sábado, 28 de março de 2015

O Cristianismo causou mesmo a Idade das Trevas?

Gráfico idiota dos ateus e anticristãos que adulteram a realidade
Quem é que nunca ouviu falar, porque certamente assim estudou na escola, da fábula de que o Cristianismo é responsável pela Idade das Trevas (Baixa Idade Média: 500 DC a 1000 DC), aquela famosa época europeia que começou com a queda do Império Romano e em que supostamente não se deu nenhum desenvolvimento científico?

A "pausa tecnológica" deu-se, na verdade, não por causa da Igreja, que foi antes pelo contrário a única força que empurrou o desenvolvimento científico para a frente (basta lembrarmo-nos que foi a Igreja que desenvolveu o método científico que hoje em dia é usado, por exemplo... mas já lá iremos), mas sim por causa da... própria queda do Império Romano. Com o fim do Império Romano, as preocupações das pessoas que poderiam ter contribuído com avanços científicos voltaram-se para a sua subsistência. Além disso, o bilinguismo (grego e latim) e as condições de estudo dos tempos dos romanos pagãos já tinham entrado em declínio depois do ano 180 à medida que o império entrou em crise. Também os ataques dos bárbaros, tão pagãos como os romanos, resultaram na redução da alfabetização, na perda do grego, na descida populacional, na destruição do comércio e de todas as infraestruturas imperiais.

Existem dois principais argumentos que acusam a Igreja de ser a responsável pela Idade das Trevas: o facto de ter contribuído para o declínio/queda do Império Romano e o facto de ser hostil ao conhecimento clássico, nada tendo feito para o preservar. O precursor da teoria de que a Igreja é responsável pela Idade das Trevas, o historiador inglês Edward Gibbon (1737-1794), acusou o Cristianismo de ter quebrado a unidade ideológica do império e perturbado a habilidade do Estado de ganhar apoio junto às massas. No entanto, reza a História que a metade oriental do Império Romano, mais cristã que a parte ocidental, manteve-se relativamente mais forte e estável que a metade ocidental, que entrou em colapso, mantendo-se como Império Bizantino até ao século XV. A Igreja e o império agiram para favorecer a unidade, com Deus, o Verdadeiro Deus e não os ídolos pagãos, colocado como Aquele que atribuía ao Império Romano a missão de conquistar, converter e civilizar o mundo. Em relação ao segundo argumento, tal é igualmente falacioso, pois o Cristianismo foi a verdadeira estrutura intelectual que manteve viva a cultura antiga-tardia. Graças aos monges beneditinos, a filosofia, a ciência e a medicina gregas foram preservadas através dum processo laborioso de cópia manual (daí o adjectivo em tom de brincadeira "monge copista"), incluindo obras de Euclides, Ptolomeu, Platão, Aristóteles, Galeno, Simplício, etc. De facto os mosteiros beneditinos foram os locais de pesquisa científica, documentação e preservação do conhecimento (não é por acaso que S. Bento é o padroeiro da Europa). Os primeiros cientistas reconhecíveis são, quase todos eles, clérigos ou membros da Igreja, como o Nicolau Copérnico.

A Idade das Trevas aconteceu porque não havia um Estado coeso para fornecer estrutura, estabilidade e estimular o comércio. A única instituição que se manteve ligado ao progresso científico foi apenas a Igreja, pois só ela reunia as pessoas de forma útil, assim como o Estado poderia ter feito. A Idade das Trevas deveu-se, isso sim, ao contexto sócio-político da época. Se não fosse a Igreja, que preservou os fundamentos do conhecimento e sobreviveu à queda do Império Romano, não teríamos hoje o mundo moderno. Deve-se, portanto, à Igreja o facto de hoje em dia não estarmos cientificamente atrasados. Foram os grandes homens da Igreja, como os grandes doutores da Igreja (Santo Agostinho, por exemplo), que, pegando no que foi conservado, deram início à ascenção do Ocidente, tanto assim é que os historiadores modernos mais credíveis não se lembram de acusar o Cristianismo pela Idade das Trevas.

Cardeais com Galileu Galilei
A metafísica cristã propunha que o mundo natural é cosmos, é ordem, é inteligível. Além disso, a mensagem cristã dessacraliza radicalmente o cosmos (todo o universo físico) ao enfatizar que só Deus é transcendente e o homem é o ápice da criação e dotado de razão, o dom maior que Deus lhe deu. É graças à tal concepção do mundo que permitiu aos cristãos e somente aos cristãos investigarem, de maneira inédita, com as poderosas armas da razão, o mundo circundante, tratando-o como matéria de investigação e não como um objecto de temor reverencial, que o cristão só deve a Deus. A conquista da razão deu-se em virtude da metafísica cristã.

