domingo, 5 de julho de 2015

Chile vence Copa América

video

Um ano depois do Mundial do Brasil, a Argentina perdeu a sua segunda final consecutiva depois de ser derrotada, na final da Copa América no Santiago do Chile, pelo Chile nas grandes penalidades (4-1). Foi a primeira vitória da selecção anfitriã na prova, que ironicamente é orientada por um argentino, Jorge Sampaoli. Depois do 0-0 no tempo regulamentar e complementar, só o astro Messi marcou para a selecção das pampas nos penálties. O Chile selou o feito histórico com um penálti "à Panenka" marcado por Alexis Sanchez, companheiro do Messi no Barcelona. Com esta conquista, o Chile tornou-se na oitava selecção a arrebatar o troféu, depois do Uruguai (15 títulos), Argentina (14), Brasil (8), Perú (2), Paraguai (2), Bolívia (1) e Colômbia (1).

Pianista sem-abrigo

video

O sem-abrigo americano Donald Gould tornou-se numa celebridade depois de ter sido filmado a tocar piano numa rua da Flórida. A viver na rua há seis ou sete anos depois de ter ficado viúvo, perdido a custódia do filho e ido parar ao desemprego por causa do álcool e das drogas, Donald, de 51 anos, serviu na marinha norte-americana e estudou música na universidade. Os seus cinco minutos de fama já levaram à criação de uma campanha de crowdfunding para juntar dinheiro para o tirar das ruas e ajudar a terminar o seu curso na universidade.

Pedófilos tugas caçados

O professor José Carlos Veríssimo foi condenado pelo Tribunal de Penafiel a 25 anos de prisão por 327 crimes de abuso sexual de crianças entre os 8 e os 12 anos no Marco, em Sacavém, em Leiria e na Madeira.


No Brasil foi detido o fisioterapeuta Jorge Vidal, condenado em 2013 pelo Tribunal de Aveiro a seis anos e meio de prisão depois de violar uma vizinha de 12 anos a quem dava explicações. Jorge Vidal fugiu para o Brasil poucos depois depois da condenação e está agora preso na Cadeia Pública de Salvador enquanto espera pelo processo de extradição.


Professor? Fisioterapeuta? Mas então não são só os padres que são pedófilos?? Precisamos agora de colocar também o ensino ou a medicina em causa tal como se põe a Igreja em causa por causa da existência de padres pedófilos por uma questão de coerência ou não?

Entretanto, na Suécia...

O usuário do Youtube Erg An Blatte Talar, que parece usar o pseudónimo Angry Foreigner (ele é um estrangeiro bem integrado na Suécia e podeis corrigir-me se eu estiver errado), autor do vídeo que se pode ver aqui nesta entrada, colocou uns vídeos novos sobre a situação actual da Suécia, a terra do progressismo e da violação onde se sacrifica os próprios suecos no altar do multiculturalismo e da tolerância:

video

video

Islão: o que os outros dizem


Informa o sítio Breitbart que no Reino Unido uma mulher juíza da lei da sharia declarou que não se pode pedir aos muçulmanos para não terem mais do que uma mulher! A mesma fonte indica que há no país pelo menos 100 mil casamentos poligâmicos, algo que não é válido segundo a lei britânica, fruto da nikah (casamento muçulmano). A poligamia é, portanto, "secreta" no Reino Unido, tal como alguma pedofilia - precisamente a que é envolvida em muitos destes casos poligâmicos islâmicos.


O mais assustador é que no Reino Unido já existem Tribunais Arbitrais Muçulmanos, ou simplesmente tribunais da sharia, desde 1996...


O blogue da Pamela Geller dá-nos a saber que a chefe da Segurança e dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, Federica Mogherini, disse que "o islão é uma vítima" e que "o islão é uma força política legítima" na Europa!

video

Com uma chefe da "Segurança" assim, não há dúvida nenhuma que a Europa está muito bem entregue...

video

O usuário patriota holandês do Youtube Roni Stoker colocou um vídeo que mostra um rapaz holandês a ser atacado por um bando de jovens muçulmanos selvagens de origem marroquina. O puto acabou por perder o cão que passeava, mas o que é que isso importa quando o que está em jogo são as maravilhas do multiculturalismo que é a expressão máxima do sonho esquerdista? Os holandeses que não votem no Geert Wilders que não é mesmo nada necessário...

video

O mesmo usuário do Youtube colocou também um vídeo que fala das "zonas sensíveis" em França, ou seja, antros controlados pelos muçulmanos e para onde até a polícia tem medo de ir. Aposto que muitos desses muçulmanos são de origem argelina e aposto também que eles, os antros, continuarão a existir enquanto os franceses não votarem na Marine Le Pen...


Segundo o blogue Diversity Macht Frei, num campo de refugiados em Debrecen, na Hungria, os ânimos estiveram exaltados no início deste mês, entrando muitos dos invasores em confronto com a polícia. Enquanto as forças da lei tentavam colocar ordem na coisa, os invasores gritavam "Allahu Akbar" vezes sem conta...


Ainda a propósito dos refugiados muçulmanos, no mês de Abril, um refugiado muçulmano de 37 anos natural do Gana vandalizou seis igreja na Áustria, afirmando que é preciso destruir as estátuas cristãs porque os austríacos são todos uma cambada de "infiéis", informa o sítio informativo austríaco Krone. Já em Novembro do ano passado, o então recém-chegado à Áustria demonstrou logo a sua simpatia ao ameaçar e agredir violentamente um assistente social. Resta saber porque é que a Áustria não despacha esse possuído de volta para o Gana e prefere continuar a correr riscos desnecessários.


O Diversity Macht Frei diz-nos também que o antigo primeiro-ministro francês, Françoin Fillon, disse que é uma "prioridade nacional" reconhecer que "a sociedade está a radicalizar-se". Acrescentou o homem que uma grande parte da população europeia está cada vez mais e mais hostil em relação ao islão, o que poderá conduzir a uma guerra civil. Acontece, no entanto, que o François Fillon é mais um amiguinho do politicamente correcto e quem entendeu que ele atacou o islão e os muçulmanos entendeu mal: ele atacou foi os europeus que têm tiques de "irracionalidade" por ter uma atitude hostil contra o islão, como se não fossem os muçulmanos os verdadeiros irracionais que estão contra os valores ocidentais...


