quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Papa fala da morte e admite renunciar

 
O Papa Francisco disse, numa conferência de imprensa perante mais de 70 jornalistas no avião que o levava de regresso ao Vaticano depois de ter estado na Coreia do Sul, que ainda tem "dois ou três anos" para viver e não exclui a possibilidade de deixar o Papado se não tiver forças para continuar, tal como aconteceu com Bento XVI. "Vocês podem-me perguntar: se um dia não se sentir capaz de seguir adiante, faria a mesma coisa que o Papa Ratzinger? Sim. Eu rezaria muito e faria a mesma coisa", disse o Papa de 77 anos. Segundo o Papa argentino, a sua popularidade é vivida "como uma dádiva do povo de Deus". "Interiormente procuro pensar nos meus pecados, nos meus erros, para não ser orgulhoso. Porque sei que vai durar pouco tempo. Dois ou três anos e depois, de volta à casa do Pai", afirmou, acrescentando que vai agora passar as férias em casa, ou seja, na residência de Santa Marta, bebendo "um mate por dia" (um mate é uma bebida argentina feita com água quente e ervas e que é chupada através duma palhinha). "Faço sempre férias. Mudo de ritmo. Leio coisas que gosto, oiço música. Rezo mais. Relaxa-me. Uma parte do mês de Agosto foi o que fiz. E gosto assim".
Goste-se ou não deste Papa, ele tem sido marcante. Se de facto ele deixar de ser Papa dentro de dois ou três anos, esperemos que venha um Papa mais Papa, se é que me entendem.

Grande estátua de Nossa Senhora inaugurada em Erbil

 
Foi erguido um símbolo que confirma a forte presença dos cristãos na cidade curda iraquiana de Erbil (أربيل em árabe e ܐܪܒܝܠ em sírio): uma grande estátua de Nossa Senhora. A escultura, instalada a 15 metros de altura, tinha sido planeada há algum tempo e acabou por ser inaugurada pelo bispo local, D. Bashar Warda Mate, no passado dia 15, solenidade da Assunção de Nossa Senhora aos Céus, a poucos metros da catedral de São José e cujo jardim está repleto de famílias cristãs (mais de 100) que fugiram dos jihadistas do Estado Islâmico. Na inauguração estiveram presentes duas comunidades, ambas católicas mas de ritos diferentes, a caldeia e a assíria.
Os cristãos do Iraque perderam, muitos deles, tudo, inclusive a própria vida. Podiam facilmente tê-la conservado se tivessem fingido converter-se à seita islâmica, mas optaram pela porta estreita, a da fidelidade à Verdade, mesmo que isso lhes traga sofrimento ou mesmo a morte. E agora em Erbil eles têm uma grande aliada, de forma visível, ainda que na verdade ela esteja sempre presente. Que ela lhes conforte.

O novo homem mais velho do mundo

 
O novo homem mais velho do mundo é o japonês Sakari Momoi, de 111 anos de idade. Acabadinho de ser reconhecido pelo Guinness World Records, Momoi sucedeu ao americano Alexander Imich, falecido com 111 anos em Junho, e juntou-se à sua compatriota Misao Okawa (116 anos), como o homem e a mulher mais velhos do mundo. Momoi, natural de Fukushima, foi professor e reitor duma universidade de Saitama, vivendo presentemente numa casa de repouso. Tem cinco filhos, gosta de livros (especialmente poesia chinesa), pratica caligrafia, deita-se cedo e come saudavelmente. Segundo a Associated Press, Momoi é um dos 54 mil centenários do Japão, um dos países mais envelhecidos e com a mais alta esperança média de vida do planeta.

A propósito da posta anterior...

No ano passado, dois jovens negros assassinaram uma adolescente branca de apenas 12 anos, Autumn Pasquale, para lhe roubarem a bicicleta, em Camden, Nova Jérsia. Não consta que tenha havido uma manifestação levada a cabo por brancos por causa dos sucedido. Aliás, muito possivelmente os principais mé®dia não falaram sequer disto. Mas como agora morreu um preto, ainda por cima criminoso, às mãos de mais um polícia que apenas cumpriu o seu dever, aqui d'El Rey...
 
 
Tradução: Fui assassinada por dois jovens negros e metida numa lata de lixo, por causa da minha bicicleta. Quanto tempo ouviram falar de mim, e alguém causou tumultos?

Distúrbios violentos em Ferguson

 
Em Ferguson, no estado norte-americano do Missouri, o polícia Darren Wilson abateu o jovem negro Michael Brown, de 18 anos, e isso provocou distúrbios violentos na cidade. Negros da cidade, como sinal de protesto, saquearam lojas e dispararam armas de fogo, ferindo pelo menos 10 polícias. A pedido de grupos de defesa dos direitos civis, o FBI investigou o incidente. Veio-se a saber que afinal Michael Brown agrediu o agente de tal forma que este ficou com uma fractura numa das órbitas oculares, isto depois de ter previamente assaltado uma loja de conveniência juntamente com um amigo (também negro) que estava com ele, Dorian Johnson. Como resposta ao protesto dos negros, o Ku Klux Klan (KKK) da Carolina do Sul (ena, o KKK ainda existe?) anunciou uma recolha de fundos para apoiar Darren Wilson, que apenas matou o afro-americano em legítima defesa. «Com os negros fora de controlo, temos a nossa força do Missouri a ir a áreas próximas de Ferguson. Não podemos ter pretos a roubar e a assassinar brancos inocentes. Estou a caminho juntamente com membros de três estados diferentes», garantiu uma fonte da secção do Novo Império dos Cavaleiros do Ku Klux Klan. «Brown era o típico negro com baixo QI. Foi mandado parar pela polícia e em vez de obedecer à lei atacou o polícia branco e tentou fugir. Os média judeus e a comunidade negra quer agora "justiça". A justiça já foi feita. Um criminoso negro já não anda pelas ruas». Também cerca de 25 pessoas, entre elas um negro, marcharam em St. Louis, não muito longe de Ferguson, em solidariedade com o polícia.
O que interessa no meio disto tudo é que agora existe menos um criminoso no mundo, mais precisamente em Ferguson.

Invasão xunga no Vasco da Gama

 
Cerca de 600 pessoas, ou melhor, «jovens» com idades entre os 16 e os 20 anos, encontraram-se no Parque das Nações, ao pé do centro comercial Vasco da Gama. Cerca de 400 deles concentraram-se sob a pala do pavilhão de Portugal e cerca de 200 em frente ao centro comercial. Aparentemente tratou-se de um «convívio» marcado nas redes sociais mas que contou com o aparecimento de «grupos rivais». Segundo testemunhas, vários grupos de rapazes munidos de facas provocaram o caos e o pânico entre as pessoas no centro comercial, assustando os lojistas, tendo muito deles optado por fechar os estabelecimentos. «A determinada altura foi feito um varrimento pela polícia que, com um dispositivo de perto de 40 efectivos, conseguiu afastar os jovens do interior do centro», indicou uma fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP. O CM, para variar, deu um pontapé no politiquismo correcto e referiu que os ditos «jovens» são de «raça africana» e que estiveram no local cerca de 200 elementos das Equipas de Intervenção Rápida. Cinco polícias ficaram com ferimentos ligeiros, bem como um dos «jovens», e houve quatro detidos (só quatro detidos??) que serão presentes a tribunal. A situação normalizou por volta das 21:00.
Este vídeo não nos permite ter dúvidas em relação a esses pulhas. O comentador do CM José Martins escreveu que agora percebe o porquê de por volta das 16 horas o metro da linha vermelha ir "cheio de rufias". "O barulho que faziam era ensurdecedor", acrescentou. E sim, é verdade, antes que me caiam em cima os antiras de plantão, também houve certamente brancos no meio daquela xungaria, mas xungas são xungas, não importa a cor da pele. É escória e tem que ser lidada com ela de forma implacável. Só é pena o 25 de Abril ter dado cabo de Portugal.

