sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

All Hallow's Eve

 
Não vai haver Blogue do FireHead este fim-de-semana que é prolongado. Aqui em Macau o Dia de Todos os Santos (Festum Omnium Sanctorum), celebrado em memória de todos os santos e mártires da fé cristã, não é feriado, mas curiosamente o Dia dos Fiéis Defuntos é. E como este ano o dia 2 de Novembro calha num domingo, na próxima segunda-feira há tolerância de ponto. Tal deve-se ao facto dos chineses terem imenso respeito pelos mortos, o que faz com que aqui em Macau, para além dos dias relacionados com os mortos para os chineses (Cheng Ming e Chong Yeong, respectivamente em Abril e em Outubro), o dia católico dos finados também seja um feriado público.
Desejo a todos uma boa Solenidade de Todos os Santos!

Membros de gangue detidos após 'selfies' com drogas e dinheiro

 
Jovens alógenos membros de um gangue de tráfico de drogas com nomes como Sophian Chlayra, Zakaria Chentouf, Ahmed Mahomud, Fouad Soussi ou Yousif Mahomud (muçulmanos?) foram presos e condenados por um tribunal de Isleworth, em Inglaterra, depois de os investigadores terem encontrado nos seus telemóveis fotografias em que eles aparecem a exibir-se com sacos de droga e dinheiro. Infelizmente todos eles apanharam penas muito levezinhas, como pena de prisão que nem chega sequer a um ano ou internamento numa instituição para jovens delinquentes.
Aqui temos mais um fantástico contributo da presença maciça de gente de origem imigrante que não interessa a ninguém e muito menos à civilização ocidental.

Greve de sexo para acabar com a guerra

 
O Sudão do Sul, o país mais novo do mundo, está em guerra civil já há vários meses. Como tal, quase 90 mulheres activistas sul-sudanesas, entre elas deputadas, decidiram apresentar na cidade de Juba uma proposta de greve de sexo para que os homens parem de lutar. Uma das sugestões foi "mobilizar todas as mulheres do Sudão do Sul para que neguem aos maridos os direitos conjugais até que consigam estabelecer a paz". A guerra civil sul-sudanesa, que eclodiu em finais de 2013, já provocou milhares de mortos e dois milhões de refugiados nesse país que se separou do Sudão em 2011.
Francamente, foi para isso que esses gajos quiseram a independência?? Faz-me lembrar os angolanos que, depois de terem conseguido acabar com o jugo colonial português, começaram a matar-se uns aos outros naquela que foi a guerra civil mais longa da história africana.

Chinesa oferece sexo em troca de passeios de borla

 
A jovem chinesa Ju Peng, de 19 anos, anda a oferecer noites de sexo a homens bonitos, altos e ricos com menos de 30 anos se estes oferecerem transporte para a sua cidade, pagarem as despesas e serem generosos. "Podem passar a noite inteira comigo, ter a minha total atenção e podem mostrar a todos a companhia de uma miúda gira", escreveu assim Ju Peng, que quer procurar "namorados temporários", num anúncio na rede social chinesa Weibo. Trocando por miúdos, a rapariga oferece-se a si própria em troca das despesas quando está a viajar. "É como andar à boleia. Não há nada que ter vergonha", assegurou.
Não passa no fundo duma puta. A diferença é que não se paga directamente pelo serviço que presta.

Actriz porno abusada e de pernas partidas

A actriz pornográfica russa com o nome artístico Lola Taylor, de 22 anos, foi convidada por dois homens para uma entrevista sobre um novo filme num prédio em Yasenovo, Moscovo, e acabou atacada e violada durante horas. Não havia afinal filme nenhum e os violadores, Dmitry Kosenkov, de 30 anos, e Maksim Pilipenko, de 33, abusaram da loira que foi bibliotecária. Lola só conseguiu escapar depois de ter saltado da varanda do terceiro andar do prédio, tendo partido as pernas. Um homem que estava a passear o seu cão, Blasius Vonigradov, de 54 anos, encontrou a rapariga ensanguentada, inconsciente e com a roupa rasgada e chamou imediatamente a polícia e uma ambulância. Um porta-voz da polícia disse que Lola estava muito mal depois de ter sido abusada durante horas antes da queda. Os violadores já foram detidos, podendo agora enfrentar uma pena de cadeia de até 30 anos.

Competição entre quem olha melhor para o nada

 
Segundo o site Kotaku, Seul, a capital sul-coreana, organizou um concurso bastante insólito: o campeonato entre quem "olha melhor para o nada", realizado num parque. Os concorrentes tinham que se esforçar para parecer que não tinham interesse por absolutamente nada, parecendo "aéreo" durante três horas, sem fazer movimentos bruscos e mantendo o coração a bater a um ritmo baixo. A vencedora acabou por ser uma menina de 9 anos (na foto) que, garantiu a sua progenitora, costuma "estar longe" durante as aulas. Os organizadores do concurso realçaram que o objectivo era mostrar a importância duma paragem para escapar à correria louca do dia-a-dia ("dia a dia", sem hífens, passou a ser a forma "correcta" de escrever segundo a imposição do Aborto Ortográfico).
Se tivesse participado nesse concurso algum alentejano, de certeza que a menina não teria hipóteses nenhumas...

Traje sexy de enfermeira do Ébola

 
A propósito do dia das bruxas, que é "celebrado" hoje, um falso traje de enfermeira do Ébola, a doença que já matou milhares de pessoas em África, foi colocado à venda na Internet e provocou a indignação das pessoas nas redes sociais.
Que brincadeira de mau gosto. Bom, se formos a ver bem a coisa, a "celebração" do dia das bruxas não deixa de ser isso mesmo, uma brincadeira de muito mau gosto. Afinal de contas, os pagãos (principalmente neopagãos celtas e wiccanos) que celebram esta porcaria, à qual chamam Samhain e que marca o fim da época da colheita e o início do Inverno, a "metade negra" do ano, conferindo a esta data um simbolismo irracional e satânico, não podem ser de maneira nenhuma levados ser a sério numa verdadeira civilização de gente...

Petição para salvar Asia Bibi

 
Eu já tinha chegado a falar em 2010 do caso da paquistanesa católica Asia Bibi, condenada à morte por um "crime de blasfémia" (ofensa contra o pseudo-profeta Maomé) que aconteceu em 2009 depois de a terem tentado converter à seita idolátrica islâmica.
Aqui está a petição, que já é a quarta desde 2010, para salvarmos a vida dela. Peço-vos a todos o favor de a assinar.

quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Opiniões Benfiquistas

O QUE É ESTA MERDA... DIGAM-ME? (A BRONKOSFERA & CIA)
 

O quê? Já depois de meados de Outubro e o campeão líder isoladíssimo do campeonato?!? Não pode ser... era urgente fazer qualquer coisa. E como vimos no jogo de ontem em Braga, não custa nada... (O Antitripa)
 
NEM UM «TUSTO» PARA GENTE INÚTIL. ROUBO FOI EM TURIM COM A VIGARICE DURANTE O JOGO E APÓS O JOGO. NO DESEMPATE ONDE ELOGIAM UM BETOTEIRO (Em Defesa do Benfica)
 
Os mais recentes adeptos do mundo (Gordo, vai à baliza!)