Segundo o sítio The Religion of Peace, desde que começou o Ramadão já se registaram cerca de 160 ataques terroristas, 27 ataques bombistas suicidas, 1567 mortos e 1948 feridos em todo o mundo. E isso é apenas do pouco que se sabe...


O britânico The Guardian diz que um pensionista polaco afirmou, numa entrevista sobre o plano da maçónica União Europeia em distribuir os refugiados entre os Estados-membros, que a ainda super católica Polónia não é a Europa ocidental e que os polacos não querem terroristas muçulmanos no seu país. "Já viu os problemas que os muçulmanos ditos 'refugiados' estão a causar no oeste?", perguntou. Ainda segundo a mesma fonte, uma recente sondagem feita pelo canal TVN concluiu que 2/3 dos polacos são hostis à imigração porque consideram que os estrangeiros lhes roubam os postos de trabalho, e o próprio governo polaco também protestou contra essa paranóia comunitária (a Polónia terá que receber cerca de 1000 refugiados).


Em virtude dos valores cristãos, e sob pressão também das ONGs, a Polónia aceitou receber 100 refugiados cristãos da Síria entre 2016 e 2020, o que é uma atitude correcta e peca porventura pelo seu número escasso, pois os cristãos orientais sempre pertencem à mesma matriz da civilização ocidental, ao contrário da selvajaria muçulmana. A Polónia é, de facto, um dos países mais hostis ao acolhimento de refugiados, onde a Liga de Defesa local, a PDL (Polish Defense League), não teve problemas nenhuns em afirmar que não haverá a lei da sharia nem gritos de "Allahu Akbar" nas ruas polacas porque senão haverá uma jihad contra os muçulmanos, e onde a construção de uma mesquita financiada pela Arábia Saudita no coração de Varsóvia, que seria a segunda mesquita no país, suscitou um enorme protesto por parte da população. Recordemos que a Polónia é um país muito católico e conta com um presidente, Andrzej Duda, recentemente eleito, que é altamente conservador, eurocéptico e nacionalista por ser do partido Lei e Justiça, muito próxima da Igreja Católica.

sábado, 4 de julho de 2015

Memorabilia


Heavenly - Still Believe (2001)

video

239.º aniversário dos EUA

video

Eusébio já está no Panteão Nacional


O corpo do Eusébio da Silva Ferreira, o melhor jogador de futebol português de todos os tempos, já está no Panteão Nacional depois de um cortejo por vários locais de Lisboa. Na cerimónia da deposição da urna no monumento estiveram mais de 500 convidados.


António Simões, ex-colega do Eusébio no Benfica e na selecção: "Sinto falta dele, de um homem que tinha uma memória extraordinária. Tenho uma enorme saudade de estar com ele. Aquele pequeno sorriso que ele tinha, aquele gesto tolerante, aquela capacidade de ouvir que revelava um gesto de enorme humildade. À medida que os anos foram passando viu-se que ele era diferente dos outros, para melhor. Ele passou a ser herói não só por jogar futebol, mas por aquilo que o povo fez dele".

Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol: "Durante os anos em que representou a selecção nacional e o Benfica, foi um embaixador do nome de Portugal pelo mundo. É inteiramente merecido que venha para o panteão, onde estão os heróis nacionais".

Hilário, ex-jogador do Sporting: "Único desgosto foi Eusébio não ter vindo para Sporting".

Humberto Coelho, ex-jogador e ex-selecionador nacional: "É o expoente máximo do futebol português. Brilhou em todos os palcos do mundo. É uma justa homenagem, sinto-me orgulhoso por pertencer a uma classe que, considero, também hoje foi homenageada".

Assunção Esteves, presidente da Assembleia da República: "A Assembleia da República deliberou por unanimidade atribuir a Eusébio honras de panteão. Trata-se da homenagem dos deputados à força de Eusébio. A trajectória de Eusébio é de uma humanidade completa. É o vencedor que se fez mito. Milhões seguiram o passo da sua corrida, da arte e vibraram com os seus golos. Trouxe-nos um mundo sem passaporte e controlo. Eusébio era um fazedor dos sonhos da alegria".

Cavaco Silva, presidente da República: "Estamos aqui para evocar a figura de um grande português. Trata-se de um gesto que representa um sentimento nacional pela figura de Eusébio. Era um nome transversal e gerava consenso no meio político e clubístico. Esteve sempre acima das querelas e das controvérsias que marcam o nosso quotidiano. Eusébio é património de todos. É uma referência como desportista para as novas gerações. Era admirado por milhões e tratava todos com simplicidade. Com esta cerimónia, o Estado exprime a sua gratidão a uma lenda do futebol e admirada em todo o mundo. Agora vai estar ao lado de grandes nomes da nossa sociedade. As lágrimas de Eusébio no Mundial de 1966 foram as lágrimas de Portugal no dia da sua morte.

Rui Vitória, treinador do Benfica: "É um símbolo enorme de Portugal e do Benfica, que levamos todos no nosso coração. Sinto-me muito orgulhoso por estar aqui presente".

Rui Costa, ex-jogador do Benfica e da selecção nacional: "Faz-me confusão porquê tanta surpresa por ter sido o primeiro desportista. Estão aqui os nomes mais importante deste país e Eusébio é um dos nomes mais importantes deste país. Não importa a profissão mas sim a importância que tinha para o país. Eusébio levou Portugal aos quatro cantos do mundo e faz todo o sentido que esteja aqui".

O começo da barbárie que é a tourada

O blogueiro Leocardo, ou Luís Crespo, do blogue Bairro do Oriente, fez um excelente serviço público ao pesquisar, como ele tão bem gosta de fazer quando tem a intenção de escrever enormes testamentos para explicar tintim por tintim as causas que ele defende, a origem das touradas, confirmando aquilo que eu já tinha chegado a escrever anteriormente em postas referentes a essa bárbara "tradição" aqui no blogue.

