terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Pausa do início do ano lunar


O Blogue do FireHead não vai ser actualizado amanhã porque o FireHead vai estar na China para aproveitar os seus últimos feriados do ano novo chinês em boa companhia.
Até quinta-feira, amigos!

Europeu de Futsal 2016: Portugal goleado pela Espanha diz adeus

video

A selecção perdeu, uma vez mais, com a Espanha, desta feita por 2-6, e ficou pelo caminho nos quartos-de-final. Apesar da derrota, Ricardinho marcou dois golos e chegou a levar o pavilhão ao delírio ao apontar o seu segundo tento. Tudo indica que a Espanha deverá voltar a ser campeã.
Paciência, fica para a próxima. Dizem os críticos que a culpa é do treinador Jorge Braz...

fcp perde em casa pela 1.ª vez na liga esta época...


... e logo contra o Arouca! Sim, o mesmo Arouca que ganhou ao Benfica logo na 2.ª jornada. Os Andrades queixaram-se da arbitragem de Rui Costa (da AF Porto) - golo mal anulado ao Brahimi aos 62', que seria o 2-1 para o fcp -, mas a verdade é que os defesas do fcp erraram ainda mais que o árbitro, pois os golos arouquenses - o primeiro logo aos 10 segundos (o golo mais rápido desta liga!) - nasceram graças a erros defensivos. O capitão portista Maicon - o tal que marcou um golo decisivo em escandaloso fora de jogo no Estádio da Luz há uns anos atrás - recebeu uma das maiores vaias de que há memória no Estádio do Dragão. A verdade é que, mesmo com o erro do árbitro, o Arouca - que ganhou ao Benfica na primeira volta por causa de erros de arbitragem (penálti escandaloso perdoado e golo limpo anulado) - demonstrou personalidade e mesmo o empate seria um resultado injusto para a equipa de Lito Vidigal, que afirmou depois da partida que o Arouca só não ganhou ao Sporting pelo motivo que se sabe (agressão de Slimani, o que daria a sua expulsão, e um escandaloso penálti perdoado à lagartagem).

E só ganhaste ao Benfica pelo motivo que se sabe...
Vamos lá ver se o Benfica, que está num excelente momento, aproveita este mau momento do fcp, que depois de jogar na Luz na sexta-feira vai defrontar o Borússia de Dortmund para a Liga Europa, até porque tem um tricampeonato para conquistar - a lagartada escorregou em casa frente ao Rio Ave, mesmo tendo o árbitro covilhanese lagarto Carlos Xistra sido o árbitro do jogo, o que significa que neste momento a liderança da Liga NOS é partilhada pelos grandes rivais lisboetas (52 pontos). "Se o Benfica ganhar ao FC Porto irá entrar mais motivado e confiante contra nós", disse André Villas-Boas, o treinador do Zenit, o adversário do bicampeão nacional nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. "Vai ser uma luta titânica até ao fim", disse, por sua vez, Jorge Jesus em relação à Liga NOS.
Cada coisa a seu tempo. Carrega, Benfica!

Continua a receber mais migrantes/refugiados muçulmanos, Ocidente! (IV)

Iyad Ameen Madani, secretário-geral da Organização da Cooperação Islâmica, diz que as violações que houve em Colónia na passagem de ano devem-se à... extrema-direita!

video

Entretanto, em Colónia, uma jovem de 22 anos foi violada enquanto voltava para casa ao fim do primeiro dia de festa de Carnaval. Foi dizer à polícia que o homem que a violou é um «migrante»...

Apesar da festa de Carnaval em Colónia ter sido reforçada com centenas de polícias (2500 agentes), houve mesmo assim mais de 20 queixas de agressões sexuais - o dobro das queixas do ano transacto - e cerca de 100 queixas de violência física. Chama-se a isso enriquecimento cultural e quem é contra as violações, roubos ou matanças cometidas por alógenos é a porcaria de um racista, xenófobo ou islamofóbico.

O pior é que até mesmo as idosas correm perigo ao lado dos «migrantes» que precisam de aliviar os tomates. É impressionante como em tão pouco tempo o influxo maciço de alógenos muçulmanos deu cabo da vida de tantos alemães, mais precisamente das alemãs. O perigo anda à solta agora na Alemanha e a própria polícia tem ordens para fechar os olhos a muitos crimes cometidos por «refugiados» que é para o povo não os odiar. «O islão não é compatível com a Cristandade», diz a idosa de 75 anos do vídeo de baixo antes de ser interrompida por um grupo de «jovens» muçulmanos que se riem dela.

video

Para impedir crimes associados aos «refugiados» e demais alógenos, a cidade alemã de Mainz decidiu ceder e cancelar a parada de Carnaval. O mais engraçado é que há quem diga que os imigrantes não fazem mudar o estilo de vida dos autóctones. Pois, pois, o tanas é que não faz!



Na Suécia, o povo do município de Haninge está revoltado com a abertura de um centro de acolhimento de «refugiados» junto a um jardim de infância. Porque será que os pais das crianças estão assim tão revoltados? Será que são islamofóbicos? Ou melhor, racistas (se bem que o islão não é nenhuma raça)? Ah, sei, são todos simpatizantes do partido de extrema-direita sueco, os Democratas Suecos, só pode!


No Reino Unido, os centros para os «refugiados» que estão à espera de ser deportados custam aos contribuintes mais que muitos hotéis de cinco estrelas. E, como se isso não bastasse, os sacanas dos «refugiados» exigem tratamento VIP e queixam-se da comida que lhes é oferecida! Isso apesar de estarem a ser melhor tratados que muitos clientes de hotéis de três estrelas!

video

Em Itália, milhares de muçulmanos que se converteram ao Cristianismo têm medo de sofrer retaliações como se estivessem em terras islâmicas. O Pe. Samir Khalil Samir, um especialista sobre o islão, diz que os convertidos têm de viver a sua fé em segredo, caso contrário sujeitam-se a ameaças extensíveis também às suas famílias e comunidades. O mesmo sacerdote diz também que deixar o islão para abraçar o Cristianismo é crescentemente popular.