Emparelhamento gay em prisão brasileira

A nova estrela da novela da vida real brasileira
A brasileira Suzane Von Richthofen foi condenada em 2006 a 39 anos e seis meses de prisão por ter matado os seus próprios pais em 2002. Filha de gente rica, Suzane planeou matar os seus pais juntamente com o seu namorado e o irmão deste porque os progenitores ameaçaram-na com o corte da mesada se ela não deixasse o seu namorado, Daniel Cravinhos, que era um xunga que não estudava nem trabalhava (a tal história dos paizinhos ricos que não querem que as suas filhas se interessem por gajos que não tenham o mesmo estatuto social) e com quem já namorava há três anos.
 
Uma família destruída por causa dum xunga
Daniel apanhou também 39 anos e seis meses de prisão enquanto que o seu irmão Cristian tem menos um ano para cumprir. Em 2011, o irmão da Suzane, Andreas, conseguiu fazer com que ele ficasse também com metade da herança que lhe era destinada. Suzane, de 30 anos, já anunciou este ano que abre mão da sua herança.
 
O amor entre um xunga e uma rica
Mas ei, a história desta posta começa precisamente aqui: na prisão de Tremembé, no interior de São Paulo, Suzane conheceu Sandra Regina Gomes, condenada a 27 anos por sequestrar uma empresária, e o amor gay surgiu. A agora fufa de origem germânica tinha inclusive conseguido o regime semiaberto que tentava obter desde 2008 para poder ter umas saídas da prisão, mas acabou por prescindir dele para poder estar com a sua mais que tudo numa ala das reclusas "casadas", onde vivem outros oito casais lésbicos. Sim, Suzane tornou-se fufa e "casou-se" com a Sandra, um acontecimento que está a "emocionar" o Brasil (a emocionar? Então porquê, pá?!) e que já originou diversas piadas na Internet, nomeadamente adaptações no cartaz da série "Orange is The New Black".
 
Esta é a Sandra, mais conhecida por Sandrão!
O emparelhamento fufo deu-se em Setembro quando as duas assinaram um documento de relacionamento afectivo. Sandra chegou a estar "casada" com Elize Matsunaga, outra detida da penitenciária que ficou famosa por matar e esquartejar o seu marido de origem japonesa, Marcos Kitano Matsunaga, o chefe da indústria alimentar Yoki, em 2012. O relacionamento destas duas fufas terá terminado precisamente por causa da Suzane. As três trabalhavam na fábrica de roupas da prisão, chefiada pela Suzane, e o triângulo amoroso destruiu a amizade entre as três.
 
A Suzane tornou-se pastora? LOL!
A vida de Suzane mudou muito atrás das grades. Antes de conhecer a Sandra, ela tornou-se protestante duma seita qualquer (certos órgãos da comunicação social brasileira afirmam que ela até se tornou pastora), isso depois de ter estudado Direito numa universidade católica (portanto, era mais uma católica da treta), e conselheira de reclusas da prisão de Tremembé. Aliás, antes de se juntar à Sandra, Suzane vivia na ala das "evangélicas" (um eufemismo muito usado no Brasil para os protestantes). E consta que antes deste seu novo "amor", Suzane sempre despertou interesses e paixões por outras penitenciárias por onde passou. Em Rio Claro, duas funcionárias do presídio apaixonaram-se por ela, dando-lhe algumas regalias como o acesso à Internet. Em Riberão Preto, um promotor do Ministério Público foi acusado pela Suzane de assédio sexual. Suzane é considerada pelas reclusas a "Marcola de saias" por causa da forma como consegue persuadir as pessoas.
 
Prisioneira, pastora e lésbica
E pronto, o meu blogue já partilhou convosco mais uma bombástica notícia.

O amputado da Men's Health


A revista Men's Health escolheu o veterano de guerra norte-americano Noah Galloway, de 33 anos e com uma perna e um braço amputados, como o homem com o melhor físico do mundo do próximo mês. Noah perdeu a perna e o braço esquerdos numa explosão no Iraque em 2005 e desde então decidiu dedicar-se em exclusivo aos treinos, tornando-se num exemplo de superação e sacrifício. Actualmente Noah, que é pai de três filhos, faz voluntariado em várias instituições de beneficiência dedicadas aos veteranos de guerra.

O primeiro presidente africano branco pós-Apartheid

 
20 anos depois do fim do Apartheid, a África voltou a ter um país com um presidente branco. Trata-se de Guy Scott, o novo presidente da Zâmbia, ainda que apenas por 90 dias devido à morte do presidente Michael Sata, de 77 anos, por causa não revelada num hospital de Londres. Guy Scott, que sucedeu ao presidente sul-africano branco Frederik de Klerk, era o vice-presidente da Zâmbia, como já aqui chegou a falar este blogue, e ocupa agora o novo cargo apenas por três meses porque a Constituição da Zâmbia impede que alguém com pais nascidos no estrangeiro - na Escócia, no caso do Guy Scott -, se candidate à presidência. "Não vou ser candidato a presidente porque a Constituição não o permite", disse Guy Scott, de 70 anos e natural da Zâmbia. "Houve esforços de muitas pessoas para eu ser afastado, mesmo quando o presidente decidiu manter-me", acrescentou.
Deixem a porcaria do racismo e mudem já a Constituição, seus zambianos racistas duma figa! Nos Estados Unidos também já há um presidente mulato, pá!

Do suicídio da nossa cultura e ciência

Há sempre quem goste mesmo a sério do multiculturalismo

 
Esta notícia é dedicada aos esquerdistas apátridas amantes do multiculturalismo selvagem: Londres, a capital cosmopolita do Reino Unido, faz com que quem lá viva tenha a experiência do mundo inteiro. É isso que afirmam os portugueses Hugo Pinto, um dentista em Cambridge, Diana Alves, uma cientista a viver em Bath, e a cônsul de Portugal na capital britânica, Joana Gaspar. Em Londres vivem cerca de 200 mil portugueses, para além duma porrada de gente doutras nacionalidades como polacos, romenos, espanhóis, italianos, búlgaros, húngaros, franceses, lituanos, irlandeses, paquistaneses, chineses, checos, nigerianos, alemães, australianos e gregos - um autêntico melting pot. "Os meus filhos frequentam uma escola pública de Londres, no ensino básico, chegaram sem falar uma palavra de inglês e foram logo colocados numa escola que recebe muitos estrangeiros, o que é positivo", disse a cônsul, de 39 anos, certamente beneficiando precisamente do facto de ser uma cônsul. Os três portugueses consideram-se "cidadãos do mundo" e, juntamente com todos os outros portugueses que trocaram o seu país pelas terras de "sua majestade", ainda não temem aquilo que David Cameron poderá fazer em relação à imigração.
Eu tenho a certeza absoluta que esses três portugueses não vivem em bairros controlados por muçulmanos que têm a lei da sharia (estou-me a lembrar assim de repente de Tower Hamlets) ou em bairros africanizados como por exemplo Hackney ou Brixton, esses resultados do multiculturalismo no Reino Unido. O multiculturalismo é muito bom e bonito, sim senhor e tal, mas isso é quando as pessoas não se tornam vítimas dele. Apesar de haver cada vez mais britânicos nativos a queixar-se dos inúmeros problemas provocados pelo multiculturalismo, principalmente devido aos muçulmanos e demais terceiro-mundistas com culturas completamente hostis à matriz civilizacional ocidental, a propaganda esquerdista tem que continuar, nem que para isso precisem de camuflar os cada vez mais frequentes casos de racismo e xenofobia por parte dos nativos que surgem precisamente contra o racismo e xenofobia imigrantes contra os nativos. Ou então, quando o fazem, é apenas para falarem das "maldades" cometidas contra os coitadinhos dos imigrantes, com todo o apoio das organizações esquerdistas tipo SOS Racismo, e escondem convenientemente aquilo que não querem que o povo saiba, que é para as pessoas não se tornarem "racistas", "xenófobas", potenciais eleitores de partidos nacionalistas, etc. Existe todo um guião que está a ser seguido e que já nada tem a ver com a realidade. É por estas e por outras que eu apoio incondicionalmente os nacionalistas do Ukip e espero que, enquanto eles não tomarem o poder no Reino Unido, o Cameron saiba dar (alguma) conta do recado enquanto ainda é tempo.

quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

Alguns pastores anglicanos admitem que Deus não existe!

