para não poder viajar para a Síria ou o Iraque e juntar-se ao Estado Islâmico. Vai daí, decidiu atacar o Parlamento, na capital Otava, e disparou mortalmente contra um segurança, um soldado das Forças Armadas na reserva. Já com cadastro por posse de drogas, Michael Zehaf-Bibeau, assim se chamava o muslo (o seu verdadeiro nome era Michael Joseph Hall), entrou depois no Parlamento e acabou abatido pelas forças de segurança.
Mais de 2% dos cidadãos canadianos são muçulmanos. Uma alta taxa de islamismo numa sociedade multicultural que se orgulha de ser tolerante.

"Like a Virgin" by sister Scuccia

video
 
Aquela jovem freira italiana que ganhou a edição italiana do "The Voice", Cristina Scuccia, voltou a dar que falar depois de ter escolhido como tema para se lançar nos discos a canção "Like a Virgin", um sucesso dos anos 80 da Madonna. "É uma canção sobre a capacidade do amor de tornar as pessoas novas. Para resgatá-las do seu passado. E era assim que eu queria interpretá-la", disse Cristina ao jornal católico Avvenire. Cristina quadruplicou as audiências do "The Voice" em Itália e foi elogiada pela Whoppi Goldberg, a actriz negra americana protagonista do filme "Sister Act" (Do Cabaret para o Convento).

Papa vai canonizar Pe. José Vaz

 
O Papa Francisco vai presidir a 14 de Janeiro de 2015 a cerimónia de canonização do Pe. José Vaz no Sri Lanka. O Pe. José Vaz nasceu na Goa Portuguesa a 21 de Abril de 1651 e foi ordenado sacerdote no Sri Lanka onde morreu a 16 de Janeiro de 1711. Beatificado em 1995 pelo Papa João Paulo II, Pe. José Vaz é recordado como "um grande padre missionário", tendo vivido de forma pobre numa época de grande perseguição aos cristãos, apesar de ter nascido numa família da casta dos brâmanes, a mais alta casta para os hindus. O sacerdorte chegou a traduzir o Evangelho para as línguas tamil e cingalês.
O Papa vai estar no Sri Lanka entre os dias 13 e 15 de Janeiro de 2015, seguindo-se uma passagem de quatro dias pelo país mais católico da Ásia, as Filipinas.

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Eriksson fala sobre a corrupção no futebol português

 
O antigo treinador do Benfica e actual técnico dos chineses do Guangzhou Evergrande, Sven-Göran Eriksson, lançou a sua biografia intitulada "Sven-Göran Eriksson - A minha história" que será publicada na próxima semana. O sueco, que foi bem sucedido no campeão nacional, constatou que o futebol português ficou "mais sujo e mais corrupto" durante a sua ausência de cinco anos de Portugal (ou seja, antes da sua segunda vinda para o Benfica, em 1989) e que havia "muitos escândalos e muitas conversas sobre árbitros". "O FC Porto crescera e tornara-se poderoso" e recordou um episódio no Porto em que os balneários das Antas só se abriram para os jogadores do Benfica uma hora antes do clássico. "Pinto da Costa, o presidente do FC Porto e o homem mais poderoso do futebol português, apareceu, avisando que, segundo os regulamentos, só eram obrigados a abrir os balneários uma hora antes do jogo. 'Respeito-o muito sr. Eriksson', disse-me, 'mas guerra é guerra'. Quando abriram a cabina, descobrimos que tinha sido pulverizada com qualquer espécie de químico que não nos deixava respirar. Os nossos jogadores tiveram de se equipar nos corredores" (o Benfica venceu esse jogo por 2-0, golos do covilhanense César Brito, e sagrou-se campeão nacional nessa época).
Pois é, caro Eriksson, na altura o Pintinho era novo, a fruta era fresca e o café estava bem quentinho...

Roberto brilha frente à Juve

 
Ainda vos lembrais do guarda-redes frangueiro espanhol que esteve no Benfica e que se chama Roberto? O mesmo já tinha chegado a ser uma espécie de vilão na época passada quando a equipa que agora representa, os gregos do Olympiakos, foi à Luz arrancar um precioso empate. Agora foi a vez do campeão italiano Juventus ver o quão bom o Roberto é afinal, conseguindo segurar a magra vantagem dos gregos por 1-0 até ao apito final com um punhado de defesas de grande nível. Que o digam Morata, Pogba e Tévez!

Real humilha Liverpool em Anfield Road

video
 
No grupo B da Champions, o Real Madrid foi a Anfield Road ganhar ao Liverpool por 3-0. O homem do jogo, Cristiano Ronaldo, claro está, abriu o marcador aos 24' e está agora a um golo de igualar o recorde de golos do espanhol Raúl na competição (71 tentos). Karim Benzema apontou os dois restantes golos merengues mesmo à ponta de lança aos 30' e 41'. "Sei que vou bater o recorde (do Raúl)", afirmou o madeirense. O guarda-redes e capitão do Real, Iker Casillas, elogiou o seu colega português: "O Cristiano está melhor que o Messi. Está a passar um grande momento de forma".
Segue-se agora um escaldante clássico entre o Real Madrid e o Barcelona no Santiago Bernabéu para a liga espanhola.