Lisboa e Sintra em timelapse

video
 
O ucraniano especialista em timelapse, Kirill Neiezhmakov, fez um vídeo de Lisboa e Sesimbra com esta técnica e partilhou-o na Internet. As imagens foram gravadas em Maio quando Kirill veio a Portugal para a cerimónia dos prémios do Finisterra Arábida Fil Art & Tourism Festival, em Sesimbra. "Gostei muito destes sítios e das pessoas simpáticas de lá", disse.

quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

Júlio César no Benfica


Parece que já temos guarda-redes finalmente. O guardião da selecção brasileira há 10 anos e com 87 internacionalizações, Júlio César, de 34 anos, assinou por duas temporadas. Eleito o melhor guarda-redes a jogar na Europa em 2010, ano em que foi campeão europeu pelo Inter de José Mourinho, Júlio César estava contratualmente ligado ao Queens Park Rangers de Inglaterra e confirmou à Benfica TV que tinha em mãos outras propostas, mas que preferiu o Benfica devido ao "muito respeito internacional" que tem e porque "agora faltava jogar em Portugal". O interesse do Benfica era um "namoro antigo" que acabou por dar certo. "Espero corresponder à expectativas. Quando mudamos de um clube para outro e de um país para outro é impossível não se sentir motivado. É algo automático. Estou muito ansioso porque tudo começa de novo, parece que estou a começar a carreira. Tem tudo para dar certo", afirmou.
O Artur agora já pode começar a pensar em sair, digo eu. Ou então fica novamente encostado se ele não se importar. Quanto à idade do Júlio César, acho que vale a pena lembrarmo-nos que o Michel Preud'homme, esse senhor guarda-redes, já tinha chegado ao Benfica com 35 anos e mesmo assim mostrou ser o melhor guarda-redes estrangeiro (foi o primeiro guarda-redes estrangeiro a actuar no Glorioso), senão mesmo o melhor guarda-redes de sempre a actuar em Portugal. É claro que não podemos estar agora a comparar o Júlio César com o actual treinador do Club Brugge, mas pronto, era só para realçar que um guarda-redes com 34 anos não é nenhum problema porque os guarda-redes podem jogar à vontade mais anos que um jogador de campo. Na baliza a experiência conta imenso.

Professor surfista português morre em Bali

 
O professor da Universidade Lusófona Rui César Peixoto, que também é surfista, morreu em Bali, na Indonésia, depois de ter tido um acidente enquanto fazia surf em Lakey Peak. O português de 45 anos foi retirado do mar por um brasileiro que também estava na água e foi reanimado cerca de 40 minutos depois, mas acabou por não resistir às complicações originadas pelos ferimentos e a uma paragem cardíaca durante o transporte para o hospital. A viagem, de barco, demorou cerca de um dia e meio...
Conhecida como a ilha dos deuses, Bali é um paraíso tropical muito procurado pelos turistas de todo o mundo.

Japonês rico suspeito de ter «fábrica de bebés»


De acordo com o jornal Tribuna de Macau, a polícia tailandesa está a investigar o jovem Mitsutoki Shigeta, um herdeiro japonês de 24 anos, por suspeita de ter tido pelo menos 12 bebés de várias mulheres "barriga de aluguer" e que depois traficava num caso já chamado de "fábrica de bebés". O número de bebés pode atingir a três dezenas e o caso do bebé com síndrome de Down que foi rejeitado por um casal australiano poderá ter nascido neste esquema. O caso começou com a descoberta de nove bebés num apartamento em Banguecoque há uma semana. Mitsutoki viajou mais de 65 vezes para a Tailândia desde 2012, tendo viajado para Macau precisamente no dia em que a polícia começou com as investigações. Depois de ter vindo para Macau, o japonês, cujo pai é um gestor de sucesso na área das telecomunicações em Tóquio, simplesmente desapareceu do mapa.

Não se acaba com os subsídios aos muçulmanos!

 
E por falar em muçulmanos e esquerdistas, então não é que a escória esquerdista da Austrália quer que o primeiro-ministro Tony Abbott não acabe com os apoios sociais à escumalha muçulmana para que esta não se torne "ainda mais violenta"? "É uma estratégia muito, muito arriscada", garantiu o professor Grossman que faz parte do Global Terrorism Research Centre. Segundo ele, as organizações terroristas atraem as pessoas com incentivos financeiros (sim, para arrebentarem depois, onde é que está a necessidade de lhes pagar?) e que a comunidade muçulmana australiana está-se a sentir "muito frágil" (então de que é que estão os "frágeis" à espera para bazarem da Austrália? Dá-lhes jeito a mama, pois...). Por sua vez, a professora Anne Aly, da Universidade Curtin, afirmou que o governo australiano tem que ter a noção de que isso pode parecer parte duma conspiração contra os muçulmanos (ui, e não é esta a ideia?).
Lá está a malta com a conversa de chacha habitual: não se pode generalizar e tal, blá blá blá. O problema não são os muçulmanos, porra; o problema é o islão!

As crianças de Gaza servem para ser jihadistas

Os idiotas úteis pró-Palestina, com o apoio visceral da escumalha esquerdista, não conseguem encaixar na cabeça que para os muçulmanos, no caso os "coitadinhos" e "oprimidos" dos palestinianos, a morte é exaltada. Enquanto que nós valorizamos a vida (ok, nem todos, pois sempre há os que são pró-aborto, pró-eutánasia, etc.), eles valorizam a morte. É por isso que não se importam que as suas crianças morram, pois faz parte dos desígnios de Alá elas tornarem-se mártires.
 
video

Jornalista americano decapitado

 
O jornalista americano James Foley, sequestrado na Síria em 2012, foi decapitado pelos terroristas do Estado Islâmico (EI). Num vídeo divulgado pelo EI, um homem vestido de preto corta a cabeça do americano começando pela garganta. Diz o EI que se tratou duma resposta aos ataques aéreos no Iraque. No vídeo ficou também a ameaça de matar outro jornalista americano, Steve Sotloff, raptado no ano passado.

 
O islão é a "religião da paz". Ponto.