 
Uma sondagem feita pelo YouGov e pela Universidade de Lancaster revela que 2% do "clero" anglicano admitem que Deus não existe! Dezenas de pastores dessa seita criada por causa dum capricho do rei Henrique VIII no século XVI afirmam que não têm a certeza se Deus é algo mais que uma "construção humana".
Infelizmente também deverá haver com certeza padres que pensam de maneira igual ou parecida, pois o que não falta são padrecos modernistas hereges que duvidam ou rejeitam os dogmas da Igreja Católica, como é por exemplo o caso do Pe. Anselmo Borges. Ficamos é sem saber muito bem como e porquê é que essa gentalha consegue ser sequer "cristã". O Anticristianismo mais perigoso é precisamente aquele que vem de dentro da Igreja que nem um cavalo de Tróia.

 
Diz o insensato no seu coração: Não há Deus (Salmos 14:1).

Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho (Actos 20:29)

«Massacre na Escola»

 
A discoteca macaense Cubic, localizada no casino City of Dreams, decidiu chocar aqui a malta lançando como tema da festa de Halloween, na próxima sexta-feira, "Massacre na Escola", isso numa altura em que o tema da violência nas escolas é cada vez mais sensível. A campanha, com letras simulando sangue, promete que esta será "a última aula que vais ter". Como é óbvio, a campanha provocou as suas reacções: o professor e criminologista da Universidade de Macau, Spencer Li, ficou indignado com o tema "preocupante e muito sensível" porque as "histórias das crianças que são abusadas, violadas e mortas nas escolas são reais". A estudande Joanna Leng afirmou que "ver crianças que são vítimas das perturbações mentais de algumas pessoas é assustador e revoltante" apesar de ser "um tema fictício" que se limita à utilização de zombies. A Cubic defendeu-se dizendo que "apenas pretende celebrar a época festiva".
Época festiva? O quê, o Halloween? Mas a verdadeira festa da época é no dia 1 de Novembro, que é o Dia de Todos os Santos. Halloween significa precisamente "a véspera do Dia de Todos os Santos" (a palavra Halloween vem de All Hallow's Eve), logo não tem nada a ver com máscaras, mortes, bruxas ou espíritos (como erradamente nos querem fazer crer). E celebrar a véspera de alguma coisa é de facto um espanto. Nada como fazer uso do mau gosto para agradar a pacóvios. Ainda assim, quem quiser ir para a palhaçada no Cubic, que esteja à vontade. Se for do sexo feminino, a entrada é gratuita. Caso contrário terá que pagar 250 lecas (cerca de 25 euros), pois é preciso haver sempre discriminações à base do género em toda a parte... e trick or treat (que em português se diz "doçura ou travessura")!

Rixa entre «jovens» no Cacém

 
Uma rixa entre quatro «jovens» no Cacém, concelho de Sintra, provocou um morto e dois feridos, um dos quais em estado grave. A rixa deu-se dentro do café Três Espigas, na rua D. Maria II, na noite de terça-feira.
Dá para saber qual é a raça/etnia/proveniência/background cultural dessa gente? Para quem não sabe, o politicamente correcto usa a palavra «jovens» como um eufemismo...

Suíça atacada por eritreu

E não foi na Eritreia, mas sim em Aargau, na Suíça. Rahel K., de 30 anos, foi atacada pelo imigrante africano com estatuto de refugiado quando estava quase a entrar em casa, no passado dia 1 de Outubro, depois de voltar de comboio. O alógeno seguiu-a até casa e abordou-a perguntado-lhe se sabia falar inglês. Rahel respondeu-lhe em alemão dizendo-lhe que fala alemão. O eritreu, que chegou à Suíça via Itália (viva o acordo de Schengen!) e que estava a viver num hotel às custas dos contribuintes, disse-lhe que ela é sexy e começou a atacá-la, puxando-lhe o cabelo e agredindo-lhe a cara. A violação só não se deu porque um automóvel se aproximou dos dois. O alógeno está presentemente em prisão preventiva por três meses e Rahel, que diz temer que ele seja libertado, já lançou um apelo às pessoas e às autoridades: "Esta é especialmente para os políticos. Precisamos de agir. Não só em Aargau. Há muita gente que nem se atreve a andar à vontade na rua, e não só de noite! Isto não pode e não deve ser assim. O agressor tirou a minha liberdade. Tenho sempre a sensação de estar a ser perseguida".
Em 2010, foi aprovado em referendo que a Suíça ia passar a expulsar automaticamente imigrantes criminosos. Resta saber se o mesmo princípio se aplica em relação aos refugiados, e isso enquanto o apoio aos nacionalistas do Partido do Povo Suíço (Schweizerische Volkspartei - SVP) não parar de crescer, a bem dos helvéticos...

Há que integrar os jihadistas que regressam!!

 
A fantástica Dinamarca parece querer ser um país completamente atrasado: os jihadistas dinamarqueses ou imigrantes residentes no país que tinham ido juntar-se ao Estado Islâmico (EI) e que regressaram são acolhidos de braços abertos! Nenhum jihadista regressado foi preso porque a palavra (ou as palavras) de ordem é "integrar, integrar, integrar". Esses estão a receber acompanhamento psicológico e a ser oferecidos trabalho ou vagas em escolas e universidades (condições bem melhores que as que são dadas aos cidadãos dinamarqueses, aposto!). E estamos a falar do país que produziu mais jihadistas per capita do que qualquer outro! "Eles estão a ser demasiado brandos e não estão a ser capazes de ver o problema", disse Marie Krarup, uma influente deputada do Partido do Povo nacionalista dinamarquês (Dansk Folkeparti - DF), a terceira força política do país. "O problema é o islão. O islão em si é radical. Não é possível integrar um número muito grande de muçulmanos num país cristão", acrescentou.
É oficial: não há algo de podre no reino da Dinamarca, o reino da Dinamarca é que está completamente podre!!
A solução é o Partido do Povo Dinamarquês. Que cresça cada vez mais.