Fresco "Taureador" de Knossos, da ilha grega de Creta
Sim, as touradas tiveram início na ilha grega de Creta, mais precisamente em Knossos, nos tempos da civilização minóica, durante a Idade do Bronze. De acordo com o historiador Will Durant, essa civilização foi "o primeiro elo da cadeia europeia" e prosperou até entrar em decadência e ser assimilado pelos micénios, os habitantes do continente grego. A "religião" do povo minóico era panteísta (pagã), com preferência por divindades femininas como a Deusa Mãe (ligada à fertilidade) e a Potnia (deusa dos animais, das famílias, das colheitas e da cidade) representadas com animais como serpentes ou pássaros, e possivelmente se realizavam sacrifícios, entre eles de seres humanos, no "templo" de Anemospília, que foi destruído por um terramoto. Também em Roma estava muito difundido o culto ao Mitra, um deus indo-ariano muito provavelmente de origem persa, representado na imagem de baixo a matar um touro cujo sacrifício simbolizava o fim da era astrológica do signo do touro ou a libertação da energia da Natureza, estando revestido de um carácter salvífico para os que criam no mitraísmo.

Mitra e a tauromaquia; período pré-romano
Portanto, tal como a bárbara "tradição" da queima do gato, que é de origem celta, também as touradas são de origem pagã. Não deixa de ser, contudo, engraçado o facto de existirem pagãos que são contra as touradas e as torturas aos animais como parte de "tradições", apelando mesmo, ironicamente, ao fim das mesmas. Afinal de contas, isso é um claríssimo sinal de que o paganismo infelizmente não foi erradicado do mundo.

Festival da cerveja em Xinjiang

Na província chinesa predominantemente muçulmana de Xinjiang realizou-se um festival da cerveja antes do início do Ramadão, que, como já todos sabemos, é proibido por lá. A realização desse evento, no condado de Niya, foi considerado uma afronta ao islão, pois (os verdadeiros) muçulmanos estão proibidos de consumir bebidas alcoólicas, com membros da etnia uighur exilados enfurecidos com o regime de Pequim que não está a fazer outra coisa senão mostrar, e bem, quem é que manda na China.


As autoridades locais afirmam que mais de 60 jovens fazendeiros e agricultores participaram no festival, mandando lixar o Ramadão. "O objectivo (do festival) foi usar a cultura moderna para melhorar a vida cultural aldeã, apertar com a promoção religiosa ilegal... e garantir a harmonia e a estabilidade da vila", podia ler-se no website do governo autónomo local.


É como eu digo: a China pode ter inúmeros defeitos e ainda ter muito que progredir a nível civilizacional, mas no que diz respeito ao tratamento adequado que tem que se dar ao islão o enorme dragão asiático é implacável e o seu exemplo deveria ser seguido por todos.

O vírus do HIV alastra-se no EI

video

E por falar na Sida, o Estado Islâmico (EI) tem agora um centro para tratar dos infectados com o HIV e controlar a disseminação da Sida, isso porque a prática generalizada da escravatura sexual fez com que muitos jihadistas ficassem infectados. Tudo terá começado quando foi descoberto um jihadista indonésio infectado que doou sangue para um dos hospitais do califado islâmico e que, antes disso, tinha vendido uma escrava yezedi de 15 anos a um jihadista egípcio, acabando estes também por contrair Sida, o que levou a que o indonésio acabasse por ser executado. Segundo consta, e por mais irónico que pareça, a prática da homossexualidade é permitida pelo califado. No vídeo de cima podemos ouvir o testemunho de um recruta do EI que foi sodomizado. A STERK TV, uma estação de televisão curda, chegou mesmo a referir no ano passado que os jihadistas violam homens e gravam as imagens da violação para as usar como chantagem e forçar os violados a juntarem-se às fileiras do grupo terrorista.

Retrato de Bento XVI feito de preservativos


A "obra" Eggs Benedit, criada por Niki Johnson, é um retrato do Papa Bento XVI feito com 17 mil preservativos e com o motivo de protestar contra a opinião da Igreja sobre o uso do preservativo. Segundo o incendiário do Niki, a Igreja, ao não concordar com o uso do preservativo - que a própria Organização Mundial da Saúde confirma que não é 100% eficaz tanto na prevenção de uma gravidez indesejada como muito menos do contágio do HIV! - é responsável pelo aumento do número de infectados da Sida em África, por ter defendido, o Sumo Pontífice alemão, em 2009 que o uso do preservativo apenas servia para agravar o problema da epidemia no continente (facto que a própria realidade confirma mas que os Nikis Johnsons da vida airada preferem não encará-la por causa duma tara que os seus donos lhes impuseram). A "obra" foi comprada por um advogado defensor da causa paneleira, Joseph Pabst, que não se importou de dar 25 mil dólares por ela, e depois acabou por ser doada ao museu de arte de Milwaukee, que já recebeu imensas reclamações de católicos indignados. Estes exigem que o autor da "obra" se retrate e o arcebispo da cidade de Milwaukee, Jerome Listecki, já veio dizer que a "obra" é um "insulto".
Enfim, mais do mesmo. A liberdade de expressão tem destas coisas: se um católico fala mal da homossexualidade é porque é um homofóbico; se alguém insulta a Igreja, aí já é um direito de manifestar a sua posição por muito que haja quem diga de boca cheia que respeita a Igreja e que não se coíbe de lançar sempre umas farpas contra ela com o argumento de que "dizer as verdades (verdades? LOL!) não é desrespeitar ou atacar". E até quando é que vai continuar a haver burros e estúpidos que acreditam dogmaticamente que o preservativo evita mesmo o contágio do HIV quando, repito, a própria Organização Mundial da Saúde confirma que não é 100% eficaz tanto na prevenção de uma gravidez indesejada como muito menos do contágio do HIV?? Ah, outra coisa: e será que, no caso dos africanos (pelo menos deles!), eles que serão com toda a certeza católicos o bastante (LOL!), o preservativo não é usado só porque a Igreja diz que não é correcto usá-lo? Vá, está mais que na hora de começarem a contar outra história porque esta estupidez já reinou o que tinha a reinar...