«Assunto político» empata Benfica

Depois de o Sporting ter sido prejudicado pela arbitragem no jogo frente ao Shalke 04 na Alemanha, o Benfica foi prejudicado no Mónaco e acabou por ceder um empate a zero bolas, ficando agora obrigadíssimo a vencer o jogo da próxima jornada na Luz contra o mesmo adversário de ontem se quiser ter esperanças de pelo menos conseguir um lugar na Liga Europa. No Estádio Louis II, o campeão nacional foi superior ao seu adversário a partir da lesão do búlgaro Berbatov, porém infeliz no capítulo da finalização. Após a expulsão do argentino Lisandro López, aos 76' por falta sobre o português João Moutinho, o Benfica perdeu o domínio para a equipa monegasca, mas ainda assim nunca lhe foi inferior. O árbitro polaco Szymon Marciniak "condicionou muito a equipa do Benfica, nos primeiros 20 minutos penalizou-nos com dois amarelos. O facto de Portugal estar à frente de Itália e França no ranking da UEFA... Na Alemanha fizeram a mesma coisa ao Sporting. Carregam as equipas portuguesas com amarelos e depois é mais fácil expulsar. É um assunto político, que temos de combater em campo", segundo palavras de Jorge Jesus. "Fomos poderosos até a expulsão do Lisandro", acrescentou, salientando que as "melhores oportunidades de golo foram do Benfica". "Queríamos a vitória. Lutámos, fizemos um grande jogo. Criámos oportunidades que não aproveitámos. Acreditamos no apuramento, provámos que somos uma equipa forte e dedicada. Só faltou marcar. Vamos aprimorar esse aspecto para fazer melhor no próximo jogo", disse o brasileiro Talisca. André Almeida, que jogou a titular no meio campo em vez do grego Samaris, garantiu que o Benfica vai continuar a lutar: "Não é um resultado positivo para o Benfica, viemos à procura dos três pontos. Fomos superiores enquanto foi possível. A expulsão do Lisandro condicionou e equilibrou o jogo. Foi um jogo bem disputado, o Benfica com oportunidades mais claras. Vamos continuar a lutar, há nove pontos possíveis. Com 10 pontos as equipas costumam ser apuradas. Está tudo em aberto". O argentino Salvio agradeceu o apoio dos adeptos no Twitter e pensa já no confronto com o Sporting de Braga para o campeonato. Do lado do Mónaco, o treinador madeirense Leonardo Jardim considerou negativo o empate.
No outro jogo do grupo C, o Zenit foi derrotado na Alemanha pelo Bayer Leverkusen por duas bolas a zero. "Este não era o resultado que queríamos, mas olhando para aquilo que foi o jogo entre Benfica e Mónaco, esta era a situação que esperávamos", disse o treinador do Zenit, o também português André Villas-Boas.
Está, portanto, tudo em aberto neste grupo.

O estádio mais bonito da Europa

 
O Estádio da Luz foi eleito o estádio mais bonito da Europa numa votação feita pelo prestigiado jornal desportivo francês L'Equipe. A «Catedral» foi a preferida de 48% dos votantes, superando o Parque dos Príncipes (17%) e o Stade de France (9%). Entre os 20 estádios candidatos estavam outros estádios magníficos como a Wembley, a Emirates, o Camp Nou, o Santiago Bernabéu e a Allianz Arena.
Uma boa escolha, sem dúvida nenhuma. Só demonstra que as pessoas têm bom gosto.

video

Miss Universo de 1965 continua com 18 anos

 
Sim, é claro que uma mulher de 67 anos tem 67 anos e não 18, mas vós de certeza percebestes logo o que é que eu quis dizer com o título desta entrada. Ao contrário do que afirmou Renée Zellweger, a tailandesa Apasra Hongsakula, a primeira Miss Universo da Tailândia, em 1965, continua com o mesmo aspecto que tinha quando venceu o concurso de beleza há 49 anos porque já gastou mais de dois milhões de euros em cirurgias plásticas e procedimentos de beleza.
Ai se eu fosse velhófilo...

Como a Renée está tão diferente!


A actriz Renée Zellweger, que interpretou o papel de Bridget Jones, apareceu no evento Elle Women in Hollywood Awards com o seu namorado, Doyle Bramhall II, e causou espanto. Isso porque a mulher surgiu com "uma cara muito diferente", "irreconhecível" mesmo, segundo os fãs que foram logo a correr para o Twitter para comentar. Renée, no entanto, negou ter feito cirurgias: "Fico contente que as pessoas achem que pareço diferente. Estou a viver uma vida diferente, feliz, mais gratificante e fico encantada que isso salte à vista". E acrescentou: "há muito tempo que não fazia um trabalho tão bom a cuidar de mim".
Mas o que é essa gente tem? A Renée também envelhece como qualquer comum mortal, né? Afinal de contas ela já tem 45 anos...