Os Estados Unidos com duplicidade de critérios: o presidente mulato Barack Hussein Obama quando esteve na Universidade Católica de Georgestown, uma das mais prestigiadas do país, mandou tapar a palavra IHS (que vem de IHΣ que são as três primeiras letras do nome de Jesus em grego) antes de discursar. A Casa Branca pediu explicitamente ao estabelecimento de ensino para tapar todos os sinais e símbolos da universidade controlada pelos jesuítas, possivelmente em nome duma tal laicidade. Todavia, o mulato não exigiu o mesmo em relação ao nome Alá em árabe (الله) na Sociedade Islâmica de Baltimore! Obama vai assim queimando os seus últimos cartuchos da traição enquanto presidente.

O lado bom é que a PEGIDA vai crescendo e também começando a fazer-se ouvir noutros países europeus que não a Alemanha em comunhão com os diversos grupos patriotas europeus como a English Defence League (Liga de Defesa Inglesa).


O problema é que a liberdade de expressão continua a ser algo que não agrada a todos: o general francês Christian Piquemal, de 75 anos, foi impedido de discursar na manifestação da PEGIDA em Calais. Cadê afinal a democracia em França?

video

Lá vamos nós de novo: quo vadis, Europa?

O «padre» Anselmo Borges não crê no mesmo Deus de Jesus Cristo?


Mais um texto do padreco herege e modernista Anselmo Borges no Diário de Notícias e mais uma excelente e consequente resposta do blogueiro Orlando Braga.
Continuamos sem saber como é que um homem que acredita que a Igreja Católica não é a única verdadeira religião consegue continuar a ser um «sacerdote» da Igreja Católica.

«A leitura literal (da Bíblia) constitui um sério problema para a própria Igreja»


O semanário católico de Macau O Clarim entrevistou o padre Armindo Vaz, um professor catedrático de Sagrada Escritura na Universidade Católica Portuguesa de Lisboa. 
A Bíblia foi escrita e compilada por seres humanos "que vivendo da sua própria fé no povo de Deus no devido período, seja no Antigo Testamento, seja no Novo Testamento, procuraram exprimir de maneira mais perfeita a sua fé em Deus". "É verdade que em certos períodos do Antigo Testamento houve uma procura de Deus às 'apalpadelas'. Obviamente que os primeiros israelitas ainda não tinham uma imagem perfeita de Deus", assegurou. "A Bíblia percebe que a História da Savalção, ou seja, a História do Povo de Deus e da Igreja Primitiva, se insere num conjunto de religiões já precedentes. O início da própria religião bíblica, a chamada religião revelada, arranca de uma religião que era praticada por vários outros povos na paisagem do antigo Próximo Oriente. A veneração e o culto do 'Deus do Pai' era uma religião praticada por vários povos desde o sul da Mesopotâmia, onde encontramos a Turquia e a Síria, descendo depois para a terra de Canaã, onde agora é Israel. O povo de Israel está perfeitamente consciente de que havia um mundo de religiões à sua volta, com as quais convivia e foi absorvendo, adoptando, e também adaptando, vários elementos. A religião bíblica foi-se enriquecendo desde Abraão até Jesus, com vários elementos que provinham de outras religiões. A Bíblia dá-nos o exemplo da perfeita convivência entre várias religiões, que quase por osmose vão interagindo entre si. Mas Israel deixou-se influenciar por elementos de outras religiões com certeza, mantendo sempre o mais possível a pureza da sua religião".
A interpretação literal do livro sagrado é "um sério problema para a própria Igreja, que tem de gerir este tipo de leitura por parte dos fiéis": "É um sério problema porque os seus eventuais leitores poderão pensar que o que consta na Sagrada Escritura teria de ser entendido tal e qual como está escrito. Ou seja, por exemplo, que o mundo foi criado em seis dias por Deus, tendo descansado ao sétimo dia; que no princípio da existência do Universo foi Deus quem criou Adão e Eva, colocando-os no paraíso terreal, onde já seriam seres humanos históricos - tradicionalmente chamados os nossos primeiros pais; que em determinado período histórico cometeram um pecado original, sendo depois castigados por Deus, também em tempo histórico, com todas as penas da vida, como o sofrimento e a morte; e que este mal teria sido transmitido de geração em geração a todos os descendentes. Ora, não se pode fazer esta leitura 'literalista'. Temos que superar a literalidade, a materialidade literal do texto, para ir além do que diz à letra. (...) A Igreja, através dos seus órgãos oficiais, como é o caso da Comissão Bíblica Pontifícia, tem um documento de 1993 com regras, princípios, critérios e métodos de leitura e interpretação da Sagrada Escritura, por via da Igreja". A teologia católica ensina que, para além do sentido literal, há também o sentido espiritual, que se divide nos sentidos analógico, moral e escatológico.
Crente na existência real do Inferno e do Purgatório, como convém a um verdadeiro padre, Pe. Armindo Vaz explica que, pela percepção das palavras de Jesus Cristo, a vida não acaba no mundo físico porque continua no mundo metafísico, a nível do espírito, que é, biblicamente, "uma dimensão que está no próprio ser humano, como também está em Deus, pondo em contraste com a transcendência. Ora, aqui entramos em contacto e em comunhão com Deus, através do Seu Espírito, que os cristãos chamam a terceira pessoa da Santíssima Trindade (Espírito Santo). (...) A vida para além da morte física não é uma vida que esteja num lugar. Desconheço onde possa ser. Usamos símbolos, ao dizermos que vamos para o Reino dos Céus, que vamos para o Reino de Deus..."
Estava a gostar bastante de ler a entrevista ao Pe. Armindo Vaz até que vi que ele tinha que borrar a pintura. Instado a falar sobre o islão, que os muçulmanos acreditam e defendem que também descende de Abraão por via de Ismael, filho do patriarca com a sua escrava Agar, Pe. Armindo Vaz afirmou que "com alguma razão os muçulmanos se fazem descender de Abraão e a ele remontam, assim como os judeus e os cristãos". Isto é mentira porque o islão só surge no século VII e uma coisa são os árabes, os descendentes de Ismael, que são uma etnia, e outra coisa é a seita que é o islão. Antes de Maomé ter criado a sua seita, a Arábia era uma terra de politeísmo com comunidades monoteístas, entre elas cristãs, separadas em tribos. Mais: Pe. Armindo Vaz negou que Maomé era um falso profeta, conforme profetizado por Jesus Cristo em Mateus 24:11, dizendo que os falsos profetas são principalmente os que nasceram no próprio Cristianismo e que o deturparam, desfiguraram e adulteraram (uma clara referência aos protestantes)! Ora, se Jesus Cristo é o próprio Deus que se fez Homem e se revelou à humanidade, estabelecendo a verdadeira religião que salva, como pode então Maomé, que criou uma seita que nega a divindade de Jesus Cristo e a Trindade, ser um profeta? Então e o São Paulo que disse que todos aqueles que pregam outro evangelho além do que os apóstolos pregam, mesmo que venha de um anjo do céu como o ser misterioso Jibril que os muçulmanos dizem ser o arcanjo Gabriel, são anátemas (Gálatas 1:8)? Os muçulmanos não acreditam que Jesus Cristo ressuscitou dos mortos, o que significa que eles põem em causa a fé cristã, pois como afirmou São Paulo, se Cristo não ressuscitou, logo vã é a fé dos cristãos (1 Coríntios 15:14). Neste aspecto Pe. Armindo Vaz demonstra ser um verdadeiro ecuménico, o que é uma pena. Para além da Bíblia ele devia também ler o que diziam muitos santos da Igreja sobre a seita do beduíno pedófilo. Como padre só lhe ficaria era muito bem.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Feliz ano novo chinês!