sexta-feira, 3 de julho de 2015

PSP fez buscas nas instalações do CRAC e em casa de Antero Henrique


Uma mega-operação da PSP contra "segurança ilegais" da noite envolveu o vice-presidente e director-geral da SAD portista, Antero Henrique, e terminou com a detenção de 15 pessoas. De acordo com o jornal Público, a Antero Henrique foram apreendidos mais de 70 mil euros, "mas as buscas em sua casa, no Porto, tinham, porém, como principal objectivo recolher provas, nomeadamente documentais, sobre o principal alvo da operação, o sócio-gerente de uma empresa de segurança privada que conta com o FC Porto como um dos maiores clientes. Eduardo Silva, sócio-gerente da Segurança Privada e Vigilância de Eventos (SPDE), uma das maiores empresas do sector, foi detido na madrugada desta quinta-feira. Em causa estão crimes de tráfico de droga, extorsão, ofensas à integridade física e associação criminosa num inquérito do Departamento Central de Investigação e Acção Penal e da Investigação Criminal da PSP de Lisboa. (...) A maioria das casas é de vigilantes ligados à SPDE, empresa conhecida por assegurar a segurança de grandes eventos como a Queima das Fitas, no Queimódromo do Porto, e os jogos no Estádio do Dragão do FC Porto". E mais: "A investigação está relacionada com actividades ilícitas no âmbito de empresa de segurança privada em estabelecimentos de diversão nocturna, susceptíveis de integrar a prática de crimes de associação criminosa, de exercício ilícito da actividade de segurança privada, de detenção de arma proibida, de extorsão agravada, de coacção, ofensas à integridade física qualificada e de favorecimento pessoal". A PSP anunciou que foram também apreendidas 40 armas, cerca de 121 mil euros e 10 viaturas e munições de diversos calibres. Um dos suspeitos é um ex-agente da PSP que foi expulso e passou a fazer segurança ilegal. Ah, e antes que apareça por aí alguém a perguntar o porquê destas coisas só acontecerem no norte, a "Operação Fénix" consistiu em 50 buscas feitas também em Lisboa...


Tudo boa rapaziada...

Sporting ajuda Martunis


Depois do Sporting ter apresentado Jorge Judas Jesus - com o "mestre da táctica" a prometer títulos e a dizer que agora já não há só dois canditados ao título mas sim três -, chega agora a notícia de que o clube leonino está disposto a ajudar Martunis, o famoso rapaz indonésio que em 2004 sobreviveu ao tsunami que atingiu o sudeste asiático, principalmente a Tailândia, e que foi encontrado numa praia com uma camisola pirateada da selecção de Portugal com o nome do seu ídolo nas costas: Rui Costa. Martunis, hoje com 17 anos, foi apresentado na Gala Honoris Causa do Sporting, já está a viver na Academia de Alcochete e integrará as camadas jovens dos lagartos.
Ora aqui está uma belíssima jogada de marketing solidário por parte do Bruno de Carvalho! Será que aquela gente sabe que o Martunis é proveniente de Banda Aceh, da região especial indonésia de Aceh, terra onde vigora a lei da sharia a 100% por ter sido a partir dali que o islão se expandiu e fez da Indonésia a maior nação islâmica do mundo?

A RAEHK atingiu a maioridade


A Região Administrativa Especial de Hong Kong atingiu a maioridade no passado dia 1, data em que se celebrou o 18.º aniversário da entrega do território à China. O "porto perfumado", como significa o nome Hong Kong, tem conhecido dias complicados a nível político devido à sua relação com a China, com uma gradual assimilação da mentalidade local à de Pequim, o que é naturalmente muito conveniente à China. Mesmo a recente rejeição, no Conselho Legislativo (LegCo), do plano proposto pelo Governo de Hong Kong para alterar o método de eleição do Chefe do Executivo em 2017 e que provocou ânimos exaltados na região vizinha de Macau, não terá sido senão apenas mais uma gota de contestação num imenso oceano que com o tempo acabará por tudo engolir. Segundo o politólogo de Macau Camões Tam, "as próximas lutas não vão ser entre o Governo de Hong Kong e o povo, mas sim dentro do próprio establishment". Aproximam-se também tempos de uma crescente perda de liberdade. "O discurso pró-Pequim tem vindo ao longo dos anos, tanto em Hong Kong como em Macau, a ganhar preponderância nos meios de comunicação. Isso é facilmente observável na informação dos jornais e dos canais de rádio e televisão chineses em Macau. E isto tem tendência a agravar-se. A liberdade de imprensa deverá continuar a existir nos jornais em língua estrangeira. O problema é que estes tendem a ser cada vez mais negligenciados, acrescentou Camões Tam. De acordo com Daisy Chan, da Frente Civil para os Direitos Humanos, a marcha anual do 1 de Julho, que exige o sufrágio universal e outras reivindicações, voltou a contar com menos adesão, e isso já vem desde o ano de 2008.
Como eu já cheguei a afirmar noutras ocasiões, os chineses, tanto de Hong Kong como também de Macau, festejaram a entrega das duas regiões à grande mãe China, pois são chineses e a entrega significou o fim do domínio ocidental. Agora colhem as canas dos foguetes lançados e queixam-se. Já várias vezes ouvi aqui em Macau chineses dizerem que nos outros tempos é que era bom, pois as coisas não eram tão estupidamente caras, não havia tanta gente nem tanta confusão como há agora e até os patrões portugueses eram mais humanos que os chineses... E depois ainda há utópicos que acreditam que a China é que vai aprender com Macau e Hong Kong! Não, seus sonhadores natos, Macau e Hong Kong é que vão ficar cada vez mais iguais à China!

O Heitor Lourenço é um terrorista, yo!


O actor português Heitor Lourenço foi confundido com um terrorista no aeroporto de Orly, em Paris, quando regressava a Lisboa, tendo passado seis horas na esquadra de lá. "Enquanto aguardava que a viagem começasse, o vôo estava atrasado, estive a fazer meditação e tinha no telemóvel caracteres tibetanos, que estive a recitar. Um casal, que estava ao meu lado, pensou que eu estava a ler passagens do Corão", contou o actor à SIC. "Quando nos mandaram sair a todos do avião e assim que ponho os pés nas escadas do avião, vários passageiros estavam a olhar para mim. Depois apareceram dois polícias que me puseram no carro e me levaram para a esquadra", contou. Depois de ter explicado à polícia que é da seita budista tibetana, liderado pelo princípio cósmico budista reencarnado no Dalai Lama, o caso acabou por ser arquivado.
Epá, devia ser considerado crime confundir pessoas com aspecto de árabe, como têm muitos portugueses, com os terroristas! E não saber distinguir os caracteres tibetanos dos árabes também! A culpa se calhar é do Buda... Oṃ āḥ hūṃ vajra guru padma siddhi hūṃ!!