Sem a Igreja não teria havido ciências sistemáticas e dinâmicas. A ideia de um mundo ordenado, racional, indispensável para o progresso da ciência, está ausente nas civilizações pagãs. Árabes, babilónios, chineses, egípcios, gregos, indianos e maias não geraram a ciência porque não acreditavam num Deus transcendente que ordenou a criação com leis físicas coerentes. Os caldeus acumularam dados astronómicos e desenvolveram rudimentos de álgebra, mas jamais constituíram algo que se pudesse chamar de ciência. Os chineses nunca formaram o conceito de um celeste legislador que impôs leis à natureza inanimada apesar de terem descoberto a bússola, ainda que não soubessem para o que servia senão para adivinhações. A Grécia antiga confundia os elementos com deuses perversos e caprichosos. Os muçulmanos recusavam e continuam a recusar a existência de leis físicas invariáveis porque elas contrariam a vontade absoluta de Alá, que contraria a própria razão só para mostrar que é superior a ela. Por outras palavras, a Igreja, que fundou as universidades, colocou a fé e a razão nos seus respectivos lugares, distinguindo-as apesar de saber que há harmonia entre elas, o que permitiu que o mundo fosse investigado sem os falsos misticismos dos povos pagãos que tornaram impossível a ciência.

Em suma, a Igreja foi a mãe da civilização moderna.

Morreu o autor de livros polémicos sobre a Igreja


Morreu anteontem o escritor portuense Luís Miguel Rocha aos 39 anos de idade vítima de um cancro contra o qual se encontrava a lutar já há oito meses. O escritor alcançou o sucesso internacional com obras polémicas sobre a Igreja Católica, como "O Último Papa" (2006), "Bala Santa" (2007), "A Virgem" (2009), "A Mentira Sagrada" (2011), "A Filha do Papa" (2013) e "A Resignação" (2014), histórias de ficção que envolvem a Maçonaria e supostos segredos da Igreja. O Luís Miguel Rocha chegou mesmo a ser criticado por ser como o Dan Brown, escritor da famosa ficção hilariante que dá pelo nome "O Código da Vinci" e que foi baseado em informações apócrifas e gnósticas das quais a Igreja sempre teve conhecimento.
Uma comentadora da edição online do DN de nome Patrícia Fortunato escreveu no seu comentário que adora a forma de escrever do Luís Miguel Rocha, que leu os seus livros todos e que espera que a morte do escritor não tenha sido "encomendada ou provocada pelos temas que (ele) abordava nos seus livros", acrescentando que sabe "que foi cancro mas neste mundo já tudo é possível!" 
Sim, deve ter sido isso mesmo... E agora pode ser que o Luís Miguel Rocha possa desvendar todos os mistérios...

As 10 cidades mais islamizadas da Europa

video

Pastor lambe o ânus de "fiéis" solteiras que querem maridos


Em Angola, um pastor protestante convidou todas as suas "fiéis" solteiras que querem casar a ficarem nuas de quatro numa praia para ele lhes lamber o ânus. Segundo o pastor, o objectivo era ajudar essas mulheres burras e desesperadas a conseguir maridos, qual fórmula milagrosa. Isso aconteceu no dia 18 do corrente.

PS. Sem comentários.

40 anos a sacudir a água do capote





Leitura complementar: Dar mérito a quem o merece

Fonte: O Insurgente

sexta-feira, 27 de março de 2015

Homem interrompe namoro de tartarugas e sofre perseguição épica

video
 
O apresentador da National Geographic Paul Rose interrompeu o namoro de um casal de tartarugas na Ilha de Assunção, nas Seychelles, o que enfureceu o réptil testudine macho. Resultado: Paul foi perseguido de forma hilariante... à velocidade de tartaruga.

Rui Bragança campeão da Europa de Taekwondo

 
O jovem Rui Bragança, praticante de Taekwondo de 23 anos do Vitória de Guimarães, revalidou o título de campeão europeu desta arte marcial coreana nos -58 Kg no campeonato europeu de categorias olímpicas em Nalchik, na Rússia, depois de no ano passado ter-se sagrado campeão em Baku, no Cazaquistão. Rui Bragança venceu o moldavo Stepan Dimitrov na final da prova.
Muito parabéns, Rui Bragança! Viva Portugal!!

Gangs atacam PSP na escola

 
Mais de 100 jovens de grupos rivais, ou «jovens» de grupos rivais, semearam o pânico no passado dia 20 no bar da Escola Seomara da Costa Primo, na africanizada Amadora. Dois agentes da PSP, do programa da Escola Segura, intervieram para pôr cobro à situação e acabaram cercados e ameaçados de morte, o que levou a que os funcionários da escola ligassem para a PSP para pedir reforços. Um dos líderes de um gang, de apenas 14 anos, agarrou o braço de um dos agentes enquanto incentivava os outros a agredi-lo. Segundo relatos, os membros dos gangs "gritaram para os agentes se despirem porque sem a farda não eram nada e nem mandava nada". Com a chegada dos reforços da PSP, a situação ficou imediatamente controlada. Um dos jovens, ou um dos «jovens», foi identificado e o Ministério Público vai agora apurar as circunstâncias.
Já estou mesmo a ver a cena... os polícias é que são os maus da fita, pois impediram um salutar convívio entre rapazes que não fazem parte de gangs coisa nenhuma, mas sim de associações culturais e de integração na sociedade. Os jovens são o nosso futuro, pelo que temos que ter carinho por eles. E sobretudo ajudar-lhes muito, com muita compreensão e paciência...
Agora a sério: porque é que Portugal não segue o exemplo de Singapura? Esses gajos apesar de serem menores de idade são já grandes o suficiente para andarem a cometer crimes. Como por força da lei não podem ir presos, que tal chicoteá-los de forma a deixar marcas no corpo e depois espetar com eles nos centros de correcção de onde só saem depois de aprenderem a ser gente, isto é, depois de saberem comportar-se na sociedade? É isto que fazem os singapureanos e é assim que a Singapura é uma desenvolvidíssima cidade-Estado que sabe muito bem lidar com o fenómeno da multiculturalidade. Portugal é mesmo um país do segundo mundo.