Começa hoje o ano chinês do macaco, portanto...


KUNG HEI FAT CHOI!! / 恭禧發財!!

Melancia corrupta nunca mais apodrece


Carlos Melancia foi ainda governador de Macau entre 1987 e 1990, ano em que foi acusado de corrupção no famoso Caso do Fax de Macau. Acabou ilibado em 2002 e foi até muito recentemente o presidente da Fundação Jorge Álvares, ligada a Macau, tendo sido substituído por Garcia Leandro, outro ex-governador de Macau que também faz parte do sistema.
E pronto, o Salazar é que era mau. Merdas como esta Melancia que ainda não apodreceu é que são os maiores! 25 de Abril, sempre! Fascismo nunca mais!

O que anda o António Costa a fumar?


O primeiro-ministro de Portugal aconselhou os portugueses a usarem mais transportes públicos, a deixarem de fumar e a moderarem o recurso ao crédito porque "os impostos sobre o tabaco, combustíveis e crédito são os que mais aumentam".
É bom saber que o António Costa mais os seus ministros, secretários, adjuntos e assessores vão passar a usar mais transportes públicos, fumar menos e moderar o recurso ao crédito porque, afinal de contas, também são portugueses. Mas alguém já pensou que se os portugueses deixarem de conduzir, o aumento dos impostos sobre os combustíveis não serviria para compor o Orçamento de Estado porque não se arrecada assim receita sem consumo de combustíveis? E o mesmo se ninguém fumar? E depois ainda tem esse primeiro-ministro não eleito pelo povo português a lata de dizer que os portugueses iriam hoje pagar mais impostos se o governo legitimamente eleito continuasse no poder! O quarto resgate já deve estar a caminho...
O Passos Coelho pelo menos aconselhava os portugueses a não serem piegas...

61% dos franceses receiam a invasão


É isto que indica a mais recente sondagem feita pelo jornal Le Parisien. O receio entre os franceses aumentou, como não podia deixar de ser, muito depois dos atentados terroristas islâmicos do passado dia 13 de Novembro em Paris.
Falta agora saber se todos estes franceses que estão agora com receio da invasão vão ou não votar em força na Marine Le Pen...

«Refugiado» mata americana em Viena


Em Viena da Áustria, uma jovem americana de nome Lauren Mann, de 25 anos, quis ajudar um «refugiado» da Gâmbia, que tinha ordem de deportação devido aos crimes que cometeu (assaltos e... pedofilia na Alemanha), dando-lhe alojamento, alimentando-o e até sustentando-lhe o vício do tabaco. O alógeno, Abdou, de 24 anos, violou-a e acabou com a vida dela no seu apartamento. "A Lauren tinha um grande coração para os pobres", disseram as pessoas que a conheciam. "Ela costumava ir às estações de comboio e aos centros de refugiados onde distribuía comida e cobertores". Além disso, sabia que Abdou, que já foi detido, seria deportado...
Também em Viena, um rapaz de 10 anos foi violado por um «refugiado» do Iraque. O alógeno médio-oriental, que também já foi detido, disse às autoridades que o crime deveu-se à "emergência sexual". Como é tão bom saber que muitos são os «refugiados» muçulmanos que andam cheios de testosterona, até mesmo para violar putos do mesmo sexo...
Ainda falta muito para o partido nacionalista FPÖ (Freiheitliche Partei Österreichs - Partido da Liberdade Austríaco) chegar ao poder?

«A Alemanha tem de aceitar menos refugiados»