Príncipe saudita quer um mundo melhor


O príncipe saudita Al-Walid bin Talal, um dos homens mais ricos do mundo - tem uma fortuna estimada de cerca de 30 mil milhões de euros (é o 34.º da lista da Forbes) - anunciou na quarta-feira que quando morrer a sua fortuna será doada para fazer do mundo um local melhor, de tolerância, de entendimento cultural, de desenvolvimento da juventude e de aumento da autonomia das mulheres! A fortuna desse príncipe de 60 anos deve-se aos investimentos num conjunto de empresas e instituições nos Estados Unidos, Europa e Médio Oriente através da Kongdom Holding, entre eles incluem participações no Twitter, Citigroup, Four Seasons, Hotel George V em Paris e o Hotel Savoy em Londres. A sua mulher e os seus filhos já apoiaram publicamente a sua decisão.
Mas esse gajo é mesmo príncipe de um dos países mais islamicamente retrógrados do mundo onde as mulheres nem sequer podem conduzir? Ou melhor, ele é mesmo muçulmano??

Jejum por solidariedade com os muslos


A estupidez dhimmiesca parece não querer ter limites no Reino Unido: três professores galeses decidiram fazer jejum de 19 horas em solidariedade para com os seus alunos muçulmanos, tudo para combater a onda de islamofobia que está a haver por lá e para mostrar que a violência, a misogenia, o ódio pelos cristãos ou pelos judeus e a cultura opressiva dos muçulmanos não são nada do qual se deve ter medo! "Depois de ver os esforços que eles (muslos) fazem a estudar enquanto estão a cumprir o Ramadão, nós queremos mostrar-lhes a nossa empatia e queremos mostrar que há apoio à comunidade (musla) na comunidade daqui", contaram os palermas da Celtic English Academy de Carfiff à WalesOnline. Acrescentou um deles, Andrew Bogdin, que o intuito é promover a ligação às pessoas doutras culturas e despertar a importância do jejum de Ramadão. Quem ficou todo radiante foi Jalal Mohabbat, fundador do Comité da Celebração do Eid (uma festa bárbara musla que se caracteriza por um abate de animais em grupo), que acredita que este gesto vai ajudar a combater a islamofobia.
O maior problema do Ocidente não são apenas os muçulmanos. São principalmente a escória interna, quais cavalos de Tróia, que permitem merdas destas. Refiro-me, como é óbvio, ao esquerdume, que tem naturalmente tendências suicidas.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Mais um camelo sacrificado a Alá

video

O ritual de abate bárbaro halal é um ritual de sacrifício ao ídolo islâmico Alá, ainda que depois os animais abatidos sejam para consumo humano. No vídeo de cima podemos ver um pobre camelo a resistir ao abate, tendo inclusivamente atacado um dos seus carrascos em forma de gente. Terá, todavia, muito possivelmente virado jantar dos selvagens que "rezam" com o cu virado para cima...

Os «palestinianos» não querem o apoio dos gays

A causa «palestiniana» é tão nobre que até existem muitos «palestinianos» que se refugiam em Israel
Informa o Israel Today que os «palestinianos» não querem a ajuda dos homossexuais na sua causa porque o islão exige a execução deles. Nos Estados Unidos, há uns anos atrás, os muçulmanos exigiram a pena de morte para os virados no «Dia do Muçulmano».

O Estado Islâmico cumpre na íntegra o preceito supra
video

Os apoiantes da causa «palestiniana», em regra esquerdistas, costumam também apoiar causas fracturantes como o homofascismo e o aborto, mas por enquanto ainda estão contra coisas nojentas como a pedofilia ou o abandono de crianças recém-nascidas até à morte (para eles, a vida só é vida quando já não estiver na barriga da mulher). É tudo uma questão de tempo apenas.

Israel é também o refúgio para outras minorias no Médio Oriente, como por exemplo os cristãos
Na terra ocupada e dominada pelos «palestinianos» já muitos homossexuais foram executados. Ao invés, em Israel, demonizado até ao tutano pelo esquerdume, até existem paradas gays. Eu não acho que isso seja um sinónimo de civilização, mas uma coisa é certa: existe tolerância e não se mata os virados, coisa que nós também não queremos.

Sueca trai patrão que a assediou com negro...

video

... e no fim ainda é indemnizada por isso! Conforme informa o blogue Totalitarismo Universalista, uma estagiária sueca foi assediada pelo seu patrão, um americano de ascendência chinesa, e acabou por se relacionar com ele. A sacana da mulher foi depois encorná-lo com um negro. Após ter descoberto a traição, o patrão foi ainda obrigado a pagar à safada 18 milhões de dólares por assédio sexual...

Google Photos confunde negros com gorilas!


A Google Photos cometeu um "erro automático" ao colocar o tag "gorila" depois de ter feito o reconhecimento facial numas fotos em que um utilizador negro da aplicação, Jacky Alciné, aparece ao lado da sua amiga negra. Jacky, um programador informático que pelos vistos é pró-enlaces gays como podemos ver na sua foto do perfil, expressou depois o seu contentamento no Twitter: "Que tipo de exemplos de imagem têm armazenada no sistema para surgir este resultado?" A Google já se apressou a pedir desculpas pelo sucedido, removeu o tag da base de dados da aplicação e garantiu que este tipo de resultados não vai voltar a aparecer.
Xiiii a Google Photos confundiu negros com gorilas?? Que racista filho da mãe que a aplicação é! Tecnologia do caraças!