O Andreas Lubitz era muçulmano?


O co-piloto alemão Andreas Günter Lubitz está nas bocas do mundo por ter provocado deliberadamente a queda de um avião low cost da companhia Germanwings nos Alpes, tragédia que provocou 150 mortos contando com ele próprio. Andreas, de 27 anos (ou 28, conforme as fontes), ter-se-á fechado no cockpit quando o comandante tinha de lá saído e precipitou o Airbus A320 contra as montanhas. As autoridades francesas descartaram desde logo a hipótese de terrorismo, mas parece que também ninguém assume que se tratou de um suicídio. Os colegas de Andreas falam em depressão.

 
De acordo com o blogue Roman Catholic Imperialist, surgiu no Facebook uma página em que se louva Andreas como herói do Estado Islâmico. Consta também que a namorada de Andreas é muçulmana e que ele próprio ter-se-á convertido ao islão, tendo na zona onde ele morava, em Bremen, uma mesquita que já tinha sido anteriormente investigada por incitação ao terrorismo. A mesma fonte não coloca de lado a hipótese de Andreas ter desejado atingir uma de várias centrais nucleares da zona onde se despenhou.

Algumas recentes estatísticas muçulmanas

Atenção: esta entrada contém imagens chocantes.
 

 

 

 

 
 
 
 

República Centro-Africana: o contra-ataque cristão

 
Na República Centro-Africana, os cristãos reagem à invasão islâmica na mesma moeda usada pelos muçulmanos que querem expandir e impor a sua seita: através da violência. Quase todas as mesquitas do país, mais de 430, já foram destruídas, o que levou milhares de muçulmanos a fugir para o vizinho Chade. A organização terrorista muçulmana que mais estragos tem feito naquelas bandas é o Seleka, uma espécie de irmão do Boko Haram da Nigéria que tem cometido muitas atrocidades contra cristãos e não só.
Quem não percebe nada das coisas do mundo e da vida ainda vai pensar que os cristãos estão feitos muçulmanos e a fazer uso da violência para impor o Cristianismo ou só porque sim. Acontece que trata-se, na verdade, de uma legítima reacção ao expansionismo islâmico. Relembro que foi exactamente através da violenta expansão islâmica que se deram as Cruzadas, que serviram para proteger os cristãos e também a superior civilização ocidental. O islão é na verdade uma seita pagã refinada que não tem lugar no mundo civilizado, tal como qualquer seita pagã, como por exemplo o hinduísmo panteísta (cujo país de origem tem tido inúmeros violadores tanto em série como em massa, o que não tem semelhança nenhuma com a superior civilização ocidental), e, como tal, desde sempre perseguiu o Cristianismo como os antigos povos pagãos, perseguições essas que, longe de serem raras (é o cúmulo da burrice afirmar que as perseguições pagãs aos cristãos foram raras!), continuam a haver nos dias de hoje porque há sempre quem não consiga suportar a "sã doutrina da salvação" e prefere odiar a Verdade.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Paganismo e homossexualidade

Alguém alguma vez ouviu algum pagão dizer que é contra a homossexualidade?
E por falar em gays, sabe o(a) caríssimo(a) leitor(a) o que seria da civilização humana ocidental (e não só) se o Cristianismo não tivesse vencido o paganismo? Seria uma civilização onde a homossexualidade, longe de ser condenada, seria até incentivada. Isso, claro, só para não falar doutras coisas que hoje em dia mereceriam repulsa sem pestanejar, como por exemplo os sacrifícios humanos aos ídolos ou o infanticídio.

O blogueiro pagão Roberto Quintas, que é wiccano (a WICCA é uma seita naturalista e de bruxaria que crê na existência de dois deuses, um masculino [chifrudo] e um feminino), afirma que a homossexualidade já existia nos tempos pagãos da Grécia e de Roma, onde ritos "sagrados" que serviam para "comungar com o divino" e que incluíam a "sexualidade sagrada" eram comuns. No ofício militar, salienta o blogueiro, os ritos homossexuais foram adoptados para garantir a "honra", a "fraternidade" e o "destemor dos combatentes no campo de batalha". "Um soldado era mais confiável se tivesse feito um compromisso, um laço com o seu irmão em armas com uma relação que os ligasse intimamente e isso era feito com um soldado experiente adoptando um mancebo (um jovem, púbere) como o seu protegido, como o seu amado, como o seu aluno. Ambos viviam juntos de tal forma que era impossível não surgir uma atracção física, amor e desejo, fundamentais para que o jovem se dispusesse até a morrer se necessário fosse pelo seu tutor".