«Devemos exigir que a língua portuguesa seja tratada como deve»

A nova vice-reitora da Universidade de São José (USJ) aqui de Macau, Maria Antónia Espadinha, frisou que cabe à comunidade docente de Macau ajudar à reflexão e afirmação da língua de Camões. "Acho que é um bom momento para reflectir, porque a própria palavra 'lusofonia' é muito contestada", afirmou a recém-empossada. Apesar de muita gente achar que o português é "fraco", "não existe em Macau" e que "de facto nunca foi a língua mais falada", a vice-reitora lembra que "não é por acaso que a China pressiona o ensino do português e de fazer de Macau não só uma plataforma de negócios, mas também um grande centro de difusão do português no Oriente" e enalteceu o trabalho feito pelas escolas luso-chinesas. "O português foi desvalorizado, deixou de contar para a retenção ou nao retenção". A coordenadora do Departamento Português, Vera Borges, sublinhou que o português é "uma das grandes línguas faladas no mundo" e que "continuará a ser falado e vai ter uma importância bastante grande". A lusofonia, adiantou ainda, "não é uma força de uma cultura ou de um país, mas a força que a história tem". A convidada pelo USJ Cathryn Clayton, sinóloga da Universidade do Havai que "descobriu a língua portuguesa através de Macau", acredita que Macau é "uma alternativa às línguas dominantes, numa zona em que o chinês e o inglês são maioritários" e onde até o próprio cantonês, a língua franca de Cantão e ainda a língua mais falada de Macau, "vai perdendo força, perante o mandarim". "Pode ser um ponto de diálogo, onde as pessoas podem pensar para outras alternativas e paradigmas de como o mundo pode ser. É sempre bom ter sítios com potencial para a diferença", asseverou.

A nova face do EI

 
O jovem da foto, Abu Khaled al Australi, é a nova face do Estado Islâmico (EI). O australiano de 17 anos, que fugiu de casa para se juntar ao EI, chama-se na verdade Abdullah Elmir, é de Bankstown, um subúrbio de Sydney, e quer agora a morte do primeiro-ministro do seu próprio país, Tony Abbott. O rapaz afirmou, num vídeo publicado na Internet, que o EI não vai parar enquanto não controlar todas as terras. Os pais de Abu viram o filme e confessaram-se chocados, dizendo que ele sofreu uma "lavagem cerebral".
O fenómeno EI continua a atrair imensos jovens nascidos e crescidos em países ocidentais. O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Rui Machete, já declarou que há entre 12 e 15 cidadãos portugueses no EI, tanto na Síria como no Iraque, e que dois ou três deles, sobretudo raparigas, querem voltar para Portugal.
Será que Portugal vai aceitar receber terroristas que traíram a sua nação por causa da seita islâmica? Enfim, já nada me admira nesse país abrilesco... Ah, mas afinal o EI não era giro, coiso e tal?

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

A posição dúbia do PNR

 
O PNR (Partido Nacionalista Renovador) publicou um artigo no seu sítio oficial em que ataca a descaracterização e a perda da identidade da cidade de Lisboa.
"A 'evolução' de Lisboa nos últimos anos permite-nos constatar que o tom da governação da cidade, por parte de António Costa é dirigido para a completa aniquilação da identidade da capital, substituindo essa riqueza ímpar por uma amálgama multicultural que não faz qualquer sentido e configura um crime cultural, civilizacional e social. Neste aspecto, e como não podia deixar de ser, o edil lisboeta está sempre acompanhado por Sá Fernandes (ex-Bloco de Esquerda), exemplo acabado do ódio à História de Portugal e ao nosso passado. Será esta nova Lisboa um tubo de ensaio para aquilo que virá a passar-se ainda mais em todo o País nos próximos anos?", começou por perguntar o PNR, que denunciou "a destruição da nossa identidade e a sua substituição por costumes alheios à nossa cultura" que "vão sendo paulatinamente introduzidos no quotidiano, perante a apatia dos lisboetas e dos portugueses em geral". "Mas há mais: a recente moda dos 'tuk-tuk' turísticos de Lisboa é mais uma forma escandalosa de aculturação de uma cidade à qual não falta riqueza patrimonial e originalidade cultural. Olhando-se para essas coisas que nos passam pela frente dos olhos, diríamos que estamos no Bangladesh. Será que a seguir vamos ter os autocarros da Carris decorados à moda dos seus congéneres das Filipinas? Ou será que ainda veremos os nossos eléctricos serem substituídos por táxi 'cabs' nova-iorquinos (ainda assim, amarelo por amarelo, talvez nem se note muito)? E não nos esqueçamos daquilo que, face ao contexto internacional, até poderia ser considerado a cereja em cima do bolo: falamos da nova e peregrina ideia (já concretizada) de um camião de recolha de lixo ostentar motivos muçulmanos. Mas isto afinal é o quê? É uma passadeira estendida para a nova invasão? Que têm estes senhores na cabeça para impingirem aos portugueses imagens com escrita em árabe e uma mulher de rosto e cabeça tapados por um 'niqab' em ponto gigante?", prosseguiu. Depois disso, pode-se ler também, como que de forma algo incoerente, que o PNR é favorável à ideia do cosmopolitismo: "Nós defendemos, sim, que a capital deve e tem que ser cosmopolita e aberta ao mundo, até mesmo devido à sua função de capital. Mas, justamente por isso, tem que ter bem fortes as suas âncoras da identidade, para que não se transforme numa metrópole amorfa, semelhante a tantas outras sem História, ou, pior ainda, numa montra subserviente de retalhos de culturas que não são a nossa".