O racismo negro que os mé®dia manipulam

video

Sara Sampaio despe-se para a Numero Hoome Germany

A modelo portuense Sara Sampaio, de 23 anos, uma das 100 mulheres mais belas do mundo eleita pela revista Maxim em Maio e um dos "anjos" da Victoria's Secret, voltou a protagonizar mais uma produção bastante ousada, desta feita para a revista Numero Hoome Germany, juntamente com outro modelo. A carreira internacional da portuguesa soma e segue.




quarta-feira, 1 de julho de 2015

Suécia campeã da Europa de sub-21!

Mais uma noite de terror para o futebol português: Portugal perdeu novamente numa final e nos penáltis. Isso na verdade já nem deve ser algo que nos incomode assim muito, ainda por cima para nós benfiquistas, que sabemos muito bem como é que é perder nas grandes penalidades depois de em jogo jogado termos sido superiores aos adversários. Depois da brilhante e inesperada vitória por 5-0 sobre a Alemanha no jogo anterior, eis que os nossos jovens jogadores, verdadeiras promessas do futebol, caem estatelados no chão. É assim mesmo o triste fado do futebol nacional.

Os suecos aguentaram a pressão inicial de Portugal e soltaram-se a partir do segundo tempo
O jogo da final do Europeu de sub-21, que foi disputado em Praga, a capital da República Checa, deu em directo na RTP, mas por um raio de motivo qualquer não houve transmissão do jogo em Macau (assim que começou a dar o jogo no sítio da RTP, a transmissão foi encerrada por motivos de "localização geográfica"), o que me levou imediatamente a procurar assistir ao jogo noutro site. Consegui um site com comentários em inglês, e logo dos que metem mais nojo porque os comentadores torciam claramente pelos suecos, que por acaso até mereceram ganhar o jogo porque foram muito organizados a nível defensivo e simplesmente tiveram a sorte do seu lado, mas em termos de domínio Portugal foi claramente superior. Depois de imensas oportunidades desperdiçadas de ambos os lados, a Suécia acabou por vencer por 4-3 na lotaria das grandes penalidades e fez história ao sagrar-se pela primeira vez campeã europeia de sub-21 como faria Portugal se tivesse ganho, algo que nem a famosa geração de ouro de Luís Figo, João Pinto ou Rui Costa conseguiu em 1994 (perdeu na final frente à Itália com um golo de ouro). E como as vitórias morais não servem para nada, esperemos que da próxima vez os nossos jogadores sejam mais eficazes na finalização e não gastem os golos todos no percurso até chegarem à final. Ah, e tal como os nossos sub-20, que aprendam também a bater os penáltis, pois o nosso último penálti, desperdiçado por William Carvalho, que realizou um grande Europeu, devia fazer corar qualquer profissional de futebol.

O desgaste, no prolongamento, retirou discernimento a Portugal
A estrela da companhia Bernardo Silva (benfiquista ferrenho formado na cantera do clube e estupidamente vendido ao Mónaco) confessou-se desiludido no final do jogo, o que não é para menos. "Falta sempre um bocadinho", lamentou. Já João Mário garantiu que "somos a melhor equipa", mas "tivemos azar". O treinador Rui Jorge defendeu que os seus jogadores "mereciam algo mais", Luís Figo animou os jovens dizendo que têm "todo o futuro pela frente", o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, enalteceu o desempenho deles e acrescentou que "podemos acreditar nestes jovens", e até o presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, fez questão de elogiar a "honrosa classificação" que é o vice-campeonato.

Onde é que já vimos este filme?

Crise em Angola faz regressar portugueses


A crise em Angola, que começou em Janeiro devido à queda nas receitas do petróleo, já fez travar algumas obras e obrigar as empresas de construção civil a redimensionar-se para se ajustarem à crise, levando muitos portugueses a regressar a Portugal. O dirigente do Sindicato da Construção em Portugal, Albano Ribeiro, está preocupado com o impacto que este regresso poderá ter no desemprego em Portugal: "O número de pessoas a regressar vai triplicar, e só algumas empresas, das que têm obras noutros países como Alemanha e França, é que estão a reorientar o seu pessoal".
Esta é uma má notícia para muitos destes portugueses que foram para Angola ganhar a vida e que poderão agora fazer aumentar o desemprego em Portugal, mas, por outro lado, pelo menos estes mesmos portugueses já não perderão a sua vida às mãos dos criminosos racistas lá de Angola como já aconteceu infelizmente com muitos outros portugueses nesse que dizem ser um país em enorme desenvolvimento...

Não mudem a cor dos olhos!


Depois das tatuagens, entre elas nos olhos, parece que há uma nova moda agora que é a mudança da cor dos olhos, um procedimento estético proibido em Portugal. Segundo a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), a operação de mudança da cor dos olhos pode causar doenças, como glaucoma ou cataratas, e mesmo levar à cegueira. "Nestes procedimentos de carácter meramente estético, a aplicação repetida de laser na íris ou a colocação intra-ocular de um implante entre a íris e a córnea pretendem transformar olhos castanhos em olhos azuis", lê-se num comunicado da SPO, que acrescentou ainda que "os implantes de íris alteram a cor dos olhos através da colocação de um objecto estranho dentro do olho". Também a Academia Brasileira de Oftalmologia (ABO), a Academia Americana de Oftalmologia (AAO) e a Associação Pan-Americana de Oftalmologia (PAAO) já emitiram alertas no sentido de "informar a população sobre os potenciais riscos associados a estas cirurgias".
Epá, se querem mudar a cor do olhos que tal contentarem-se apenas com as lentes?

Gerontopornografia


No Japão, um país altamente envelhecido (25% da população japonesa tem mais de 65 anos e deverá aumentar para 40% em 2060 devido à baixa taxa de natalidade e ao aumento da esperança média de vida), 20% a 30% dos filmes pornográficos são protagonizados por gente idosa. Trata-se da gerontopornografia, um segmento da indústria pornográfica que está actualmente a fazer um enorme sucesso no país do sol nascente graças ao octogenário Shigeo Tokuda, o pai da pornografia da terceira idade que já fez cenas de sexo com mulheres jovens. "Cada um tem gostos e taras diferentes", explicou o realizador Fumiaki Kimura. "O cinema pornográfico com actores mais velhos tornou-se muito popular na última década. Os casais de uma certa idade vêem juntos porque podem sentir uma familiaridade, por serem pessoas da mesma geração. Já os jovens apreciam porque estão cansados de ver sempre a mesma coisa", assegurou. Uma das actrizes do cinema para adultos com gente de terceira idade é Yasue Tomita (na foto), que se lançou na carreira aos 61 anos de idade e desafia a rigidez da sociedade nipónica. "Gosto de sexo, e essa é a minha última oportunidade antes de ficar muito velha. Pergunto-me se devo fazer isso, sobretudo em frente a tanta gente. Ainda assim, toda a gente devia seguir as suas fantasias e é isso que espero conseguir fazer", afirmou a ex-funcionária de uma empresa de peças automóveis que se inscreveu juntamente com a sua filha numa agência especializada no amplo mercado dos vídeos para adultos.