«O nosso sofrimento de hoje é o prelúdio do que vós, europeus e cristãos ocidentais, havereis de sofrer num futuro próximo»

D. Amel Shimoun Nona
O arcebispo católico caldeu de Mosul, D. Amel Shimoun Nona, que vive presentemente no exílio em Erbil, no Curdistão iraquiano, disse numa entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera que a sua diocese agora é controlada por muçulmanos (como podemos ver na foto de baixo) e que o islão não diz que todos os homens são iguais. Se os ocidentais não se aperceberem disso depressa, acrescentou o arcebispo, tornar-se-ão vítimas dos inimigos que receberam nos seus países.
Desde que o Estado Islâmico (EI) conquistou Mosul, no passado dia 10 de Junho, 45 instituições cristãs foram destruídas ou convertidas em mesquitas. Para além disso, os militantes jihadistas destruíram o túmulo do profeta Jonas, o tal que a Bíblia diz que foi engolido por uma baleia e que por acaso também é aceite como profeta para os muçulmanos (Younus - يونس em árabe).
"O nosso sofrimento de hoje é o prelúdio do que vós, europeus e cristãos ocidentais, havereis de sofrer num futuro próximo. Eu perdi a minha diocese. O estabelecimento físico do meu apostolado foi ocupado por radicais islâmicos que querem que nós nos convertamos ou então morremos. Todavia, a minha comunidade ainda está viva. Por favor, tentai compreender-nos. Os vossos princípios democráticos e liberais não valem nada aqui. Vós deveis considerar de novo a nossa realidade aqui no Médio Oriente porque vós estais a dar as boas vindas a um número crescente de muçulmanos nos vossos países. Logo, vós estais em perigo. Deveis tomar decisões fortes e corajosas, mesmo que isso implique contrariar os vossos princípios. Vós pensais que todos os homens são iguais, mas isso não é verdade: o islão não diz que todos os homens são iguais. Os vossos valores não são os valores deles (muçulmanos). Se não entenderdes isto o quanto antes, sereis vítimas dos inimigos que recebestes em vossa casa", disse D. Amel Shimoun Nona.
 
Diocese de Mosul apoderada pelos muçulmanos
Desde 10 de Junho mais de 200 mil cristãos foram forçados a deixar a sua terra (já não existem cristãos em Mosul; fugiram quase todos para Alqosh, Dohuk e outras aldeias assírias). Os líderes assírios encabeçados pelo patriarca da Igreja Católica Caldeia, D. Louis Sako, já apelaram à maçónica ONU para uma intervenção militar na região para salvar as minorias iraquianas da extinção.
 
 
video
 
A Aliança Universal Assíria afirmou que centenas de milhares de assírios, entre eles mulheres, crianças e idosos, estão a fugir de aldeia em aldeia à procura de segurança, sendo que a situação deles vai de mal a pior. Cidades como Qaraqosh, Tel Kepe, Bartella, Alqoosh e Karamles foram esvaziadas da sua população original e são agora controladas pelos militantes do EI.
 
São os próprios assírios no Ocidente que se manifestam em favor da sua gente...
Mas afinal onde é que andam os imbecis que se manifestam a favor da Palestina?
A Igreja Católica Caldeia (ܥܕܬܐ ܟܠܕܝܬܐ ܩܬܘܠܝܩܝܬܐ em sírio) é uma igreja católica de rito oriental em plena comunhão com a Igreja Católica Apostólica Romana, ou seja, encontra-se sujeita à autoridade do Papa. A sua origem remonta ao apóstolo Tomé, um dos 12 apóstolos originais de Jesus Cristo, e cresceu imenso entre os séculos IX e XIV no Médio Oriente. A diocese de Mosul foi estabelecida em 1967 e a esmagadora maiora dos católicos caldeus é assíria, um grupo étnico do norte do Iraque.

terça-feira, 19 de Agosto de 2014

Como é bonito um casamento entre um palestiniano e uma israelita!

 
O palestiniano Mahmoud e a israelita Morel deram o nó no passado domingo à noite em Telavive enquanto centenas de manifestantes da organização Lehava (לֶהָבָה - A Chama), que se opõe ao casamento entre judeus e não judeus, insultavam o casal e os convidados no local da boda. Mahmoud, um empresário de 26 anos, e Morel, uma professora de 23 anos, conheceram-se há cinco anos. Morel, que era judia, acabou por se converter ao islão. Ambos anunciaram o casamento no Facebook, o que levou a que a Lehava apelasse a uma manifestação durante o enlace. O muçulmano e a nova muçulmana já esperavam que a sua união viesse a criar tensões nas suas famílias, mas estavam longe de imaginar que fosse cristalizar as tensões vividas entre israelitas e palestinianos, ou melhor, entre judeus e muçulmanos. 
 
 
Pois é, isto é tudo muito bonito no início. Vamos lá ver se a Morel não vira um objecto submisso ao seu marido agora que já trocou a religião de um Estado democrático por um culto de morte que não passa duma ideologia totalitária expansionista. Ah, e que dizer do facto do casório ter sido em Israel? Se tivesse sido na Faixa de Gaza e se em vez de conversão ao islão fosse uma conversão ao judaísmo é que haveria de ser bonito...
Já agora, a título de curiosidade, a malta da Lehava ganhou notoriedade em 2010 por ter exigido que a supermodel israelita Bar Refaeli (בר רפאלי‎) terminasse o seu relacionamento com o actor americano Leonardo DiCaprio, que é católico. Também o fundador do Facebook, o judeu Mark Zuckerberg, foi alvo do grupo por se ter casado com Priscilla Chan, de ascendência chinesa.

Arrebentou terrorista português

 
Um jovem português de 22 anos e de Tondela (Viseu) que estava radicado em França morreu num atentado bombista-suicida a uma esquadra da polícia no norte do Iraque. O jovem era casado com uma francesa e era também pai de uma criança. Depois de se ter convertido ao islão, quando tinha 17 anos, naturalmente com influência dos imensos muçulmanos residentes em França, e de ter influenciado a conversão da sua mulher, o português abriu uma empresa de construção civil com um sócio árabe mas o negócio faliu poucos meses depois e deixou uma dívida de 250 mil euros à banca francesa. Segundo a sua família, que não chegou a receber o seu corpo (terá sobrado algo?), o jovem tinha-se deslocado para a fronteira entre a Síria e a Turquia com o objectivo de... "prestar ajuda humanitária aos refugiados"...
Venham agora os palhaços de ranço nazi dizer que o problema não é nem nunca foi o culto de morte que é o islão mas sim a raça...

Ladrão morreu afogado

 
Em Miranda do Corvo, o jovem Fábio Vaz, de 21 anos, fugia depois de ter roubado combustível do depósito de um camião com um amigo quando caiu dentro de um poço sem protecção num terreno com silvas e mato, acabando por morrer afogado.
O jovem Fábio Vaz já não voltará a roubar mais nada.

Vá à tropa, mulher!

 
A dona Hermínia Salteiro, de 64 anos e residente em Nossa Senhora do Pranto em Ferreira do Zêzere, não conseguiu conter uma grande gargalhada depois de ter recebido no início deste mês uma carta que diz que ela foi convocada pelo Ministério da Defesa para estar presente no Dia da Defesa Nacional, no dia 30 de Setembro no Campo Militar de Santa Margarida (Abrantes), juntando-se a jovens de 18 anos que vão estar sujeitos a uma acção de sensibilização para a temática da defesa nacional.
Eu acho que ela devia ir. Aproveitava para chamar a comunicação social que é para transmitir o acontecimento em directo.