Niankhkhnum e Khnumhotep (Egipto), o registo físico da homossexualidade mais antigo
Também o blogueiro "sacerdote de um coven" (vá-se lá saber o que é que isso quer dizer) de nome Natan Brith, que busca o "sagrado masculino", defende a homossexualidade porque ele é gay e porque existem, como ele diz, vários deuses gays, citando alguns nomes, como Antinous de Bitínia, o preferido do imperador romano Adriano, ou o deus azul (ou deus Queer), que é o "primeiro reflexo visto pela deusa no espelho curvo e negro do universo".

Deus Queer ou deus azul: representação da sexualidade
como o abraço apaixonado do divino em cada um e no universo
Outro blogueiro pagão, Lutivinus, também wiccano como o Roberto Quintas, afirma que Zeus, o deus maior do paganismo grego, sentia-se atraído por Ganimedes apesar de ter tido vários filhos com mulheres mortais, como por exemplo o famoso Hércules. Também Calisto ou Eros tiveram práticas gays. Lutivinus cita ainda relatos sobre Frey e Loki, da mitologia nórdica, para justificar que o paganismo anda mesmo de braço dado com a homossexualidade.

O "bruxo" Dallan, outro wiccano, afirma que eles, os pagãos, entendem que a divindade não liga à "orientação sexual" das pessoas porque eles vêem o amor acima de tudo como um sentimento: "A WICCA é tão aberta à homossexualidade, pois entendemos que não há masculino sem o feminino e o amor gay não é diferente do amor hetero".

A blogueira pagã Gaia Gil descreve as religiões pagãs voltadas para a deusa-mãe (Gaia ou a Natureza) como "alternativas viáveis" para os homossexuais porque "a Terra, bem como todos os seus filhos, são sagrados e devem ser respeitados" (a premissa gnóstica de que os homens são parte da divindade) e "todo o acto de amor e prazer é convertido num rito sagrado". "Dentro de uma religiosidade saudável, o desejo e amor por pessoas do mesmo sexo deve ser entendido apenas como uma possibilidade humana a ser celebrada e sacramentada como qualquer outra", defende a pagã dona do blogue A ALTA SACERDOTISA (coisa que ela se calhar pensa que é).

Segundo Scott Lively e Kevin Abrams, nas culturas pagãs os homossexuais frequentemente têm uma posição elevada na religião e na sociedade quando as civilizações pagãs governavam o mundo o homossexualismo e a pederastia eram amplamente praticados e aceites.

Judy Grahn diz que "Muitos aspectos do xamanismo possuíam conteúdo homossexual, e muitos dos deuses, espíritos e divindades do mundo têm sido associados à homossexualidade. No Taiti havia divindades especiais para a adoração homossexual. Os antigos templos xintoístas do Japão exibem até hoje cenas de orgias sexuais rituais semelhantes aos da Bacanália dos romanos. A grande deusa-mãe da antiga China, Kwan-Yin, era adorada com rituais sexuais que incluíam sexo anal entre homens. Quando os conquistadores espanhóis chegaram à América Central encontraram uma prevalência de sacerdotes gays e estátuas sagradas e esculturas em pedra representando a união homossexual como um acto sagrado. No Yucatan, o deus Chin era famoso por ter estabelecido a homossexualidade sagrada e um sacerdote gay servia nos templos exactamente como acontecia com os templos da antiga Babilónia e Suméria".

O escritor George Grant descreve Roma como "um Satyricon perpétuo. Egipto, Pérsia, Cartago, Babilónia e Assíria estavam impregnadas de tradições pederastas. E os antigos impérios dos mongóis, tártaros, hunos, teutões, celtas, incas, astecas, maias, núbios, mings, os cananeus, e zulus igualmente celebravam a depravação, a degradação e o deboche".

Segundo o historiador Arno Karlen, que escreve sobre cultos homossexuais em todo o mundo antigo, existiam "miches" entre os devotos de Ishtar e Astarte, na Síria, os albaneses e os babilónios, os cananeus vizinhos dos hebreus antigos, e em Cos, em Creta e Éfeso, e por todo mundo grego. A antiga religião de Baal, referida na Bíblia, foi um destes cultos. Os adoradores de Baal construíram para si lugares altos, e colunas, e aserins (postes fálicos usado para honrar a deusa da fertilidade), em todo o outeiro alto e debaixo de toda árvore verde, e havia também sodomitas na terra. O culto a Baal sobreviveu nos tempos romanos e teve grande importância no deboches infame dos imperadores romanos nos primeiros séculos depois de Cristo.

A existência de pagãos serve para nos lembrar que o Demónio existe mesmo
Não deixa de ser impressionante a existência nos dias de hoje de pagãos, quais irracionais, que se insurgem contra o Cristianismo que apenas e só construiu a superior civilização humana de que há memória destruindo toda a porcaria imunda que significa o paganismo.