Ukip dispara

 
O partido nacionalista britânico Ukip, ao contrário do BNP (que tem o mesmo discurso do coitadinho de certas pessoas que se afirmam "nacionalistas"), voltou a subir nas sondagens por causa dos 2,1 mil milhões de euros de contribuição que o Reino Unido tem de pagar para o orçamento comunitário no dia 1 de Dezembro, surgindo com 19% das intenções de voto num inquérito telefónico realizado pelo instituto ComRes e publicado pelo The Independent (uma subida de quatro pontos em relação ao mês passado, superando em um ponto o recorde anterior do partido liderado pelo eurodeputado Nigel Farage registado em Junho). Os conservadores - o partido de David Cameron, que já garantiu que o Reino Unido "não pagará dois mil milhões de euros a ninguém a 1 de Dezembro", incorrendo no pagamento de multas impostas pela maçónica Comissão Europeia de Durão Barroso - subiram apenas um ponto, para os 30%, igualando os trabalhistas esquerdistas do Labour de Ed Miliband, que caíram cinco pontos. Este foi o primeiro estudo do ComRes desde que Douglas Carswell, um dissidente dos conservadores, venceu as eleições intercalares na circunscrição de Clacton pelo Ukip. Por causa da ascensão do Ukip, já há conservadores a defender o controlo da imigração e o eurocepticismo. Sendo assim, e ainda bem, quem fica a ganhar é o povo britânico.

terça-feira, 28 de Outubro de 2014

Vídeo do BNP censurado

O vídeo que se segue, de propaganda do Partido Nacionalista Britânico (BNP - British National Party), foi censurado pela BBC, que é como todos nós sabemos a televisão estatal britânica. O vídeo não faz nenhuma incitação à violência e ao ódio - ele relata unicamente a realidade (islamização, pedofilia islâmica, parasitas sociais alógenos, etc.)!
A liberdade de expressão por terras de "sua majestade", outrora uma gloriosa nação, parece estar cada vez mais a caminhar nas ruas da amargura.
 
video
 
O vídeo começa com uma afronta ao partido nacionalista melhor colocado no Reino Unido, o Ukip (UK Independence Party), por este não estar contra a imigração (há gente que quer mesmo acabar com a imigração, o que é algo utópico e besta também). É claro que o Ukip não é contra a imigração, mas sim a favor do controlo da mesma, o que está certo (o seu líder, Nigel Farage, foi a favor do acolhimento dos cristãos sírios no Reino Unido em 2013, algo que foi rejeitado pelo Parlamento britânico!) e por acaso é o mesmo que defende o BNP (desde, com certeza, que o povo britânico se mantenha como o povo dominante no Reino Unido), embora o vídeo dê a entender que o BNP é completamente hostil à imigração.
Tudo serve, de facto, para fazer propaganda, nem que seja pisar os outros. A única coisa que se aproveita do BNP é o facto de ser anti-islâmico. Mas isso também o Ukip é e ainda bem.

Pai apedreja a própria filha

Soube através do blogue Lura do Grilo que, algures no mundo islâmico, uma mulher acusada de adultério foi condenada à morte por apedrejamento à frente do seu pai. Este participou também na lapidação, com a graça de Alá!
 

 
Vamos respeitar os muçulmanos por serem assim, pois a nossa cultura não é de maneira nenhuma superior à deles porque senão estaremos a ser racistas à luz do multiculturalismo defendido pelo politicamente correcto.

Allahu Akbar, Frente Nacional!

 
Foi detectado (talvez apenas mais) um cavalo de Tróia na Frente Nacional (FN): o jovem deputado do partido em Noisy-le-Grand, Maxence Buttey, de apenas 22 anos, converteu-se ao islão e pede para que os seus camaradas façam o mesmo, pois diz ele que a FN e o islão têm muito em comum. "Claro que alguns dos meus eleitores vão ficar desiludidos com a minha escolha", disse Maxence ao jornal Le Parisien. "Ambos (o islão e a FN) são diabolizados e muito distanciados da imagem que os média dão. Como o islão, a Frente Nacional defende os mais fracos. O partido denuncia as taxas exorbitantes de juro da dívida do nosso país. E o islão é contra a prática da usura", esclareceu o ex-católico, que pelos vistos de católico a sério nada tinha porque senão não teria apostatado e convertido à idolatria do deus pagão lunar árabe de Meca através de um colega da faculdade e do imã de Noisy-le-Grand durante uma campanha pela FN (deve ter-se esquecido logo que a FN é anti-islamização). "Quando li o Corão de maneira aprofundada, compreendi que esta religião é mais aberta" (terá ele lido mesmo bem o Corão?). A sua conversão já gerou diferentes reacções na FN: o vice-presidente do partido, Florian Philippot, disse à RTL que o partido não é lugar para assuntos do domínio da convicção pessoal e da fé. Didier Laubane, outro representante eleito do partido, disse à Metro News que se está "nas tintas para a conversão dele", mas perguntou: "Buttey é realmente influenciável, quem diz que não vai tornar-se terrorista?" Já Jordan Bardella, o secretário-geral do departamento da FN em Seine-Saint-Denis, foi mais longe e, pelo menos para já, suspendeu Maxence da sua posição num comité. A FN não tem poder para retirar Maxence das suas funções, isso segundo o jornal The Telegraph.
Pois é, caros amigos, então e agora? Esse Maxence já deixou de ser um nacionalista francês por se ter tornado islâmico? É que ele continua com a mesma cor da pele que tinha quando era "católico" (os que defendem a raça/etnia acima de qualquer coisa na questão identitária têm aqui uma boa bota para descalçar)... E, já agora, infelizmente esse imbecil traidor da civilização ocidental não é o primeiro que se diz nacionalista a converter-se ao islão. No ano passado, o antigo vice-presidente do partido nacionalista holandês, o Partido da Liberdade (PVV), também tinha começado a adorar o ídolo Alá de cu para cima...

Mais um estudo científico que confirma a vida após a morte

 
Depois da investigação dos cientistas da Universidade Técnica de Berlim, um grupo de pesquisadores da Universidade de Southampton (Reino Unido) também afirmou que encontrou uma prova, "a primeira", de que existe vida depois da morte. Essa descoberta, baseada em 2000 casos de pessoas que sofreram paragens cardíacas e que fala sobre um suposto estado de consciência após cessarem as funções do cérebro, demonstrou que 40% dos que sobreviveram relataram ter experimentado alguma consciência entre o momento da sua morte clínica e o reinício do funcionamento do coração. Um das pessoas estudadas, um homem de 57 anos, disse que viu de fora do seu corpo os médicos a renimá-lo e certos detalhes do depoimento foram confirmados pelos profissionais que o atenderam enquanto ele estava clinicamente morto. Neste caso, e em muitos outros, a consciência manteve-se, surpreendentemente, por, no mínimo, três minutos depois de o coração parar, enquanto o cérebro costuma morrer após 20 ou 30 segundos. O director de pesquisa, Sam Parnia, explicou que muitas outras pessoas podem ter testemunhado directamente esse facto. No entanto, por mais estranho que pareça, tê-lo-iam atribuído a uma ilusão.
Pode ser que surjam mais investigações científicas em relação a isso para confirmar que a religião não é o ópio do povo.

Nem uma 3.ª guerra resolveria o problema do excesso de população

 
Apesar das baixas taxas de natalidade registadas no Ocidente, o crescimento populacional no mundo está a atingir anualmente valores muito elevados, afirma um estudo da Universidade de Adelaide, na Austrália. Existem actualmente mais de 7 mil milhões de pessoas na Terra, prevendo-se que no início do próximo século haja pelo menos 12 mil milhões. Mesmo uma guerra mundial, uma catástrofe natural planetária ou a adopção duma política de um filho por casal como acontece na China (política essa que nem sempre é respeitada, diga-se de passagem), a população não se reduziria significativamente no próximo século. A sobrepopulação trará problemas sérios nomeadamente no que diz respeito à exaustão de recursos naturais.
Parece que o Thomas Malthus sempre tinha razão...