Duarte Pio em Timor

 
Duarte Pio esteve no passado domingo reunido com o bispo de Díli, D. Alberto Ricardo da Silva, no seu Paço Episcopal, em Timor. Ambos conversaram sobre o reforço da língua portuguesa em Timor, com a definição de estratégias que concorram para o esforço nacional de implementação da língua oficial escolhida pelos timorenses. O bispo encorajou o governo português a apostar na cooperação com Timor e frisou as necessidades mais urgentes no campo da língua. Já Duarte Pio prontificou-se a mobilizar contactos com vista ao apetrechamento bibliográfico da própria diocese, bem como a ponderar a criação de um periódico que vise a promoção do português em Timor, em particular junto do público mais jovem.
Muito trabalho tem ainda que ser feito até que Timor se torne efectivamente um país de língua portuguesa.

Filho de Jackie Chan detido por se drogar

 
O filho do actor e artista marcial Jackie Chan, Jaycee Chan (à direita na foto), foi detido juntamente com o seu amigo Kai Ko (à esquerda), um actor de Taiwan, e outras duas pessoas em Pequim por terem andado a consumir marijuana. A polícia chinesa encontrou mais de 100 gramas de marijuana em casa de Jaycee, que enfrenta acusações de posse de droga e de permitir que outros se droguem em sua casa. Kai Ko enfrenta uma "detenção administrativa" de 14 dias enquanto que os outros dois são acusados de tráfico de droga. A família de Kai Ko, nascido em 1991 e vencedor do prémio do melhor e mais novo actor da 48.ª edição da Golden Horse Awards e do 12.º Chinese Film Media Awards, já apresentou publicamente desculpas pelo comportamento do rapaz. Da parte de Jaycee Chan também houve um pedido de desculpas, mas alega que o advogado não conseguiu entrar em contacto com o cantor e actor de Hong Kong nascido em 1982. O irónico é que o Jackie Chan foi nomeado embaixador da campanha anti-drogas na China...

As chinesices do Atlético

 
Não, não estou a falar do Atlético de Madrid, mas sim do "nosso" Atlético, o popular e histórico Atlético da Tapadinha, de Alcântara, da bonita capital de Portugal. Depois de ter sido comprado em 70% pelo chinês Eric Mao em 2013, a situação do Atlético tornou-se cómica, só para não dizer outra coisa. Em Maio, já com o último lugar garantido na II Liga, o técnico Jorge Simão anunciou a saída do clube por não estarem "reunidas as mínimas condições para a continuidade". Tudo porque o presidente Bruce Ji, indigitado por Eric Mao, queria que o Atlético se apresentasse frente ao CRAC B um jogador clinicamente inapto no 11 titular. O então director desportivo José Luís, que abandonou o clube antes de Jorge Simão, chegou a impedir o chinês de entrar no balneário, mas este terá dito "Quem paga sou eu, logo posso entrar". Bruce Ji exigiu também a inscrição de um jogador chinês que não mereceu o aval de José Luís e Jorge Simão. Para complicar as coisas, desde esse jogo com os portistas começaram as suspeitas sobre viciação de resultados desportivos, em relação a apostas, envolvendo o clube, tendo inclusive sido referenciado num relatório da própria UEFA com o título "High Risk Warning". "Em 2013, uma companhia chinesa com potenciais ligações a jogos combinados comprou uma parte maioritária do Atlético CP. Além disso, o Atlético CP tem na equipa várias pessoas de interesse, alguns com extensas histórias suspeitas na BFDS ('Betting Fraud Detecting System'). Levado tudo em conta, o Atlético apresenta um risco elevado de manipulação e actividades corruptas para a época que vai arrancar", podia-se ler no relatório. Bruce Ji tinha chegado a responder a essa notícia dizendo que ela tem como "objectivo único denegrir a imagem e o bom nome" da Atlético Futebol SAD. Na verdade não existem provas de viciação de resultados, mas as suspeitas até aumentaram. Segundo o Ponto Final, "o comportamento de Bruce Ji é merecedor de diversas críticas, situação que culminou com uma agressão de um vice-presidente do clube ao chinês, tendo levado 12 pontos na cabeça. O mesmo jornal afirma que Bruce Ji também chegou a cancelar treinos por discussões com jogadores, decisões sobre quem joga e não joga e participação em jogos sem o número correcto de jogadores.
É o que dão estes negócios da China...

segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

Benfica entra com o pé direito

video
 
Pela primeira vez desde há 10 anos, o Glorioso conseguiu a sua primeira vitória no jogo inaugural do campeonato nacional. No Estádio da Luz, o Benfica derrotou o Paços de Ferreira por 2-0, golos de Maxi Pereira e Salvio. O guarda-redes Artur evitou o golo dos castores, agora novamente comandados por Paulo Fonseca, defendendo uma grande penalidade inexistente. No final do jogo, Jorge Jesus afirmou que o Benfica mereceu ganhar e admitiu que não gostou da arbitragem de Cosme Machado: "O árbitro não estava em posição para assinalar aquela grande penalidade. Num jogo há quatro, cinco, seis ocasiões assim, e o árbitro teria de marcar todas. Não gostei da arbitragem; na dúvida, tudo o que era contra o Benfica foi contra o Benfica. Começou logo com o amarelo ao Enzo Pérez. Mas não quero falar mais do árbitro, o importante é falar do Benfica e dos adeptos, que estiveram sempre com a equipa. Precisamos da ajuda deles". "Era importante começar a ganhar", salientou Salvio. Já Maxi Pereira afirmou que "queremos atingir o nível da época passada" e confessou que seria bom que o Enzo Pérez permanecesse no clube.

Japão venceu 'pool' de Macau do Grande Prémio de Voleibol feminino

 
A selecção japonesa de vólei feminino conquistou a 'pool' de Macau do Grande Prémio de Voleibol feminino da FIVB com três vitórias em três jogos. A edição da 'pool' deste ano foi das mais disputadas, com indecisão sobre quem iria vencer a competição até à última partida. A China ficou em segundo lugar, a Coreia do Sul em terceiro e no último lugar ficou a Sérvia. Apuraram-se para a ronda final, que será realizada no Japão, precisamente o Japão e a China.

Luz desfocada em torno de buraco negro

 
A NASA detectou um alongamento de raios X na coroa do Markarian 335, um evento raro em torno de um buraco negro super maciço que pode ajudar os cientistas a compreender melhor as coroas em torno de buracos negros e a teoria da relatividade de Einstein. O fenómeno foi registado pelo telescópio NuSTAR (Nuclear Stectroscopic Telescope Array).

ET na lua?

No início deste mês surgiu a notícia de que o Google Earth teria descoberto um extraterrestre na lua como podemos ver nas duas imagens que se seguem.
 