A Grande Muralha da China está a ser atacada!


Os inimigos actuais desta que é uma das maravilhas do mundo são o tempo e os turistas. De acordo com um estudo da Beijing Times, quase 2000 quilómetros da parte construída durante a dinastia Ming (1368-1644), ou seja, cerca de 30% dela, já desapareceram ao longo do tempo devido às condições meteorológicas adversas e actividades humanas irresponsáveis, como retirar tijolos para a construção de casas ou para a venda. Este monumento considerado património da humanidade pela UNESCO foi construído entre os séculos III a.C. e XVII d.C, tem cerca de 20 mil quilómetros, 6300 deles durante a dinastia Ming, e está protegido pela lei chinesa, mas "não existe nenhuma organização específica para garantir o cumprimento da lei", explicou Jia Hailin, uma representante da protecção oficial das Relíquias e da Cultura.

«Portugueses» com medo de ir ao consulado-geral de Portugal

O deputado macaense José Pereira Coutinho deu uma entrevista ao jornal "Diário de Todos", publicado em Portugal, em que critica de forma severa o comportamento dos funcionários do consulado-geral de Portugal em Macau.
Segundo Coutinho, que também é o presidente da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau (ATFPM) e conselheiro das Comunidades Portuguesas, há muitos "portugueses" (com aspas porque todos sabemos muito bem que estamos aqui a falar de chineses étnicos que têm cultura chinesa e que não falam outra língua senão o chinês mas que têm a nacionalidade portuguesa graças à traição abrilesca à lusa pátria) que são maltratados e que têm medo de ir ao consulado para "renovar os seus documentos de identificação" (então e esta notícia é má? Se não se sentem portugueses, nem tão pouco sabem, muitos deles, onde fica sequer Portugal, porque é que haveriam de continuar a ter a nacionalidade portuguesa?). Coutinho disse que eles são cerca de 90% dos inquiridos e considerou ainda existir "uma pequena minoria dentro do consulado que não quer trabalhar", apelando aos responsáveis consulares para tomarem "medidas mais eficientes para resolver os problemas que duram há mais de uma década": "Parece que o consulado está só a servir uma pequena elite de portugueses e isto dá uma péssima imagem perante toda uma comunidade de chineses residentes em Macau que são cerca de 650 mil pessoas". Além disso, Coutinho criticou ainda Portugal por não ter nomeado um delegado permanente no Fórum Macau e por não haver um "representante português de Macau na Assembleia da República Portuguesa para defender os interesses dos portugueses na Ásia e chamar a atenção de Portugal" (o Telmo Correia, deputado do CDS-PP, pelos vistos não conta, apesar de ter raízes macaenses...), terminando a entrevista falando das "críticas violentas que lhe fazem vindas de uma minoria muito politizada de expatriados portugueses em Macau": "Já estamos habituados e vacinados. Não ligamos quase nada a isso e a inveja é a última palavra nos Lusíadas".
A culpa disso estar a acontecer é de Portugal que permitiu que todos os que nascessem em Portugal até uma determinada altura da década de 80 do século XX em Macau pudessem optar por ter a nacionalidade portuguesa mesmo que não se identifiquem um só pouquinho com Portugal. Quantos é que não são esses portugueses de nacionalidade, verdadeiros "portugueses de papel", que não sabem uma só palavra em português nem tão pouco são capazes de indicar Portugal no mapa? A culpa, todavia, tem também que ser repartida pelos chineses que são naturalmente oportunistas e que não querem por nada deste mundo a nacionalidade chinesa, da sua própria nação, quando podem ter a nacionalidade de um outro país, como é o caso da nacionalidade portuguesa, pois esta dá sempre jeito para viajar, emigrar ou mandar os filhos para estudar num país comunitário europeu, principalmente a Inglaterra. Dizem esses macaenses chineses de nacionalidade portuguesa que se trata de uma questão de "ter direito", como se fosse alguma espécie de justiça pelo facto de Macau ter sido colónia portuguesa. Pelo menos ao que parece os ingleses não foram assim tão estúpidos em Hong Kong...

terça-feira, 30 de junho de 2015

Mais uma iniciativa para acabar com o AO


Está a decorrer uma iniciativa de referendo para acabar finalmente com o fatídico Aborto Ortográfico. Toda a informação está aqui.

Agente de Jackson Martínez atira-se ao CRAC

Luiz Henrique Pompeo, o empresário do colombiano Jackson Martínez, não poupou o CRAC (Clube Regional Assumidamente Corrupto [do Porto]) e o Jorge Nuno Pinto da Costa pela forma como foi tratada a saída do goleador.

video

Onde é que estão os avençados dos jornalistas de Portugal agora? Estarão ocupados a branquear estas declarações como fizeram com os casos Adriano Louzada (espancado à saída de uma discoteca e varrido do mapa depois de ter dito que "quando abrisse a boca ia rebentar tudo"), Casagrande (que revelou que o CRAC dopava os seus jogadores), Izmailov (que desapareceu misteriosamente por "temer pela vida"), do dirigente que morreu no Estádio do Cabrão Dragão (Mesquita Alves, executado com dois tiros na nuca), Paulo Assunção (ameaçado com um tiro no joelho caso não renovasse contrato e conseguiu, de forma inédita, aplicar a lei Webster para sair), das escutas telefónicas, do Carlos Calheiros, etc.?