Ora, uma sociedade cosmopolita é uma cidade multicultural. Se o PNR ataca o multiculturalismo, como é que pode afirmar que defende que Lisboa deve e tem que ser cosmopolita? Há aqui um contrasenso. Se já por bastas vezes o PNR admitiu que não é contra a imigração desde que os imigrantes venham para Portugal por bem e contribuam para o país, como é que pode o partido ser contra o multiculturalismo? O facto de haver imigrantes em Portugal significa que há multiculturalismo, pois os imigrantes trazem consigo as suas culturas; isto é um facto. Do mesmo modo que um português que emigra leva com ele elementos da sua identidade nacional para o estrangeiro. Eu entendo que o multiculturalismo não é necessariamente mau desde que não atente contra a identidade dos países que o acolhem. Um nacionalista verdadeiro não é aquele que é hostil aos imigrantes, desejando que na sua própria terra não haja nenhum imigrante porque o simples facto de haver um imigrante constitui automaticamente uma ameaça à identidade nacional, o que é completamente absurdo. Não sou menos nacionalista por gostar de comida chinesa, vestir casacos estilosos coreanos, ter um telemóvel da Nokia, jogar jogos de vídeo da Nintendo, beber Coca-Cola e ver filmes de Hollywood. O multiculturalismo só se torna verdadeiramente uma ameaça quando elementos estrangeiros diferentes aos da identidade nacional se tornam hostis, visando uma mudança ou destruição da principal identidade, que se quer maioritária e dominante, provocando uma substituição ou mesmo a criação duma nova identidade (não surgiram já muitas nações precisamente assim?), que é o que está a acontecer na Europa. As diferenças culturais (e quem diz culturas diz outras coisas como etnias, raças, línguas, etc.) só podem ser toleradas se não extravazarem os limites e colidirem com a identidade nacional (ou seja, há que limitá-las controlando-as ao mesmo tempo que nunca se deixe de realçar a supremacia da principal matriz, a identitária), mas isto é, infelizmente, algo que muitos dos que se dizem nacionalistas não conseguem enxergar. Estes vão continuando a viver no seu mundo ideal imaginário onde de facto cada macaco está no seu gaio. Possivelmente um mundo onde todos os países sejam como a Coreia do Norte.

O ressurgimento dos Estados-Nação na Europa

Estado-Nação significa “território em que o Estado coincide (exclusivamente ou quase) com a Nação”.
 
Na Europa existem poucos Estados-Nação. Por exemplo, a Bélgica, a Itália, a Espanha, a Áustria, o Reino Unido, a Suíça - não são Estados-Nação porque as diversas nações que habitam em um determinado território estão subordinadas a um mesmo Estado.
 
Em contraponto e como podemos ver no mapa abaixo, Portugal, a Holanda, a Dinamarca, a Suécia, a Noruega, a Irlanda (república), a Grécia, a Estónia, a Bulgária, a Hungria, são Estados-Nação porque a única nação existente coincide com o Estado.

E depois existem países que sendo basicamente Estados-Nação, têm pequenos movimentos separatistas internos, como é o caso da ilha mediterrânica da Córsega ou do país basco francês, a Sérvia, a República Checa, a Alemanha (o problema da independência da Baviera), a Roménia, etc...


 
“Há poucas semanas, a Escócia não se separou do Reino Unido por menos de dez pontos percentuais em relação ao não. Se os estados compostos da União Europeia se começarem a cindir, não há mecanismo previsto nem para os integrar, nem para os excluir.
 
Este é o problema político que a Europa enfrentará nos próximos anos, e que de alguma forma corresponde ao fim do Estado-Nação, onde ele nasceu e provavelmente se esgotou.”
 
O que acontece na realidade é exactamente o contrário daquilo que o bovinotécnico escreve. O que está a acontecer na Europa não é o fim do Estado-Nação, mas antes são as nações europeias que não têm Estado a quererem afirmar os seus respectivos Estados-Nação!


Fonte: perspectivas

PSD de Macau felicita actriz de ascendência portuguesa


A secção do PSD de Macau felicitou a actriz macaense Maria Cordero depois desta ter sido distinguida pelo chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Hong Kong, Leung Chun-ying, com a Estrela Bauhinia de bronze. Em 2008, a actriz macaense de 60 anos filha de pai português, que ensina culinária portuguesa/macaense em Hong Kong entre outras coisas, já tinha sido agraciada com a medalha de Honra.
Sem dúvida nenhuma, um momento de orgulho para as comunidades portuguesas. Só não sei é se a Maria Cordero, que vive em Hong Kong desde os 10 anos de idade e que é conhecida por Fat Mama (肥媽), sabe ou não falar a língua de Camões. Talvez saiba falar um bocadinho...