O cardeal alemão Reinhard Marx, que é o presidente da Conferência dos Bispos Alemães, uma voz altamente influente da Igreja Católica na Alemanha portanto, afirmou que a Alemanha não pode acolher todas as pessoas do mundo que têm necessidades porque a resposta a dar à crise dos refugiados não pode ser baseada apenas na caridade, mas também na razão. "Como Igreja nós dizemos que precisamos de uma redução do número de refugiados", disse o cardeal numa entrevista publicada no sábado passado.
E é agora que os palermóides dos nacionalistas anticristãos, os tais que acreditam que a Igreja permite a destruição da superior civilização ocidental que ela própria construiu, vão dizer "ah e tal, esse cardeal não dá a face ao amado outro, o sagrado alógeno, em nome da sã doutrina da igreja multiculturalista e antirracista dos últimos dias e noites, logo não é verdadeiramente cristão", e blá blá blá do género. Mas ah, já sei, sempre podem dizer que o cardeal não disse, em nome da Igreja, que não quer que a Alemanha feche as fronteiras para não deixar entrar mais nenhum refugiado porque para esses nacionalistas, ou melhor, "nazionalistas", é preciso generalizar e defender que todos os refugiados são criminosos, destroem a identidade nacional dos países acolhedores e são todos muçulmanos. Como é óbvio, tal não é verdade, pois existem refugiados verdadeiros que precisam de ser ajudados, como por exemplo cristãos que sofrem perseguições nas suas terras. A resposta cristã à crise dos refugiados é sermos prudentes como as serpentes e simplícias como as pombas
Tanto a esquerda como os pagãos têm um alvo comum: o Cristianismo. E para isso fomentam a destruição da superior civilização ocidental: ele é a legalização do aborto, é o "casamento gay", a adopção de crianças por parte dos "casais gays", é o multiculturalismo fanático, etc. O islão é apenas mais um instrumento usado para conseguir destruir a influência do Cristianismo no Ocidente.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Europeu de Futsal 2016: Portugal perde com a Sérvia (1-3) e apura-se em 2.º

video

Portugal perdeu frente à selecção anfitriã por 1-3 e como castigo vai defrontar a Espanha nos quartos-de-final na segunda-feira às 19:55 horas de Portugal continental. Apesar de Ricardinho ter marcado um golo de outro mundo e empatado a partida antes do intervalo, os sérvios acabaram por revelar-se mais fortes e ganharam o jogo.
Vamos lá, Portugal! Eu acredito!

A melhor forma de repelir muçulmanos violadores

video

«Violar é a coisa mais natural do mundo»


Foi isso que alegaram em sua defesa os sete muçulmanos iraquianos, entre eles dois «refugiados», que violaram uma jovem belga de 17 anos em Oostende, na Flandres, em Novembro passado. Os alógenos, que foram detidos no dia 2 do corrente, também disseram que a vítima não tinha nada que se queixar porque "as mulheres têm que obedecer aos homens". Felizmente para as belgas, o secretário de Estado para o asilo e migração, Theo Francken, da Nova Aliança Flamenga, já garantiu que os sete alógenos serão deportados depois de cumprirem pena de prisão.

Mulher aparece no seu funeral depois de marido a ter mandado matar

Esta relação entre um refugiado e uma imigrante, ambos africanos, não deu certo
Noela Rukundo, natural do Burundi, tinha sido designada há 11 anos atrás pelos serviços sociais da Austrália para ajudar o refugiado congolês Balenga Kalala por este não saber falar inglês. Acabaram por se casar e viviam em Melbourne até o dia em que, há um ano, Balenga ofereceu mais de 4000 euros a uns marmanjos para acabarem com a sua mulher lá no Burundi, para onde ela voltou para estar no funeral da sua madrasta. A sorte dela é que os tipos que receberam o dinheiro não são de matar mulheres, além de conhecerem o irmão dela. Amarrada numa cadeira dentro de um edifício, perguntaram à Noela o que foi que ela fez para o marido lhes pagar para eles a matarem e depois abandonaram-na numa estrada com um telemóvel e algum dinheiro. Noela acabou por pedir ajuda às embaixadas belga e queniana e conseguiu regressar à Austrália bem a tempo de comparecer no seu próprio funeral, cinco dias depois. Assim que Balenga, que já tinha anunciado a morte da Noela à família e aos amigos (Noela tem ao todo oito filhos, três deles feitos com o Balenga), a viu nem queria acreditar. "Surpresa, estou viva!", disse Noela, deixando Balenga em estado de choque. Este ainda tentou pedir desculpa, mas Noela não foi de modas e chamou a bófia. Balenga acabou por confessar o crime e foi condenado a nove anos de prisão no final do ano passado.

Que felizes que eles eram
Noela admitiu que desde então tem sido ameaçada pela comunidade congolesa na Austrália por ter denunciado o marido, mas também garantiu que "Vou reagir como uma mulher forte. A minha situação, o meu passado? Já passou. Vou começar uma vida nova".

Morreu o homem-árvore da Indonésia


Morreu Dede Koswara, o indonésio de 42 anos que era conhecido como o homem-árvore devido à Epidermodisplasia Verruciformis. O óbito deu-se no passado dia 30 de Janeiro no hospital Hasan Sadikin, em Badung, na Indonésia. Segundo um dos médicos, Dede morreu devido a problemas de saúde, como a hepatite e a desordem gástrica. "Ele estava resignado com a doença. Ele deve ter sido muito forte para suportar todas as ofensas que sofreu ao longo dos anos", disse ainda o médico. Dede, que tinha que ser operado pelo menos duas vezes por ano para remover as excrescências que tinha, sempre acreditou que um dia haveria de ficar curado. Tudo começou quando, aos 10 anos, caiu numa mata e fez uns arranhões nos joelhos. As feridas demoraram muito tempo a sarar e quando começaram a cicatrizar surgiram verrugas que iam ficando cada vez maiores e alastrando-se pelo corpo. A doença progrediu devido à sua insuficiência imunológica. A sua mulher, que esteve com ele durante 10 anos, acabou por o abandonar juntamente com os seus dois filhos e muitos o desprezavam, considerando que ele sofria de uma "maldição". Terminou, enfim, o seu sofrimento.