Matou-se médico que era contra as vacinas


O médico americano Jeff Bradstreet, conhecido por ser contra as vacinas, tinha um filho que, segundo ele, ficou autista depois de lhe ter ministrado uma vacina quando ele tinha 15 meses. Jeff Bradstreet chegou inclusive a publicar um artigo em que argumentava serem as vacinas uma das origens do autismo, argumentos que foram sempre rebatidos pela comunidade médica. Acontece que o mesmo médico matou-se, tendo o seu corpo sido encontrado junto de um rio na Carolina do Norte. E isso foi depois de em Espanha se discutir o caso de uma criança de seis anos que morreu de difeteria no sábado passado devido à recusa dos pais em vaciná-la...

Nada a ver

Já cansa, a conversa de merda de muitos políticos, intelectuais, jornalistas, pensadores e demais traidores à Europa e à Civilização sempre que ocorre um atentado cometido por muçulmanos. De forma recorrente, os vendilhões do continente lá aparecem a dizer que aquilo "nada tem a ver com o islão". Pois é. Provavelmente tem a ver com o Catolicismo, o judaísmo, o hinduísmo, o budismo e por aí adiante. Com o islamismo é que não tem nada a ver, apesar das exortações corânicas à matança de descrentes, reforçadas na doutrina posterior. De resto, olha-se para o mapa dos conflitos e não há um único que não envolva adeptos da religião da paz. Guerreiam cristãos, ateus e quem apanharem na Europa e na América. Guerreiam cristãos e pagãos em África, do Chade ao Quénia passando pelo Uganda, Nigéria, Somália, Egipto... Guerreiam budistas na Ásia, da Tailândia a Myanmar passando pelo Sri Lanka. Guerreiam hindus na Índia, cristãos e pagãos no Paquistão, ateus e budistas na China, católicos nas Filipinas, mas em todo o lado nada tem e ver com a religião. Portanto, pergunta-se: tem a ver com o quê? Talvez o sr. Cameron e outros dhimmis possam esclarecer as massas eleitorais, mas não cremos. O mais provável é que continuem a fazê-las de estúpidas. Porque esta conversa revela, mais uma vez, o desprezo que políticos e elites (reais ou imaginárias) devotam aos eleitores. Dizer que estes atentados não têm a ver com o islão é passar um atestado de estupidez ao público. É dizer que somos todos imbecis, que não lemos, que não conhecemos nada de religião, filosofia ou política. De resto, assim sendo, aqueles senhores e senhoras tornam-se moralmente responsáveis pelo que sucede pois mentindo descaradamente aos cidadãos induzem-nos em erro relativamente à origem de potenciais ameaças - algumas das quais se transformam em reais. Felizmente, os eleitores já vão sabendo o que a casa gasta e cada vez mais começam a identificar claramente os dois tipos de criminosos que a Civilização enfrenta, sejam eles interiores ou exteriores. Pena que, na hora da eleição, ainda muitos se abstenham.

Uma guerra civilizacional

É o que estamos a viver. Foi-nos declarada. Ao Ocidente e à sua identidade e tradição. Não me refiro ao islão, não tem a ver com isto. Refiro-me aos descendentes do Marxismo, essa ideologia satânica criada para destruir a Civilização. O Marxismo não acabou. Foi derrotado no plano económico, embora eles andem a tentar reverter a situação. Não foi derrotado no plano cultural e o perigo advém daí. Reproduziu-se e tem surgido enquanto marxismo cultural, somando vitórias sucessivas. A última foi a da legalização ditatorial do "casamento" entre invertidos nos Estados Unidos. Depois disto, e tendo em conta que vários países já fizeram o mesmo, segue-se o passo lógico (apesar dos invertidos não primarem muito por ela). E esse passo é a legalização da pedofilia. Não é preciso ser um génio para perceber isso. Já tivemos pequenos passos, a fim de testar a reacção da opinião pública, desde o anunciado "partido pedófilo" na Holanda à retirada da pedofilia da lista de doenças mentais - posteriormente revertida. Portanto, é só uma questão de tempo - caso os cidadãos decentes não se mobilizem e continuem a dormir, como até aqui. Será tudo feito como até aqui, apelando aos "direitos humanos", mas ao mesmo tempo ao "direito à diferença". Curiosamente, e por aqui se vê o estado da nossa civilização decadente, será mais fácil aos invertidos aprovar isto do que o sexo com animais. Porque estes, hoje, têm sempre uma legião de defensores, apostados em garantir os "direitos" das bestas. E como no caso do animal não pode haver consentimento e não há maneira de saber se a dita besta gostará da interacção com o humano, a coisa terá mais dificuldades em passar. veja-se que o obstáculo maior não será de ordem moral: é errado e pronto. Será de ordem utilitária, bem na linha do que é hoje a mentalidade dominante, a do utilitarismo pervertido. Porque se houver maneira de monitorizar o prazer ou a repulsa sentidos pelos animais, a coisa irá para a frente. É este o nosso estado civilizacional. O de uma guerra, em que os inimigos não olham a meios para a destruição completa e sua substituição por uma ordem nova completamente doentia. Como no tempo de Enoch estamos a voltar à selvajaria completa - mas sempre com a garantia de estarmos a garantir "novos direitos humanos".

Esperemos que nunca vá à Nova Guiné

Francisco comunicou ao governo boliviano o desejo de mastigar coca em vez de beber uma infusão, como fazem os turistas para combater o mal da montanha quando ficam em La Paz, capital do país a 3600 metros de altitude. (...) Continua o folclore. Sempre a trabalhar para os média, este Papa ainda consegue surpreender. É pena que não seja pela positiva. Cada vez mais se comporta como um adolescente parvinho, à espera de cair nas graças do pessoal fixe. Quem diz adolescente diz adulto, que agora a distinção é cada vez mais difícil. Enfim, não é por acaso que a mundanidade gosta tanto dele. Luzes, cor e som é com este homem.


100.000 ainda é pouco, venham mais uns milhões!

Mais de 100 mil pessoas entraram clandestinamente na União Europeia desde o início do ano. (...) Venham todos. Quando não couberem ficam em casa dos ministros, primeiros ou segundos, dos "activistas", do Papa e de todos os que sendo tão amigos dos imigrantes preferem vê-los à distância, misturados com a plebe.



Hamsun in O Regresso da Primavera