Falsa Veneza na China

 
Se aqui em Macau temos uma amostrazinha da cidade de Veneza naquele que é ainda o maior casino do mundo, o Venetian, na China há a verdadeira falsa Veneza. A réplica da cidade italiana, situada na cidade de Dalian, tem 400 mil metros quadrados, uma lagoa com as tradicionais gôndolas e prédios com a arquitectura de estilo europeu clássico.
 
 
Os chineses sempre tiveram uma enorme paixão pela imitação. Não é por acaso que também existe por lá uma cópia da torre Eiffel, em Hangzhou, entre outras imitações. Mas também não precisamos de ir tão longe: aqui em Macau vão abrir em breve o casino Parasian (Parisiense) que tem uma réplica da torre Eiffel. O engraçado é que tanto o Parisian como o Venetian são megalomanias americanas do magnata do jogo Sheldon Adelson...

Urso arranca braço a menino

Na China, um menino de 9 anos aproximou-se de um urso enjaulado no jardim zoológico Pingdingshan de Hebin, em Henan, para lhe dar comida. Insatisfeito com a pequena porção de comida que lhe foi dado, o ursídeo mordeu o braço do rapaz, Cong Cong. Este puxou o braço com toda a força que tinha e conseguiu libertar-se, mas infelizmente grande parte do membro acabou por ficar com o urso, como podemos ver na segunda foto. Uma mulher viu o sucedido e chamou logo ajuda. Os pais do rapaz, que pelos vistos estavam demasiado ocupados para o terem por perto, ficaram em choque ao vê-lo naquele estado enquanto o plantígrado omnívero se divertia com o resto do braço dentro da jaula.
 
 
Levado de urgência para o hospital, já nada se podia fazer e Cong Cong acabou mesmo por ficar com todo o seu braço direito amputado. O jardim zoológico aceitou pagar 8000 renminbis pelo tratamento, isso apesar dos pais de Cong Cong acusarem os funcionários do jardim de negligência. Segundo consta, o responsável pelos ursos estava a participar numa inspecção no momento em que o menino foi atacado. Foi ele que acabou por recuperar o pedaço do braço que estava com o urso. O animal, esse, foi colocado numa cela fechada e longe da vista do público.

A valente avó Ava Estelle

Encontrei o seguinte texto no Facebook e não resisti em partilhá-lo convosco (texto devidamente alterado para português de Portugal sem o aborto ortográfico):
 

JUSTIÇA PELAS PRÓPRIAS MÃOS 

Se o Estado português "esquecesse" por seis meses estas leis da treta que existem, será que a criminalidade não descia vertiginosamente? Será que esta maltosa não entrava toda na linha se soubessem que mal pusessem o pé em ramo verde estavam sujeitos a levar um tiro na cabeça? Vamos ver o que me dizem os meus amigos - e de entre estes, psicólogos, PJ's (pois, ou julgam que eu não sei?) advogados, juízes, políticos, militares e ex-militares. 

Para já vamos a um caso prático e real: 

A delicada avó Ava Estelle, de 81 anos, ficou tão chocada quando dois delinquentes violaram a sua neta de 18 anos que ela assim que conseguiu localizar os desavisados ex-condenados despejou-lhes o carregador da sua 9 mm nos testículos. 

"A velha senhora passou uma semana a caçar esses homens - e quando os encontrou vingou-se desta forma inusitada", disse Evan Delp, investigador da polícia de Melbourne (Austrália). De seguida apanhou um táxi, foi até à esquadra da polícia mais próxima, colocou a arma no balcão do sargento de plantão e disse-lhe com toda a calma: "Por Deus, esses bastardos não vão estuprar mais ninguém!" 

Os policiais disseram que Davis Furth, de 33 anos, ex-condenado e violador, perdeu o pénis e os testículos quando a ultrajada Ava abriu fogo com a sua pistola de 9 mm no quarto do hotel onde ele vivia junto com Stanley Thomas, de 29 anos, seu companheiro de cela do período em que tinham cumprido pena na cadeia.

A polícia disse que a enrugada vingadora mandou para o outro mundo também os testículos de Thomas, mas o médico procurou salvar o seu pénis mutilado. "Thomas não perdeu a sua masculinidade mas o médico com quem conversei disse que ele não poderá usá-lo como antigamente", disse o investigador Delp aos repórteres. "Os dois homens ainda estão em más condições, mas acho que devem estar felizes por terem sobrevivido depois daquilo que passaram". 

A avó "Rambo" entrou em acção a 21 de Agosto, após a sua neta Debbie ter sido agarrada e violada em plena luz do dia pelos dois bandidos armados de facas. 

"Quando vi a expressão no rosto da minha Debbie, naquela noite no hospital, decidi que sairia sozinha atrás daqueles bastardos porque imaginei que a lei seria branda com eles", relatou a bibliotecária já reformada. "E eu não estava com medo deles porque eu tinha um revólver e tinha atirado durante toda a vida. E não fui tonta de devolvê-lo quando a lei mudou a respeito de possuir um". 