Partido Nacionalista Chinês interroga-se sobre derrota histórica

Os nacionalistas chineses foram derrotados pelos democratas progressistas a 16 de Janeiro
O Kuomintang foi fundado em 1911 e é um dos
partidos mais antigos e ricos do mundo. Foi o
impulsionador da revolução chinesa de 1912 que
pôs fim à dinastia imperial Qing (清朝), estabe-
lecendo a república sob a liderança do fundador
da nação chinesa moderna, Sun Yat-sen (孫中山).
O Kuomintang é membro da União Internacional
Democrata, da qual faz parte o Partido Republica-
no dos EUA ou o CDS-PP de Portugal
Em Taiwan, a República da China, o Partido Nacionalista Chinês (中國國民黨 - Zhong Guo Guo Ming Dang, também conhecido por Kuomintang), que controlou o Parlamento taiwanês (Yuan) desde 1947 até o início deste ano - foi derrotado nas eleições pelo Partido Democrático e Progressista (民主進步黨 - Minzhu Jinbu Dang) - emitiu um relatório sobre esta pesada e histórica derrota na reunião do seu Comité Permanente. O relatório aborda os erros na "adopção de políticas pelo governo" que fizeram com que o povo taiwanês se afastasse do partido que transformou Taiwan numa espécie de pequena potência asiática, como os altos preços da habitação, a subida nos preços do gás e da electricidade ou a paralisação dos salários, mas o principal problema foi a aproximação económica à China comunista, algo nunca muito bem encarado por muitos taiwaneses. O facto do Kuomintang ter falhado em manifestar e clarificar a sua posição junto à opinião pública e o incidente que envolveu a cantora taiwanesa Chou Tzu-yu (周子瑜), que sofreu pressões por parte da República Popular da China depois de ter exibido uma bandeira da República da China num programa de televisão da Coreia do Sul em vésperas das eleições, também contribuíram para a derrota eleitoral, levando o partido a reconhecer que perdeu o apoio do povo, que durou até 2012, e a deparar com desafios futuros mais difíceis.

É proibida a bandeira do Kuomintang, que é a bandeira da República da China,
na República Popular da China e também nas regiões administrativas e espe-
ciais de Hong Kong e de Macau. A bandeira da República da China é conhe-
cida por "Céu Azul, Sol Branco, Terra Inteira Vermelha" (青天白日滿地紅). O
azul significa o nacionalismo e a liberdade, o branco simboliza a democracia e
a igualdade, e o vermelho reflecte a fraternidade e o modo de vida dos chineses

Tempo de antena do MRPP

video

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Barragem do Covão dos Conchos

A barragem do Covão dos Conchos, na Serra da Estrela, foi construída em 1955 e desvia as águas da Ribeira das Naves até à albufeira da Lagoa Comprida. As imagens que podemos ver foram captadas por um drone e mostram-nos que o túnel, que tem mais de 1500 metros e que fica num local de difícil acesso, cria a ilusão de um buraco natural no lago.

video

Mas então não era para acabar com a austeridade?

O líder da geringonça conseguiu que Bruxelas aprovasse o OE 2016... com reservas
Tinha que ser. Para os socialistas, habituados a dar cabo do país, a culpa é sempre dos outros. Já se esqueceram todos do que fez o Sócrates, que deixou Portugal na bancarrota e chamou a troika. É tudo culpa de Bruxelas, é claro. Não, meus caros, a culpa é de quem dá votos a esta escumalha.

Havemos de chorar os mortos se os vivos os não merecerem (António de Oliveira Salazar)

A Maçonaria está por detrás das engenharias sociais


E quem o diz é o ex-maçon francês do 14.º grau Serge Abad-Gallardo, de ascendência espanhola, que publicou recentemente um livro, Por qué dejé de ser masón (Por que deixei de ser maçon). De acordo com este ex-maçon, as leis francesas do aborto, da eutanásia, do «casamento gay» ou da adopção de crianças por parte de «casais gays» foram arquitectadas pela Maçonaria e cerca de 20% dos deputados franceses são maçons, embora a Maçonaria represente apenas 0,3% da população francesa. A Maçonaria não escolhe partido político, pois existem maçons de diferentes partidos, e tem o objectivo de destruir a influência do Cristianismo na cultura antropológica e manipular as sociedades, acabando assim com a superior civilização ocidental.
O professor João José Horta Nobre, autor do blogue História Maximus, tem razão em chamar terroristas aos maçons e alerta para o facto de em Portugal eles já influenciarem eficazmente todos os governos desde 1974, havendo quase 90% de deputados portugueses que dependem de líderes parlamentares maçónicos. "Tivemos um político em Portugal nos últimos 200 anos, apenas um, que realmente combatia esta escumalha a sério e chegou até a ilegalizar a mesma. Chamava-se António de Oliveira Salazar e jaz hoje em campa rasa no cemitério do Vimieiro. O facto de Salazar ter sido o maior inimigo da Maçonaria em Portugal nos últimos 200 anos talvez ajude a explicar o porquê de o mesmo ser actualmente tão demonizado pelo actual regime maçónico que governa Portugal..." - o Salazar era um homem extremamente católico e católico que é mesmo católico é contra a Maçonaria, que é de essência cabalística pagã, e vários foram os Papas que combateram essa seita herética (Clemente XII, Bento XIV, Pio VII, Pio IX, Bento XVI, etc.).
Esta notícia na verdade não surpreende minimamente os conspiracionistas como nós aqui.

Tiroteio entre negros e indianos


Mais um episódio promovido pelo multiculturalismo em Portugal, mais precisamente na Serra da Luz, em Loures. O pior é que houve vítimas que levaram por tabela e as autoridades não detiveram ninguém.

«Colónia fica a 2500 Km daqui!»

Em Murmansk, na Rússia, 51 «refugiados» que já tinham sido expulsos da Noruega por mau comportamento puseram-se a assediar e molestar russas na discoteca 'Gandvik'... e acabaram por ser brutalmente espancados por um grupo de russos. Os alógenos ainda chegaram a fugir, mas felizmente foram apanhados e receberam a devida educação. Um dos russos disse-lhes que "Colónia fica a 2500 quilómetros daqui" e, segundo testemunhas, a própria polícia também aproveitou para dar porrada nos alógenos. Resultado: 33 alógenos detidos e 18 alógenos no hospital.

Bem-vindos à Rússia, «refugiados»!

Em Colónia ninguém leva os «refugiados» a mal, pois é Carnaval!


Confirmados 22 casos de agressão sexual durante os festejos de Carnaval em Colónia. Num dos casos, um «refugiado» afegão de 17 anos deixou inconsciente uma mulher depois de lhe ter dado porrada e esta quando recuperou os sentidos percebeu que tinha sido violada.
Vejamos o lado positivo da coisa: em comparação com o Carnaval de Colónia do ano passado, houve, pelo menos a nível oficial, menos 28 casos de agressão sexual...