Exposição gay asquerosa e ofensiva

 
O homofascismo voltou a atacar, desta vez em Itália, no centro Cassero de Bolonha. A associação de homossexuais Arcigay fez uma exposição, Venerdi Credici, com cenas da Paixão de Cristo, ainda por cima com o apoio da câmara local, ou seja, tratou-se de um evento financiado pela população bolonhesa. "(A exposição) foi um insulto de uma incrível baixeza e de uma perfídia diabólica contra Cristo na cruz", afirmou o cardeal Carlo Caffarra, no passado dia 18, numa altura em que o Estado Islâmico anda a destruir cruzes, igrejas e outros símbolos cristãos no Médio Oriente. "Quando a liberdade de expressão é invocada para justificar o insulto, podemos perguntar se o fim da democracia não está por perto", advertiu, acrescentando que "Nós podemos perguntar porque é que concelho permite a entrada livre para espaços públicos de grupos que ousaram insultar e escarnecer". O jornalista Michele Facci também criticou a exposição: "A nossa Constituição garante o direito de professar livremente a fé e, portanto, também o direito de a denegrir. Mas a tolerância e aceitação da diversidade não significam ofender ou esmagar a liberdade dos outros, especialmente quando o dinheiro público, de todos os contribuintes, é utilizado". As imagens da exposição não foram, incrivelmente ou nem por isso, apagadas do Facebook apesar das denúncias recebidas.
Gozar com o islão é que não, pois significaria morte certa, né?

Macau mantém tradição de quase 20 anos

 
Em Macau foi celebrada ontem, como já acontece há 19 anos, a festa da Anunciação do Senhor que juntou vários católicos na igreja do seminário de São José. Depois da Missa realizada em português e em chinês pelo bispo de Macau, D. José Lai, seguiu-se uma pequena procissão pelo jardim com a imagem de Nossa Senhora de Fátima. Esta tradição surgiu com um grupo de senhoras do Grupo da Imaculada, sediado em Fátima, que teve a ideia de colocar em Macau um monumento com "características muito próprias" na entrada do seminário.
 
 
O cardeal de Hong Kong, D. John Tong, esteve ainda esta semana em Macau e passou pelo mesmo seminário, onde estudou quando era mais novo e se encontrou com os seus antigos colegas. Ao semanário católico O Clarim o cardeal afirmou que "não podemos tolerar o extremismo islâmico" e garantiu que "a situação da China tem vindo a melhorar", estando por isso optimista em relação ao futuro dos católicos no continente chinês. O Papa Francisco já demonstrou vontade em dialogar com Xi Jinping tendo em conta a situação dos católicos chineses que são controlados pelo Governo Central, pois a China poderá, por este andar, vir a ter uma palavra a dizer no que diz respeito ao Catolicismo no mundo.

Mais três terroristas muçulmanos uighures condenados à morte

Não é permitido barba nas prisões da China
Diferente do que acontece no Ocidente, a China vai continuando a lidar com os muçulmanos como deve e tem que ser: três terroristas muçulmanos uighures da província autónoma chinesa de Xinjiang (onde mais?) que mataram à facada mais de 31 pessoas numa estação de comboios na cidade de Kumming no ano passado, Iskandar Ehet, Turgun Tohtunyaz e Hasayn Muhammad, foram condenados à morte. A mulher que também participou no ataque, Patigul Tohti, estava grávida na altura do ataque e, vá-se lá saber porquê, foi apenas condenada a prisão perpétua.
 
Para além de 31 mortos houve 141 feridos
Quando é que o Ocidente abre os olhos e segue o exemplo da China?

A imigração muçulmana é um cavalo de Tróia

 
Segundo o sítio FDESOUCHE, o deputado belga Aldo Carcaci, do Partido Popular, afirmou num discurso numa conferência do partido nacionalista britânico UKIP que a imigração muçulmana é uma invasão e um cavalo de Tróia. "Trata-se de uma invasão, é um cavalo de Tróia. Estamos no final da civilização. Se continuarmos a aceitar a imigração muçulmana, teremos um enorme problema. A imigração muçulmana que chega através do Mediterrâneo é maciça e está completamente fora de controlo. Já nem sequer é imigração, é invasão. A Europa mostra-se totalmente incapaz na luta contra isso", disparou Aldo Carcaci que apelou ao fim da invasão. O líder do partido nacionalista britânico, Nigel Farage, causou recentemente polémica ao dizer publicamente que "os muçulmanos querem mudar o que somos e constituem uma quinta coluna que nos vai matar a nós, os europeus".
O Aldo Carcaci com certeza que sabe muito bem o que diz, pois a Bélgica é dos países mais islamizados da Europa.

Ronaldo coçou os tomates!

 
Soube através do DN que o Cristiano Ronaldo mexeu nos tomates enquanto se aproximava do árbitro depois de ter apontado o golo que na altura valeu o empate na derrota do Real Madrid em Camp Nou, na última jornada da Liga Espanhola. Esse gesto valeu a condenação por parte da púdica Liga Espanhola de Futebol Profissional, que, na pessoa do seu presidente, Javier Tebas, considerou o gesto como não permitido e que tem que ser eliminado do futebol. Ronaldo tinha visto um cartão amarelo cinco minutos antes de apontar o golo, por simular uma falta dentro da área catalã.
Têm agora a palavra os defensores do Cristiano Ronaldo que por vezes adoram dizer que ele faz mais coisas boas extra-futebol em relação ao Lionel Messi para justificar o facto de ser o melhor jogador de futebol do mundo, como se uma coisa tivesse alguma coisa a ver com a outra.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Síndrome de Cloves

O pequeno britânico Aidan, de apenas cinco anos, sofre duma doença sem cura tão rara, mas tão rara, que é uma das 130 pessoas de todo o mundo com essa doença. Trata-se do Síndrome de Cloves, uma rara mutação genética descoberta pela primeira vez em 2006 e que faz com que partes do corpo da pessoa cresçam inexplicavelmente. Por causa disso, Aidan não pode falar nem andar e será dependente para sempre. Um médico do Hospital Great Ormond Street decidiu operar o rosto do Aidan, quando todos os outros estavam relutantes em fazê-lo, tirando-lhe 300 gramas de massa e isolando-lhe os nervos para que parasse o seu crescimento anormal. Com a saúde agora estável, Aidan começou a frequentar a escola para crianças com necessidades especiais e já não deverá mais ser operado.