Jovens morrem em fuga à polícia

 
Quatro jovens que seguiam num Opel Corsa cinzento sofreram um acidente fatal na sequência duma fuga depois de não terem parado em duas operações Stop da PSP, na Avenida da Índia e na rotunda de Algés, em Lisboa. Do brutal acidente no acesso da CRIL à A5 (o carro embateu violentamente num pinheiro), no sábado passado, só sobreviveu um, Miguel Pinto, o condutor de 26 anos. Ele e o André Duarte, de 23 anos, a Marta Lima, de 19, e a Ana Caseiro, de 20, estiveram num espaço de diversão nocturna antes de desrespeitarem as operações Stop, tendo muito possivelmente andado a beber e/ou a consumir substâncias psicotrópicas, coisa que os exames toxicológicos vão confirmar. Nas redes sociais está ainda a decorrer neste momento uma manifestação de pesar aos falecidos. O pai do André chegou mesmo a colocar uma homenagem emotiva ao seu filho dizendo que o ama e que devia ter estado lá no lugar dele para morrer por ele. O sobrevivente é açoriano e guarda-redes de futebol que já chegou a jogar em vários clubes de divisões secundárias em Portugal e que ficou internado no Hospital de Santa Maria devido a múltiplas fracturas no tórax. Por sua vez, o Comando Metropolitano de Lisboa garantiu que não houve nenhuma perseguição. "Não as fazemos por causa do perigo para terceiros", sublinhou um porta-voz policial.
As mortes são sempre de lamentar, mas aqui o irónico é quem ia a conduzir ter-se safado. Da próxima vez que conduzir pode ser que já pare sempre nas operações Stop...

segunda-feira, 27 de Outubro de 2014

Dilma continua a ser a "presidenta"

 
Dilma Rousseuf voltou a ser eleita como presidente da república brasileira, desta vez com 51,64% dos votos, contra os 48,36% de Aécio Neves, o candidato do Partido da Social Democracia Brasileira. Foi o "tetra" para os esquerdistas do Partilho dos Trabalhadores, que vão assim continuar no poder por mais quatro anos. Ou seja, o Brasil vai continuar a ser um país do esquerdume.

Mulher executada por matar violador


No Irão foi executada no dia 25 do corrente a jovem Reyhaneh Jabbari, de 26 anos, por ter matado com um canivete o homem que a tentou violar, Morteza Abdolali Sarbandi, em 2007. A rapariga ainda esteve presa e chegou a ver a sua sentença temporariamente suspensa devido à pressão que a Amnistia Internacional, a ONU, a União Europeia, a Human Rights Watch, o Gatestone Institute e também uma petição que recolheu mais de 24 mil assinaturas fizeram, alegando que Reyhaneh agiu em legítima defesa, mas no mês passado foi decidida que a sua morte por enforcamento estava iminente. "Enforcaram a minha filha, enforcaram a minha filha", disse a mãe de Reyhaneh, a actriz Shole Pakravan. No Irão vigora a lei do "olho por olho, dente por dente" e a execução deu-se porque a família de Morteza recusou-se a conceder o perdão à Reyhaneh. O direito do perdão está previsto na lei do islâmico xiita Irão.
Dizem os verdadeiros muçulmanos que a lei da sharia é a "lei divina" e que as leis que vigoram no Ocidente são leis feitas pelos homens, daí muitos muçulmanos estacionados no Ocidente quererem introduzi-la à força toda...

Mandem os muçulmanos de volta para a terra deles!

Na passada manifestações anti-imigração que ocorreu em Milão, Itália, no dia 18 do corrente, uma jornalista italiana de origem marroquina e membro do Partido da Liberdade, Souad Srai, disse que os muçulmanos são um cancro para a civilização humana e que os muçulmanos têm vindo a entrar em Itália sem o consentimento do povo italiano, pelo que é preciso mandá-los de volta para as suas origens.
 
video
 
Ah, grande mulher! E quem fala assim não gagueja!

Real vence Barça



No sábado, o Real Madrid recebeu e venceu o Barcelona por 3-1 com dois dos golos a ser apontados por internacionais portugueses: Ronaldo e Pepe. O Barcelona ainda chegou a estar em vantagem logo aos 3' por Neymar, mas Ronaldo, de penálti aos 35', restabeleceu a igualdade no marcador fazendo o seu 16.º golo no campeonato à 9.ª jornada. Aos 50', Pepe respondeu bem a um canto com um cabeceamento vitorioso que fez a reviravolta no marcador. Benzema, aos 61', matou o jogo. "Mais uma vitória", assinalou Ronaldo. "Estivemos incríveis em todos os aspectos", afirmou o defesa madridista Sergio Ramos. "A chave foi não perder a cabeça depois do golo", disse Carlo Ancelotti. Do lado do Barça, o treinador Luis Enrique reconheceu que o Real foi um justo vencedor. Os culés continuam, no entanto, na liderança do campeonato espanhol, com 22 pontos, mais um que o Real e em igualdade com o Sevilha, que venceu o Villarreal por 2-1. Já o campeão Atlético de Madrid está a 2 pontos da liderança.

Sporting de Braga anima o campeonato

 
O Benfica sofreu a sua primeira derrota na presente edição do campeonato e logo na Pedreira de Braga, um sítio onde costuma encontrar dificuldades por motivos mais que óbvios. O campeão nacional até começou o jogo praticamente a ganhar, golo de Talisca logo aos 2' (o sétimo golo do brasileiro), e a dominar nos primeiros 20', mas os braguistas empataram aos 28' através de Éder. A primeira parte terminou com 26 faltas cometidas pelos de Braga contra 14 do Benfica (7-2 em cartões), o que demonstra a dureza que os comandados de Sérgio Conceição tiveram no Estádio AXA. Com a equipa a acusar cansaço devido ao jogo da passada quarta-feira no Mónaco, Jorge Jesus tardou em mexer na equipa e quando o fez colocou o fresco Jonas, que passou a jogar atrás do Lima, conseguindo reequilibrar o meio-campo, que estava claramente a ser ganho pelo Sporting de Braga. No entanto, a sorte não esteve do lado do campeão nacional, pois já perto do fim, aos 81', Salvador Agra deu a vitória à equipa da casa. O guarda-redes braguista, o brasileiro Matheus, segurou depois o resultado com um punhado de defesas "impossíveis". No final do encontro, Jorge Jesus afirmou não estar preocupado porque o Benfica está em primeiro. O árbitro madeirense Marco Ferreira prejudicou o Benfica ao não assinalar uma grande penalidade cometida sobre Gaitán (uma gravata do tamanho da ponte Vasco da Gama) quando o campeão nacional já perdia por 2-1 (nada de novo, portanto). Por outro lado, esteve muito bem em não dar uma grande penalidade ao Sporting de Braga porque o jogador que sofreu falta para tal, o colombiano Pardo, partiu, nesse lance, em situação de fora de jogo que também não foi marcado.
Com este inesperado deslize, o Benfica passou a ter apenas um ponto de vantagem sobre o Futebol Corrupto do Porto, ficando o campeonato ainda mais renhido. Na próxima jornada o Rio Ave vai à Luz enquanto que o Nacional da Madeira visita o Dragão. Tal como os jogadores do Futebol Corrupto do Porto desejaram que o Braga fizesse um grande jogo contra o Benfica, também vamos nós, benfiquistas, desejar agora que o Nacional da Madeira, que, recordemos, já chegou a ganhar no Dragão por 4-0, faça também um grande jogo contra quem já não está na Taça de Portugal.