«As crianças alemães têm de aprender árabe»


Foi isso que disse o presidente da Universidade Kühne Logistics, Thomas Strothotte. A ideia dele é a de que o povo alemão tem que estar "a par da realidade" porque o árabe é uma das línguas mais faladas do mundo, razão pela qual as escolas alemães têm obrigatoriamente que ensinar árabe aos alunos.
Com que então é preciso aprender árabe na Alemanha por ser uma das línguas mais faladas do mundo, hem? Então e o português não é ainda mais falado que o árabe? Por que é que os alemães não aprendem obrigatoriamente a língua de Camões então? Esse Thomas Strothotte só pode mesmo é ser um visionário! Com certeza que ele já sabe que no futuro os teutões cederão o seu lugar aos novos nativos (turcomanos, magrebinos e árabes) da Alemanha...

Então, sr. primeiro-ministro finlandês?

Juha Sipilä
O primeiro-ministro finlandês, Juha Sipilä, tinha dito que ia acolher uma família de «refugiados», mas mudou de ideias por motivos de segurança. "Perguntei aos peritos em segurança para avaliar se seria seguro que uma família com crianças viesse. Devido à enorme publicidade, a situação está de tal maneira que isso não seria razoável neste momento", disse o homem, que tem três casas, à rádio finlandesa YLE. A intenção inicial dele era colocar uma família de «refugiados» na sua casa em Kempele, a sua terra natal, no norte da Finlândia.
No ano passado, cerca de 32 mil «refugiados» foram acolhidos no país dos lapões, mais 3600 «refugiados» do que em 2014. Os problemas derivados aos «refugiados» já fizeram com que no país existam agora patrulhas de vigilantes finlandeses contra a escumalha alógena.

«Yo, o sr. Sipilä é um racista! Primeiro diz que nos quer e agora já não nos quer!»

Casamento com menores entre os imigrantes é um direito humano à vida familiar!


É isto que diz uma organização de defesa dos direitos das crianças no Paquistão Arábia Saudita Irão Brunei Dinamarca! De acordo com Rasmus Kjeldahl, o director da organização Børns Vilkår (Direitos das Crianças), nem sempre os casamentos pedófilos são inaceitáveis! O homem disse isto a propósito das meninas que já são noivas nos centros de acolhimento de «refugiados»: "Nós temos que ter a certeza absoluta que não se tratam de relações forçadas ou por causa do dinheiro ou aflição financeira quando acontecem muitas destas relações parecidas com a pedofilia. Nesses casos as crianças têm que ser protegidas... Mas pode haver casos em que as circunstâncias indicam que é uma relação igual, respeitosa, e que (como tal) não devemos estar contra 'o direito à vida familiar'".
Ah, bendito politiquismo correcto que é incapaz de chamar os bois pelos nomes... Com que então existem casamentos pedófilos que são relações iguais e respeitosas... Mas este Rasmus Kjeldahl é um pedófilo ou é apenas um anormal??

Provisoriamente líder!


Nova jornada, nova goleada e finalmente líder, ainda que à condição. No jogo antecipado da 21.ª jornada da Liga NOS fomos a Belém, localidade onde nasceu o nosso clube, derrotar o clube dos nossos antigos dissidentes, que tem vindo a crescer de rendimento, por 5-0. Mitroglou fez um hat-trick e chegou aos 15 golos na Liga NOS e Jonas bisou, o que fez dele o melhor marcador dos campeonatos europeus com 21 golos apontados (e zero cotoveladas)! Que categoria (a própria UEFA rendeu-se à nossa "máquina de fazer golos")! "Liderança? Não tem peso e nós não nos guiamos por isso. A nossa motivação não está ligada aos outros. Nós fizemos uma grande exibição, a nossa organização foi excelente e foi uma noite muito boa. A vida dos outros compete aos outros. Nós olhamos para nós e queremos cada vez marcar mais golos", disse Rui Vitória, que vai agora ter de preparar muito bem a nossa equipa para o confronto com o CRAC, no próximo dia 12 (sexta-feira). "FC Porto? Em termos de resultados é uma realidade que esta é o nosso melhor momento. Agora, cada jogo tem uma história e sabemos que será um desafio difícil. Nós estamos confiantes, os jogadores estão muito disponíveis e vamos preparar esta partida com todo o cuidado, mas com a ambição de querer ganhar", acrescentou.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Europeu de Futsal 2016: Portugal vence Eslovénia (6-2)


A selecção portuguesa de futsal entrou com o pé direito na primeira fase do Europeu de 2016 da Sérvia com uma vitória por 6-2 sobre a Eslovénia na Arena Belgrado. O mágico Ricardinho apontou um hat-trick, Fábio Cecílio bisou e Pedro Cary marcou também ele um golo. Os eslovenos, que marcaram através de Čujec e Vrhovec, já tinham perdido no primeiro jogo do grupo A com a anfitriã Sérvia, a próxima adversária de Portugal no domingo às 20 horas de Portugal continental. "Queremos a liderança do grupo, por isso temos de ganhar à Sérvia", assumiu o seleccionador Jorge Braz que vai tentar, uma vez mais, levar Portugal a conquistar finalmente um título europeu. A Espanha é a dominadora da modalidade a nível europeu com seis ceptros, seguida da Itália, com dois, e a Rússia, com um. O melhor que a selecção conseguiu foi o 2.ª lugar, no Europeu de 2010 da Hungria ganho pela Espanha.


Vamos lá, Portugal! À oitava é de vez!

Benfica termina o ano chinês da cabra na liderança

Devido à celebração do ano novo chinês, os jogos da 3.ª jornada da Liga de Elite foram antecipados para o meio desta semana e o campeonato macaense já tem um novo líder isolado: o bicampeão Sport Macau e Benfica, que goleou ontem sem problemas o Chuac Lun por 7-0 (golos de Lionel Fernandes [bis], Marco Meireles [na foto], Bernardo Marques, Lei Chi Kin, Nicholas Torrão e Edgar Teixeira), tem o melhor ataque da prova (20 golos) e mantém a sua baliza inviolada. Aqueles que parecem ser os concorrentes directos do Benfica deste ano, Chao Pak Kei e Sporting, perderam pontos depois de terem empatado, respectivamente, com o Lai Chi (1-1) e o Monte Carlo (0-0). O mais forte concorrente do Benfica no ano passado, a besta negra Ka I, e a Casa de Portugal não jogaram e em último lugar da prova continua o Kei Lun, sem um único ponto conquistado. O futebol macaense regressa agora no próximo dia 19.