Ela só quer é o bebé


Em Timisoara, na Roménia, uma mulher independente de nome Adelina Albu e de 25 anos colocou um anúncio no Facebook em que procura um homem só para lhe fazer um bebé e dando em troca 500 euros. Desinteressada numa relação, uma vez que ela considera "os homens muito imaturos e todos eles apenas pensam neles próprios" (ui, que feminista!), Adelina escreveu assim: "Procurar homens não é o problema. Encontrar um que queira um bebé é. Portanto, no lugar de perder o meu tempo com uma relação sem sentido, eu vou pagar por isso. Por 500 euros tu divertes-te e eu fico com o bebé". A condição sine qua non é que o homem abdique depois dos direitos à criança. Muitas foram as respostas obtidas, desde homens que se ofereceram para fazer-lhe o bebé de borla a mulheres que enalteceram a coragem dela em querer criar um bebé sozinha.
Mundo parvo, este. Terá ela alguma coisa contra os bancos de esperma?

Adolescente que ouvia os One Direction colhida mortalmente


Na Sérvia, a jovem Jana Djuric, de 16 anos, foi colhida mortalmente por um comboio enquanto atravessava a linha ferroviária a ouvir os One Direction com os auscultadores (ou auriculares) nos ouvidos. "A linha havia sido fehada há anos e não imaginávamos que havia sido reactivada. A Jana estava a dançar e cantar quando, de repente, o comboio apareceu e atropelou-a", disse a amiga que voltava com ela para casa, Valerija Kolar, que, tal como o maquinista, ficou em estado de choque.

Homem torturado e com os tomates assados

 
Lorraine Earles, de 47 anos, Natalie Lilley (à direita na foto), de 19, e Leah White (à esquerda), de 22, decobriram que um gajo estava a relacionar-se com elas as três ao mesmo tempo e decidiram fazer-lhe a folha, na longínqua ilha de Trindade e Tobago, nas Caraíbas. Com a ajuda de um rapaz, Brendan Teale, de 27 anos, atraíram o homem para um apartamento em Scarborough, a capital da ilha de Tobago, e amarraram-no a uma cadeira, tendo-lhe depois queimado os genitais com objectos em alta temperatura e perfurado a bochecha com um cortador de pizza. Também ficou com uma orelha mordida, a cabeça emperrada até aos joelhos e o pescoço queimado com um isqueiro antes de o deixarem fugir. A mãe do torturado não esteve para brincadeiras e chamou a polícia, que deteve os quatro suspeitos. No tribunal culparam-se uns aos outros, mas o juiz acabou por condenar Lorraine como principal responsável, talvez por, coitada, ser a mais velha...

Bordel quer trabalhadores para controlo de qualidade

 
Segundo o Mirror, um bordel de Berlim está a contratar trabalhadores que testem a qualidade dos seus serviços, sejam eles homens ou mulheres. O trabalho destes profissionais, que devem ser licenciados e poliglotas, consiste em testar a qualidade da higiene e da prática de sexo seguro.
Está na hora de emigrar para a Alemanha, rapaziada. Ainda por cima eu sou licenciado em Relações Sexuais Internacionais, curso tirado no ISCSP (Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas) que é apenas e só a antiga escola colonial e a melhor instituição onde se aprende Relações Sexuais Internacionais em Portugal.

Espanha gasta mais por preso do que por desempregado

 
Segundo o Minuto Digital, a Espanha, que tem a segunda maior população prisional da Europa (mais de 65 mil presos), atrás do Reino Unido, gasta mais com um recluso do que com um desempregado: 65 euros de custo médio por dia, o que dá uma média de 950 euros por mês (23.750 euros/ano), mais 524 euros que o subsídio de desemprego (o subsídio é de 1000 euros se o desempregado tiver um filho a seu cargo).
 
PS. Mais de metade dos prisioneiros são estrangeiros ou de origem imigrante.

terça-feira, 24 de março de 2015

"Macau, nunca vou-me esquecer"


O rapper brasileiro Gabriel Contino, vulgo Gabriel, o Pensador, esteve em Macau onde actuou no COTAI Arena, no Venetian, num concerto integrado no festival literário Rota das Letras. Em entrevista ao jornal Ponto Final, o artista, com uma ligação muito forte à Lusofonia, dedicou um rap improvisado a Macau em jeito de despedida (atenção que é preciso ser lido em português.br para os versos rimarem):  