Assim, usando um esboço dos suspeitos e da descrição feita por Debbie, firme como uma rocha, Ava passou uma semana rondando a vizinhança onde o crime tinha acontecido até ver os azarados violadores entrarem no hotel decadente onde moravam. 

A idosa senhora relembra: "Eu sabia que eram eles no minuto em que os vi, mas ainda assim fiz uma foto deles, levei-a para a minha neta ver e ela disse, segura como o diabo, que eram eles. Assim voltei para o hotel, encontrei o quarto deles e bati à porta. No instante em que o calmeirão abriu a porta eu disparei em linha recta entre as suas pernas, exactamente onde ele realmente ficaria mais ferido. Então entrei e disparei contra o outro quando ele recuou, suplicando-me que o poupasse. Depois fui até à esquadra da polícia e entreguei-me". 

Agora, especialistas perplexos tentam imaginar exactamente o que fazer com a avozinha vigilante. O investigador Evan Delp afirma: "O que ela fez está errado e ela infringiu a lei, mas é difícil mandar uma velha senhora de 81 anos para a cadeia, especialmente quando 3 milhões de pessoas na cidade querem nomeá-la Presidente da Câmara". 

Alguém discorda da atitude da senhora? Eu gostava de ter uma mulher deste "calibre" como "Ministra da Justiça".

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

180 milhões de euros no Euromilhões!!

 
É só para informar os mais distraídos que está hoje em jogo no Euromilhões um jackpot de 180 milhões de euros (CENTO E OITENTA MILHÕES DE EUROS).

Jogador deu um mortal e morreu

video
 
Na Índia, o jovem jogador do Bethlehem Vengthlang, Peter Biaksangzuala, de 23 anos, marcou um golo e, nos festejos, tentou fazer um mortal que lhe custou a vida. "O Peter era um excelente e disciplinado futebolista. O seu sonho era jogar na liga indiana", disse o director da associação de futebol de Mizoram, o campeonato regional one actua o Bethlehem Venghlang, anunciando que será realizado um jogo em memória do malogrado jogador.
O internacional português Nani também costumava festejar os golos com mortais, mas Alex Ferguson, o seu treinador no Manchester United, proibiu-o de o fazer para evitar lesionar-se. Ou mesmo morrer, digo eu.

Russo que pregou os testículos na Praça Vermelha cortou agora a orelha

 
O russo Pyotr Pavlensky, que tinha chegado a pregar os seus testículos na calçada da Praça Vermelha, cortou desta vez o lóbulo da sua orelha enquanto estava em cima de um hospital psiquiátrico de Moscovo como forma de protesto contra os internamentos forçados por motivos políticos. Segundo o DN, Pyotr Pavlensky é um artista performativo...

Pedintes cortam as patas dos camelos para a mendicidade

 
Há na China uma nova maneira de mendigar: os pedintes fazem uso de um camelo sem patas para fazer com que as pessoas sintam pena e lhes dêem dinheiro. Um pouco por toda a China têm surgido homens que se arrastam nas ruas com um camelo mutilado e estas fotos aqui são recentes, uma delas tirada na cidade de Fuzhou. Chamada ao local, a polícia constatou que as patas do animal foram cortadas de propósito para esse fim. Segundo o Fuzhou News, essa prática cruel tem valido umas boas centenas de renminbi em algumas horas aos cabrões que exploram os pobres bichos.
 
 
Antes que chova para aqui gente a condenar e a generalizar dizendo que os chineses são todos maus e não sei o quê, é bom que se saiba que o camelo é um dos mamíferos mais ameaçados do planeta e que o governo comunista chinês protege essa espécie. Existem no deserto chinês de Gobi, no noroeste do país, cerca de 600 camelos, mais uns 800 e tal camelos nos desertos da Mongólia Interior (uma das regiões autónomas da China). Um vídeo que foi colocado na Internet e que mostra um desses mendigos a maltratar um camelo mutilado tentando espetar uma garrafa de água mineral dentro da boca do animal teve mais de 37 milhões de visualizações na rede social chinesa QQ em apenas dois dias, acabando por provocar uma enorme revolta nos usuários. Resta agora esperar que as autoridades chinesas façam aquilo que lhes compete. Cortar as patas a esses cabrões possivelmente seria um castigo leve demais.