Butaneses do Benfica


Os butaneses Tashi Dendup e Tandin Wangchuk estão desde Janeiro em Portugal, mais precisamente em Évora, e aquilo que os faz felizes por lá é o... Sport Lisboa e Benfica. A paixão pelo futebol levaram estes dois homens, de 35 e 33 anos respectivamente, a querer ver um jogo no Estádio da Luz mal chegaram ao país porque "o Benfica é muito conhecido por causa da Champions". Ambos viram o Benfica vencer ao Arouca por 3-1 para o campeonato e a experiência foi "empolgante". Tashi é um engenheiro eléctrico e está a fazer investigação na Universidade de Évora enquanto que Tandin é um informático que foi para o mesmo estabelecimento de ensino com a bolsa Erasmus Mundus. Ambos são professores universitários no país deles, em Phuentsholing, falam um inglês fluente e garantem que o Butão é um país muito feliz. "O Butão é um país muito feliz. A natureza é preservada, não há tensões. E a prova é que os butaneses, mesmo quando vão para fora, regressam sempre", explicou Tashi.
O Butão é uma nação budista dos Himalaias que está encravada entre a Índia e a China. Os primeiros europeus a chegar a esse país, que limita o número de turistas para evitar uma invasão de mochileiros (turistas aventureiros) que abale a cultura nacional, foram os jesuítas portugueses Estevão Cacela e João Cabral. Ah, e viva o Benfica que é maior que Portugal porque é universal!!

O Benfica não é isto!


O Benfica B perdeu com o Futebol Corrupto do Porto B por 0-1 nas meias-finais da Premier League International Cup, um torneio para equipas de sub-21 organizado pela liga inglesa, e alguns energúmenos que se fazem passar por adeptos do Glorioso roubaram o cachecol e uma camisola dos Andrades a um menino portista, Leonardo, que assistia ao jogo numa cadeira de rodas. A camisola foi oferecida ao Leonardo pelo guarda-redes Raúl Gudiño, que na segunda parte do jogo segurou a vitória portista e ajudou a qualificar o fcp B para as meias-finais, onde vai defrontar o Villarreal.
Esses atrasados não são adeptos de futebol ou do desporto em geral: são simplesmente adeptos de merda que não fazem falta nenhuma!

Verdadeiro policiamento de proximidade

Nos Estados Unidos, tão massacrados nos últimos tempos com casos de alegados abusos por parte dos agentes da polícia sobre os negros, o agente Bobby White foi chamado para dar resposta a uma queixa num bairro desfavorecido na Flórida. O motivo parecia ser o barulho que uns rapazes negros andavam a fazer. Bobby resolveu o assunto jogando basquetebol com eles e passou a ser conhecido como o Basketball Cop (Polícia do Basquetebol).

video

Bobby tinha prometido que voltava com reforços ao bairro para jogar novamente basquetebol com os putos. A polícia de Gainesville decidiu então ajudá-lo a cumprir a promessa e chamou a antiga estrela da NBA Shaquille O'Neal para ser o seu reforço de peso. O resultado foi uma verdadeira festa.

video

Muito bom, mas muito bom mesmo.

«Vós não transformareis a Grécia num gueto de imigrantes ilegais!»

O eurodeputado grego e porta-voz do partido nacionalista Aurora Dourada (Χρυσή Αυγή), Ilias P. Kasidiaris (Ηλίας Π. Κασιδιάρης), até pode ser um «nazionalista» assim com aspecto de magrebino e negacionista do Holocausto, mas é impossível não lhe dar razão naquilo que ele diz no vídeo que se segue:

video

Para quem não se apercebeu, os lacaios da maçónica União Europeia abandonaram a sala antes de Ilias começar a falar. Deve ser porque os mais de 9% dos eleitores gregos que votaram na Aurora Dourada para o Parlamento Europeu não são provavelmente representativos (a Aurora Dourada tem 17 assentos parlamentares na Grécia, o que faz do partido o terceiro mais representado do país) e isso de ouvir opiniões com as quais não concordamos não é coisa dos democratas...

Quanto nos custou já António Costa?

Custou muito. E vai custar mais. Quem o diz é a Comissão Europeia, que dita todas as regras deste sinistro jogo. 

Segundo Bruxelas, o crescimento da economia portuguesa que António Costa prevê no seu projecto orçamental não se vai concretizar. Isto traduzido em qualquer dos idiomas comunitários quer dizer que Portugal continuará a endividar-se sem qualquer vislumbre de alívio para o contribuinte português que, em média, vê metade daquilo que aufere ser-lhe confiscado por um Estado insaciável. 

António Costa e o seu estranho mecanismo de entendimentos no Parlamento foi-nos directamente ao bolso, várias vezes, neste seu curto consulado. 

Para agradar aos seus relutantes parceiros vermelhos, saltou de megafone apontado à finança internacional comprometendo-se urbi et orbi a reconquistar a TAP, fazendo-a regressar «a bem ou a mal», ao controlo dos plenários da CGTP. Os donos da TAP ficaram calados, à espera de ver onde ia parar este ímpeto maximalista. Não foi longe. Na verdade, não foi a lado nenhum. Não aconteceu nada porque nada podia acontecer. Porque a venda da TAP foi celebrada pelo Estado Português num negócio validado por vários regimes jurídicos, com cláusulas à prova dos arrebatamentos das vanguardas do operariado. 

Os negócios do Estado Português não são, nem podem ser, fruto de repentismos ideológicos. A nossa credibilidade, a nossa notação financeira, o nosso rating depende disso. Depende, afinal, da nossa honestidade colectiva. 