No Ponto Final
Gabriel, o Pensador, rimando em Macau
Falando pros brasileiros, pro povo de Portugal
Foi muito maneiro estar aqui, alto astral
Gostei bastante, gostei demais
Festival literário rolou na paz
Sem stress, sem problema, sem crise
É isso aí, cumpádi, como eu já disse
Racismo é burrice e estamos todos juntos
O mundo é uma coisa só e esse é o assunto
A nossa união, confraternização
Gabriel, o Pensador, fazendo a improvisação
Sentado no sofá, é, deixa pra lá
Daqui a pouco eu pego o avião pra voltar
Vou voltar pra casa, é, pode crer
Mas daqui de Macau, nunca vou-me esquecer

Obras públicas do Estado Novo

video

  • Grande rede de edifícios escolares, a todos os níveis de ensino;
  • Aeroportos e remodelação de portos;
  • Novos hospitais, tribunais, e quartéis para o Exército, Marinha e Aviação;
  • Remodelação das estradas e construção de pontes;
  • Reparação de edifícios e monumentos nacionais;
  • Grandes barragens, quer de energia eléctrica, quer de irrigação agrícola e abastecimento público;
  • Florestação de várias serras sem árvores;
  • Planos de fomento;
  • Arranque do desenvolvimento, quer industrial, quer turístico (de início, com as pousadas; depois, com médios e grandes hóteis);
  • Etc.

PS. Quando o regime conseguiu pôr de pé a indústria e as infraestruturas, Portugal cresceu sem parar até 1974, tendo sido esse ano o ano de maior produção de sempre até o dia 25 de Abril. Mal a escumalha socialista tomou conta do poder, a economia sofreu logo um choque brutal da qual nunca mais recuperou e tem sido sempre a descer até agora o país estar como está, volvidos todos estes anos.

PS2. O Salazar bem que tinha razão em querer os "democratas" presos, pois é assim que devem estar os ladrões.

Militares da GNR agredidos numa festa

 
Mais uma festa africana, mais uma intervenção das autoridades que não terminou da melhor maneira... para as próprias autoridades. Dois militares da GNR de Alcabideche, em Cascais, foram agredidos por gente que participava numa festa no Bairro da Cruz Vermelha durante a madrugada de domingo e foram transportados para o hospital. Eles tinham sido para lá chamados por causa do barulho, pois pelos vistos continua a haver gente em Portugal que não cumpre a lei do ruído, e depois foi o que se viu.
Uma vez mais, um episódio vergonhoso em que os criminosos fazem o que querem e as autoridades se lixam no cumprimento do seu dever. Tivessem as autoridades feito alguma coisa como deve ser, aí já haveria "abuso da autoridade", enfim. E ainda existem bestas quadradas que querem que os polícias e os militares da GNR andem desarmados...
Ainda falta muito para haver mais gente com saudades dos tempos da ditadura onde pelo menos havia segurança?

Há 10 anos que querem que um morto pague o IMI

 
O casal Ramos está há uma década a receber notificações da Autoridade Tributária e Aduaneira para que o seu filho, Manuel Ramos, falecido em 2005, pague o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) por causa de um terreno transferido para o património da família. A última notificação que o casal recebeu foi no Dia do Pai e o valor do pagamento era de 12,48 euros. "Tenho uma saudade muito grande do meu filho. Chegar a casa no Dia do Pai e receber esta carta é uma tristeza muito grande", disse Manuel Ramos, o pai. "Com tanta lista que se fala de pessoas que não pagam impostos, andam a mandar notificações para pessoas que já faleceram há 10 anos. É uma tristeza muito grande", desabafou. Os serviços de Finanças continuam com o problema por resolver, vá-se lá saber porquê.

Viagem de finalistas sem drogas...

 
... pelo menos à partida. A GNR revistou os cantos de todas as centenas de autocarros cheios de estudantes finalistas nas fronteiras com a Espanha, país tradicionalmente escolhido para esse efeito (Lloret del Mar, principalmente), para ver se encontrava substâncias ilegais. "Fomos avisados desta fiscalização", afirmou Francisco Pires, de 17 anos, ao CM.
O problema é que também há droga nos pontos de chegada. Os dealers que o digam.

Pizza para o Papa

video

Em Nápoles, Itália, o dono do restaurante Don Ernesto conseguiu chegar ao Papamóvel para entregar ao Sumo Pontífice uma pizza. Este aceitou de bom grado a oferta do senhor Antonio Greco.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Buy Buy


A actriz e cantora Corinna Chamberlain é uma das actuais sensações de Hong Kong. Natural dessa antiga colónia britânica, Chan Ming Yan (陳明恩), como é conhecida em chinês, tem 32 anos, é filha de pai neozelandês e mãe australiana que foram parar a Hong Kong por serem "missionários" duma seita qualquer protestante, fala fluentemente o cantonês e alcançou o estrelado depois de ter participado numa série do canal TVB no início do ano 2013. A canção que se segue, Buy Buy, é do ano passado.

video

Notas soltas


A Liga NOS está relançada: nós perdemos em Vila do Conde por 1-2 no sábado depois de termos chegado a estar em vantagem logo aos cinco minutos de jogo! Sim, é verdade, aconteceu mesmo isso no Estádio dos Arcos e o Rio Ave lá conseguiu vingar-se da derrota na final da Taça de Portugal na época passada, no jogo da Supertaça no início desta época e também da derrota no Estádio da Luz na primeira volta. Para a história fica o facto de termos jogado pouco e o Rio Ave, que não fez mais do que nós, ter conseguido chegar à vitória contra todas as expectativas, com o segundo golo vilacondense a chegar já aos 94 minutos de jogo. O Luisão foi expulso aos 75 minutos e, para camuflar a nossa má exibição, o Jorge Jesus preferiu dizer que ainda estamos em primeiro lugar. Quanto ao Rio Ave, os seus jogadores vão receber o prémio de jogo em duplicado, prometeu o seu presidente, Silva Campos.