Os portugueses "ainda são bem vistos" no UK

 
Informa o DN que o primeiro-ministro britânico David Cameron, que é conservador, voltou "a atacar os imigrantes" (de certeza que sob pressão do partido nacionalista Ukip, a terceira maior força política britânica), querendo limitar a atribuição do número de Segurança Social entre os que têm menos habilitações. O mesmo jornal acrescenta que a comunidade portuguesa, de cerca de 107 mil pessoas segundo a estatística britânica, não sente nenhuma animosidade, pois "ainda é tida como trabalhadora e honesta", ao contrário dos "que vêm do Leste da Europa" (só ao contrário dos que vêm do Leste da Europa? E doutros continentes não?). Quem não gostou nada da posição de Cameron, que até publicou um artigo no Sunday Telegraph em que defende a sua posição, é o tuga Durão Barroso, o presidente da Comissão (Maçónica) Europeia, que defendeu o princípio da liberdade de circulação, tal como já tinha feito no ano passado outro tuga, tão ou mais besta que o Barroso, o engenheiro súcia António Guterres, que é o parasita da Organização (Maçónica) das Nações Unidas amiguinho dos refugiados (de certeza que ele não os sustenta ao contrário dos contribuintes dos países que acolhem a escumalha parasita). Para Barroso, bloquear a imigração seria um "erro histórico" (erro histórico é permitir que a imigração em excesso destrua a Europa!). Em jeito de resposta, Cameron disse que quem manda nele não é Bruxelas, a sede da União (Maçónica) Europeia, mas sim o povo eleitor britânico.
É isso mesmo, Cameron! Faz o que está certo e caga na União (Maçónica) Europeia! Vê lá se ainda vais a tempo de salvar o teu país enquanto o Ukip não toma conta dele...

Mais uma invasão africana ilegal em Melilla

 
Este ano já bateu o recorde da quantidade de imigrantes africanos ilegais na cidade espanhola de Melilla, no norte de África. No dia de ontem foram mais cerca de 50 alógenos, a maioria deles proveniente do Mali (muçulmanos), a saltarem com sucesso a rede de protecção instalada na fronteira com Marrocos. Os africanos tinham a lição bem estudada: divididos em grupos espalhados em vários pontos da vala fronteiriça, conseguiram dividir os agentes espanhóis que garantem a segurança da fronteira e um dos grupos conseguiu refugiar-se no Centro de Permanência Temporal de Imigrantes (sabem-na toda mesmo!).
Os esquerdistas defensores dos direitos dos imigrantes (ilegais) que têm a dizer? Esses gajos não são imigrantes; são simplesmente invasores, como podemos muito bem ver na foto (devem ser convidados do engenheiro Guterres). Marrocos não quer Melilla? Porque é que a Espanha não abandona Melilla que é para esses imigrantes poderem apodrecer nesse paraíso juntamente com os seus irmãos muçulmanos de Marrocos? E que tal electrificarem a vedação?

Sócrates homenageado na Covilhã!

José Sócrates ao lado do presidente súcia da câmara covilhanense, Vítor Pereira
Ser socialista, basicamente, é valorizar o valor da igualdade (José Sócrates).
 
PS (Post Scriptum, entenda-se): Cada qual tem o que merece, logo Portugal também!

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Motards VS Estado Islâmico

 
Um grupo de motards europeus juntou-se aos curdos para combater o Estado Islâmico (EI). Klaas Otto, o líder do No Surrender Banditos, um dos maiores grupos de motards da Holanda, afirmou que os seus camaradas são "pessoas com treino e muita experiência, incluindo missões no estrangeiro. Eles são extremamente disciplinados. Não bebem álcool nem sequer nas reuniões do grupo". No Twitter pode-se seguir o quotidiano destes motards que usam Kalashnikovs e são originários de Amesterdão, Roterdão e Breda.
Pelo menos esses motards não serão punidos pelo governo holandês, ao contrário dos militantes holandeses do EI, pois os motards não estão a cometer nenhum crime, isso segundo o próprio governo holandês...

Bebé multado

 
Um bebé da minha cidade de Alverca, Gustavo, de apenas 2 anitos, tem uma dívida de 85,96 euros por não pagar portagens, tendo sido notificado pela Autoridade Tributária e Aduaneira. David Gomes, o pai do bebé, afirmou ao CM que continua à espera duma resposta por parte do Serviço de Finanças de Alverca. "O funcionário disse-me que os avisos de recepção teriam sido enviados para outra pessoa". David garante que não vai pagar a dívida, pois a matrícula do veículo associada às infracções não lhe diz nada, "nunca esteve sequer na família"...
Se cruzarem bem os dados, pode ser que reparem que existem Gustavos Gomes com mais de 2 anos e que já conduzem carros...

O primeiro acto sexual era feito de lado!

 
Pelo menos é isso que diz uma investigação feita a fósseis com 380 milhões de anos. Segundo a mesma, os primeiros animais desenvolveram os seus órgãos sexuais porque tinham dificuldade em fazer sexo. Os peixes de água doce que já estão extintos há milhões de anos terão andado a copular de lado em manobras complicadas, com o macho a precisar de introduzir o seu órgão sexual em forma de L entre duas placas genitais no seu corpo. "Essencialmente, eles não conseguiam fazê-lo na posição de missionário (ou seja, o macho em cima da fêmea)", disse ao The Guardian John Long, professor de paleontologia na Universidade Flinders, em Adelaide (Austrália). "O primeiro acto de cópula foi feito de lado, estilo 'square dance'", descreveu o cientista. "O macho consegue assim colocar o seu órgão sexual em forma de L na posição correcta para se ligar aos genitais da fêmea, que são como placas de ralar queijo - muito rugosas - pelo que actuam como Velcro, prendendo o órgão masculino em posição até à transferência de esperma", concluiu.