 
 
O Diário Digital não teve problemas em dizer que se tratou mesmo de uma "forma humana" a caminhar sob a superfície lunar como que nos dando a entender que se tratava mesmo de um ET e de mais "uma prova da existência de vida alienígena" (sim, são os jornalistas que afirmaram categoricamente que existe mesmo vida alienígena!). O problema é que a Google não tem nenhuma sonda na lua, logo não tem câmeras nenhumas lá, pois o Google Moon não passa dum mapa fotográfico composto a partir de fotos enviadas por outras sondas. Acontece que os que acreditam na existência de extraterrestres ainda não podem cantar vitória, pois pelos vistos o "vulto" da imagem afinal não era senão uma "sujidade" na lente no processo de digitalização das fotos, como explicou a Universidade Estadual do Arizona na sua página. E graças ao e-farsas podemos ficar a saber que o mesmo "ET" surge, curiosamente, noutras imagens também. O mesmo "vulto", a mesma posição de vagabundo caminhante! Não, não pode ser, até agora só houve um moonwalker na História: Michael Jackson!
 
 
O jornalista Marco Santos, do blogue Bitaites, não perdoou os jornalistas que caíram que nem patinhos afirmando que a sujidade era mesmo um extraterrestre e ironizou: "Nem sei porque se discute ainda a possibilidade de vida extraterrestre: basta procurar no Google e encontramos alienígenas às molhadas. Depois é só apresentar os resultados na Universidade do YouTube, para que outros 'especialistas' possam avalizar a descoberta". Também Carlos Oliveira, do AstroPT, deu a sua alfinetada: "Obviamente, a NASA também deve controlar as viagens no tempo para ter ido ao passado e criado a ilusão para triliões de pessoas em todos os séculos passados".
Pois é, eles andem aí... ou não!

Homem com mais piercings do mundo bloqueado no aeroporto do Dubai

 
O homem com mais piercings no mundo, o alemão Rolf Buchloz, de 53 anos, foi detido no aeroporto do Dubai. O homem, que tem dois chifres e 453 piercings, foi acusado de praticar bruxaria pelas autoridades dos Emirados, isso depois do porta-voz do hotel onde Rolf deveria ficar hospedado ter afirmado que o hotel falhou, "apesar das tentativas", na obtenção de autorização para ele entrar no Dubai. "Enfim, obtive uma resposta à razão pela qual não posso entrar no Dubai: a imigração acha que eu pratico magia negra", lamentou Rolf.
Magia negra não deve praticar, mas cérebro também parece ser uma coisa que ele não tem.

Os cristãos e os yazidis continuam a ser exterminados no mundo muçulmano

Na Síria, os cristãos continuam a ser caçados pelos jihadistas da Al-Nusra e do Estado Islâmico (EI). Recordemos que muitos deles são os tais combatentes que querem mandar abaixo o regime secularista e protector das minorias do malvado ditador Bashar al-Assad, combatentes esses que têm o apoio do Barack Obama e dos demais idiotas úteis do Ocidente. O vídeo de baixo mostra cristãos a serem fuzilados pelos muçulmanos em Março deste ano (imagens chocantes):
 

 
No Iraque, mais de 3000 raparigas yazidis foram raptadas pelo EI, algumas ainda bebés, para se tornarem escravas sexuais ou noivas dos muçulmanos. Os homens que se recusaram a converter-se ao islão foram fuzilados. Os yazidi são um povo pagão que tem cerca de quatro mil anos e que crê num Deus que delegou a governação do mundo aos seus sete anjos. Um deles, Malak Taus, entidade cujo animal sagrado é o pavão (o símbolo da seita), revoltou-se contra tal desígnio e disse que Adão foi criado a partir do solo e que Deus não pode estar à mercê do solo (uma premissa gnóstica, portanto), tendo sido expulso do paraíso. A seita diz que mais tarde Malak Taus reconciliou com Deus, que terá respeitado o seu argumento (sim, claro...), e assim surgiu o paganismo yazidi que tem base no zoroastrismo mas que, ao contrário deste, defende a crença na reencarnação.
 
video
 
Muitas mulheres yazidis que foram violadas acabaram por se suicidar. Cerca de 45 mil yazidis refugiaram-se nas montanhas de Sinjar onde muitas crianças estão a morrer à fome e à sede. Segundo o seretário-geral do Centro Cultural Curdo em Londres, Adnan Kochar, o povo yazidi, que não são mais de 700 mil, é um povo originariamente ariano. Devido ao facto de constituírem uma comunidade tão fechada, os yazidis "retiveram um fenótipo mais claro, mais loiro e com olhos mais azuis". "O EI levou cerca de trezentas mulheres de Sinjar para as dar aos jihadistas para casarem e engravidarem de modo a terem crianças muçulmanas. Se não matam todos os yazidis, tentam acabar com a linhagem loira", alertou Adnan.

video

Também em África, na Nigéria, os jihadistas do Boko Haram fartam-se de matar cristãos. Cerca de 1000 cristãos foram fuzilados, cozidos vivos e mutilados em pedaços na aldeia cristã de Gwoza e nenhum dos principais média falou disso. De acordo com uma reportagem de Junho, o Boko Haram, que quer instalar a sharia, já matou mais de 4200 pessoas, entre cristãos e até muçulmanos considerados "moderados" pelo grupo.


E depois muitos são os anormais na verdadeira acepção da palavra que apoiam a Palestina (principalmente escumalha do esquerdalho) contra Israel por o Estado judaico se defender dos bárbaros do Hamas. O mais irónico é que não há uma só manifestação, uma só palavra, contra o genocídio dos cristãos e também doutras minorias promovido pelos irmãos de fé dos coitadinhos dos palestinianos oprimidos, enfim. Vamos lá, repitam comigo: o islão é a "religião da paz"...

Papa na Coreia do Sul (II)

 
Em Seul, perante cerca de meio milhão de pessoas, Sua Santidade o Papa Francisco beatificou 124 mártires no terceiro dia da sua visita à Coreia do Sul, país com cerca de 5,4 milhões de católicos (mais de 10% da população). A beatificação deu-se na praça Gwanghwamun, onde se deu o julgamento e a execução dos católicos que recusaram o confucionismo. O primeiro mártir, Paul Yun Ji-chun, foi decapitado em 1791 (o Catolicismo foi introduzido no país em 1784), ano em que começaram as perseguições. Entre os novos beatos está o padre chinês James Zhou Wen-mo, enviado pelo bispo de Pequim, o português D. Alexandre de Gouveia (1731-1808), e martirizado em Maio de 1801. Durante a Missa, o Papa invocou a fé em Jesus Cristo como "um caminho da salvação" (não será antes o caminho da salvação, senhor Papa?)
 
 
O Papa chamou também a atenção para o "cranco do desespero" que aflige as sociedades materialistas e pediu aos católicos sul-coreanos para rejeitarem "modelos económicos desumanos" e "o espírito de competição desenfreada geradora de egoísmos e conflitos". A elexada taxa de suicídios no país também não foi esquecida, tendo o Papa alertado para a "cultura da morte".