Alguns adeptos do Óquei de Barcelos são umas bestas


Na 4.ª jornada do campeonato nacional de hóquei em patins, o Benfica foi a Barcelos empatar com o Óquei Clube de Barcelos a cinco bolas. O pior, para além do resultado que é negativo para o Benfica, foram os incidentes verificados no pavilhão. "O que aconteceu no Pavilhão de Barcelos foi muito grave. Quando o Benfica estava a ganhar, por 4-3, começaram as agressões por parte dos adeptos do Barcelos à nossa equipa e ao nosso banco, nomeadamente ao João Rodrigues e ao nosso treinador. Quando o Barcelos empatou, a partida teve mesmo de ser interrompida pela equipa de arbitragem e o jogo esteve parado cerca de 12 minutos até se conseguir estabelecer um perímetro de segurança para a equipa do Benfica. Passado esse tempo, era praticamente impossível estar no pavilhão e dentro da pista, não havia condições de segurança, mas mesmo assim a equipa continuou com o objectivo de terminar o jogo", disse o presidente da secção de hóquei em patins do Benfica, José Trindade, em declarações ao site do Glorioso. "Esta temporada, as alterações regulamentares permitem que os clubes solicitem empresas de segurança em vez da habitual presença da Polícia. Isso levou a que hoje não existissem condições de segurança no pavilhão. Vamos promover uma reunião interna e, em conjunto, encontrar mecanismos para colocar esta questão publicamente", garantiu.
Estas coisas só costumam acontecer no norte e de forma impune, vá-se lá saber porquê... Se calhar foi o Benfica que voltou a provocar e tal...

Os 190 milhões de euros saíram em Castelo Branco


Alguém ganhou os 152 milhões de euros (com o ilegal imposto de selo de 20% já descontado para os cofres do Estado - cortesia do governo de Pedro Passos Coelho) em Castelo Branco. O vencedor ou a vencedora, ou uma sociedade de vencedores(as), registou o boletim premiado na loja Sobedis, situada no centro comercial Alegro, gerida por duas irmãs. "Ontem (na sexta-feira) estava a ver na televisão a notícia de que o jackpot tinha saído a um português e senti um aperto no coração. Não sei explicar mas pressenti mesmo que o boletim vencedor tinha sido comprado na nossa loja", contou uma delas.
Portugal já tem no total 60 vencedores do Euromilhões. A lista é liderada pela França (85 vencedores), seguida pela Espanha (75) e pelo Reino Unido (68). A título de curiosidade, no Luxemburgo só houve um único vencedor, por sinal português.

domingo, 26 de Outubro de 2014

Terra Virgem

Para variar um pouquinho, hoje deixo-vos aqui uma canção japonesa: ヴァージン ランド (Virgin Land; Terra Virgem), da cantora Ann Lewis (アン ルイス) que chegou a ser muito popular no Japão na década de 70 do século passado. Quem gosta de Anime (desenhos animados japoneses) como eu, pode ser que saiba/se lembre que este som é o primeiro ending song da série Ouja no Tarchan (ジャングルの王者ターちゃん; Jungle King Tar-Chan), de 1993 a 1994, uma história baseada na famosa personagem Tarzan.
 
video

Stôra fez sexo com adolescente de 16 anos

 
Mais uma notícia para os cuscos: a professora de educação física duma escola de Nova Iorque, Megan Mahoney, de 24 anos, foi detida e posteriormente libertada sob fiança depois de ter mantido relações sexuais com um puto sortudo de 16 anos, tendo agora quatro acusações por "acto sexual criminoso". Por cada um destes crimes poderá apanhar um ano de prisão.
Tivesses tido mais juízo, Megan, isso só para dizer que eu infelizmente nunca tive a sorte desse puto quando andava na escola... Mas, e agora a sério, um puto de 16 anos por vezes é crescidinho o suficiente e responsabilizado por roubar, consumir drogas, até mesmo por matar, mas por ter feito sexo com uma jovem de 24 anos já é visto como uma criança??

A Bela Adormecida Beth Goodier

 
A inglesa Beth Goodier, de 20 anos, tem desde os 16 anos o raro síndrome de Kleine-Levin que faz com que ela durma uma média de 18 horas por dia, o que já lhe valeu a alcunha de Bela Adormecida. Para além de períodos prolongados de sono, a doença causa também comportamento infantil, deixa os doentes com a sensação de estar num sonho sem discernimento da realidade e provoca também um apetite exagerado. A mãe de Beth Goodier teve que deixar de trabalhar para poder cuidar dela. Beth "ou está na cama ou está no sofá", disse a progenitora. "Não é nada bonito, não é nada romântico, é horrível. A síndrome leva tudo de você num momento crucial da vida. Só me lembro de trechos das coisas. É como se metade da minha vida desaparecesse", desabafou Beth. De acordo com a BBC, a doença surge normalmente na adolescência por motivos ainda desconhecidos - os distúrbios neurológicos são apontados como a principal causa - e os afectados têm que esperar entre 10 ou 15 anos que ela passe naturalmente.
Esperemos que haja algum príncipe que não se importe de esperar o tempo que for necessário pela Beth. Ou então que a aceite juntamente com o Kleine-Levin.

sábado, 25 de Outubro de 2014

Benfica de Macau vence "Bolinha" 2014


Ontem à noite voltava eu para casa pronto para mais um fim-de-semana quando me lembrei que se jogava a final do campeonato de "Bolinha" (futebol de sete) deste ano. Dirigi-me então rapidamente ao campo do Colégio D. Bosco e ainda fui a tempo de ver o Benfica de Macau conquistar a taça correspondente à vitória na "Bolinha" 2014 frente ao Monte Carlo, isso depois de já ter ganho a Liga de Elite (futebol de onze) e também a Taça de Macau (como falei em tempo oportuno aqui no blogue). Quando cheguei ao campo, que estava com lotação praticamente esgotada, o jogo já estava quase no fim do tempo complementar e do desempate nas grandes penalidades (não havia tempo extra). Apercebi-me, em conversa com o jogador brasileiro Fabrício, do Benfica, que os encarnados estavam reduzidos a cinco unidades após a expulsão de dois jogadores, entre eles precisamente o Fabrício. Acrescentou ele que o árbitro, que não era chinês (não sei de onde ele é, talvez da Malásia, Bangladesh ou algo assim), "é do Inferno" por ele ter "tomado o vermelho". Mesmo em inferioridade numérica perante um adversário de valor como é o Monte Carlo - o Benfica e os canarinhos eram claramente as melhores equipas da "Bolinha" -, os encarnados aguentaram-se bem e levaram a decisão para os penáltis. Aí brilhou o guarda-redes benfiquista, Rui Nibra, ao defender o que pôde defender e ao marcar ele próprio um bonito golo enganando bem o guarda-redes adversário, Domingos Chan. O Benfica acabou por ganhar por 2-1 na lotaria dos penáltis e conquistar o seu terceiro título este ano. Ou seja, ganhou tudo o que havia para ganhar.


Parabéns ao Benfica de Macau! Benfica sempre e até morrer!!