Não tendo acontecido nada na TAP (nem se antecipa que possa vir a acontecer, por absoluta falta de espaço jurídico), este «a bem ou a mal» do primeiro-ministro pontuado com um «se não for com acordo é sem acordo», mereceu sem dúvida várias entradas nos relatórios das três agências de notação financeira, cujo parecer determina os juros que Portugal paga. 

Indicadores que se juntaram aos relatos da histórica decisão do Banco de Portugal de meter as dívidas que o BES tinha para com os maiores fundos de investimento do mundo num qualquer Banco Péssimo, inventado para formalizar calotes nacionais e internacionais. 

É muito revisionismo para um Governo menchevique com poucas semanas. 

António Costa está a mostrar ao país e ao mundo a sua trágica dependência dos bolcheviques. 

Não contente com meros desafios à City londrina e a Wall Street, atirou-se às 35 horas semanais para os funcionários públicos como se fosse um acto financeiramente neutro. Não é. Custa muito dinheiro público de gente privada. 

Bruxelas também tomou nota registando que, com tanto disparate, as dívidas portuguesas iam derrapar uns milhares de milhões para além do que previa o projecto orçamental de Mário Centeno. O ministro das Finanças nega. Tem a fé dos videntes de que, por cada euro que mete na economia desta terra abençoada, saem miraculosamente quatro euros. Em Bruxelas sorriem piedosamente e perguntam: "Como?" 

O primeiro-ministro diz que tudo isto são meras «questões técnicas». E é verdade. Como é verdade que o resgate da troika no Governo de Sócrates foi, essencialmente, uma questão técnica. Como o foram as sujidades financeiras do BES e do Banif, que ficaram depois da saída limpa de Passos e Portas. 

Tudo isto para dizer que, espicaçado pelas hostes bolcheviques - tal como Alexander Kerensky, o chefe do Governo russo na Revolução de Outubro -, também o primeiro-ministro minoritário de Portugal vai cedendo ao populismo ideológico até à capitulação. 

Com isso, abre caminho seguro para o novo resgate da economia portuguesa. Provavelmente, na viagem desta semana à Europa dos dinheiros, também António Costa foi admoestado do mesmo modo que Mário Soares o foi durante o PREC por Henry Kissinger em Washington. 

- Olhe que o senhor ainda se torna num Kerensky - disse Kissinger. 

- Mas eu não quero ser um Kerensky - respondeu um ultrajado Mário Soares. 

 - Também Kerensky não queria - rematou Kissinger.


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Papa tenta aproximar Vaticano à China


O Papa Francisco concedeu no passado dia 28 de Janeiro uma entrevista, tendo como pano de fundo as comemorações do ano novo chinês que este ano começa no próximo dia 8, em que fala da China. Segundo o Asia Times, o Santo Padre manifestou uma grande admiração pelo enorme país asiático dizendo que sempre foi "um ponto de referência de grandiosidade". "Mas, mais do que um país, uma grande cultura com sabedoria inesgotável" e "uma terra abençoada por muitas coisas e a Igreja Católica tem o dever de respeitar todas as civilizações".
A rápida modernização da China é uma coisa que o mundo não deve temer, diz ainda o Sumo Pontífice, pois "o medo não é bom conselheiro" e a China, tal "como todas as populações", também passa por "momentos sombrios", daí ter pedido paz, esperança e reconciliação para o povo chinês "que está a avançar".
Na China está a verificar-se agora aquela que é a maior migração humana do mundo devido à grande festa que reúne as famílias chinesas característica desta altura do ano, o que levou o Papa a enviar os melhores votos e cumprimentos ao povo chinês e ao presidente Xi Jinping. "O mundo espera pela vossa sabedoria", concluiu assim a entrevista.
A China rompeu relações com o Vaticano em 1951, dois anos depois da implantação da República Popular comunista e do começo da perseguição aos católicos por serem "reaccionários". Em 1957 foi criada a Associação Patriótica Católica para evitar interferências externas e assegurar o respeito às políticas comunistas por parte da comunidade católica. O Partido Comunista Chinês, profundamente ateu e marxista, ainda hoje obriga os seus cerca de 80 milhões de membros a ser ateus, mas a aproximação entre o Vaticano e a China parece estar de facto a dar-se. O Vaticano confirma diálogos com Pequim e o seu porta-voz, Pe. Federico Lombardi, confirmou que "houve avanços, como era previsto". Um claro sinal de mudança foi a primeira nomeação em três anos de um bispo chinês com o consentimento do Vaticano, D. Joseph Zhang Yinlin.

Das Tormentas à Boa Esperança


Fez ontem, dia 3 de Fevereiro, 528 anos que foi dobrado o Cabo das Tormentas. Bartolomeu Dias, navegador português ao serviço do rei D. João II, desembarcou em Mossel Bay, perto do que é hoje a Cidade do Cabo na África do Sul, abrindo assim o caminho entre o Atlântico e o Índico. D. João II mudou o nome do cabo para Cabo da Boa Esperança (Cape of Good Hope em inglês, Kaap de Goede Hoop em holandês e Kaap die Goeie Hoop em afrikaans) por prometer a tão desejada chegada à Índia, alcançada por Vasco da Gama em 1498.

Partidos dali, houveram vista daquele grande e notável cabo, ao qual por causa dos perigos e tormentas em o dobrar lhe puseram o nome de Tormentoso, mas el-rei D. João II lhe chamou cabo da Boa Esperança, por aquilo que prometia para o descobrimento da Índia tão desejada (João de Barros in Décadas da Ásia).

Já há 3 milhões de muçulmanos no Reino Unido!

O número de muçulmanos no Reino Unido dobrou numa década
Tower Hamlets é a zona mais islamizada do Reino Unido
Mais prisioneiros muçulmanos no Reino Unido que nunca
Em 2012, 85% dos muçulmanos viviam de subsídios
1/3 dos bangladeshis e paquistaneses não trabalha nem quer trabalhar
video
A poligamia e a Segurança Social no Reino Unido

video
O islão cresce enquanto o Cristianismo, ainda que protestante, declina