 
Aos jovens, o Papa pediu para que ajudem a fazer a Igreja "mais humilde", "mais missionária" e "mais sagrada", para além de estarem atentos às "pressões, tentações e os pecados próprios," durante a Missa que marcou o encerramento da VI Jornada da Juventude da Ásia (JJA). "Junto dos vossos bispos e sacerdotes, dedicai estes anos a construir uma Igreja mais missionária, mais humilde e mais sagrada", pediu o Sumo Pontífice durante a homilia realizada ao ar livre para seis mil jovens de 23 países de toda a Ásia na fortaleza de Haemi, no oeste da Coreia do Sul, onde milhares de mártires foram executados no século XIX.

 
A "hipocrisia dos religiosos que 'vivem como ricos'" também mereceu a crítica do Papa. No centro católico para pessoas com mobilidade reduzida de Kkottongnae, e perante quatro mil membos das comunidades religiosas sul-coreanas, o Papa disse que "A hipocrisia dos homens e mulheres consagrados que professam o voto de pobreza e, contudo, vivem como ricos, danificam a alma dos fiéis e prejudicam a Igreja". "Todos sabemos quanto exigente é (a castidade) e o compromisso pessoal que comporta. As tentações neste domínio requerem humildade e confiança em Deus, vigilância e perseverança", lembrou. Nesse lugar, o Papa visitou um cemitério de fetos abortados onde num jardim se encontra uma estátua da Sagrada Família rodeada de cruzes brancas de madeira que pertencem "àqueles que não nasceram" (na Coreia do Sul há uma elexada taxa de aborto e uma das mais baixas taxas de natalidade do mundo) e conversou com um activista contra o aborto que não tem braços nem pernas. Depois, no encontro com 150 representantes laicos, lançou o desafio de "ir mais além", ajudando os pobres e esforçando-se para que todas as pessoas possam ter a "dignidade de ganhar o pão e manter as suas famílias". E acrescentou que o matrimónio nos tempos actuais é um "presente" numa "época de grande crise para a vida familiar".

 
Insistindo que a Igreja não está na Ásia para ser um "conquistador", o Papa afirmou que pretende estender o "diálogo honesto" com a China e também com a Coreia do Norte, um diálogo que não é apenas "político" mas sim "fraterno". O facto de já se ter comunicado com o presidente chinês Xi Jinping aquando a sua eleição e de ter podido sobrevoar a China pode ter sido um sinal de abertura para um estabelecimento de novas relações entre a Santa Sé e Pequim.
 


A visita do Papa à Ásia termina hoje, dia 18.

sábado, 16 de Agosto de 2014

Satânicos vão profanar hóstia consagrada na «missa negra»

 
Os satânicos do Dakhma of Angra Mainyu, que adoram o deus da destruição do paganismo antigo de Zoroastro (do Médio Oriente, o equivalente ao ídolo hindu Shiva), já anunciaram que vão realizar uma "missa negra" no próximo dia 21 de Setembro num espaço público do centro cívico municipal de Oklahoma, nos EUA, e até têm uma hóstia consagrada para ser profanada. "Estou farto de ouvir falar sobre essa hóstia consagrada", disse Adam Daniels, dastur ("sumo sacerdote", na foto de baixo) da seita, em resposta às perguntas enviadas por e-mail pelo sítio Ateleia.


"Como a minha substituta já disse a outros inquisidores católicos, a Eucaristia foi-nos enviada por um amigo. Isso é tudo o que eu vou dizer sobre esta consecução. A minha pergunta é: por que um pedaço de pão, sobre o qual um homem disse algumas palavras, é tão sagrado?" Adam Daniels está convencido que a "missa negra" vai mesmo acontecer: "A missa negra resumida (a partir dos rituais satânicos de Anton Lavey) vai acontecer. Depois, The Choke (uma banda local) vai-se apresentar. Em seguida, Matthew Garman vai fazer um exorcismo arimânico (ou seja, satânico: trata-se de 'expulsar' o Espírito Santo da pessoa 'exorcizada'). Kelsey e eu vamos presidir este rito. Antes de cada ritual, eu vou explicar o propósito de cada rito da fé arimânica (satânica). Eu alugo um pequeno espaço uma vez por ano para ensinar o público sobre a minha religião. Isto é um direito meu, protegido pela Primeira Emenda (constituição norte-americana), como cidadão dos Estados Unidos, e não como uma ovelha do império católico que sofreu lavagem cerebral". 
O arcebispo D. Paul S. Coakley já convocou uma cruzada de oração para reagir ao evento sacrílego, pedindo para que a "missa negra" seja cancelada. "Apesar dos repetidos pedidos, não houve nenhuma indicação de que a prefeitura tenha a intenção de impedir este evento", lamentou o arcebispo numa carta dirigida aos católicos. "Eu coloquei as minhas preocupações em conversa com as autoridades da cidade e apontei o quanto esse acto sacrílego é profundamente ofensivo para os cristãos, especialmente para os mais de 250 mil católicos que vivem na cidade de Oklahoma". Preocupado com os "poderes obscuros" que a "missa negra" pode trazer no seio da comunidade local e com o "perigo espiritual que isso representa para todos os que estão directa ou indirectamente envolvidos", o arcebispo alerta que o evento não é "apenas um tipo de entretenimento ocultista", pois "este ritual satânico é muito sério": "É uma inversão blasfema e obscena da missa católica. Usando uma hóstia consagrada, obtida ilicitamente de uma igreja católica, e profanando-a da forma mais vil que podemos imaginar, os praticantes oferecem-na em sacrifício a Satanás". A notícia da realização desta "missa negra" gerou uma polémica semelhante à de um caso ocorrido meses antes quando outro grupo satânico, em Nova Iorque, tentou realizar o mesmo rito dentro da Universidade de Harvard, que felizmente foi impedido depois de uma grande manifestação católica de oração e de protesto. O administrador-geral do centro cívico de Oklahoma, Jim Brown, declarou que, como espaço público, o centro não pode impedir um grupo de cidadãos de alugar as suas instalações desde que o evento proposto para o local não seja contrário à legislação norte-americana. D. Coakley não concordou com a validade deste argumento e retrucou: "É difícil imaginar o centro cívico a fechar os olhos e permitir que um grupo utilizasse as suas instalações para queimar uma cópia do Alcorão ou para realizar alguma performance abertamente anti-semita, por exemplo".
Se a hóstia consagrada é apenas "um pedaço de pão, sobre o qual um homem disse algumas palavras", e não é sagrado, então porque é que o anormal do Adam Daniels mais os imbecis da sua seita vão usá-la para profanar? O demónio reconhece a existência de Deus, logo também os seguidores do demónio (ou dos demónios, no plural, como os ídolos dos pagãos) deverão reconhecer o mesmo. Só assim é que podem profanar o que é sagrado e têm a consciência disso. Há-de lhes sair o tiro pela culatra, pois "de Deus ninguém zomba" (Gálatas 6:7). É apenas uma questão de tempo.