Sporting vence categoricamente no Dragão


O Sporting foi ao Estádio do Cabrão Dragão vencer e despachar o Futebol Corrupto do Porto da Taça de Portugal. Com uma exibição personalizada, os lagartos estiveram sempre por cima dos anfitriões, que começaram por facilitar através de Marcano que marcou na própria baliza aos 32'. Jackson Martínez ainda empatou a partida aos 35', mas Nani devolveu a vantagem no marcado à lagartada quatro minutos depois. O tridente composto por João Mário, Adrien e William esteve em grande destaque no meio campo leonino e do lado portista o que esteve em destaque foi a exibição medíocre dos seus defesas. O guarda-redes lagarto Rui Patrício teve ainda tempo para brilhar ao defender uma grande penalidade. O flop Lopetegui disse, no fim do jogo, que a sua equipa é que devia ter ganho. Ou seja, além de burro, o espanhol está a precisar urgentemente de óculos...

Benfica segue em frente na Taça de Portugal, conquista U-15 Premier League e vence Supertaça de basquetebol


O Benfica apurou-se para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal depois de ir à Covilhã bater o Sporting local num jogo difícil por 3-2. Jorge Jesus tirou da equipa dez dos habituais titulares, o que podia lhe ter custado caro. O brasileiro Jonas foi o autor de um hat-trick, primeiro de grande penalidade que deixou o Benfica em vantagem, e os restantes dois golos já na segunda parte e que valeram a reviravolta no marcador. Cumprida a missão, segue-se agora o importantíssimo jogo com o Monaco para a Liga dos Campeões. Uma derrota poderá ditar o prematuro afastamento do campeão nacional das competições europeias.
 
Os iniciados A do Benfica conquistaram no domingo o prestigiante U-15 Premier League International Cup, torneio que teve Inglaterra como palco, depois de vencerem na final o Chelsea por 2-1. A equipa orientada por Luís Nascimento ergueu o troféu muito graças ao craque José Gomes, autor dos dois golos frente aos blues, isso já depois de na meia-final ter sido o autor do único golo que eliminou o Manchester City. No total o Benfica realizou cinco jogos, tendo vencido, como já vimos, a meia-final e a final, e dois jogos da fase de grupo (vitórias sobre o Arsenal e o Newcastle), e cedido apenas um empate (frente ao Reading).
 
 
O fim-de-semana não deixou de ser também glorioso para a equipa de basquetebol do Benfica: os encarnados conquistaram a sua 12.ª Supertaça da modalidade depois de vencerem o Galitos por 82-61. Os comandados de Carlos Lisboa conquistaram assim o troféu pela terceira vez consecutiva e consolidaram também o domínio nessa competição ao alargarem para quatro o número de Supertaças que têm a mais em relação à Ovarense. O Benfica é claramente o clube que detém actualmente a hegemonia do básquete nacional.
 
Viva o Benfica!!

Festival da Lusofonia, Macau 2014

 
Decorreu no fim-de-semana que passou o 17.º Festival da Lusofonia em Macau, mais precisamente nas Casas-Museu da Taipa.
 
 
A cerimónia de abertura do Festival da Lusofonia, marcada para sexta-feira, foi antecipada para o dia anterior, isso aparentemente devido a motivos de agenda da senhora Florinda Chan, secretária para a Administração e Justiça (a senhora do meio na foto).
 

O Festival da Lusofonia, cuja 1.ª edição foi em 1998, na altura organizado pela ex-Câmara Municipal das Ilhas durante a administração portuguesa, surgiu como parte do programa das actividades comemorativas do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, tendo passado em 2002 a ser organizado pelo Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (o antigo Leal Senado) e pelos Serviços de Turismo de Macau.

 
O principal objectivo do Festival da Lusofonia é homenagear as comunidades lusófonas residentes em Macau pelo seu contributo e desenvolvimento do território. Trata-se duma festa tradicional que atrai muitos visitantes, não apenas os residentes locais como também principalmente turistas de Hong Kong e da China.

 
O Festival da Lusofonia é uma oportunidade para as pessoas conhecerem a multiculturalidade e a harmonia entre os povos que vivem em Macau. Não é por acaso que Macau é conhecido por ser um ponto histórico do mundo onde o Ocidente se encontra com o Oriente desde que os portugueses se estabeleceram no território no século XVI.

 
Para além de cultura, música, artesanato, vídeos, danças, literatura, jogos ou lembranças houve também, como há todos os anos, petiscos e bebidas típicas de cada uma das comunidades lusófonas.


Estiveram no total nove comunidades lusófonas originárias dos países africanos de língua portuguesa (PALOPs), do Brasil, de Timor e da antiga Índia Portuguesa, para além, é claro, da comunidade lusófona anfitriã, ie., os portugueses naturais de Macau (ou macaenses de nacionalidade portuguesa, os 土生葡人).
 

Quase 15 anos após a entrega de Macau à China, a Portugalidade continua bastante presente em Macau como parte dum património intangível.