Embalagens de natas para café com a fronha do Führer

 
Para quem não sabe, o café na Suíça é habitualmente acompanhado por uma embalagem de natas. A empresa Karo Shipping GmbH, filial do grupo Migros, lançou embalagens de natas com o rosto de Adolf Hitler e, como é óbvio, acabou por provocar um enorme problema porque chocou as sensibilidades das pessoas (pois com certeza que chocou!). Consta que também foram produzidas embalagens de nata com a cara do ditador italiano Benito Mussolini. A Karo Shipping GmbH já se apressou a pedir desculpas pelo sucedido, tentando agora recuperar as 2000 cópias que ainda não foram vendidas. E alegou que houve uma falha no controlo das embalagens...
Eu acho bem que não haja nada com a fronha do tio Adolfo ou do Mussolini. Só não sei é porque é que continuam ainda a existir coisas tipo camisolas com a fronha do Che Guevara, Estaline ou Mao Tse Tung. Enfim, mistérios da humanidade...

Milão: milhares contra a invasão

video
 
Na cidade italiana de Milão, "dezenas de milhares de pessoas" apoiantes do partido nacionalista (ou melhor, regionalista) Liga do Norte exigiram o fim da operação "Mare Nostrum", que apoia os imigrantes (ilegais) africanos no Mediterrâneo encaminhando-os para hotéis de três estrelas (uau!), por encorajar a imigração clandestina (ah, pois claro que encoraja!). "Fim à invasão!" e "Os italianos primeiro!" foram as palavras proferidas pelos manifestantes. "Temos 15% de desemprego, não precisamos de mão-de-obra estrangeira" foram outras das mensagens exibidas em cartazes durante a concentração. Segundo Matteo Salvini, o líder do movimento, a operação "Mare Nostrum" deve ser definida como "esclavagista e racista", responsável por "milhares de mortos e por ter permitido a entrada de 130 mil clandestinos". Salvini garantiu que vai exigir na terça-feira em Estrasburgo, juntamente com a líder da Frente Nacional francesa Marine Le Pen, "a suspensão do Tratado de Schengen e que sejam controladas as fronteiras". A operação "Mare Nostrum", desencadeada em Outubro de 2013 depois da morte de 366 migrantes no naufrágio da sua embarcação ao largo da ilha de Lampedusa (sul da Sicília), deve ser substituída a partir de Novembro por um dispositivo gerido pela Agência Europeia para a Gestão de Fronteiras (Frontex). Segundo a maçónica ONU, desde Outubro de 2013 já terão morrido cerca de 4000 imigrantes clandestinos por quererem fugir para o El Dorado europeu.

Negro mata amarelo em Nova Iorque

video
 
As câmaras de vigilância de uma rua de Manhattan, em Nova Iorque, registaram em Maio pasado um negro a espancar violentamente um homem de 68 anos e de nome Ruan Wen Hui, que acabou por morrer no hospital de Bellevue.
Desconheço se alguém chegou a falar de racismo como se falaria se o homicida fosse um branco e a vítima um não-branco...

Partido dinamarquês de origem alógena e pró-imigração

 
Os irmãos Ahmad (na foto Kashif, Aamer e Asif) são naturais da Dinamarca filhos de pais provenientes do Paquistão, de onde fugiram há mais de 40 anos. Kashif, de 34 anos, assume-se como um dinamarquês porque "penso em dinamarquês e sonho em dinamarquês" apesar de ser muçulmano (como se isso não fizesse toda a diferença!). Juntamente com Aamer e Asif, decidiu fundar um novo partido na Dinamarca, um partido pró-imigração virado para os dinamarqueses de origem estrangeira e de nome... Partido Nacional (Nacional???). Num país cada vez mais virado à Direita e onde os nacionalistas do Partido Popular Dinamarquês conseguiram vencer as eleições europeias em Maio passado, Kashif interroga se, após mais de 40 anos "depois da chegada dos nossos pais", "estamos mesmo em casa" (o islão não faz parte da Dinamarca, pá!). O objectivo desse partidozeco da treta é por demais óbvio: atacar o nacionalismo. "Os valores dinamarqueses como respeito, tolerância, coexistência pacífica" têm sido postos em causa pela "retórica populista" do Partido Popular Dinamarquês, defendem os três irmãos. De certeza que nenhum deles vê que tudo isso que está a acontecer é fruto da democracia (estarão eles porventura a pôr em causa a vontade soberana do povo?) e que os eleitores dinamarqueses estão é precisamente cada vez mais fartos dos problemas provocados pelo excesso de imigração, principalmente por causa dos muçulmanos como eles.
Que o Partido Popular Dinamarquês continue a crescer de forma imparável.

O Canadá está a pagar por estar contra o EI

 
O gajo da foto de cima era um canadiano convertido ao islão, a "religião da paz", que foi abatido depois de ter atacado ao volante de um carro uma base militar no sul de Montréal. Este foi o primeiro ataque de um muçulmano convertido contra militares canadianos como retaliação pela participação das Forças Armadas do Canadá contra o Estado Islâmico (EI), no dia 21 do corrente, antes do ataque ao Parlamento perpetrado pelo também canadiano muçulmano Michael Zehaf-Bibeau um dia depois. Martin (Abdul) Zehaf Rouleau, assim se chamava o muslo, acabou por ser atingido mortalmente pela polícia canadiana depois de ter tentado atropelar dois soldados.
 
 
Segundo o UK Daily Mail, o EI usou o Twitter para felicitar os dois "bravos" camaradas muçulmanos do Canadá que se vingaram da "agressão militar canadiana nas nossas terras". A mesma fonte esclarece que pelo menos 130 jovens de nacionalidade canadiana estão envolvidos com o EI, tendo muitos deles ido juntar-se ao grupo terrorista. Na foto de baixo podemos ver um ex-"canadiano" muçulmano de óculos. Ex-"canadiano" porque ele também já era, pois morreu há pouco tempo atrás na Síria.
 

sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Jackpot de 190 milhões de euros!

 
O Euromilhões atingiu o seu limite máximo: 190 milhões de euros. Se ninguém conseguir acertar nos números premiados, na próxima terça-feira voltarão a estar em jogo 190 milhões de euros.
Eu já enviei as minhas chaves para jogarem por mim, como faço sempre. Boa sorte a quem jogar!!

O desafio, por Carlos Morais José

No editorial do dia 22 de Outubro do jornal Hoje Macau, o seu director, Carlos Morais José, parece que demonstra ter a noção que Macau actualmente está a sofrer um evidentíssimo processo de chinesificação, daí mostrar um certo alarmismo tendo em conta a presença e o futuro da comunidade lusa no território.
O Carlos Morais José não é o único a enxergar a realidade de que nós portugueses já não mandamos mais aqui e que isto também já não é mais uma terra tão boa para viver, sobretudo para quem não é residente. A chinesificação de Macau está de facto a incomodar imensa gente, mas a mim pessoalmente incomoda-me mais ver gente sem noção que parece estar disposto através do heroísmo virtual ou oral desafiar a natureza chinesa, gente que, por exemplo, se solidariza com os idealistas do Occupy Central em Hong Kong contra as directrizes do governo central chinês. Parece que eles desejam que Macau continue a ser, ou volte a ser, como era antes da entrega da soberania à China. Ou pior, se calhar fazem de conta que isto continua de facto a ser como era, ao abrigo do enganador princípio prometido pela China de nada mudar tanto em Hong Kong como em Macau durante 50 anos...
Ora, optaram por viver em Macau, seja lá por que motivos forem, portanto deveriam saber muito bem com o que deveriam poder contar após 20 de Dezembro de 1999. Afinal de contas a Cidade do Nome de Deus de Macau já deixou de existir e o território passou a designar-se RAEM...
 