Excomungada por dar a Eucaristia a cachorro

 
Em Praia Grande, no Brasil, a comunidade de Santo Expedito e São Francisco de Assis ficou chocada depois de uma mulher ter dado a Eucarisita a um cachorro! Durante a Missa, a mulher, que aparentemente não tem nenhum distúrbio mental, entrou na fila da comunhão e recebeu a hóstia antes de a tirar da boca e dar-lha ao cachorro que estava com ela. O pároco, Pe. Joseph Thomas Puzhakara, ficou perplexo e anunciou no microfone o ocorrido, chocando os fiéis que estavam presentes, e excomungou de imediato a mulher de acordo com o Código de Direito Canónico (§1367). A mulher, que muito possivelmente não é católica e que estava lá apenas para gozar, não se intimidou nem se foi embora, posando inclusivamente para a foto no fim da cerimónia.
Que São Francisco de Assis, o padroeiro dos animais, tenha pena dela.

O professor universitário macaense do Canadá

O rapaz da foto é macaense, chama-se Rui Silva e é um amigo meu que foi colega do meu irmão no Colégio D. Bosco. O Rui é professor na UBC - University of British Columbia - e, numa entrevista deste mês ao jornal chinês de Vancouver, o Sing Tao Daily, o macaense distinguiu os estudantes da China dizendo que, apesar deles serem bons na aprendizagem do inglês, possuem barreiras a nível cultural e que fazem com que eles sejam mais fechados em comparação com os estudantes doutros países. O Rui tornou-se notícia por promover o debate entre os seus alunos nas aulas, fazendo com que os chineses começassem a tomar a iniciativa e se relacionassem mais com os outros, pois notou ele que os chineses até têm muitas ideias e espera que quando eles voltarem para a China sejam capazes de tomar iniciativas e demonstrarem as suas capacidades, a bem do futuro da China, que como todos nós sabemos ainda é um país quase ditatorial onde vigora o sistema do partido único (ainda por cima comunista) com a existência da censura. O Rui considera os chineses "mais realistas na vida" e lamenta que Macau, a nossa terra, já não seja como aquele "bom Macau" de antigamente (muita gente queixa-se do mesmo).
Recordo as palavras que ele chegou a dizer-me uma vez numa conversa no Facebook: "é preciso ter coragem e visão para ter mais e melhor na vida" e lutar "e continuar a lutar". Vai daqui um abraço para o meu amigo e que a vida lhe sorria sempre.

SketchFactor, um «app racista»

 
Nos EUA, Daniel Herrington e Allison McGuire (na foto), criaram um aplicativo móvel conhecido por SketchFactor que oferece ao seu portador indicações sobre bairros problemáticos para assim poder evitá-los. O app já foi, como era de esperar, catalogado de "racista", mas ambos garantem que não são "racistas, preconceituosos, sexistas" e que querem simplesmente ajudar as pessoas a "orientar-se na circulação da cidade".
Porque é que uma pessoa que quer evitar passar por um bairro problemático é racista? Para provar que não é racista é preciso passar por um bairro problemático e sujeitar-se aos perigos de lá, é isso? Onde é que haveria racismo se o bairro que se quer que seja evitado fosse habitado por delinquentes de raça branca como por exemplo muçulmanos da Bósnia e Herzegovina ou da Albânia?

San Lorenzo vence Taça Libertadores


O San Lorenzo, o clube do Papa Francisco, conquistou a Taça Libertadores superando-se ao Nacional do Paraguai. Depois do empate a uma bola em Assunção no jogo da primeira mão, o clube argentino, que era alvo de chacota por nunca ter ganho uma Libertadores - tanto assim é que era conhecido por Club Atlético Sin Libertadores de América (Clube Atlético Sem Libertadores da América) -, entrou para a história com um empate a zero em casa, no Estádio Pedro Bidegain, o que permitiu a conquista do troféu por causa do golo marcado fora. O médio argentino Juan Mercier já perspectiva um encontro com o Real Madrid no campeonato do mundo de clubes. "Não, não vou pedir para tirar uma foto com o Cristiano Ronaldo. Ele é que vai pedir para tirar uma selfie comigo", garantiu. Agora só falta saber qual será a equipa da Ásia que vai estar na competição que vai decorrer em Marrocos entre 10 a 20 de Dezembro. Para além do Real Madrid e do San Lorenzo, vão estar também os mexicanos da Cruz Azul, os neozelandeses do Auckland City e os marroquinos do Moghreb Tétouan.

Marítimo perde no jogo inaugural da I Liga 2014/15


Tal como era de esperar, o CRAC bateu o Marítimo no Estádio do Cavalo Marinho, no Porto, na abertura da I Liga 2014/15. Jogando já um pouco à imagem do seu novo treinador, o espanhol Julen Lopetegui, os Andrades venceram o jogo por 2-0, com golos do jovem Rúben Neves, de apenas 17 anos e o segundo titular mais jovem de sempre a alinhar pelos corruptos, aos 11' e de Jackson Martínez aos 90+4'. "Permitimos muito domínio do FC Porto", disse o médio Danilo Pereira do Marítimo, que dizem ser alvo do Benfica. O técnico da equipa insular, Leonel Pontes, ficou satisfeito com a prestação da sua equipa no Dragão e deu os parabéns aos seus jogadores pela atitude.

sexta-feira, 15 de Agosto de 2014

Que Benfica para 2014/15?