No final do jogo, algumas dezenas de adeptos descontentes enfrentaram o capitão e o treinador quando a equipa se dirigia para o autocarro. Apesar de ainda estarmos em primeiro lugar e de termos a vantagem de três pontos sobre os corruptos do fcp (que na verdade até são quatro pontos) porque estes não souberam aproveitar-se do nosso percalço e empataram a uma bola na Madeira com o Nacional, diz a verdade que a nossa vantagem já foi bem mais folgada. E o pior é que agora também eles já dependem apenas deles próprios para serem campeões, como muito bem disse o Lopetegui. Pelos vistos não está a crescer nenhuma "onda vermelha", mas antes um "alerta vermelho".
 

Já no basquetebol estamos novamente de parabéns porque voltámos a demonstrar que não há pai para nós ao conquistarmos mais uma Taça de Portugal, a 20.ª em 66 edições, batendo, na final no Pavilhão Multiusos de Fafe, o BC Barcelos por 88-87 após dois prolongamentos.


Voltando ao futebol, e ao contrário do que se passa em Portugal, em Macau continuamos sem dar hipóteses rumo à revalidação do título de campeão do território. Ontem no Estádio de Macau, na Taipa, goleámos a equipa dos bófias por 6-1. A jornada da Liga de Elite, que voltou após os compromissos da selecção de Macau depois de também já ter estado parada por causa da celebração do Ano Novo Chinês, ficou também marcada pela vitória do Sporting de Macau sobre o Monte Carlo contra todas as expectativas: o francês Gaspard Laplaine foi o autor dos dois golos vitoriosos lagartos, ajudando-nos a afastar os canarinhos da luta pelo título.


Na Liga Espanhola, o Real Madrid foi derrotado pelo seu eterno rival em Camp Nou por 1-2 e já ficou a quatro pontos da liderança. Mesmo tendo jogado com personalidade (o Ronaldo foi o melhor jogador em campo), a equipa madridista não foi capaz de contrariar a eficácia dos culés, que marcaram primeiro por Mathieu aos 19 minutos. O português natural da Madeira empatou o jogo aos 31 minutos, mas a sorte do clássico acabou por sorrir aos da casa quando Luis Suárez sentenciou a partida aos 56 minutos.


Num jardim zoológico em Shenzhen, na China, um cavalo que puxava uma carroça com quatro visitantes caiu e morreu à frente de toda a gente. A instituição recebeu imensas críticas de que o cavalo estava extremamente magro e fraco por causa da negligência dos profissionais do local que o sujeitavam a imenso trabalho, vindo a morrer na 12.ª vez que puxou a carroça com visitantes nesse dia. Os funcionários do Zoo defenderam-se dizendo que o animal morreu com um ataque cardíaco, coisa que também afecta os cavalos.
 

Não foi à primeira, nem à segunda, nem à terceira, mas sim à... 960.ª! Foi este o número de tentativas que a senhora sul-coreana Cha Sa-soon, de 69 anos, precisou para tirar a carta de condução. É de louvar a sua persistência e também o dinheiro que já gastou só para poder conduzir.
 

Morreu o antigo primeiro-ministro e fundador da cidade-Estado de Singapura, Lee Kuan Yew, aos 91 anos de idade devido a uma pneumonia grave. Foi este grande homem que, liderando a Singapura de 1959 a 1990 (31 anos no poder! E, sim, a Singapura é uma democracia, tendo o Partido de Acção Popular governado durante mais de 50 anos) após se ter libertado do império britânico, tornou a cidade-Estado num dos "tigres asiáticos" e numa sociedade civilizada, próspera e ordeira.


O provável futuro primeiro-ministro português, António Costa, mentiu ao afirmar em Barcelos que Portugal andou "muitas décadas para trás" nos últimos quatro anos no que diz respeito à produção de riqueza, de emprego e do investimento privado. Acontece que o "mérito" pelos atrasos cabe precisamente ao seu partido, o Partido Socialista, e ao seu camarada prisioneiro José Sócrates, mas estou em crer que nada disso vai fazer mudar a decisão dos eleitores imbecis que preferem ver Portugal voltar a andar para trás do que continuar a "aturar" o Passos Coelho.


Um estudo do USA Today afirma que Portugal é o melhor país europeu para visitar. Para justificar esta afirmação foram analisados vários factores, como as aldeias históricas (como a de Piódão), o clima e as praias, os monumentos (como os castelos medievais), a rica e boa gastronomia e os longos anos de história e de tradição. Atrás de Portugal ficaram estes nove países na lista dos top 10: Itália, Áustria, Alemanha, Reino Unido, Espanha, Irlanda, França, Islândia e Suíça.