O desafio
 
Vamos entrar em breve num período decisivo para a comunidade portuguesa de Macau: os próximos cinco anos do Governo de Chui Sai On. No término desse período, a RAEM fará 20 anos e será, com certeza, um tempo de balanço.
 
É normal que o espaço da nossa comunidade se irá encolhendo, nomeadamente na Função Pública e nas áreas ligadas ao Direito, por exemplo, onde vemos aparecer cada vez mais gente de etnia chinesa capaz de dar conta do recado.
 
É por isso que urge, cada vez mais, pensar estratégias que nos permitam continuar a ser úteis a Macau, tendo em conta, por um lado, a comunicação que terá de ser cada vez mais forte com os países lusófonos e, por outro, áreas culturais, na medida em que a cultura local, para garantir a sua verdadeira identidade, precisará sempre da contribuição portuguesa, quer a nível de língua, quer de cultura.
 
Sem estes sinais, a RAEM não terá capacidade para se distinguir da Grande China, a não ser que a região queira ser unicamente conhecida pelos casinos e a luxúria falsa do betão e do gesso. Ora, Macau é muito mais do que isso, sobretudo se forem consideradas as camadas históricas que a constituem e que serão no futuro, quando as questões patrimoniais entrarem no justo caminho, um dos seus principais motivo de atracção.
 
Não há, na China, Ásia e no mundo, outra cidade como esta. Mas este carácter único não tem sido devidamente valorizado pelos Governos, em grande parte, creio que por falta de jeito e não por falta de vontade.
 
É verdade que alguns elementos são xenófobos e temos de contar com eles. Mas, na sua grande maioria, a população de Macau começa a apreciar esse carácter único da cidade e sabe perfeitamente que ele não depende somente da comunidade maioritária mas, sobretudo, das minorias que a compõem e lhe oferecem essa individualidade.
 
A comunidade portuguesa, na sua diversidade interna (que inclui os macaenses) deverá estar atenta e esforçar-se por ser parte útil desse Macau que aí vem. Para isso, convém valorizar a existência cultural da cidade, pois esse é um dos nichos em que obviamente teremos uma palavra a dizer. Ou seja, temos de mostrar como fazemos falta, como somos um garante de diferença e como a nossa língua é imprescindível para interpretar e exprimir a cultura deste magnífico lugar. Assim saibamos corresponder a este desafio que a História, uma vez mais, nos coloca.

Carta de uma mãe a outra

O seguinte texto foi encontrado numa página do Facebook com ligação ao PNR:
 
 
Carta enviada de uma mãe para outra mãe no Porto, após um telejornal da RTP 1.
 
De mãe para mãe...
 
Cara Senhora, vi o seu enérgico protesto diante das câmaras de televisão contra a transferência do seu filho, presidiário, das dependências da prisão de Custóias para outra dependência prisional em Lisboa.
 
Vi-a a queixar-se da distância que agora a separa do seu filho, das dificuldades e das despesas que vai passar a ter para o visitar, bem como de outros inconvenientes decorrentes dessa mesma transferência.
 
Vi também toda a cobertura que os jornalistas e repórteres deram a este facto, assim como vi que não só você, mas também outras mães na mesma situação, contam com o apoio de Comissões, Órgãos e Entidades de Defesa de Direitos Humanos, etc...
 
Eu também sou mãe e posso compreender o seu protesto. Quero com ele fazer coro, porque, como verá, também é enorme a distância que me separa do meu filho. A trabalhar e a ganhar pouco, tenho as mesmas dificuldades e despesas para o visitar. Com muito sacrifício, só o posso fazer aos domingos porque trabalho (inclusivé aos sábados) para auxiliar no sustento e educação do resto da família.
 
Se você ainda não percebeu, sou a mãe daquele jovem que o seu filho matou cruelmente num assalto a uma bomba de combustível, onde ele, meu filho, trabalhava durante a noite para pagar os estudos e ajudar a família.
 
No próximo domingo, enquando você estiver a abraçar e beijar o seu filho, eu estarei a visitar o meu e a depositar algumas flores na sua humilde campa, num cemitério dos arredores...
 
Ah!
 
Já me esquecia:
 
Pode ficar tranquila, que o Estado se encarregará de tirar parte do meu magro salário para custear o sustento do seu filho e, de novo, o colchão que ele queimou, pela segunda vez, na cadeia onde se encontrava a cumprir pena, por ser um criminoso.
 
No cemitério, ou na minha casa, NUNCA apareceu nenhum representante dessas "Entidades" que tanto a confortam, para me dar uma só palavra de conforto ou indicar-me quais "os meus direitos".
 
Para terminar, ainda como mãe, peço por favor:
 
Façam circular este manifesto! Talvez se consiga acabar com esta (falta de vergonha) inversão de valores que assola Portugal e não só...
 
Direitos humanos só deveriam ser para "humanos direitos".

Muslo atacou Parlamento canadiano


Um jovem canadiano natural do Quebeque e convertido recentemente ao islão, isto é, à "religião da paz", era suspeito de ser muito perigoso e ficou com o passaporte apreendido que era para não poder viajar para a Síria ou o Iraque e juntar-se ao Estado Islâmico. Vai daí, decidiu atacar o Parlamento, na capital Otava, e disparou mortalmente contra um segurança, um soldado das Forças Armadas na reserva. Já com cadastro por posse de drogas, Michael Zehaf-Bibeau, assim se chamava o muslo (o seu verdadeiro nome era Michael Joseph Hall), entrou depois no Parlamento e acabou abatido pelas forças de segurança.
Mais de 2% dos cidadãos canadianos são muçulmanos. Uma alta taxa de islamismo numa sociedade multicultural que se orgulha de ser tolerante.

"Like a Virgin" by sister Scuccia

video
 
Aquela jovem freira italiana que ganhou a edição italiana do "The Voice", Cristina Scuccia, voltou a dar que falar depois de ter escolhido como tema para se lançar nos discos a canção "Like a Virgin", um sucesso dos anos 80 da Madonna. "É uma canção sobre a capacidade do amor de tornar as pessoas novas. Para resgatá-las do seu passado. E era assim que eu queria interpretá-la", disse Cristina ao jornal católico Avvenire. Cristina quadruplicou as audiências do "The Voice" em Itália e foi elogiada pela Whoppi Goldberg, a actriz negra americana protagonista do filme "Sister Act" (Do Cabaret para o Convento).

Papa vai canonizar Pe. José Vaz

 
O Papa Francisco vai presidir a 14 de Janeiro de 2015 a cerimónia de canonização do Pe. José Vaz no Sri Lanka. O Pe. José Vaz nasceu na Goa Portuguesa a 21 de Abril de 1651 e foi ordenado sacerdote no Sri Lanka onde morreu a 16 de Janeiro de 1711. Beatificado em 1995 pelo Papa João Paulo II, Pe. José Vaz é recordado como "um grande padre missionário", tendo vivido de forma pobre numa época de grande perseguição aos cristãos, apesar de ter nascido numa família da casta dos brâmanes, a mais alta casta para os hindus. O sacerdorte chegou a traduzir o Evangelho para as línguas tamil e cingalês.
O Papa vai estar no Sri Lanka entre os dias 13 e 15 de Janeiro de 2015, seguindo-se uma passagem de quatro dias pelo país mais católico da Ásia, as Filipinas.