 
Vai começar finalmente o campeonato nacional de futebol da época 2014/15. No jogo inaugural, os corruptos do CRAC vão defrontar o Marítimo em casa pelas 20 horas locais (3 horas da manhã do dia 16 aqui em Macau). O Benfica inicia a defesa do título no domingo dia 17 às 19:15 locais (2:15 do dia 18) na Luz frente ao Paços de Ferreira.
Instado a falar sobre a pré-época do Benfica à Benfica TV, o presidente Luís Filipe Vieira (LFV) desvalorizou os resultados verificados e disse que até foi "positiva para acabar com a euforia". "Voltámos a ter os pés no chão e fazer com que pensemos jogo a jogo. Nesse aspecto penso que foi positivo", referiu LFV, explicando que todos os jogos realizados pela equipa foram opção do treinador. "Vi jovens com tarjas insultuosas só porque não ganhámos na pré-época. Se tirar a capa de cima também sou índio, mas as pessoas devem ter memória. (...) Quando não estamos bem é que precisamos de apoio. O que fizeram na pré-época foi até ridículo, pois quando começou a sério ganhámos a Supertaça", vincou. "A pré-época foi boa, até surgiram outros candidatos, por isso vamos fazer o nosso trajecto jogo a jogo e depois vamos ver. Agora, o Benfica é sempre candidato (...). A fasquia é sempre a mesma: onde o Benfica entrar é para ganhar. Mas o grande objectivo é sermos novamente campeões nacionais".
O líder encarnado falou também da situação do plantel, dizendo que não conta que Enzo e Gaitán saiam, e que se tal acontecer terá que ser pelo preço das suas cláusulas. "Se pagarem a cláusula do Gaitán ou do Enzo não podemos fazer nada. Se não pagarem, não saem. O Enzo renovou recentemente contrato e estava feliz, em breve vamos também falar com o Gaitán para renovar", garantiu. LFV garantiu também que o capitão Luisão, que segundo a imprensa tem sido alvo de cobiça da Juventus, disse que ia terminar a carreira no Benfica quando assinou o seu último contrato "e é isso que vai acontecer". O guarda-redes esloveno Jan Oblak, contratado pelo Atlético de Madrid por 16 milhões de euros, não foi esquecido. "Já nos ofereceram novamente o Oblak. Fizeram-nos uma proposta para que ele regressasse ao Benfica, envolvendo a saída de um jogador do Benfica. Mas o Oblak não poderia voltar ao Benfica, depois de ter feito o que fez", revelou. "O Marković foi pela cláusula de rescisão, assim como o Oblak. O André Gomes e o Rodrigo foram vendidos em Dezembro por 45 milhões de euros, além de ficarmos com direito a mais valias. No caso do Siqueira não poderíamos fazer o investimento, pois estava em causa o salário do jogador. O Garay era para sair no ano seguinte, devido ao alto salário que tinha, por isso colocámos a cláusula de rescisão baixa. Em Janeiro passado recebemos uma proposta de 15 milhões de euros, mas dissemos-lhe que era impossível que saísse. Ficou combinado que seria negociado no final da época. Não tivemos outro caminho a seguir, pois em Janeiro ficaria livre para assinar por outro clube. O Real Madrid não tem nada para ficar chateado. (...) Quem estiver atento ao que se passa no futebol só pode achar que foi bom negócio (a saída do Cardozo). A partir da lesão que sofreu contra o Sporting toda a gente sabe o que aconteceu. Agora teve oportunidade de fazer o contrato da vida dele e o Benfica entendeu que era altura de aceitar. (...) Luís Filipe (que foi contratado e acabou por ser cedido ao Criciúma)? Esteve seis meses sem jogar e é complicado jogar no Benfica. Voltou ao Brasil, mas temos esperanças que ele regresse. No caso do Djavan, o Benfica não foi penalizado financeiramente. Mas surgiu de repente a opção por Eliseu. O Ivan Cavaleiro não tinha espaço na equipa principal, assim como o João Cancelo e o Bernardo Silva. Foram crescer e vamos aguardar. O Benfica neste momento tem boa formação, basta ver a média de idades da equipa B. Os jogadores que saíram foram para crescer noutros clubes, pois não tinham espaço. No próximo ano veremos como cresceram. Vendemos o André Gomes, que não era titular do Benfica, por 15 milhões de euros".
Sobre potenciais reforços, LFV confirmou que o plantel não está fechado, assumindo a preferência pela contratação de um guarda-redes e de um trinco e garantindo que os portugueses Pizzi e Nélson Oliveira vão permanecer na equipa (boa notícia!). "Os benfiquistas não se preocupem pois até ao dia 31 os jogadores que têm de entrar vão entrar. (...) Danilo? Se um jogador abandonou o Benfica, como pode regressar ao Benfica? Comigo é impossível. Karnezis? Estamos interessados e estamos a negociar. É natural terem surgido algumas exigências, mas vamos esperar mais uns dias. Em breve vamos anunciar um trinco. Tínhamos dois jogadores possíveis, um deles não foi possível, mas chegará outro. (...) Nélson Oliveira e Pizzi vão ficar no plantel. O Atlético de Madrid mandou devolver o certificado internacional do Sílvio, por isso é uma incógnita".
Por fim, e por causa do impacto da crise do BES (Banco Espírito Santo) no futebol português, LFV afirmou que o problema do BES não é um problema do Benfica, "mas sim de todo o país". "Nos últimos anos pagámos 200 milhões de euros de juros e nunca estivemos em incumprimento com ninguém. O Benfica é um clube cumpridor e não sei porque falam do Benfica sempre que falam do BES", referiu. "Nunca rateámos qualquer taxa e pagamos juros como qualquer outra empresa. Estamos numa situação de desigualdade em relação a outros, mas como presidente do Benfica preocupo-me em cumprir. O Benfica é o único clube que nunca incumpriu com o sistema bancário nos últimos 14 anos (...). Não há nenhum banco do mundo que não queira um cliente que pagou 200 milhões de juros nos últimos 10 anos. O Benfica não é risco para nenhum banco".


Vamos lá ver. Sei que é difícil repetir as conquistas da época passada, mas sonhar não custa. Ou então sempre posso voltar a estar céptico como aconteceu no início da época passada para depois o fim da mesma saber muitíssimo bem. Seja como for, viva o Benfica!

Tirou a camisola e perdeu a medalha de ouro

 
O francês Mahiedine Mekhissi-Benabbad, nascido em Reims mas de ascendência argelina (como é óbvio...), foi o primeiro a cortar a meta nos 3 mil metros obstáculos na quinta-feira que passou, mas foi desclassificado de forma inédita: ao ver a grande vantagem que tinha sobre o que vinha imediatamente atrás, o franco-argelino tirou a camisola e correu os últimos 100 metros da prova europeia em tronco nu, o que é contra as regras. O novo campeão da Europa passou assim a ser o também francês Yoann Kowal, que tinha ficado em segundo lugar e que pelo menos sempre reflecte fielmente a maioria da população de França...

Percorreu bairro perigoso para encontrar assassino do filho

 
Na Argentina, a senhora Nélida Sérpico percorreu as ruas perigosas do bairro Rivadavia, um dos bairros mais perigosos de Buenos Aires, para encontrar o elemento do gangue Los Quebrados que matou a tiro o seu filho Octavio, de 16 anos, a 22 de Dezembro de 2005. Nélida, de 57 anos, fez aquilo que a polícia nunca conseguiu: com as informações facultadas pelo amigo do seu filho, que estava com ele na rua no trágico dia, a mulher corajosa conseguiu encontrar ao fim de sete anos o autor do disparo, identificado como Facundo Caimo, de 24 anos. Pintou o cabelo, disfarçou-se o melhor que pôde e trocava de roupa várias vezes para não ser reconhecida por nenhum dos elementos dos Los Quebrados durante a sua própria investigação todos os dias depois de sair do trabalho. "Sabia que o suspeito gostava de andar em motos de alta cilindrada e que usava ténis da mesma cor das motos com que andava. Caminhei as ruas sem companhia. Só confiava ao meu filho Octavio e pedia-lhe que me tornasse invisível para que ninguém me descobrisse", contou Nélida ao jornal La Nación. Na tarde do dia 5 de Abril deste ano, perto do local onde Octavio foi baleado, pareceu-lhe reconhecer Caimo e contactou a polícia. Não se enganou e Caimo foi detido, condenado a 15 anos de prisão por homicídio simples e tentativa de homicídio do amigo do Octavio, que também foi baleado e ficou sem um rim, com uma pena agravada por ter estado fugido durante sete anos e por "desprezo à vida de outros". Na sala do tribunal onde se deu o julgamento, e depois de ouvida a sentença, Nélida abraçou a representante do Ministério Público e chorou com o sentimento de que se "tinha feito justiça". "Obrigado. Acabo de dar à luz mais uma vez. Agora o meu filho vai poder descansar em paz", disse a mulher na altura.
15 anos de prisão é muito pouco, mas pronto, pelo menos algo foi feito pelo Octavio. A atitude que esta mãe coragem teve é de louvar e devia antes envergonhar a polícia argentina pela sua incompetência!